História THE MIDDLE - LEE KNOW - SKZ - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Personagens Originais, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in
Visualizações 8
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá sou eu de novo. Peço desculpas pelo capítulo passado, estava me faltando tempo e criatividade, mas prometo recompensar vocês.

Boa leitura

Capítulo 6 - Oficial


Fanfic / Fanfiction THE MIDDLE - LEE KNOW - SKZ - Capítulo 6 - Oficial

Elly On

Dois dias se passaram desde que eu e menino nos beijamos. Eu estou começando a gostar dele, mais do que devia. Ele é um verdadeiro mistério pra mim. Depois daquele dia eu nunca mais o vi, quero dizer só uma vez, ele estava entrando em uma empresa chamada jyp , eu acho que ele é um trainer. Enfim, eu comecei o treino com as meninas, pois, o campeonato era hoje, eu realmente estava enferrujada, fazia um bom tempo desde o meu último campeonato.

Vi - Elly, eu estava aqui pensando.

El - hum .

Vi - por que você espiona o menino que tu beijou.

Sa - que menino é esse que eu não fiquei sabendo.

Ah eu não te contei, a Sara não sabe de nada, e sabe por que? Você vai descobrir.

El - o garoto do meu sonho, é é isso né vivian.

Vi - é é é.

Sa - vou fingir que acredito em vocês. Agora me diz quem é o moleque se não eu mesma vou descobrir e se eu descobrir vai ser pior.

Vi - conta você Elly.

Mas essa boca grande me paga.

Sa - o que foi Elly, quando o garoto te beijou ele mordeu sua língua foi?

El - não lhe devo satisfações e você vivi se contar eu nunca, nunca mais falo com você.

Sa - pra que isso, pare de ser infantil e me conta.

El - pare de me controlar, e se eu não quiser falar quem é.

Sa - eu conto pra sua mãe.

El - você acha que minha mãe vai fazer alguma coisa a respeito. Até parece que você não a conhece.

Sa - mas ela me deu a responsabilidade de cuidar de você.

El - você não sabe nem cuidar de si mesma.

Sa - o que disse ?

El -  ficou surda?

Sa - não responda pra mim.

El - é quem você pensa que é ? Quer saber foda se. Eu vou sair e só volto pro campeonato.

Sai do hotel com a roupa que estava mesmo e fui para uma praça, estava lá pensando em como sara sempre quer controlar minha vida, nem minha própria mãe faz isso.
Comecei a chorar de raiva, raiva por ter que dar satisfações aos mais velhos, as vezes eu só queria sumir.
Eu chorava feito uma criança que se perdeu de seus pais.

???- Elly você está bem.

Tenho uma surpresa ao olhar pra pessoa que me fez tal pergunta.


Minho on

Dois dias se passaram desde que eu beijei a garota, eu não parava de pensar nela e no plano maluco que eu e chan elaboramos. Eu já sabia muita coisa sobre a menina, tanto que acabei me apaixonando ainda mais, mesmo eu não querendo admitir. Eu sempre a via de longe, sabia onde ela estava hospedada. Podem dizer que isso é obsessão, talvez seja, mas eu quero ficar perto dela. Estava indo para o seu hotel para finalmente ver ela de perto, quando vejo a garota saindo só de pijama, ela parecia estar chorando, eu a segui até uma praça ali perto. A menina realmente estava chorando.

Kn - Elly você está bem.

A menina me olha um tanto surpresa.

El - está sim.

Kn - e por que está chorando?

El - não é nada.

Kn - ok, quer tomar um sorvete comigo, eu sei que nem te conheço, mas ....

El - pode ser.

Ela se levantou e fomos andando até uma sorveteira que estava na praça.

Sv - bom dia lindo casal o que vão querer.

Kn e el - não somos um casal.

Sv - me desculpem, mas o que vão querer.

Kn e el - chocolate.

Sv - tem certeza que não são um casal

Kn -sim.

El - mas é claro que não somos.

É eu queria falar ao contrário disso, mas do que adianta só eu querer e ela não.

El - Obrigada é eu nem sei seu nome.

Kn - que tal ir descobrindo aos poucos.

El - tá eu não entendi.

Kn - deixa pra lá me chama de know.

El - tá então know, meu nome é

Kn - Elly eu sei.

El - pera aí como você sabe.

Kn - simples você é muito famosa no mundo dos games.

El - é eu me esqueço disso. Elly cardif.

Kn - vai participar do campeonato ?

El - geralmente eu só fico como base indicação, mas vou voltar a ser jogadora.

Kn - espero enfrentar você.

El - não brinca que você também joga.

Kn - eu amo jogar, mas não é pra mim. Só me escrevi esse ano pra ter essa experiência.

El - se jogar não é pra você o que é então ?

Kn - vem que eu te mostro.

Pego em sua mão, ela estranha um pouco, mas depois ela se acostumou, levei ela para o shopping e fomos até o just dance.

El - just dance fala sério.


Kn - o que foi?  Não gostou

El - é que eu não sei dançar.

Kn - eu também não sabia.

El -  eu prefiro só olhar.

Kn - vai ser sem graça dançar sozinho. Vem logo.

El - tá mas não é pra rir.

Kn - tá eu prometo.

Ficamos ali por horas, sem perceber eu estava quase babando olhando ela dançar.

El - know para de me olhar assim.

Kn - assim como?

El - nada , você está perdendo sua pontuação.

Kn - você leva jogos muito a sério.

El - esse é o meu trabalho.

Depois de casarmos, fomos a praça de alimentação e pedimos uma bomba calórica.

Kn - wou você come muito pra uma garota.

El - a carinha é de princesa, mas o prato é de pedreiro .

Kn - como assim?

El - nada deixa pra lá.


Elly On

Know é muito legal, saimos pra tomar sorvete, eu descobri que não danço tão mal quanto pensava.

El - meu deus, eu tenho que ir.

Kn - eu te levo.

El - tá então.

Eu gosto da companhia dele, mas o que eu realmente queria era que ele me beijasse de novo, mas querer não é poder.
Não demorou muito e já estávamos na frente do meu prédio.

Kn - bom está entregue.

El - Obrigada know .

Kn - não precisa agradecer.

El - mesmo assim.

Cheguei perto do menino e o abracei. No começo ele não reagiu, mas depois retribuiu o abraço.
Me afastei um pouco para poder entrar no hotel quando o maior me surpreende selando os nossos lábios. Era um beijo doce, calmo e da minha parte havia paixão. Nos separamos porque falta de fôlego, terminamos com um selinho .

Kn - até mais bee.

Respondi apenas com um sorriso.

Até, era oficial, eu estava apaixonada.


Minho on

Eu não estava acreditando, era oficial eu estava apaixonado por ela. Segui caminhando até o dormitório.
Quando cheguei lá o nosso manager estava na sala e sua expressão não era muito boa.

Mg - lee minho, onde você estava? 







Eee fudeu!


Notas Finais


Obrigada por terem lerem.

No próximo capítulo eu vou adiantar as coisas pra a fanfic não ficar chata e muito demorada, eu odeio isso imagina vocês. Se tiverem alguma sugestão para o próximo capítulo comentem e é isso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...