1. Spirit Fanfics >
  2. The Musical >
  3. Tão belo quanto uma performance de Love of My Life.

História The Musical - Capítulo 1


Escrita por: e fairyixing


Notas do Autor


Olá amores, tudo bom com vocês? Finalmente mais um ciclo! Fico incrivelmente agradecida pelo apoio que recebi nas duas fanfics do ciclo passado. Infelizmente só consegui escrever uma devido aos bloqueios e outros trabalhos que estou tendo.

Obrigada @yeolrbit pela capa maravilhosa! Ela ficou do jeitinho que eu queria <3
Obrigada também @forlifexo pela betagem <3
Boa leitura!

Capítulo 1 - Tão belo quanto uma performance de Love of My Life.


Chanyeol corria rapidamente pelo longo corredor vazio tentando não tropeçar nas próprias pernas. O lugar estava silencioso, mostrando que todos os alunos já estavam tendo aula e que estava super atrasado para a aula de biologia. Provavelmente receberia uma bela bronca, já que o professor era rabugento até com os estudiosos daquela escola. 

Assim que chegou em frente à porta de madeira, respirou fundo e logo deu pequenas batidas. Abriu educadamente dando um belo “Bom dia” com a voz ainda um pouco cansada e conseguiu sentir o olhar do professor que transbordava raiva. Caminhou até sua carteira e logo toda a sua atenção foi direcionada à explicação da matéria. 

Percebeu que alguns alunos cochichavam sobre algum assunto que era totalmente desconhecido para si. Provavelmente, teriam algum anúncio importante, pois sempre ficavam assim quando à diretora avisava-os sobre algo de novo que aconteceria na escola. Por isso, resolveu continuar sua atenção para a matéria.

— Kyungsoo, eu estou tão ansioso! — Baekhyun, um dos melhores amigos de Kyungsoo, disse enquanto balançava as pernas freneticamente e apertava à mesa de madeira deixando seus longos dedos finos brancos devido à força que usava. — Eu sei que já sabemos o que ela vai falar, mas não vejo a hora dos testes e principalmente de quando começarmos a organizar tudo.

— Baekhyun, é melhor você prestar atenção na aula porque suas notas em biologia estão péssimas. — respondeu sem tirar os olhos do quadrado fazendo o mais velho bufar. 

— Eu sei que você também está ansioso, só está se segurando porque estamos na aula. — Sem dizer nada, Kyungsoo apenas segurou a risada porque seu amigo estava completamente certo. — Viu? Acha mesmo que eu não conheço o meu melhor amigo? 

— Se conhecesse, saberia que eu estou tentando prestar atenção na aula. — O Byun apenas revirou os olhos sabendo que não conseguiria conversar mais com Kyungsoo. Então logo voltou a prestar atenção nas falas do professor que explicava calmamente sobre a matéria.

Quando o sinal tocou pelos corredores, o professor acabou assustando-se com a correria dos alunos saindo da sala de aula. Sabia exatamente o motivo daquele alvoroço todo.

Chanyeol apenas terminou de guardar todo o seu material sabendo que ainda teria mais algumas aulas e retirou-se da sala. Ao botar o pé para fora, conseguiu enxergar uma movimentação em frente ao mural de notícias da escola. Todos estavam em volta de Kyungsoo, o presidente da turma e um dos alunos destaques nas aulas de artes da escola. Desde o primeiro ano do ensino médio, Chanyeol guardava um sentimento pelo mais novo. Não sabia como aquilo havia acendido dentro de si, mas tentava esconder de todas as formas por conta da timidez e por medo de levar algum fora, e depois não conseguir interagir com o próprio. 

Depois de ver que algumas pessoas já estavam se afastando do mural, carregado pela curiosidade, foi até o lugar para entender o motivo da felicidade dos alunos de sua turma. Analisou alguns jornais escolares que estavam colados e logo surpreendeu-se ao ver  notícia do musical de inverno. Foi surpreendido mais uma vez ao ver que estariam fazendo novos testes para o elenco. 

— Se eu fosse você, me inscreveria nesse musical. — Chanyeol deu um pequeno pulo ao sentir uma voz ao seu lado.

— Jongdae, você quer me matar do coração? — repreendeu o amigo vendo o mais velho gargalhar. — Você sabe que eu não sou talentoso.

