1. Spirit Fanfics >
  2. The Maid's Son >
  3. Elas não vão fazer nada com você, tá?

História The Maid's Son - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente!
História nova! Espero que gostem

Capítulo 1 - Elas não vão fazer nada com você, tá?


(10:33)....

Rosa: Filho, vamos!

Felipe: Mãe, eu não quero ir! Eu fico bem sozinho!

Rosa: Não posso te deixar sozinho aqui, é crime! - Felipe revira os olhos - Você fica perto de mim!

Felipe: Vai ter garotas loucas?

Rosa: Milena é super legal! Vamos meu amor! - Eles saem e entram no carro 

Felipe: Sabe que só é durante as férias de verão, né?

Rosa: Sei filho! - Ela liga o carro

[...]

Os dois descem do carro. Felipe fica boquiaberto 

Felipe: Mãe, você disse que era uma casa. Isso aqui é uma mansão!

Rosa: Pra mim é a mesma coisa! - Eles entram. Felipe fica mais próximo de Rosa 

Angelina: Olá Rosa. Quem é esse menino lindo? - Felipe sente suas bochechas quentes 

Rosa: Esse é meu filho, Felipe!

Angelina: Você é lindo, Felipe!

Felipe: Obrigado.... - Fala tímido 

Angelina: Vejo que é tímido.

Rosa: Ele é bastante! Dona Angelina, tem algum problema ele me acompanhar aqui durante as férias de verão?

Angelina: Nada amiga! Seu filho é sempre bem vindo! - Rosa sorri - Minha filha irá chegar logo. Talvez façam amizade!

Felipe: Deus me defenda! - Sussura para Rosa

Angelina: Eu volto às 18:00! - Ela pega a chave do carro e sai. Os dois vão para a cozinha. Felipe senta na cadeira do balcão e pega o celular 

Felipe: Eu não vou fazer amizade com a filha dela!

Angelina: Filho, você tem que superar esse medo!

Felipe: Eu tive que fazer visitas ao psiquiatra durante 3 anos!

Angelina: Eu sei meu amor! - Ela beija sua testa - Quer um sanduíche? - Felipe assente e ela vai para a dispensa. Felipe escuta alguém chegar

Mili: Rosa, cheguei! - Ela entra na cozinha e vê Felipe - Quem é você? - Rosa se aproxima 

Rosa: Meu filho. O nome dele é Felipe!

Mili: Prazer em conhecer você! - Felipe fica sem jeito 

Rosa: Não ligue, ele é bem tímido! - Ela coloca o prato no balcão - Seu sanduíche, filho! Quer um também?

Mili: Aceito! - Rosa volta para a dispensa. Mili senta de frente pra ele - Não gosta de pasta de amendoim?

Rosa: Ele é alérgico!

Mili: Ah sim! - Ela volta com o sanduíche - Obrigada!

Rosa: De nada. Vou preparar o almoço! - Rosa vai para o fogão 

Mili: Então.... quantos anos você tem? - Felipe não responde 

Rosa: Ele tem 16!

Mili: Por quê ele não responde?

Rosa: Ele não gosta de conversar com quem não conhece!

Mili: Por quê não andamos pelo jardim? Assim nos conhecemos melhor! - Felipe nega 

Rosa: Vai filho! - Ele nega mais uma vez

Mili: Não tem problema! - Ela termina o sanduíche - Rosa, depois do almoço, minhas amigas vão vir aqui! - Felipe congela

Rosa: Tudo bem! Quer que eu prepare lanches?

Mili: Seria bom. Aquelas meninas comem pra cacete! - As duas riem e Mili sobe para o quarto 

Rosa: Filho, você tá bem? 

Felipe: Garotas..... muitas garotas.... - Fala em "transe"

Rosa: É só ficar aqui comigo! - Ela faz carinho em seus cachos - Elas não vão fazer nada com você, tá? 

Felipe: Não confio....

Rosa: Eu tô aqui. Nenhuma menina vai.... - Eles escutam a campainha e Mili desce para abrir a porta 

Mili: Meninas, o que fazem aqui a essa hora? - Felipe levanta e fica perto da mãe 

Bia: A gente não se aguentou de saudades!

Mili: Que exagero, Bia! - Elas entram

Felipe: Mãe me tira daqui! - Sussura afoito pra ela

Rosa: Calma filho! - As meninas vêem Felipe

Cris: Huuuummmm.... quem é aquele bonitão? - Pergunta maliciosa

Felipe: Mãe! - Rosa vê as mãos do filho trêmulas. Mili percebe o quanto Felipe estava com medo

Mili: É..... meninas, vamos lá pro meu quarto! - Elas sobem 

Felipe: Eu quero ir embora! - Rosa percebe lágrimas em suas bochechas 

Rosa: Meu amor, calma! - Rosa enxuga as lágrimas do filho 

Felipe: Eu não quero ficar aqui. Mãe me leva embora.

Rosa: Não podemos ir agora, filho. Sai para tomar um ar!

Felipe: Eu não conheço a casa!

Rosa: Nos fundos tem um campo de futebol. Vai lá! As meninas não vão para lá! - Felipe sai e vai para o campo de futebol. Lá, já tinha uma bola. Ele ficou alguns minutos jogando bola sozinho, até que escuta vozes de meninas 

Felipe: Ai não! - Ele corre para dentro - Mãe por favor, eu queria ir pra casa!

Rosa: Felipe, sente-se aí! - Felipe senta - Elas não vão fazer nada com você!

Felipe: Você não me entende.... não sabe o que passei perto daqueles seres malditos!

Rosa: Felipe, pare já com isso! - Fala nervosa. Os olhos dele se enchem de lágrimas 

Felipe: Você nunca me entendeu! - Ele sai e corre sem rumo. Felipe chega em um jardim e senta na grama chorando - Ninguém me entende..... - Ele enxuga as lágrimas. Mili se aproxima preocupada 

Mili: Felipe, cê tá bem? - Ele se afasta - Calma, não vou te fazer mau! - Ela senta um pouco afastada - Tem medo de garotas? - Ele cora e ela percebe - Pode me falar. Eu não vou rir! - Ele respira fundo 

Felipe: Sim.... tenho medo de garotas.... - Ele abaixa a cabeça 

Mili: Pode me falar por quê?

Felipe: Você não vai entender....

Mili: Se tentasse me explicar, talvez eu entenderia! - Ele levanta chorando

Felipe: Não.... ninguém me entende. Ninguém sabe o que eu passei!

Mili: Calma! - Ela levanta 

Felipe: Vocês garotas são monstros! - Mili fica perplexa. Ele sai correndo....




(Opiniões por favor)

Obs: Ninguém chama ele de Mosca, por enquanto 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...