História The Máfia Business - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Hentai, Máfia, Naruto, Sasusaku
Visualizações 253
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu ia postar só na quarta como tinha avisado, mas acabei terminando o capitulo mais cedo! Pq não postar ne?
Dá uma relaxada antes do Enem pessoal!

Capítulo 13 - Capítulo 13: sangue


Fanfic / Fanfiction The Máfia Business - Capítulo 13 - Capítulo 13: sangue



Sakura encarou a janela do carro, pode vê quando a Karin saiu do prédio, a mala azul abaixo do braço, porém, notou a presença do Itachi atrás da mulher.

Pode vê os olhos castanhos da mulher de cabelos vermelhos rolar de um lado para outro, talvez a sua procura, mas o carro parou em frente a eles e ambos entraram no carro de luxo.

— Como está as coisas com o Naruto? 

Sakura olhou para Temari que havia se pronunciado depois de algum tempo, Hinata olhou pela janela para qualquer ponto, pode se ouvir o suspirar dela.

— Eu estou grávida do Naruto!

As duas olharam espantada para a morena, elas se entreolharam, Hinata suspirou pesadamente, nem sequer havia visto Naruto ainda.

— você já falou com ele?

Sakura perguntou, Hinata a encarou e sorriu sem emoção, ele havia acusado de trair a ele, então nem acreditaria que era seu filho.

— Não, por que eu falaria?

— por que ele é o pai né!

Temari falou encarando as unhas, havia muitos fatos que  ela não sabia sobre a briga que envolvia os dois.

— Eu fui pra amsterdam, passei dias lá! Ele nem sequer ligou pra mim. Eu dei uma escolha pra ele, e bem ele escolheu.

Ela falou encarando o nada, era horrível como havia se sentido nos primeiros dias, mas então o enjoo veio. 

E no fim ela seguiria com sua vida, com ou sem o Naruto. Tenten bateu na janela, Hinata destracou a porta do carro.

Sakura pensou no que havia acontecido a pouco tempo atrás, Tinha que achar o Sasuke, 2 semanas era muito tempo, ela não queria pensar no que havia acontecido com ele, na tortura física e psicológica, Sakura respirou fundo.

— Vamos até o Sasuke, peça localização para Shikamaru.

Sakura falou para Temari que assentiu, porém, não era uma boa ideia, Sakura não estava preparada para uma troca de tiro ainda.

— E melhor você ir pro hotel!

Hinata falou encarando a mulher de madeixas rosas, Sakura não podia, queria falar para o Sasuke o que havia descoberto. 

— Vamos encontrar o Sasuke! Eu preciso acha-lo! Ele tem que saber uma coisa.

Sakura falou sentindo a voz trêmula pelo choro que viria, porém, depois de uma forte inalada no ar a voz suavizou novamente.

— Isso é uma ordem.

Sakura falou olhando para todas ali, sem opção elas seguiram para o endereço que Shikamaru enviou, afinal, Sakura era a matriarca da família Uchiha tecnicamente.

Karin sentia o peso sobre o colo, havia feito Sakura falou, mas Itachi a seguiu para irem embora juntos.

Ela encarava o próprio reflexo na janela escura, Karin desgrudou o rosto, vendo que o carro parava em frente ao pequeno armazém de alimentos, deveria ser o último lugar que Sasuke ficaria, antes que sua execução acontecesse.

Karin deixou o carro sentindo o peito a mil, o coração batia freneticamente, ela sentiu os dedos tocarem a curvatura da coluna, a mão de Itachi repousou ali.

— escolha uma roupa dela! Quero vê o olhar de pânico do meu tolo irmão.

Karin parou abruptamente, ele queria que ela fizesse isso agora? Karin sentiu medo de como Sasuke iria reagir.

— agora? 

Itachi tirou a mão da costa da mulher de cabelos vermelhos, ele deu um passo ficando a frente da Karin.

— Sim, algum problema?

Itachi olhou para ela, desconfiado, Porém, o homem ouviu seu nome ser chamado.

— Itachi.

A voz arrogante falou, o moreno virou encarando Tobirama, ambos se encararam por alguns segundos.

— Venha comigo, por favor.