— Só no seu mundo, né? — Luna, namorada de Jongdae, logo resolveu se intrometer na conversa. — Todos sabem que você é um poço de talento, mas prefere deixar a timidez lhe vencer.

— Ela está certa, Chanyeol. É o nosso último ano na escola e não têm nada melhor do que fechar o ano surpreendendo todos. De bônus, vai conseguir ficar mais próximo do seu grande amor, Do Kyungsoo. 

— Não fale esse nome em voz porque alguém pode ouvir, seu idiota! — disse Chanyeol carregado de vergonha. — Eu não sei se conseguiria participar disso.

— Eu e o Jongdae nos inscrevemos para ser um dos amigos dos personagens principais.

— Nós vamos apoiar você neste teste. Pode confiar nos seus melhores amigos, Park! — Jongdae massageou o ombro do amigo vendo-o relaxar um pouco mais. — Como já dissemos, é o nosso último ano e temos que fechá-lo com chave de ouro. Durante esses três anos, você só ficou sentado no fundo e fazendo aula de música. 

— Não precisar jogar na cara, ok? Eu tenho sentimentos! Eu vou pensar um pouco sobre isso até porque não sou acostumado a me apresentar em público. 

— Qualquer coisa, é só gritar o nosso nome! E pense com muito cuidado! — Luna gritou fazendo Park ficar ainda mais envergonhado. 

Desde o anunciamento do musical de inverno, esse era o único assunto que rondava a escola durante as últimas semanas. Chanyeol não poderia enganar a si mesmo, estava pensando muito sobre o assunto também. Cada vez que pensava no musical, as palavras de Luna e Jongdae entravam em sua mente como se estivessem obrigando-o à inscrever-se para os testes. 

Sabia que Kyungsoo seria o diretor, roteirista e o ator principal; já que sempre gostava de enfrentar diversos desafios quando o assunto era atuação. Só de saber que poderia ficar horas e horas ao lado do líder, seu coração parecia explodir de tanta ansiedade e nervosismo. Imaginar que poderia fazer os testes com Kyungsoo lhe observando, era uma tortura sem fim. Aquilo seria uma decisão muito arriscada, e só de pensar que poderia passar vergonha e servir de chacota pelo resto do ano. 

Chanyeol respirou fundo enquanto lia aquele papel pela décima vez tentando criar coragem para preencher o seu nome na pequena linha que ficava embaixo de um pequeno texto explicando como seria às audições para os papéis do musical. Tudo seria bem organizado com datas e horários totalmente certos para que não ocorresse nenhuma bagunça e atraso. 

Depois de perceber que estava quase devorando os seus dedos, criou coragem e assinou o seu nome completo na linha preta que estava no papel branco. Respirou fundo antes de botar o papel dentro da pequena caixa de papelão junto com outros.

— Olha que surpresa! Park Chanyeol vai se inscrever no musical? — Baekhyun disse fazendo Chanyeol corar fortemente. — Vai ser um prazer vê-lo nas audições. Não se esqueça de praticar durante esses dias. — Sorriu amigavelmente fazendo o coração de Park ficar mais leve. — É normal ficar nervoso, Chanyeol. Todos terão uma semana para se prepararem para as audições e acima de tudo, confiança em si mesmo, ok? Boa sorte! — Girou os calcanhares sumindo pelos corredores da escola. 

— Droga! Não era pra ninguém ter me visto. — Resmungou indo em direção à biblioteca que ficava no fim do corredor. Precisava estudar para uma prova de física que seria aplicada em dois dias. Como suas notas eram horríveis em exatas, era obrigado a passar o dia estudando.

O auditório estava vazio quando Kyungsoo e Baekhyun chegaram. Ambos agradeceram mentalmente por estarem sozinhos. Tinham que organizar como seria os cenários, personagens, enredo e outras coisas para que o musical saísse perfeitamente do jeito que queriam. 

Subiram ao palco principal para que pudessem descansar um pouco. Baekhyun jogou-se contra o chão deixando sobre a madeira do palco. Kyungsoo apenas soltou uma risada ao ver à preguiça do amigo. Sentou-se com as famosas pernas de índio e abriu a mochila para pegar alguns papéis importantes que precisava ler.

— Você não vai acreditar quem eu vi se inscrevendo para o musical! — Baekhyun levantou rapidamente praticamente gritando fazendo com que Kyungsoo se assustasse. — Park Chanyeol!

