História The Moon Clan - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Warrior Cats (Gatos Guerreiros)
Tags Gatos Guerreiros, Olhos Vermelhos, Warriors Cats
Visualizações 12
Palavras 3.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Mutilação, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


a imagem do cap fui eu q fiz, é a Cauda Curta
ficou muito ruim, já que não tenho mesa digitalizadora ;-; minha irmã disse que talvez ela compre uma para mim, então vou manter as esperanças
foi mal por semana passada eu não ter postado, mas para compensar agora prometo que vou postar toda sexta/ou sábado
a tradução do cap é: A vila sagrada
boa leitura ;3

Capítulo 9 - Das heilige Dorf


Fanfic / Fanfiction The Moon Clan - Capítulo 9 - Das heilige Dorf

Eles passaram a noite em cima de árvores, ficaram alguns gatos vigiando em volta.
Garra de Texugo ficava atento a cada barulho que não esteja entre o grupo, ele virou sua cabeça em uma direção e lá pôde ver os aprendizes sussurrando alguma coisa um para os outros. O gato de olhos âmbares olhou para Pata Brilhante, depois desceu do galho em que estava, indo ao encontro dos aprendizes.
--- vocês não deveriam estar dormindo? --- ele perguntou baixo para não encomodar os outros.
--- o mal nunca dorme, precisamos ficar atentos --- Pata de Musgo miou determinada.
--- admiro que esteja se esforçando --- ronronou --- o sol já está para nascer --- olhou o horizonte --- tenho uma missão para vocês --- os aprendizes se aproximaram --- poderiam caçar o máximo de presas que conseguirem? --- perguntou e eles assentiram.
Os aprendizes saltitaram floresta adentro, Garra de Texugo foi para o outro lado da floresta. Ele avistou uma marmota, agachou-se e se aproximou. A marmota levantou a cabeça farejando o ar, mas já era tarde, com uma mordida o gatão conseguiu capturar sua presa.
Ele levou a presa fresca para onde todos estavam e viu que alguns gatos já haviam acordado, inclusive Pata Brilhante estava entre eles. Garra de Texugo foi em direção ao gato de olhos diferentes, colocando a presa em sua frente e lambendo sua testa.
*
Eles estavam passando por uma mata densa quando ouvem passos, Lua de Prata mandou todos ficarem alertas. Quando do nado ouvem uivos e sombras correndo em volta.
--- subam nas árvores! --- Lua de Geada miou e assim os gatos fizeram.
Todos os gatos conseguiram subir, quando um grande lobo albino aparece a frente dos felinos assustados.
--- o que estão fazendo no nosso território? --- ele rosnou.
--- só estamos de passagem, não queremos arranjar problemas --- Lua de Prata miou.
--- e por que deixariamos vocês passarem? --- ele levantou sua cauda e mais quatro lobos apareceram.
--- Kasai... --- ele sussurrou e a gata desceu da árvore.
--- está querendo briga? --- ele rosnou pronto para ataca-la, quando seu pelo vira fogo --- o que??! --- ele se afastou mas ainda em posição de ataque.
--- deixem-nos passar e nada vai acontecer a este lugar --- ela miou alto e claro.
--- nunca, agora que vimos que vocês são uma ameaça --- ele voltou a rosnar.
--- saim daqui, agora!!! --- ela avisou aos outros gatos, que rapidamente saíram o mais rápido possivel.
--- hahaha, se sacrificando pelo clã? vejo que é muito honrada, mas sozinha você não tem a mínima chance contra nós --- ele riu mostrando os dentes.
--- vocês vão provar as chamas do inferno --- ela miou e seus olhos começaram a pegar fogo e o calor aumentou para escaldante.
-
--- por que a deixamos? --- Pata Brilhante perguntou à os outros gatos.
--- para ficarmos seguros --- Enerugi ficou a frente de todos, não tirando os olhos da floresta.
--- o qu- --- foi interrompido pela floresta virando uma fogueira gigante.
Eles agora estavam nas montanhas, longe da floresta, mas ainda dava para sentir o calor das chamas. Os animais da floresta correram para fora, mas alguns acabavam ficando presos e sendo queimados pelas chamas.
Em meio a caos e chamas aparece a gata avermelhada, ela deixa seu pelo voltar ao normal e vai de encontro com eles.
--- ufa... essa foi cansativa --- ela suspirou pesadamente.
--- precisava mesmo queimar a floresta inteira? --- Kase perguntou, balançando a cauda.
