1. Spirit Fanfics >
  2. The Middle Of Everything >
  3. 03 - Vingança

História The Middle Of Everything - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Eae, mais um cap.
Boa leitura!

Capítulo 5 - 03 - Vingança


Fanfic / Fanfiction The Middle Of Everything - Capítulo 5 - 03 - Vingança

Capítulo 3 – Vingança:

 

Light acordou, ele estava ao lado de seus amigos: Ignal, Arwen, Aerir, Cecily.

Ele sentia pequenas dores, por mais que seu corpo estivesse todo ferrado.

 

- Cê é mó estranho cara, cê tá todo ferrado mas não sente. - Ignal disse.

 

- E “ cê ’’, tem que parar de falar gíria… - Aerir disse se recuperando de seus combates.

 

- O importante é que vocês estão bem, certo? - Cecily perguntava.

 

- Sim, quer dizer, mais ou menos… - Light respondeu.

 

- E outra coisa importante, é que o Zaifher está no seu quarto a três horas treinando, e não é pouco treino não… ele tá quase explodindo o quarto dele. - Arwen apontava um lado negativo.

 

Ignal deu uma esfera verde brilhante a Light.

 

- Cê só precisa fica ligado com isso aqui na mão, e já é. - Ignal ensinava.

 

Light pegou o objeto, e se concentrou, raios ficaram em volta da esfera, a sua cor se tornou azul, Light gritou de dor, seus ferimentos ardiam, e de repente, uma espada estava ali, era de ouro e diamante, o cabo era dourado, e a parte que separava o cabo da lâmina era proporcional, afiada dos dois lados, cerca de cinco centímetros, no meio, um detalhe em azul, e a sua lâmina era afiada, não tão grande, azul, com uma segunda parte grudada, dourada.

UOU! Todos fizeram

Era realmente, bonita.

 

- Interessante… - Zaifher falava enquanto descia as escadas, ele batia palmas – mesmo assim, você é fraco.

 

- Por que esta com uma mochila?... - Arwen perguntou.

 

- Simples… - Ele deu uma pausa colocando a mochila no chão da sala – Eu quero vingança!

Os outros nada viram, apenas uma mesa indo contra eles, que Ignal quebrou ao meio com o seu martelo, que continha runas.

 

 

- Eu descobri Aerir, você matou meu pai, e meu irmão. - O elementar de fogo voltou a dizer. - Pode se considerar um homem morto.

 

- Teve que agir quando eu e Light estamos desgastados da nossa jornada né? Hehe – Aerir dizia debochando – Eu sei que no fundo, você sabe os motivos disso tudo ter acontecido, e, se você fosse eu, faria o mesmo… se não, pior. E aliás… como descobriu?

 

- Simples... lutamos contra vários trols perto do vulcão, depois escalamos ele, que entrou em erupção e nos separamos, eu teria que concentrar o fogo, não a lava, então você foi tentar usar seu poder de fogo...nisso eu encontrei minha mãe, Irgati, draconiana, e ela me disse a verdade, ela disse que se separou de nós pois estava com medo de sua forma de dragão falar mais alto e acabar nos matando, então ficou isolada… - ele se agachou e pegou sua mochila, colocando em suas costas.

 

- Eu tive meus motivos… - Aerir disse.

 

Todos se levantaram, prepararam-se para uma grande batalha, até que de repente Zaifher desapareceu em chamas.

 

- Vou estar no vulcão… - ele disse em meio ao fogo.

 

- Merda… - Light disse se levantando e observando sua espada, ainda pensando no seu sonho.

 

- Eu disse que não era bom cê esconder essas paradas – Ignal disse.

 

- Ele teve seus motivos... – Cecily falou.

 

- Preciso pará-lo. - Aerir sussurrou, por mais que todos tenham ouvido.

 

- Precisamos pará-lo. - Arwen pôs sua mão sobe o ombro do velho.

 

Os outros fizeram sinal de “sim” com a cabeça e foram pegando suas armas, Aerir a sua katana, Light já estava com sua espada, Ignal pegou seu cinto com poções e seu martelo Mijolnir, que tinha um cabo bem curto e runas “desligadas”, Arwen o seu arco de cor vinho chamado de Hades, e Cecilly o seu cajado verde.