— E o que tem? — perguntou sem tirar os olhos das folhas brancas que estavam em suas mãos. 

— E o que tem é que isso é estranho, né? Tipo, ele nem é de falar com a gente. Só vejo ele conversando com o Jongdae e com a Luna.

— Ué, ele pode ter se interessado pelo musical. É o nosso último ano na escola e provavelmente ele queira aproveitar um pouco mais. 

— Você é muito estraga prazer, Kyungsoo! — Revirou os olhos e logo ajeitou sua postura. — Chanyeol é do clube de música, mas nunca teve interesse em atuar. É tímido até se elogiarem seus óculos e nunca sequer interagiu comigo ou com você. Não acha que tem algo estranho?

— Meu querido amigo, não estamos em uma série de investigação e sim em um auditório escolar. — Massageou o ombro esquerdo de Baekhyun e logo viu um bico enorme se formar nos lábios do amigo. — É sério, Baekhyun. Ele pode estar interessado por ser o último ano dele aqui na escola. Acha mesmo que alguém perderia essa oportunidade? 

‘Tá bom, senhor Kyungsoo! Eu vou descobrir o porquê dele estar se inscrevendo musical e se tiver algo estranho por baixo disso, você vai ter que fazer os meus trabalhos de física durante todo o bimestre.

— O que eu faço pra você calar a boca? — perguntou já sem paciência.

— Aceitar a aposta. — Arqueou a sobrancelha fazendo Kyungsoo bufar.

— Eu aceito. Agora só abra a boca para falar sobre o musical, entendido?

— Certo! — Deu um sorriso mostrando suas pequenas presinhas.

— Como nós dois já sabemos, o foco desse musical será nos dois personagens. Eu queria criar algo com romance de época, sabe? Mas já estamos em cima do tempo. E sobre as músicas, está sendo um pouco complicado de escolhê-las porque todas são boas.

— Pode me contar um pouco sobre o enredo? — perguntou curioso. Sabia que o melhor amigo era talentoso e criativo quando o assunto era musical.

— Hm… Então, eu pensei em algo puxado para o natalino. Você sabe, é final de ano e temos o Natal. Como nunca tivemos um musical natalino, resolvi explorar um pouco mais. X e Y são dois amigos de infância que se conheceram através da música e isso consegue conectá-los, sabe? Eles têm uma promessa de Natal que é juntar os dois amigos através da música também. Eu consegui separar algumas músicas natalinas da Mariah Carey e acho que combinariam bastante. 

— Hm… é legal. Você vai querer atuar no musical ou ficará somente na produção?

— Eu queria atuar. Você sabe que eu tenho uma paixão incrível por musicais e como é o nosso último musical da escola, quero me despedir… — disse cabisbaixo e Baekhyun deu um pequeno sorriso,

— Pode ter certeza que no futuro iremos dirigir muitos musicais famosos da Broadway.

— Ah, não exagera! — O mais novo segurou a risada timidamente.

— Você não confia no seu melhor amigo, Kyungsoo? Pode ter certeza que ainda teremos nossos nomes na calçada da fama.

— Claro que eu confio em você, menos no seu exagero. Agora, vamos focar na coisa mais importante antes que tudo fique atrasado. — Pegou as folhas brancas novamente analisando o que precisavam para todo o cenário do musical. Era obrigatório tudo sair perfeitamente bem, ainda mais para Kyungsoo que era extremamente perfeccionista com seus musicais. 

A pequena sala estava um pouco cheia. Chanyeol não sabia que tantas pessoas se inscreviam para os musicais da escola já que nunca tinha interesse nessa parte. Suas mãos suavam e suas pernas não paravam um minuto. Ao seu lado, estava Jongdae e Luna que conversavam sobre algum assunto que não conhecia. Aparentemente, Park era o único que estava nervoso por ser sua primeira vez fazendo audição. 

Havia passado toda a semana assistindo musicais, treinando seu vocal e atuação para que tudo se saísse bem, mesmo que estivesse com os cabelos para o alto de tanto nervosismo. Tentava ocupar sua cabeça com outros pensamentos, mas sua mente lhe pregava peças fazendo tudo ficar pior. 