--- bem... não vamos ter mais problemas com eles agora --- ela piscou um olho.
Os outros gatos estavam ou assustados ou em choque com a cena. Eles conversando normalmente como se nada tivesse acontecido.
~ cerca de uma semana depois ~
--- Lua de Prata, olhe --- Kasai estava com seu olhos brilhando.
O velho gato olhou para onde ela estava falando e dilatou seus olhos, era uma árvore enorme, cerca de 20 vezes o tamanho de um carvalho normal.
E abaixo dela estavam tocas feitas de folhas e outras coisas, onde tinham gatos.
--- chegamos! finalmente --- ela comemorou, com rasos de água em seus olhos.
Eles desceram da pequena montanha que estavam e foram em direção à vila. Quando chegaran à floresta que estava em frente a vila, Lua de Prata disse para todos ficarem nela. 
Ele, Pata Brilhante, Garra de Texugo e os outros do grupo da gata de fogo foram para a vila. 
Quando chegaram á barreira feita de estacas de madeira, dois gatos identicos pularam de dentro dela. Eram cinza claro.
--- o que querem aqui? --- os dois perguntaram ao mesmo tempo.
--- me chami Kasai, nós soubemos que vocês também tem habilidadesn especiais, então viemos aqui --- a gata avermelhada miou, determinada.
Os gatos os olharam de cima a baixo e assentiram.
--- venham --- falaram ao mesmo tempo, logo depois uma pequena passagem é aberta.
Quando eles entram, Kasai não pôde esconder sua felicidade.
A vila era linda, suas casas eram feitas de galhos que saiam do chão, com folhas em torno e flores de enfeite. Tinham vários gatos, alguns eram visíveis seus poderes, outros eram mais discretos e outros usavam para fazer truques.
Os gatos os olharam alguns com medo, outros com nojo e poucos com olhares curiosos.
Eles caminharam até a árvore gigante (ela tem mais ou menos 50 metros :V), quando entraram, era completamente oca por dentro, tinham pontes, caminhos, camas e varías outras coisas.
--- senhor Eiche --- chamaram os gatos e um gato marrom escuro com patas verdes e olhos verdes musgo desceu de um lugar alto que tinha uma cama (tipo um trono) --- esses gatos querem entrar para nossa comunidade, eles também disseram que tem poderes --- um deles miou a primeira parte e o segundo a outra.
--- quais são seus poderes? mostrem-me --- ele pediu sentando-se.
--- eu primeiro --- a gata avermelhada se pôs a frente de todos --- me chamo Kasai, meu poder é o fogo --- ela fez seu pelo pegar fogo, mas um fogo baixo e não muito quente .
--- interessante... você pode entrar --- ele balançou sua cauda --- apresentem-se um de cada vez e eu vou ver se merecem entrar para nossa comunidade.
--- me chamo Nanimo --- miou timidamente a pequena gatinha --- com meu poder posso ficar invisivel por alguns segundos --- assim ela desapareceu, mas apareceu logo depois --- ainda tenho que treinar.
--- você também pode entrar --- ele a deu um olhar encorajador.
--- me chamo Enerugi --- foi a frente de todos --- meu poder é resistência --- Eiche ficou interessado --- posso correr por dias e ficar uma semana acordado sem ficar cançado --- balançou levemente sua cauda.
--- aceito, você sera muito útil, use seu poder para o bem --- ele desejou e o gatão marrom assentiu.
--- me chamo Kase --- se colocou a frente de todos com um olhar orgulhoso --- meu poder é o vento --- ele começou a controlar levemente o ar em sua volta --- posso controla-lo, aumentar minha velocida e retardar os inimigos --- chicotiou sua cauda lançando uma pequena brisa na direção de Eiche.
--- esse poder é raro, muito bem, está aceito 
Kase caminhou até a Kasai com a cabeça elevada, sentou-se ao seu lado e piscou um olha para ela, que bufou.
O gato de olhos diferentes ficou a sua frente, fechou os olhos e lembrou de uma coisa:
(lembrança)
Lua de Prata conversava á noite com Pata Brilhante.
--- a lua está explendida hoje --- Ele ronronou --- sabe... você já está com idade o suficinte para receber o nome de nossa família --- ele o olhou.
--- receber um nome? --- ele perguntou olhando-o.
--- sim, sua pelagem brilha como a lua --- ele o admirou --- leve o nome de nossa família com você...
