História Maze Runner - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Apocalipse, Bts, Correr Ou Morrer, Fanfic Bts, Hoseok, Imagine, Imagine Bts, Jimin, Jungkook, K-pop, Namjoon, Seokjin, Taehyung, The Maze Runner, Univers Alternativo, Yoongi, Zombie, Zumbis
Visualizações 10
Palavras 1.176
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas antes tarde do que nunca!

Capítulo 3 - The could


POV 01

 

Depois da breve conversa que eu tive com 02 sobre os Verdugos e os perigos de encontrar com um no labirinto, 03 nos chamou para almoçar. Deixo a menina ir na frente e fico mais um pouco no local, pensando sobre o meu passado e quem eu era. Em parte eu tinha medo de descobrir algo que eu não queria, mas em outra, eu desejava saber quem eu era.

Se existia algo há mais no mundo lá fora, pessoas boas e uma vida de verdade. Uma família, amigos ou quem sabe, uma namorada. 

Foram com esses mesmos pensamentos que eu me levantei determinado em encontrar uma saída daquele lugar. Nem que para isso, tivesse que escalar os muros ou cavar até o outro lado.

 

 

 

Uma semana havia se passado desde a minha conversa com 02. As coisas estavam piorando para nós, eu via isso nas conversas durante a noite entre 06 e 07. Ambos aparentavam estar preocupados, diferente dos outros que até agora estavam absortos do que poderia estar acontecendo. 

No momento, eu e 04 estávamos afiando algumas estacas para colocar perto dos portões por ordens do 06 - Que mais tarde, eu descobri fazer o papel de líder. Foi só quando o mesmo apareceu nos chamando, que eu abandonei minha faca de caça de lado e o acompanhei, sendo seguido por 04.

- Como alguns já devem ter percebido, nós temos mais um problema para lidar. - Começa assim que todos se reúnem, menos 05 que a essa hora estava no labirinto. - Os de lá não enviaram rações ou ferramentas. Parece que agora é por nossa conta. - Declara, consequentemente, todos se olham assustados e sem uma solução para resolver aquele grande problema.

 

- Por que fariam isso? - Pergunta 03 quase sussurrando. Encaro 02 por um momento, mas a mesma se encontrava calada, olhando para os seus sapatos.

- Talvez queiram adiantar as coisas. - Digo sem pensar. Mas, decido por a minha teoria em prática ao ter a atenção de todos. - Afinal, estamos aqui para algum propósito, certo? Pelo que 06 me disse, já se passaram 7 anos, acho que eles não querem esperar mais 7 para ter algum resultado do que quer que estejam esperando.

- 01 tem razão! - Comenta 05 dando um passo para frente. Não havia visto ele chegar. - Mas algo me diz que devemos aumentar nossas buscas.

- Pelo que? - Pergunto.

- Pela saída!

Escuto metade do grupo suspirar desanimado, menos 02, que estava calada até agora. Franzo o cenho e me pergunto o que estava acontecendo com ela. Em parte fico preocupado, mas também desconfiado.

- Tudo bem 02? - Chamo sua atenção, consequentemente, a assusto.

- Sim, estou! - Responde rapidamente e sai do local, indo para dentro do bosque. Decido deixar a mesma sozinha e volto meu olhar para o labirinto, tendo uma ideia em seguida.

- Amanhã, eu quero ir lá dentro. - 04 me olha de lado com os braços cruzados e balança a cabeça.

- Então acorde cedo, vamos juntos amanhã. - 06, 07 e 03 o olham. - Está na hora do novato saber se virar.

 

 

 

O Sol já estava se pondo quando ouvimos o som irritante de uma buzina. A mesma que sempre tocava anunciando a fechada dos portões, em alguns minutos, eles deverão tampar a entrada. Mas, conforme o tempo fora passando e a noite nascendo, eles não se mexeram. Ao longe vejo 06 correndo com uma expressão preocupada, em uma de suas mãos havia uma tocha. Assim que seus olhos encontram o meu ser, o vejo suspirar de alívio e vir até mim.

- Venha 01! Temos que sair daqui. - Anuncia me puxando pelo braço. Apenas obedeço e corremos junto para dentro da cabana.

- O que está acontecendo? - Pergunto ao nos juntar com o restante do grupo.

- O que mais tememos. - Ainda confuso e absorto no que 07 queria dizer, 03 me explica de forma simples e clara:

- A entrada dos Verdugos na clareira. - Ao dizer isto, um barulho estrondoso é ouvido por toda cabana. Um verdugo havia entrado na clareira.

- Todos em silêncio! - Pediu 06 fechando a porta e 07 trancando as janelas. 

Conforme os minutos foram passando, os Verdugos foram se afastando até que o silêncio tomou conta de tudo. Apenas nossas respirações aceleradas eram ouvidas, mas logo em seguida, meus ouvidos captam sons estranhos no teto da cabana. Olho para cima lentamente e vejo que uma parte se mexia enquanto outra soltava poeira.

- Gente. - Chamo quase em sussurro, apontando para cima. 

Parecia que tudo estava no automático, pois no segundo seguinte, um Verdugo caiu do telhado e pegou 02 pela cintura, fazendo a mesma soltar um grito horrorizado.

- 02! - Grito desesperado tentando me aproximar da garota, mas sou impedido por 03.

- Temos que correr! - Berrou em meu ouvido enquanto me arrastava para fora com a ajuda de 05. Mas, apesar de tudo, meus olhos ficaram presos em 02 e na cena que se seguiu. A calda afiada e venenosa do monstro perfurou suas costas, a dor fora tanta que ela ao menos gritou de dor. Apenas me olhou sem esperanças e fechou seus lindos olhos que um dia foram admirados por mim.

- 02!

Ela fora levado pelo Verdugo, e eu pelos meninos. Nossos corpos se afastavam cada vez mais um do outro, e nossas almas se partiram com tamanho sofrimento. Podia ser impossível, mas eu a amava! 

 

 

 

Ficamos acordados a noite inteira, em cima de uma das árvores, sem fogo ou cobertores. Apesar com nossas respirações e corações acelerados. O silêncio era incômodo, mas necessário. Eu não queria falar apesar de tudo, a imagem de 02 indo embora ainda passava por minha mente. 

Quando o Sol finalmente nasceu, 03 e 05 foram os primeiros a descer, sendo seguidos por 06 e 07. Já 04, me olhava preocupado e triste ao mesmo tempo. Ele também sofria com a perda, mas duvido que se importasse tanto quanto eu.

- Temos que ir 01, precisamos de um plano. - Diz segurando minha mão e tentando me levantar, mas a retiro com brutalidade e desço da árvore, caminho com passos pesados para longe do grupo, na intenção de ficar sozinho.

- Deixem ele. Podemos nos virar sem sua ajuda. - Ao longe escuto 03 dizer, mas ignoro suas palavras ignorantes e continuo andando em frente. 

A clareira estava uma verdadeira zona. Como se já bastasse levar um de nós, os Verdugos fizeram uma verdadeira festa. Olho para as ferramentas no chão e pego o que parecia ser um facão. Provavelmente para cortar galhos ou frutas das árvores. Me viro para trás para ver se havia alguém por perto e ao constatar que estava sozinho. Respiro fundo e me viro para o enorme portão a minha frente. Começo a correr em sua direção o mais rápido que conseguia. Se eles não fariam nada para salvar 02, eu faria! Em poucos segundos eu já estava dentro do enorme labirinto.


Notas Finais


Amanhã sai o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...