Quando seu nome foi chamado, sentiu suas pernas fraquejarem. Arregalou os olhos fazendo com que Luna segurasse a risada. Como sempre, a morena ria quando Chanyeol passava por esses tipos de situações constrangedoras. Mesmo que sua mente gritasse para que saísse correndo daquela sala. o Park caminhou até a porta vendo que Baekhyun e Kyungsoo estavam sentados em seus respectivos analisando alguns papéis. Seu coração pareceu falhar ao perceber que faria tudo aquilo na frente da pessoa que gostava por mais de cinco anos. 

Assim que se posicionou na frente dos dois colegas de classe, viu um pequeno sorriso se formar nos lábios de Kyungsoo. Sabia que o líder da classe era uma pessoa que transbordava carisma, mas aquele sorriso acabava tanto consigo que sentiu o oxigênio desaparecer por alguns segundos. 

— Park Chanyeol, certo? — Baekhyun perguntou enquanto analisava a folha que estava em sua mão. Park apenas concordou com a cabeça ainda nervoso. — Pela sua ficha, você quer ficar com um dos principais. Como eu e Kyungsoo já sabemos que você é bom com canto, queríamos ver uma pequena atuação sua. Não precisa ficar nervoso, ok? É só imaginar que está treinando sozinho em seu quarto. — Park concordou com a cabeça novamente fazendo Kyungsoo soltar uma pequena risada pelo nervosismo do maior. 

Chanyeol faria um pequeno trecho do musical Singing in The Rain, um musical da década de cinquenta, bem conhecido nas grandes telas de cinema e principalmente nos teatros culturais. Quando ouviu o Park falar as primeiras falas, Kyungsoo surpreendeu-se. Era um de seus musicais favoritos e nem ao menos sabia que Chanyeol gostava desses tipos de coisas. O garoto era sempre fechado em seu pequeno mundo com seus fones de ouvidos e na visão de Kyungsoo, Park era só um garoto que curtia rock e videogames, mas estava completamente enganado. 

Cada palavra que saia dos lábios de Chanyeol e cada gesto, Kyungsoo ficava mais hipnotizado. Kyungsoo sempre foi um garoto que admirou a arte já que seus avós eram músicos e seus pais gostavam de pinturas. Então, acabou crescendo nesse meio onde aprendia a adorar à arte e botá-la em prática. 

Assim que Chanyeol terminou sua pequena atuação, os dois amigos que estavam como jurados, ficaram surpresos. O Park, acabou abaixando a cabeça ainda um pouco envergonhado por estar de frente para uma pessoa que gostava. Ah, se Kyungsoo soubesse que só estava arriscando sua timidez para estar perto dele…

— Uau! Você é bom! — Baekhyun foi o primeiro a cortar o silêncio que estava instalado na pequena sala. —  Não sei como ficou tão envergonhado sendo que é talentoso. 

— Ah, obrigado! — Park respondeu com a voz carregada de vergonha.

— Baekhyun está certo. Você é muito bom com atuação e canto. — Kyungsoo deu um pequeno sorriso deixando Park ainda mais envergonhado. — Enfim, o resultado sairá daqui à três dias durante o intervalo. Boa sorte!

Chanyeol disse um “Obrigado” antes de se retirar da sala. Ao fechar a porta, encostou-se contra a mesma escorregando até o chão e respirando fundo. Sua mente estava totalmente em branco e não conseguia pensar em nada além dos olhares de Kyungsoo contra si enquanto fazia a audição. Suas mãos tremiam involuntariamente e seu corpo pegava fogo como se estivesse dentro de um vulcão.

Depois de conseguir controlar suas próprias emoções, caminhou até o pátio da escola para que pudesse pegar um ar fresco. Sentou-se em uma das arquibancadas de cor azul e logo encostou-se suas costas fechando seus olhos logo em seguida sentindo o vento gélido bater contra o seu rosto. 

Park pensava em coisas aleatórias, algo que era normal. Na maioria das vezes, perdia as aulas por pensar mais do que o normal. Seus dedos batucavam a arquibancada e suas pernas balançavam freneticamente, algo que também era normal quando Chanyeol estava nervoso. 

— Está nervoso? — Uma voz se fez presente fazendo com que Chanyeol desse um pequeno pulo e arregalasse seus olhos. — Oh, desculpe. Eu não queria assustá-lo. — O garoto deu uma risada tímida. — Eu já terminei de avaliar as pessoas para o musical e resolvi vir esfriar um pouco à cabeça. 