(lembrança)
--- me chamo Lua Brilhante --- miou e Lua de Prata o olhou feliz --- posso prever o futuro --- Eiche o olhou surpreso --- mas só se eu sonhar, assim consigo preve-lo --- O gato marrom piscou levemente.
--- nunca tivemos um gato que pudesse prever o futuro, isso é perfeito, com certeza está aceito --- sorriu levemente.
Lua Brilhante sorriu e seus olhos brilharam, ele foi junto dos outros.
Chegou a vez de Lua de Prata.
--- me chamo Lua de Prata --- ele o olhou com seus olhos vermelhos sangue --- posso controlar meus inimigos quando eu os olho --- seus olhos brilharam levemente.
Eiche ficou meio duvidoso, mas aceitou.
--- e você --- perguntou á Garra de Texugo.
Lua Brilhante abaixou as orelhas.
--- eu... eu não tenho nenhum poder --- suspirou.
--- então saia, só permitimos gatos com habilidades especiais, não queremos um imprestável que não ajuda em nada --- rosnou levemente com o olhar irritado.
--- por favor, o deixe ficar --- Lua Brilhante pediu.
--- não é permitido que um sem poder fique aqui --- miou balançando sua cauda de cima para baixo.
--- então eu também não vou ficar aqui --- ficou a lado do gato de olhos ambares, enrolando suas caudas.
Eiche suspirou pesadamente, abriu os olhos, olhou para um outro lugar. Um gato apareceu por uma passagem, seu pelo era cinza com listras cinzas escuras.
--- vamos sofrer uma grande perda se recusar --- sua voz era profunda.
--- certo.... você pode ficar --- miuo pesadamente --- mas não nos cause problemas 
--- certo --- ele miou e lambeu a orelhas de Lua Brilhante.
--- Komödie!! --- chamou e uma gata preta e branca apareceu --- mostre o acampamento á eles --- ela logo assentiu e foi em direção a eles.
--- prazer em conhece-los! faz tempo que não temos viajantes! --- ela deu pulinhos em volta deles com os olhos brilhando --- agora venham! preciso mostrar toda a vila pra vocês! --- ela ronronou e saiu pulando para a saída.
Eles conheceram a enfermaria, o berçário, a escola (onde eles aprendem a controlar os poderes e tal) e vários outros lugares.
--- acho que foi tudo --- Komödie respirou fundo ainda com um sorriso no rosto --- ah! quase me esqueci! --- todos a olharam e ela riu envergonhada --- tenho que mostrar quais vão ser seus quartos --- ela os chamou e foram em frente a uma grande construção de madeira e folhas, a qual era alta e grande --- aqui são os dormitórios, onde vocês poderam escolher um quarto pessoal ou compartilhado --- ela ronronou --- então.... podem fazer suas reservas, peçam um quarto para a atendente.
Eles foram em direção a uma bela gata de olhos azuis escuros e pelos brancos listrados de laranjas, a qual esta sentada mexendo e algumas coisas estranhas.
--- olá --- ela os comprimentou --- querem quartos certo? muito bem, tem quatro quartos disponiveis --- mas vejo que vocês são mais... tem problema formarem pares? --- ela o perguntou gentilmente.
--- nenhum --- Lua de Prata tomou a dianteira.
--- eu vou dormir com meu irmão --- Nanimo encostou sua cabeça no ombro de Enerugi.
--- eu e Lua Brilhante vamos domir juntos --- Garra de Texugo miou, depois olhou para os outros.
--- precisam formar mais uma dupla --- ela suspirou.
Lua de Prata não iria querer ninguém em seu quarto, então... 
--- Kasai e Kaze irão dormir juntos --- ele declarou.
--- o que?? --- a gata avermelhada fez uma cara irritada, mas quando recebeu um olhar nada feliz do gato prateado, ela virou o rosto irritada.
--- certo, aqui o simbolo de cada quarto --- ela os entregou umas folhas que continham simbolos (numeros romanos) --- o quarto vai ter o mesmo simbolo, tenham um bom dia --- ela ronronou.
Os gatos subiram algumas escadas e chegaram a andar de cima, onde tinham inumeros quartos. Todos foram aos seus respectivos quartos.
--- aqui --- Lua Brilhante olhou para o quarto o qual tinha o mesmo simbolo da folhas.
Os dois entraram, era um quarto pequeno, tinha uma grande cama de uma coisa meio branca (algodão ou lã), tinha também uma mesa. Eles foram até a cama e se deitaram, era super macia.(esqueci de dizer, mas já é quase noite).