Por mais que Ignal não quisesse, ele queria ajudar Zaifher a voltar pelo fato de sua filha adotiva ser bem próxima a ele.

Eles saíram pela porta da frente, Light e Aerir no caminho tomou umas poções de regeneração para se recuperarem, por mais que isso não tenha ajudado muito.

Após bastante caminhada guiada por Aerir, chegaram a um vulcão, se sentaram e começaram a discutir estratégias.

 

- Certo, eles estão aqui – Cecily, já que era uma maga, ela sentiu isso – tem um golem de fogo, Zaifher, e aparentemente a mãe dele está se transformando em um dragão.

 

- Os únicos que podem impedir a transformação é você e o Aerir. - Arwen disse.

 

- Eu cuido do Zaifher. - Light falou rapidamente, tentaram o contradizer, mas sem mesmo dar tempo ele completou – isso não é um pedido.

 

- Certo, eu e Ignal vamos dar cobertura para Aerir e Cecily acabar com a draconiana, cuidamos do golem – Arwen disse – Light cuida do Zaifher.

 

- Vocês sabem que… ele entenderia né? Ele… está diferente – Aerir disse em um tom sombrio.

 

- Eu sei… - Light disse – mas, se ele não voltar ao normal, e atacar vocês, eu não vou hesitar em…

 

- Sim, sim – O velhote disse.

 

Eles então escalaram, Light de um lado e o resto do grupo de outro.

O garoto loiro então viu Zaifher ele pulou em sua frente, sacando sua espada de suas costas, os dois se entreolharam, com olhares e sorrisos sádicos.

 

- Sabe, sua espada é feia demais cara. - Light zombou.

 

- Beleza não importa, eu vou te cortar ao meio com ela! - O tiefling disse.

 

- Olha, eu nunca usei essa espada, então, vamos ver, mesmo assim, você sabe que eu vou te vencer.

 

- Calculando, eu diria empate.

 

- Não, não, não…

 

- Você já deu um nome a sua espada? A minha chama Héstia. - Zaifher disse mostrando sua espada, ela tinha uma lâmina cor cobre, com a parte cortante negra, era grande, maior que a de Light, dando um tom mais agressivo, a parte em que o elementar de fogo segurava, era vermelho, porém meio queimado, a parte que separava o cabo da lâmina, era proporcional.

 

- Hum… - Light ficou pensativo, depois deu um sorriso – Zeus.

 

Eles foram para cima um do outro, dando um grande grito com uma expressão de ira, quando as espadas se chocaram fez um grande barulho, o anormal, foi que os olhos de Zaifher ficaram negros.

 

***

 

Os restantes foram pelo lado contrário, subiram e do chão se surpreenderam, veio o golem de fogo, ele era feito de lava, tinha uma armadura de pedra, deixando algumas partes abertas, e suas mãos pegavam fogo. Aerir e Cecily foram correndo para o buraco do vulcão, tinha pouca lava, os draconianos precisavam sugar seu elemento para conseguir se transformar, por isso os dois desceram para impedir isso.

 

- Eles viram monstros, são totalmente descontrolados, isso não pode mesmo ser considerado como um raça – Cecily disse.

 

- Dragões bestiais, inteligentes, e os draconianos são obcecados pelo poder – ele disse apontando sua mão para a lava, usando seu gelo para tentar superar a temperatura de lá.

 

Já Cecily apontou seu cajado para lá, uma linha azul clara se fez ligando a draconiana, ela tentava impedir a absorção.

De repente a linha se desfez, de lá saiu um dragão branco que pousou do lado ao contrário, eles não conseguiram impedir, porém, deixaram mais fraco, as escamas estavam quebradas ou rachadas, poucas eram perfeitas.

 

- Não vamos vencer mesmo ela estando fraca – Cecily gritou preocupada.

 

- Não, não desse jeito – Aerir apontou Freeze para frente na diagonal e então o ar começou a ficar mais gelado, todos ali presentes sentiram frio, mesmo num vulcão, e então, uma armadura de gelo que deixou ele maior se formou e a katana virou uma enorme espada de gelo.


Notas Finais


Bom, foi isso! Se der, dá seu feedbeck, é importante pra mim
Valeu pela atenção, é nois!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...