1. Spirit Fanfics >
  2. The moon sigh >
  3. O que está acontecendo?

História The moon sigh - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei sim, me desculpem, mas eu tava com um lascado bloqueio criativo.
Particularmente gostei desse capítulo e espero que gostem também \(•v<)/

Capítulo 2 - O que está acontecendo?


Por mais uma noite o sono escapa por entre meus dedos, mas desta vez por causa do medo que o rapaz misterioso me causou a algumas horas. Me fazendo chegar apenas à uma conclusão: nunca mais volto da faculdade sozinha.

Viro diversas vezes na minha cama, sempre esbarrando em Biscoito que dorme babando na parte inferior do meu colchão. 

Quando finalmente consigo pegar no sono, escuto um barulho de vidro sendo quebrado da minha cozinha. Me viro para meu cachorro que antes dormia sereno, agora está arrepiado, com os dentes à mostra e rosnando baixo.

Pego meu celular e ligo a lanterna com uma mão, e com a outra seguro a coleira de Biscoito. Sigo silenciosamente  à cozinha e faço a pergunta que todo personagem idiota de filme de terror faz:

_ t..tem alguém aí?

Escuto passos rápidos seguindo na direção contrário à minha e de repente tudo volta ao mais mórbido silêncio.

Rapidamente acendo as luzes revelando uma cena um tanto estranha:

Tem cacos de vidro do que acredito que era um copo abaixo da bancada da cozinha, uma cadeira da mesa de jantar está derrubada no chão e as portas da varanda estão abertas com as cortinas balançando pelo vento, deixando as luzes da lua bruxulearem pelo chão.

Disco o número da polícia preparada para ligar enquanto avalio meu apartamento que aparentemente está vazio, quando de repente Biscoito para de rosnar e senta no chão olhando para mim.

_ o que você acha que foi isso heim amigão?- digo para meu cachorro aparentemente calmo.

_ será que foi um gato? Como que ele conseguiu entrar? Eu deixei as portas da varanda abertas?- falo enquanto vasculho os possíveis esconderijos em que o felino pode estar.

Após alguns minutos procurando algo que nem eu sei dizer o quê, desisto com a idéia de que foi provavelmente o gato do meu vizinho que deve ter pulado entre as varandas dos dois apartamentos.

Limpo a bagunça que o " visitante " deixou me queixando de que nunca tenho uma noite normal de sono, e aproveito para adiantar alguns trabalhos da faculdade, já que o universo decidiu que nunca mais vou dormir.

[...]

Acordo com o despertador e percebo que dormi 3 horas com a cabeça apoiada no notebook. Levanto da cadeira com uma dor absurda no meu pescoço e costas e sigo em direção ao banheiro.

Após tomar um banho quente me sinto um pouco melhor e me apronto para trabalhar com um vestido nude, sapatos pretos e uma maquiagem um pouco mais pesada para cobrir as bolsas abaixo dos olhos.

 Abrindo a geladeira para comer algo, me deparo com ela abastecida com uma variação incrível de frutas e vegetais e uma quantidade absurda de ovo, frango e peixe, com um bilhete de Kelly:

"Vê se você se alimenta direito

Comprei tudo isso porque sou incrível

Não quero nada disso jogado fora

Te amo 

Ass: melhor pessoa"

Solto um riso por causa de sua maneira de cuidar de mim e decido fazer ovos mexidos e café para comer.

Enquanto trocava a água e colocava ração para Biscoito escuto o interfone tocar.

_Sim?

_ olá senhorita Ayla, chegou um pacote para a senhorita- escuto a voz de August, o porteiro.

Pacote? Não encomendei nada. Acho que deve ser da Kelly

_ Ah, ok pode subir por favor.

_ sem problema.

Recebendo o pacote percebo que não tem remetente mas está endereçado à mim, então decido abrir. Encontro uma carta:

"Olá senhorita Ayla, você não sabe quem eu sou, mas eu tenho uma boa idéia de quem você é.

Primeiramente gostaria de lhe avisar que corre sério perigo, eles descobriram onde você mora como pode perceber nas fotos que te mandei."

Dentro do pacote percebo que além da carta estão também duas fotos, em ambas estão duas pessoas de costas para quem fotografou, mas quando observo mais de perto um arrepio se espalha por minha espinha, uma das pessoas sou eu entrando em meu condomínio, e a outra é uma figura parcialmente borrada alguns metros atrás de mim, a julgar pela sua estatura e fisionomia aparentemente é um homem bem mais alto que eu. Solto um suspiro trêmulo e volto para a carta.

" Não quero te assustar, por isso recorri à esta carta, ainda não consegui conversar com você de maneira apropriada, mas logo isso acontecerá.

Você ainda tem tempo, eles ainda não têm certeza de quem você provavelmente é, então sugiro que não saia mais sozinha até que eu possa encontrar meus companheiros.

Por favor eu peço que você não espalhe para suas autoridades, pois se assim fizer, poderá piorar toda a situação.

Atenciosamente Gael."

Um misto de pânico e confusão se instala em mim. Como assim corro perigo? Quem provavelmente eu sou? E quem é esse tal de Gael?

Vasculho o pacote para ver se contém mais alguma informação, quando de repente a campainha toca, me fazendo dar um pulo, espalhar as fotos no chão e soltar um grito.

_ Ayla?! Tá tudo bem aí? Sou eu- a voz de Kelly sai abafada detrás da porta- abre aí.

Me levanto enquanto recolho os papéis do chão e os coloco novamente dentro do pacote, o deixo em cima da bancada da cozinha e destranco a porta.

_ Kell, por acaso vc perdeu as chaves que eu te de…- perco a fala quando abro a porta e não encontro a figura delicada de minha amiga, mas sim um homem alto com os cabelos pretos e o rosto coberto por cicatrizes.

Antes que eu possa reagir ele segura meu pulso e me puxa em sua direção pressionando algo em minha boca e nariz, me fazendo perder os sentidos.

Mas antes que eu apagasse completamente o escuto dizer:

_ Consegui senhor… sim ela está inconsciente….  o Projeto Oráculo começou.



Notas Finais


Aaaaai misericórdia
Comentem suas teorias pq eu vou adorar ler
Bjusss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...