--- é muito bom que deixaram você entrar --- o gato de olhos diferentes ronronou e se aconchegou ao lado do gatão branco e preto.
~ de manhã ~
--- essa cama foi muito boa para meu corpo --- Lua de Prata ronronou se esticando, ele saiu de seu quarto e desceu as escadas.
Ele encontrou a mesma atendente comendo pedacinhos de carne assados e bebendo água, logo ela o olha.
--- bom dia, dormiu bem? --- ela pergunta sorrindo levemente.
--- sim, essas camas são muito confortáveis --- ele se senta em frente à ela.
--- se quiser comer pode ir no restaurante --- O gato prateado a olhou --- é onde você pode pegar comida e água, vem eu te mostro.
Os dois vão lá, e tem uma enorme variedade de comida. Lua de Prata escolhe peixe assado com leves toques de sal.
--- esse lugar é muito diferente do que estou acostumado --- ele suspira após terminar de comer --- vejo que eu vou viver feliz 
--- que bom que gostou, aqui todos somos felizes --- ela olhou pela janela --- qualquer problema nós resolvemos... falando nisso --- ela o olhou um tanto preocupada --- você... sua saúde não está muito boa
--- como você sabe?
--- com meu poder eu posso ver a saúde dos gatos, saber se estão doentes ou necessitados 
Lua de Prata ficou quieto.
--- você não gostaria de ir ao hospital? --- ela perguntou se levantando.
--- em que isso vai me ajudar? --- suspirou profundamente.
--- acredite, se você for lá pode prolongar sua vida --- ela miou e o surpreendeu.
--- prolongar minha vida? como assim?
--- vejo que você tem mais ou menos oito anos, já viveu bastante sem medicina correta --- ela o analisou.
--- oito anos?
--- é sua idade, pelo jeito você não conhece nosso calendário, bem... vou explicar. quando vai de um nascer do sol a outro, é um dia, quando se passam sete dias, se chama uma semana, quando se passam trinta dias é um mês e quando se passam doze meses é um ano --- ela o explicou calmamente.
--- entendo...
--- continuando... sua vida pode ser prolongada vários anos se você ser cuidado corretamente, quem sabe pode viver mais anos, quem sabe até a idade de nossa anciã, que tem 40 anos --- ela mia e ele fica surpreso --- então... venha, vamos ao hospital --- ela coloca a pata em seu ombro, ele assente.
*
Lua Brilhante acorda e vê que garra de Texugo ainda estava dormindo, ele levanta e sai. Descendo as escadas ele encontra alguns gatos conversando em mesas, resolve se sentar em uma mesa vazia.
Uma gata cinzenta o atende e pergunta o que ele quer, o gato negro pediu frango com toque de limão.
Ele bocejou levemente, olhou em volta e parou seu olhar em um gato marrom claro com marcas marrons escuras pelo corpo, quando o gato marrom percebe que está sendo observado ele sorri em sua direção, que desvia rapidamente o olhar.
O seu pedido chega, quando prova era delicioso, era muito melhor que qualquer presa fresca que já tenha comido. Ele fechou os olhos e apreciou o gosto, quando os abriu novamente o gato marrom estava a sua frente, com isso acabou surpreendendo-se e quase caiu do banco que estava.
--- iai --- ele miou.
--- o-olá --- mia se ajeitando.
--- me chamo strong, eu poderia saber o nome do anjo que esta a minha frente? 
--- me chamo Lua Brilhante --- mia um pouce desconfortavel
--- tão brilhante quanto o sol, sua beleza ofusca minha visão --- ele se aproximou mais dele.
Lua Brilhante não falou nada, só terminou de comer e chamou a atendente, que levou seu prato.
Ele saiu do restaurante, repirou o ar livre e logo a sua frente viu a Komödie, ele foi em sua direção mas Strong ficou a sua frente.
--- pra onde vai com tanta pressa? --- perguntou estufando seu peitoral.
Der repente ele é empurrado, Pata brilhante olha para cima e Garra de Texugo estava com um olhar irritado.
Os dois vão em direção á Komödie, que os comprimentou alegremente.
--- então... o que podemos fazer para ajudar a comunidade? é que o Eiche não explicou muita coisa --- Garra de Texugo sentou-se.
--- ah! na verdade tem muitas atividades, tem cozinheiros, médicos, construtores, engenheiros e muitos outros.... --- ela suspirou --- acho melhor vocês relaxarem, como o senhor Garra de Texugo não tem nenhum poder será dificil alguém o contrata-l0, mas não tem problema --- ela ronronou.
