História The Mafious - Imagine Yuta Nakamoto - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT), Super Junior
Visualizações 166
Palavras 1.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eae bb's, tudo suave?
voltei aqui com mais uma fic, espero que vocês gostem
Boa leitura ❤

Capítulo 1 - Introduction


"Isso não é um jogo por que você não pode se separar da realidade" 

        B.A.P (비에이피) - One Shoot


                          {~}


20 de Novembro de 2017 às 01:30AM

Era uma madrugada fria de Novembro, eu havia acabado de ser liberada da faculdade, cursava música em Tokyo.

As ruas são muito movimentadas a essa hora, estranhei por que estavam vazias e não havia uma alma sequer, poucos carros passavam na rua mais famosa de Tokyo, a Takeshita Street.

Haviam alguns Outdoors ligados e poucas lojas abertas, não sei se está acontecendo algum toque de recolher, pelo fato da Yakuza (N/A: máfia japonesa, para os que não sabem) estar ameaçando o governo, incluindo meu pai. 

Esqueci de me apresentar, meu nome é S/N Kitamura, tenho 20 anos, curso música na Tokyo Daigaku, e a respeito do meu pai, ele é o promotor, por isso da Yakuza estar ameaçando ele, minha mãe foi morta a pouco tempo, pela Yakuza.

Minha vida é uma bagunça, uma hora estou nos Estados Unidos à estudos, outra na Coréia do Sul com meus avós para não correr algum risco de vida e também para cuidar deles, outra no Brasil com a família de minha mãe, não consigo mais ter uma moradia instável, me sinto uma nômade.

Agora vamos voltar ao presente, resolvi parar para comer em uma lanchonete que estava aberta, mas antes liguei para meu melhor amigo, Taeyong, que por coincidência estava na outra rua, adentrei a lanchonete e aguardei sua chegada.

Não pude deixar de reparar que havia alguém me encarando, decidi matar a curiosidade e dar uma olhada disfarçadamente, mas não havia ninguém. 

-S/N!-disse em um tom de preocupação, eu e Tae somos amigos desde que nascemos, sem brincadeira, nossas mães eram melhores amigas e nascemos no mesmo dia e no mesmo hospital, pura coincidência - Você não tá sabendo do toque de recolher, não assiste jornal não menina? 

-Oi Tae, toque de recolher? Não, eu passei o dia todo na faculdade meio que me desliguei do mundo, perdão! O que houve dessa vez?

-Meio que se desligou?- falou em tom irônico- Se desligou totalmente! Acontece simplesmente que a Máfia tá na cola do governo, denovo, e o seu pai- dei um pisão no pé dele- q-quer dizer, o senhor Kitamura mandou um toque de recolher para todo mundo, para não acontecer nada de grave

-Sorte a sua que ninguém ouviu. . .eu espero- dei uma breve pausa- A Máfia, o que eles querem dessa vez?- falei brava- já não basta a minha mãe, o que eles vão querer agora? Eu? (N/A: S/N, por que você falou isso desgraça) vou pra casa ver qual vai ser meu país de destino agora!

-Ai S/N, para de drama, eu acho que dessa vez eles não vão querer você, e sim o Kitamura, e aí, vai querer o que? Eu tô com fome!

-Não é drama Taeyong! Você se esqueceu que eles mataram minha mãe por uma cagada do meu pai? Nossa sua baleia obesa! Vou chamar a garçonete

-Vai na minha S/N, não vai acontecer nada, eu vou estar com você 24 horas por Dia! EU NÃO SOU GORDO, só estou com fome, fiquei o dia inteiro treinando pra porra do teste da S.M, se eu não passar, eu processo! 

-Você vai acabar no hospital, denovo!- chamei a garçonete- Eu estou morrendo de fome

-Konnichiwa, o que vão querer?- disse a garçonete

-Konnichiwa, eu vou querer um Kushikatsu (N/A: é um prato tradicional japonês composto por pedaços de carne de porco e legumes empanados fritos no espeto de bambu) e você? 

-Eu eu vou querer um Takoyaki (N/A: é um bolinho de polvo cortado em pedaços frito) 

-Algo mais?- não pude deixar de notar que ela estava louquinha por Taeyong e deixei escapar um riso 

-Só- disse Taeyong- por que riu?

