História The Monster - Capítulo 53


Escrita por:

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Magnus Bane
Tags Clace, Malec, Sizzy
Visualizações 44
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amores,

Espero que gostem do capítulo.

Beijos e boa leitura!!!

PS: Eu estava pensando em postar nova história mais para frente, masss.... A pessoa fica quieta?
Não, a pessoa não fica quieta, então.... A última da leva de 2016, vai ser posta... Para quem tiver interesse os links e a sinopse estão nas notas finais. :)


PS2: Eu já postei esse capítulo, mas por alguma razão ele não posto... Vai entender.

Capítulo 53 - Capítulo 51


Fanfic / Fanfiction The Monster - Capítulo 53 - Capítulo 51

 

Capítulo 51

Pertence-me!

 

EUA, Nova York. – Hotel Dumort, crepúsculo de 22 de Agosto de 2060.

 

Izzy observa sátiros discutindo num canto do salão e uma seelie, com a aparência de uma senhora, dançar no canto oposto, enquanto Simon e King Unseelie discutiam os termos do acordo.

Raphael aproxima-se de Izzy, tocando a vossa mão, chamando a vossa atenção.

-Eles já devem estar chegando... Tenho certeza de que Magnus irá abrir um portal e vir direto para cá! –Afirma, tranquilizando-a.

A morena tinha saído do escritório quando os líderes dos vampiros de Nova York apareceram para saber o que estava ocorrendo uma hora depois que King Unseelie adentrou o Hotel Dumort.

-Acredita mesmo nisso? –Pergunta, sussurrando.

-Acredito... Magnus Bane é um dos pilares do conselho dos feiticeiros, ele deve vir quando algo de extrema importância ocorre, fora que é, praticamente, um assunto de família além de algo que pode abalar todo o submundo. –Responde, sincero.

-Estas correto! –Garante, lançando-lhe um sorriso amável.

No segundo seguinte, Lily aproxima-se dos dois com os olhos arregalados e uma expressão de pânico na face.

-O que aconteceu, Lily? –Pergunta Raphael, com um tom contido.

-Vosso irmão e cunhado estão aqui e seguindo em direção ao escritório. –Responde Lily, analisando Izzy.

Izzy caminha em direção à saída do salão, seguindo para o escritório logo em seguida e observando Alexander e Magnus adentrando o escritório.

-O que será que eles vão fazer? –Pergunta Izzy, sussurrando.

-Ou apoiar a decisão de Simon ou não. –Responde Raphael, sincero.

 

***

 

Magnus observa Alec colocar-se encostado ao lado da porta de braços cruzados, analisando-os com atenção.

-Então, o que está ocorrendo? –Pergunta Magnus, voltando-se em direção a Simon e King Unseelie.

O feiticeiro não conseguia confiar em nenhum deles, nenhum seelie, unseelie... Porque sempre há segundas, terceiras e até mesmo quartas intenções em cada uma das ações deles.

-Está ocorrendo que nós estamos com o filho da rainha e o filho de Valentim. –Responde King Unseelie, voltando-se em direção a Magnus, que cruza os braços atrás das costas.

Para que King Unseelie saísse do seu reino, tudo estaria ou muito certo, ou prestes a desmoronar... O rei é ligado a terra, sem o rei por muito tempo... O reino ficaria em ruinas.

-Entendo... Um trunfo para conseguir quebrar as barreiras dela, porém tudo o que está acontecendo são ataques cada vez mais furiosos. –Revela Magnus, voltando-se em direção ao unseelie, que acena positivamente com a cabeça. –Agora quer colocar os vampiros na guerra para conseguir mais uma vantagem. –Comenta, estendendo a mão em direção ao sátiro que estava, protetoramente, ao lado do seu rei. –Quero ver as provas, quero ter a certeza de que o que está dizendo é verdade! –Afirma e King Unseelie ri.

-Vosso marido podes confirmar o que digo, visto que, ele é quem possui a alma de Camille. –Revela e todos da sala viram-se em direção a Alexander, que estava com os seus olhos azuis focados em direção ao unseelie.

-Tenho muitas almas. –Revela, desencostando-se da parede, seguindo em direção ao sátiro e pegando o vidro com o sangue vermelho vivido.