— Foi muito estressante? — Park perguntou tentando o máximo não gaguejar. Era rara as vezes que conseguia ter um diálogo com Kyungsoo. 

— Ter que avaliar várias pessoas é estressante e selecionar é pior ainda. — respondeu coçando a nuca. — Eu fiquei surpreso quando vi seu nome na ficha de inscrição. Você nunca pareceu gostar dessas coisas.

— É o nosso último musical e o nosso último ano, então decidi arriscar um pouco. Jongdae também ficou me pressionando e acabei não resistindo. 

— Fico feliz que tenha se arriscado. Acho que todos da escola sabem o quanto o musical é importante pra mim. E ver outras pessoas participando, faz com que eu me sinta bem comigo mesmo. 

— Espero que dê tudo certo. — Um sorriso brotou nos lábios grossos de Kyungsoo. Park acabou fazendo o mesmo hipnotizado pelos lábios do mais novo. Algo que Chanyeol nunca havia percebido é que os lábios do moreno pareciam um coração.

Acabaram ficando por mais alguns minutos conversando até o sinal tocar indicando que começaria a aula de geografia. Ambos caminharam em direção às escadas da escola para que pudessem ir até à sala de aula. Por sorte, o professor ainda não havia chegado, ou levariam uma bronca por não estarem no lugar que deveriam estar.

— O que estava fazendo? — Baekhyun perguntou carregado de curiosidade. 

— Nada. — respondeu Kyungsoo que retirava seu caderno da mochila para que começasse a copiar o que o professor escrevia no quadro. 

— Quem nada é peixe. Você estava com o Park fora de sala enquanto todos estavam aqui.

— Está insinuando que nós dois estávamos fazendo alguma coisa? — A expressão surpresa do mais novo tomou conta de seu rosto. — Eu só fui tomar um ar e acabei encontrando-o nas arquibancadas. Nada demais, Baekhyun.

O dia do resultado havia finalmente chegado, e todos os alunos mostravam o quanto estavam nervosos para finalmente o sinal tocar. Para completar, o dia estava lindo demais. O céu estava limpo, o sol brilhava como uma jóia e os pássaros cantavam para todo canto. Chanyeol, ainda estava um pouco ansioso já que havia dormido pouco durante a noite. Já Baekhyun e Kyungsoo, continuavam interagindo normalmente, claro, já sabiam dos resultados então não se preocupariam com nada.

Jongdae chegava a suar de tão nervoso que estava. E mesmo com Luna, sua namorada, continuasse tentando lhe acalmar, parecia que o Kim ficava cada vez pior. Mesmo que fosse talentoso, ainda era inseguro demais com a sua presença de palco. Sabia que Kyungsoo seria mais rigoroso por ser o último musical dele na escola.

Quando o barulho do sinal soou pelos corredores da escola, foi como se tivesse acontecido uma explosão. O barulho das cadeiras sendo arrastadas foi insuportável deixando o professor irritado. A correria dos alunos tomou conta e gritos ecoavam pelo lugar. Todos pararam em frente ao mural de notícias tentando ver o resultado que estava destacado. Alguns choravam por não terem passado e outros pulavam de alegria. Jongdae conseguiu ver de longe seu nome entre os principais, junto com sua namorada. O grito escandaloso do garoto fez com que Chanyeol ficasse feliz pelo amigo.

Park caminhou em passos lentos até o mural tentando controlar seu nervosismo. Seus olhos passaram pelo papel de baixo para cima e logo arregalaram-se ao ver seu nome como o ator principal. Surpreso, os lábios de Chanyeol se entreabriram tentando falar alguma coisa. Caramba, agora ele estava realmente nervoso e não conseguia expressar uma reação.

Luna e Jongdae abraçaram Chanyeol parabenizando-o pela conquista.

O musical havia finalmente chegado. Depois de passarem meses ensaiando, perdendo aulas para o ensaio e até mesmo chegando mais cedo na escola, acabou tudo dando certo no final. Afinal, Do Kyungsoo era uma pessoa pontual e muito bem organizado, então nada saia do controle. E quem tinha dificuldades em alguma cena, o moreno não fazia cerimônias na hora de ajudar.

