História The Mikaelson Bloodline - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Enzo, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Josette "Josie" Saltzman, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lexi Branson, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Valerie Tulle
Tags Bruxas, Hereges, Hibridos, Imortalidade, Lobisomem, Mikaelson, Rebekah, The Originals, The Vampire Diaries, Vampiros
Visualizações 27
Palavras 679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 16 - Amigos Coloridos


 

Minutos depois

 

Estou na mansão dos vampiros de Kayla e Thomas desce as escadas perguntando:

- o que aconteceu?

- fui atacada por Kysla e quase a matei. Porém Elizabeth impediu que eu a matasse.

- por que não relaxa? - ele diz fazendo massagem no meu ombro.

- isso é tão bom. Se fosse de meu gosto, teríamos ficado.

- e por que não ficamos?

Toca a campainha e eu vou pra atender, abro a porta e vejo Julian e falo:

- o que faz aqui?

- vim pra conhecer sua nova moradia. - ele diz entrando.

- quem és tu? - pergunta Tom.

- sou o mesmo que és. - ele responde.

- eu percebi. Mas não te conheço.

- não me importo. Ela me conhece. Muito bem. Ele é seu namorado, May?

- Mayara pra ti. Ele não é meu namorado. - respondi.

- e o que ele foi pra ti, May? - pergunta Tom.

- ex-namorado. - respondi. - ainda é um ex.

Julian sorri e diz:

- foi bons momentos. Conseguiu se tornar híbrida. E deve ser imortal. Parabéns. Aproveite ao lado do seu... sei lá o que é.

- é melhor dar um fora. - Diz Tom, que fica com os olhos dourados.

- vai me bater? - pergunta Julian também com os olhos dourados.

- CHEGA VOCES DOIS. - gritei. - acabou esse joguinho. Não pensem que significam algo pra mim. Vão dar com a cara no chão. Julian, sai daqui. - abro a porta e faço sinal pra ele sair.

- tudo bem. Ja sei quem és. O idiota Kenner. - Diz Julian.

- falou o Lockwood imbecil. - ele responde.

- Julian. Vamos, saia. - falo.

Ele sai, fecho a porta e falo pro Tom:

- ouça bem o que vou dizer. Eu não sou de ninguém, nem de ti.

- nunca tinha te visto dessa forma.

- não pense que por eu aparentar ter 18 anos, sou uma garotinha. Não conheces meu lado perverso.

- e pelo jeito, nem tu. - ele responde e me coloca na parede com sua v.v. e eu faço ele ter uma dor de cabeça, fazendo ele sangrar pelos olhos, nariz e boca. Porém eu quebro o pescoço dele com magia, pois ele é um dos raros em quem eu me importo.

 

Horas depois

 

Thomas acorda na minha frente e diz:

- por que não me matou?

- pra te dar uma lição de que estás vivo só por que eu permito. Tom ouça bem. Nunca mais me teste novamente.

- sabe May, eu realmente gosto de ti. Tem medo de se apaixonar?

- não. Porque acho difícil acontecer algo assim. Até porque pra isso,  eu teria que ter sentimentos. Só não quero que homem algum pense que eu pertenço a alguém.

- então por que namorou aquele idiota?

- não faço idéia. Eu apenas queria curtir e porque ele era apaixonado por mim. Mas eu percebi que ele sempre irá ser fiel ao Trevor. Então, terminei com ele.

- por que não curtimos. Deve ter visto na minha mente meus dois reais motivos de vir pra New Orleans.

- um deles é por minha causa. Quer ficar com alguém que não se apaixone por ti. O outro motivo... melhor não falar porque as paredes têm ouvidos. Pensando bem, o que eu vou perder se fizer isso.

Me aproximo dele e ele me beija. Eu retribuo e o agarro. Ele me segura, me leva pro seu quarto com v.v. e me joga na cama.

 

Minutos depois

 

Estamos conversando e rindo um pouco quando recebo mensagem de kay que diz:

- cami morreu. Foi mordida por Lucien.

Tom e eu ficamos conversando sobre o ocorrido e também sobre um plano para matar os 3 (Lucien, Kysla e Kimberly).

 

Dia seguinte

 

Estou sentada no sofá com Tom e Kayla chega furiosa e me chama pra ir no quarto dela. Eu vou até lá, entro, ela tranca a porta, acende a salvia e diz:

- Espere um pouco... Agora sim. Kol matou Davina.

- como assim?

 

Continua...


Notas Finais


Andy Withfield - Thomas
Chris Riggi - Julian
Emily Rudd - Kayla


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...