Sangue de pacto nunca se dissolve, nunca envelhece... É com ele que se pode reclamar a alma.

-Como conseguiu isso? –Pergunta Simon, confuso.

-Não importa como... O importa eis... Que eis meu! –Afirma Alec, fazendo o vidro de sangue aparece em sua mão, deixando todas as suas marcas amostra, fazendo com que o King Unseelie coloque um sorriso vitorioso nos lábios.

As asas de Alec agitam-se e os seus olhos se voltam em direção a Magnus, que solta um longo suspiro.

-E? –Pergunta Simon, ansioso.

-Sim, ela é minha... Veio na leva de Azazel. –Responde, aproximando-se de Simon, olhando-o nos seus olhos e Magnus nota que Simon relaxa em sua cadeira.

-Nós voltaremos a conversar depois, King Unseelie. –Avisa Simon, voltando-se em direção ao unseelie, que demonstra descontentamento, mas logo em seguida acena positivamente com a cabeça, retirando-se logo em seguida.

Esta passividade dele fez com que Magnus ficasse claramente desconfiado, tanto que Alec toca a sua mão com a dele.

-Vai haver retaliação! –Garante Magnus, sério.

-Isso é certo! –Afirma Simon, taxativo. –Depois que ele conseguir o que quer, depois que ele conseguir a corte seelie, unificando o que sempre quis! –Garante, sincero.

-Tens razão... Agora necessito ir a Edom! –Afirma Alec, voltando-se em direção a Magnus, um pânico invade o seu coração, que agarra a sua mão, apertando-a com força, colando o seu corpo no de Alec. –Acalma vosso coração, cintanku... Vira comigo. –Sussurra, alisando o seu rosto, deixando-o mais calmo.

 

***

 

EUA, Nova York. –Cobertura no Upper east side, crepúsculo de 22 de Agosto de 2060.

 

Clary encolhe-se no canto do lugar.

Estava num cobertura, uma residência luxuosa, Lúcifer tomando um bom gole de whisky, enquanto deleitava-se com todo o medo que instaurou nos corações dos mundanos.

A ruiva fecha os vossos olhos e sente o vosso coração se enche de lembranças, de saudade do vosso marido, de remoço por tê-lo machucado. Assim que ela se põe ao lado de Lúcifer a vossa mente voltou e tudo o que fez quando estava sendo controlada veio como uma chuva de emoções enlouquecedoras.

 O toque de Jace, o olhar dourado sobre si, deixando o vosso coração acalentado.

-Estou sempre ao vosso lado, minha querida. –Diz, beijando a ponta do nariz de Clary, que coloca um sorriso contente.

Clary aproxima-se de Jace, encostando o vosso corpo no dele, passando os braços em direção a vossa cintura, aninhando a vossa cabeça em vosso peito.

-Sinto como se tudo o que meu pai fez fosse tão errado e ele continua a agir do mesmo modo... Mesmo aqui no reino celestial, mesmo quando alcançou todos os vossos objetivos. –Sussurra, apertando os vossos olhos com força. –Ele matou o pai e o irmão do vosso parabatai... Ele quer quebrar uma ligação sagrada. –Revela e Jace revira os olhos.

-Não me fale daquele sodomista! –Afirma, afastando-se de Clary.

-Jace! –Chama, estendendo a mão em direção ao marido, que vira as costas e sai dos aposentos, deixando-a sozinha.

Aquele sentimento de solidão da lembrança continua a dominar o coração da ruiva na vida real, fazendo-a sentir-se ainda mais oprimida e virou-se em direção a Lúcifer, que a encarava com um sorriso sádico nos lábios.

-Deixe de sentimentalismo! –Afirma Lúcifer, soltando uma gargalhada e Clary pisca os vossos olhos e deixando uma lágrima escorrendo da vossa bochecha.

 


Notas Finais


Shadowhunters
Sinopse:Numa sociedade preconceituosa.
Onde casamentos arranjados eram arranjados era o correto a se recorrer.
Um amor surge quebrando as regras.
Em meio a um turbilhão de emoções.
E ataques.
Será que eles vão conseguir ficar juntos?
Trailer: https://youtu.be/7U_3d6kVXS8
Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/shadowhunters-17654821


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...