Tobirama falou virando de costa, seguindo em direção ao corredor. Itachi se pôs a segui-lo, pode vê quando ele entrou na sala que Sasuke estava. 

Karin suspirou profundamente vendo que não teria escolha ao fazer o que lhe foi mandado.

Ela foi para o banheiro com a mala em mãos, Karin revirou a mala, tinha poucas roupas ali, a ruiva puxou o vestido junto veio o paletó de Sasuke, Karin escutou quando algo desenrolou do tecido acertando o chão, ela pegou a caixinha preta, abriu vendo o anel.

Karin sentiu a dor abrasante em seu peito, Sakura não devia ter feito a mala, provavelmente Karui tinha feito, pegou o anel colocando em seu dedo.

Ela estendeu a mão, a fina haste dourada junto a pedra presa no centro, Karin quis chorar, porém, a batida forte na porta fez ela se assustar.

— Vamos, Karin.

Itachi gritou do outro lado da porta, ainda com o anel em dedos, ela se apressou a tirar suas roupas, vestiu o vestido azul claro, flores coloridas adornavam o tecido fino.

Karin saiu da sala, Itachi sorriu olhando para a mulher, eles seguiram para sala no fim do corredor. O coração batia freneticamente em seu peito, quando Itachi abriu a porta, seu estômago embrulhou, o nervosismo fez com que ela apertasse o tecido por entre os dedos.

A princípio ela não pode reconhecer o homem que estava sentado ali, o rosto inchado em vários tons de roxo e verde, não conseguiria contar os cortes que tinha pelos braços, eram muitos um em cima do outro.

O tórax marcado por escoriações em vários graus, ainda havia cortes e queimaduras. Karin virou o rosto evitando olhar ainda mais para o corpo machucado de Sasuke.

— olhe que linda! Acho que você conhece as roupas!

Karin foi obrigada a olha-lo, os olhos negros quase não abrim direito, porém, pode-se notar a mudança brusca no corpo dele.

Ele não só reconheceu o vestido, como também pode vê o anel em seu dedo.

Sasuke moveu o corpo para cima, a dor excruciante de seu corpo não era nada comparado ao vê, Karin usando o vestido de Sakura, e ainda por cima o anel que faria o pedido de casamento.

Itachi riu vendo o desespero do irmão, quando mais se debatia mais o arame cortava a carne dos seus braços.

Karin se assustou quando Itachi a puxou forçando ficar frente a frente com Sasuke.

— Fiquei ai! Eu já volto.

Itachi falou rindo enquanto caminhava em direção a porta, Karin abraçou os próprios abraço os próprios braços tentando se consolar.

— Eu vou matar você!

Sasuke gritou ainda mais ensandecido, ele estava a beira da loucura, Karin quis falar a verdade, que Sakura estava viva, porém, no que isso ajudaria? 

Talvez ele devesse pensar isso, que ela estava morta, para que de alguma maneira ele a amasse, Karin estava pronto para concretizar talvez a maior estupidez que já pensou.

Se ela salvasse o Sasuke, tirasse o dali omitindo que Sakura estivesse viva talvez ela tivesse chance, chance de fazer ele se apaixonar por ela.

Porém, ao sentir as mãos úmidas em seu pescoço, os planos mudaram, Sasuke havia se soltado de alguma maneira, enquanto ela delirava com seus pensamentos, ele se aproximou.

Podia sentir a respiração diminuir, os dedos pálidos e quase sem forças, mal podia enxergar os olhos de Sasuke, quando o ar lhe faltou ainda mais, notou que ele realmente lhe mataria.

— Ela esta...viva…

Karin sibilou a voz morria na garganta, diminuiu o aperto, e Karin novamente sussurrou.

— Ela esta… viva.

Sasuke soltou o pescoço dela, Karin caiu no chão respirando o máximo que podia, ela viu Sasuke mancar em direção a mesa.

Ele apertou o cabo da lâmina por entre os dedos, Sasuke sentia o sangue pingar de seus braços é a sua dor não se comparava com raiva que sentia.

 Sakura ainda está viva, então ele a encontraria antes que a própria morte lhe achasse.



Notas Finais


Talvez a fanfic tenha um trágico final!
Só talvez! Ainda não decidi.
Ranço do Itachi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...