--- e eu? --- Lua Brilhante a olhou curioso.
--- você será a conselheira de Eiche --- ela ronronou alegre.
--- entendo... 
--- bem... você está esperando filhotes ou é só minha impressão? --- ela perguntou inclinando a cabeça.
--- ah! estou... --- murmurou.
--- então... com quantos meses você está? --- ela o pergunta.
--- cinco ou mais
--- você tem que ir para o hospital então! não sabemos quando eles podem nascer --- miou um tanto preocupada.
--- c-certo --- a gata preta e branca praticamente a arrastou para a construção.
***
Lua de Geada estava um pouco preocupado com o "líder" e com o irmão, mas ele sentia que estava tudo bem.
Todos do clã estavam reunidos na fronteira da floresta para as montanhas, eles contruiram uma toca para os anciãos e rainhas.
Todos estavam esperando um pouco anciosos a volta e as novas noticias de Lua de Prata.
*
Cauda de Fumaça continuava triste, não falava com nínguem e ficava sozinho quase o dia inteiro.
Cauda Curta ficou triste pelo amigo, então ela pensou no belo lugar que havia encontrado, era descidiu que o levaria lá.
*
Ela o viu em um canto deitado, se aproximou devagar e o comprimentou. Perguntou se ele poderia vir passear com ela e ele disse que não estava muito animado.
--- não tem essa, vamos --- ela o mordeu levemente na orelha e o puxou.
--- e-ei! para --- assim ela a soltou e ele ficou com uma cara meio brava.
A gata sarapintada riu e saltitou a frente do gato, ele a seguiu.
Quando chegaram ao lugar, Cauda de Fumaça admirou a bela cachoeira que via, a água brilhava como um cristal a luz do sol. Cauda Curta ficou a sua frente sorrindo.
--- vem, vamos nadar um pouco --- ela o convidou.
--- não gosto de molhar meu pel-!! --- ela o empurrou e ele caiu da água --- CAUDA CURTA!! sua.... --- ele parou um pouco e sentiu a água melhor --- é quente...
--- sim --- ela pulou na água e jogou água nele --- hahaha, você fica engraçado com o pelo molhado --- ela ri.
--- bem... você não está muito diferente com seus pelos das bochechas --- ele ronrona.
Ela franziu levemente o cenho, mas ficou feliz que ele esteja sorrindo e se divertindo.
Eles brincaram um pouco na água, mas depois saíram. Foram ao sol e se deitaram na grama quentinha, e começaram a limpar-se/secar-se.
--- obrigado... --- Cauda de Fumaça sussurrou, a gata sarapintada o olhou --- precisava me animar, você é tão positiva... --- ele ronronou a olhando.
--- não precisa agradecer, não podia deixar você triste --- ela lambeu levemente a testa do gato cinza.
Ele sorriu e encostou sua testa com a dela.
~
Ele acordou e viu que já era pôr do sol, ele olhou a gata que estava ao seu lado. Estava com os olhos fechados e muito relaxada, deu pena de acorda-la.
--- ei... --- ele sussurrou a cutucando levemente com o nariz --- acorde raio de sol
--- hm.... --- ela abriu os olhos vagarosamente --- do que você me chamou?
--- hehe, só falei o que eu vejo --- ele se levantou e sacudiu a cauda, e a olhou por cima do ombro.
Ela sorriu levemente e eles foram em direção ao acampamento.
~***~
Lua Brilhante agora se encontrava em um quarto só para sí, tinha uma abertura
para passar vento, uma cama até mais confortáveis que a do seu quarto normal. O hambiente também era muito bom, tinha cheiro suave de flores que o relaxavam. Além de que a comida também, além de saúdavel, era muito boa. 
Ele suspirou e olhou as estrelas no céu, depois olhou para baixo e sua respiração vacilou um pouco, mas depois ele respirou profundamente e deitou-se.
Fechou os olhos e adormeceu...
Continua...
 


Notas Finais


não estranhem os nomes, pois todos estão em alemão, e as construções tem esses nomes mesmo, pois eles são muito evoluidos.
a tradução dos nomes são:
Eiche - Carvalho
Komödie - Comédia

ah! também quero pedir a opnião de vocês, eu já descidi os nomes dos futuros filhotes de Lua Brilhante, então.... vocês os querem em que língua?
português
inglês
alemão
ou russo? (ta certo isso)
deixem nos comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...