História The Milf - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Itachi, Naruto, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Uchiha
Visualizações 120
Palavras 1.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Capítulo 3 

 

Devido o silencio e a distância que ele tentava manter da rosada, o trabalho estava feito de modo muito rápido a deixando surpresa como ela e Kouji haviam demorado tanto com o andar de cima enquanto o moreno ali foi tão ágil. 

-Eu nem sei como lhe agradecer, Sasuke. - estava aliviada – Na verdade, tenho uma ideia... - o modo malicioso que falou fez o restante das forças dele partirem – Brincadeira, não podia perder a piada. - riu se jogando no sofá. 

-E se... - colocava as palavras em ordem, mas vê-la deixar o pescoço a mostra enquanto levantava os cabelos o hipnotizava – E se eu entrar na brincadeira? - ela arqueou a sobrancelha achando graça do atrevimento. 

-Cheguei, mãe! - o clima foi cortado por Kouji entrando e se jogando no colo da mãe. 

-Bem, eu vou indo. - pegou a mochila jogada no canto. 

-Obrigada, Sasuke. - ela piscou enquanto sorria. 

 

As mensagens de Naruto não paravam em seu celular, teve que deixar no silencioso para que pudesse tomar um banho calmo e demorado enquanto pensava na vizinha, quando se sentou na cama pode ver que sua janela estava aberta, provavelmente sua mãe para poder arejar, sem saber que do outro lado ele podia ver Sakura entrar no quarto, assim como ele, ainda de toalha. Ela parecia relaxada, sem ter notado de primeira sua presença lhe observando, também se mantinha relaxado, ela havia afirmado ter gostado de ter sido flagrada, então agora não via problema. Logo recebeu o olhar esverdeado para si, olhos que percorreram seu peitoral fazendo um sorriso travesso surgir nos lábios dela, se aproximou da janela também a olhando, a deixando incrédula da audácia do rapaz, fazendo tudo parecer mais divertido. 

-Acho que agora a gente fica empatado. - comentou a vendo também se aproximar. 

-Garoto, não queira entrar nesse jogo, sou bem mais experiente. - ela deu uma última analisada nele antes de fechar a janela. Ele sorria de canto voltando para cama, jogando-se sobre ela, dando liberdade para sua imaginação ser o mais perversa que podia. Não acreditava que estava flertando com uma trintona. 

Pela manhã, foi retirado de seus sonhos com sua mãe lhe chamando para o café, ficou surpreso por Naruto estar lá aquela hora, porem quando o mesmo insistiu de ir para seu quarto, entendeu o porquê. 

-Cara, tua janela fica colada na dela! Se eu me esticar bem posso até atravessar. 

-Sai daí, Naruto! - puxou conferindo se não havia movimentação na casa do lado – Ali é o quarto dela, imagina se ela acorda com um idiota como você ali? 

-Daí já chego metendo gostoso... - recebeu um tapa pelos movimentos pélvicos que fazia. 

-Eu só posso estar ser trolado, não é possível isso estar acontecendo. 

-Então vai pra cima logo. Se for algo já acaba, mas tu pega no traseiro dela antes. - destetava quando tinha que admitir que Naruto tinha razão, se no final todos rissem de si teria ao menos enchido sua mão naquela bunda grande e gostosa. 

Após Naruto ter devorado o almoço que Mikoto havia feito, puderam ir para escola, infelizmente não a tempo do ônibus que os ignorou chamar. 

-Bom dia! - Sakura cumprimentava sorridente, vendo o loiro de boca aberta lhe olhar e conteve a vontade de rir por imaginar como Sasuke havia falado de si para o amigo. Garotos sempre garotos – Perderam o ônibus também, meninos? - assentiram – Venham, dou uma carona para vocês. - entraram aguardando Kouji que corria para não perder mais tempo. 

-E ai! - cumprimentou os meninos calados, Sasuke por evitar dar qualquer brecha para Naruto falar. 

-Conseguiu entrar no time? - Naruto questionou tentando tirar os olhos da mãe do rapaz. 

-Sim, mas o treinador vai me deixar de reserva por enquanto... 

-É porque você é do primeiro ano. Se mostrar que pode ir contra os maiores em campo, pode ficar tranquilo que no próximo jogo. - Sasuke incentivou recebendo um sorriso pelo espelho retrovisor. Kouji foi o primeiro a correr para fora com o som do alarme tocando, Naruto saindo devagar para ouvir o que Sasuke falaria – Precisa de mais alguma ajuda hoje? 

-Achei que tinha visto que arrumamos tudo ontem, Sasuke. - não conseguia não sorrir vendo o rapaz inclinado na sua janela – Mas pode aparecer se quiser comer mais um pedaço de bolo. 

Dessa vez ele estava ansioso, nem as provas que teve durante sua tarde escolar fizeram com que tirasse ela da cabeça, poderia ter que ir fazer recuperação, provavelmente. Porém não se importava, foi o primeiro a entrar naquele ônibus, felizmente sem Naruto que foi buscado por seu tio para não fugir dos estudos pós aula. Logo que chegou desviou o caminho para a casa ao lado, ajeitou o cabelo e sua postura até bater na porta, imaginava o que ela poderia estar usando para lhe receber então a porta se abriu. 

-Mãe? - não conseguiu esconder o susto de ver Mikoto lhe receber. 

-Eu não disse que meu bolo faz sucesso, Mikoto? -  viu a rosada atrás dela com o prato servido – Quem prova uma vez sempre quer. 

Comeu em silencio observando as duas conversarem, as vezes por pressão dos olhares de sua mãe fingia mais interesse nas mordidas, mas fitava mesmo era nos olhos verdes que se divertiam com tudo. 

-Querida, estava ótimo, preciso dessa sua receita para fazer para me marido. - se despedia alegremente. 

-Posso lhe passar agora mesmo se quiser. 

-Ele chega pela manhã seria perfeito para recebe-lo. Sasuke, querido, fique e pegue a receita? Preciso fazer o jantar para seu irmão, ele fica com fome de madrugada se não come certinho. - ela se foi os deixando a sós. 

-Ela não vê que é larica dele. - comentou tentando evitar olhar para ela, mas quando sentiu ela se aproximar lhe olhando com malicia, prendeu o ar para não recuar. 

-Você estava achando que ia acontecer alguma coisa, Sasuke? - ela acariciou seu rosto, passou a língua em seus próprios lábios encarando sua boca atentamente – O quanto você quer isso? 

-Muito... - disse em quase um sussurro se aproximando mais do rosto dela, conseguindo sentir seu hálito quente. 

-Então, aguarde. - ela se afastou pegando uma pequena caderneta e uma caneta. 

-O que?! 

-Sua mãe comentou como está nervosa do bebê dela fazer 18 anos em questão de dias... - ela entregou a receita anotada – Me deixe lhe dar um bom presente então quando chegar esse dia... 

-Não é justo brincar assim... 

-Mas é divertido. - o empurrou pra fora – Boa noite, Sasuke. 

Voltou para casa frustrado, entregando a receita para sua mãe ocupada e vendo seu irmão assistir um filme no sofá invés de procurar um emprego. Tomou o banho rápido e rejeitou o jantar dizendo que o bolo havia lhe enchido, queria apenas fechar os olhos e dormir até fazer 18, podia no dia seguinte não querer mais ela, mas tinha que ter aquela mulher.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...