-Mais lerdo não existe! Não reparou que ela estava louquinha por você? Até deixou um papelzinho ai, deve ser o número dela, se a Seungwan souber, cê tá fodido!

-Carai, tu é vidente agora?- virou o papelzinho com o número da garçonete- e o Ten vai ficar putasso com o carinha da outra mesa 

-Era meio óbvio né, pega o número dela pra passar trote!- começamos a rir, sim, eu com meus 20 anos nas costas não tenho UM PINGO de maturidade- que cara da outra mesa?

- Aquele lá de trás, não para de olhar pra cá, e calma, não vou contar pro Ten- Ten é meu namorado, que agora está na Tailândia visitando os país, olhei disfarçadamente para o garoto que era muito bonito por sinal, cabelos castanhos, da mesma cor dos olhos, bem arrumado, só acho que ele errou o lugar, já vi ele na faculdade algumas vezes então ele não me é estranho 

-Hum, não há nada de estranho, ele só está apreciando minha beleza- bati meu cabelo 

-Nem um pouco convencida- as comidas chegaram- graças a deus!

-Arigatô!- vi o olhar da garçonete direcionado para Taeyong, e não pude conter o riso novamente, o que a fez reparar e já saber o por quê

-Bom apetite!- saiu batendo os pés 

-Mais uma vez ela pensou que ia rolar alguma química 

-Gente, eu namoro, ela não olhou pra minha mão?- levantou a mão esquerda apontando para o anel prata que estava ali a um ano

-Ai que homem fiel, Lee Taeyong, quem não te conhece que te compre, o que está acontecendo?- perguntei pegando um kushikatsu e molhando no shoyu 

-Wendy já tá pensando em casamento- me engasguei- S/N VOCÊ TÁ BEM, NÃO MORRE NÃO, CASO ACONTEÇA VOCÊ VAI SER MADRINHA ATÉ DOS MEUS FILHOS- e o prêmio de melhor ator dramático vai para... Lee Taeyong!

-Eu tô bem- falei dando um gole da coca que eu havia pedido- Casamento?... não acham que são muito jovens para isso?

-Acho, e ela também, mas os pais dela não, eu a amo muito, mas não quero me casar agora S/N!

-Eu entendo, explica pra ela, vai que ela entende

-Não, ela não vai entender e vai pensar que isso é um fora, agora... vamos focar na comida?

-Vamos!

Continuamos conversando e comendo e nem reparamos que já eram 3:00AM, a garçonete que estava dando em cima de Taeyong parou de tentar já sabendo que não ia acontecer nada, e veio nos avisar que a lanchonete estava fechando e o garoto que estava me encarando antes, havia ido embora.

-S/N, quer que eu te leve? 

- Não Tae, minha casa é muito longe e vai demorar pra voltar, pode deixar que eu vou sozinha

-Mas tem certeza, não quer dormir lá em casa? Não sei, não estou com um pressentimento bom

-Lee Taeyong... não vai acontecer nada, ou você acha que a Kuchisake Onna vai me atacar? 

-Não sei, vai que ...

-Tae, isso é só uma lenda!

-Eu sei criatura, deixei de acreditar.... deixa quieto 

-Tô indo, tchau!

-Tchau, toma cuidado- disse me abraçando apertado- se alguém aparecer na rua indo em sua direção, corre na contrária, ah, e quando chegar me liga!

-Tchau Taeyong!

Coloquei meus fones e começou a tocar Bump It do Girls Generation, de início senti uma puta vontade de performar, mas consegui me conter.

Senti que havia alguém atrás de mim, decidi olhar mais não tinha ninguém, do nada brotou um cara do inferno, ia fazer o que Taeyong me falou mas quando me virei para correr, havia outro capiroto.

Um veio em minha direção e o outro que estava mais perto me segurou, o que estava mais longe sussurrou em minha orelha

-Não vai doer nada senhorita Kitamura- que voz grave, e o que eu pensei

"Vão me estuprar, FUDEU" 

Só que eu não me lembrei que estava no Japão e não no Brasil, então suave, até que eu senti algo me furando e logo depois eu apaguei.



Notas Finais


Então é isso xuxus
Espero que tenham gostado
Me desculpem por qualquer erro
Até o próximo capítulo ♡

Link do Imagine do Jackson(GOT7):
https://spiritfanfics.com/historia/never-been-hurt--imagine-jackson-wang-9078729


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...