O figurino, havia cabido perfeitamente no corpo de Chanyeol. Luna, ainda retocava a maquiagem enquanto Jongdae passava o gel nos seus fios escuros na tentativa de deixá-lo bem certinho sem nenhum fio para o alto. O barulho das araras de roupas tomavam conta daquela sala deixando Park com uma enorme dor de cabeça. Continuava lendo os textos para que não tivesse problemas durante a performance. Kyungsoo conversava com Baekhyun que organizava os instrumentais das músicas que cantariam. Resumindo: Tudo estava dando certo.

Quando Minseok avisou que todos já estavam no auditório esperando, Kyungsoo deu um belo sorriso fazendo com que o coração de Chanyeol acelerasse rapidamente. Todos caminharam para o palco principal ainda com as luzes apagadas. Park posicionou-se ao lado de Kyungsoo que se focava inteiramente no musical.

A primeira cena seria de Kyungsoo e Chanyeol conversando sobre algo que fariam no Natal. A plateia olhava atentamente para os dois rapazes que protagonizavam no palco. 

— Não acha que está sendo muito sonhador? — O personagem de Park perguntou.

— Claro que não, meu amigo. No Natal, milagres podem acontecer. Nós poderíamos ajudá-los. Todos nós sabemos que os dois têm uma conexão incrível, só não têm coragem de assumirem. — respondeu, o personagem de Kyungsoo. — Não acho que tenha nada de errado em virarmos cupido só essa noite. Como eu disse, eles se gostam e todos nós sabemos disso. Por isso precisamos dar um pequeno empurrão. 

— E se tudo der errado? — Chanyeol disse com a voz desesperada. — Nós destruiremos quatro amizades de uma vez só.

— Não tem como nada dar errado. Confie em mim.

Quando a última cena foi finalizada, toda a equipe se juntou ao palco agradecendo pelo carinho que haviam recebido da plateia. Todos aplaudiam de pé pelo desempenho dos alunos no último musical deles na escola. 

Depois de agradecer pessoalmente cada familiar e amigo, Park caminhou para fora indo em direção ao pátio que ficava ao lado de fora da escola. Já era noite e o vento gelado já batia contra o rosto pálido do garoto alto. Os óculos arredondados escorregavam pelo nariz deixando um visual fofo no maior que caminhava até às arquibancadas do colégio. Ao se sentar, checou o celular e respondeu algumas mensagens que não havia visualizado por conta dos preparativos para o musical. Logo sentiu uma presença ao seu lado e antes que pudesse falar algo, Kyungsoo selou os próprios lábios contra os lábios de Chanyeol que acabara ficando estático com a atitude do mais novo.

Com apenas um simples selar, Kyungsoo fez com que o coração de Chanyeol quase saísse pela boca. Nunca em sua vida esperaria que o Do faria isso consigo. Ao descolar os lábios, um sorriso meigo se formou nos lábios cheinhos do mais novo que mostrava-se tímido. E Park? Continuava paralisado como se tivesse visto um fantasma em sua frente.

— Me desculpe… — O mais novo deu uma risada tímida. — Eu só queria agradecê-lo por ter me ajudado nesse musical junto com o Baekhyun. Você não tem noção do quanto estou feliz de ter trabalhado ao seu lado.

— K-Kyungsoo… — Park não conseguia falar nada.

— Não precisa dizer nada. — Riu novamente. — Eu sei que você gosta de mim e resolvi tirar um bom aproveito disso.

— Que? — perguntou confuso.

— Eu ouvi você conversando com o Jongdae na biblioteca faz algumas semanas. Fico feliz que você me ache tão bonito quanto a performance de Love of My Life do Freddie Mercury. — Os olhos de Chanyeol aumentaram de tamanho. Como assim Kyungsoo continuava lhe tratando bem depois de descobrir seus sentimentos? — Mas não precisa se preocupar, eu não comentei isso com ninguém.

— Nem com o Baekhyun? — A pergunta era carregada de preocupação e Kyungsoo conseguiu sentir isso.

— Se ele soubesse disso, provavelmente já teria tirado sarro de nós dois durante os ensaios, né? 

— Me desculpe, Kyungsoo. Eu realmente não queria que você descobrisse dessa forma. E se quiser sentir raiva de mim, eu vou entender. — Park disse cabisbaixo fazendo Kyungsoo arquear as sobrancelhas grossas.

— O que? Por que eu odiaria você? 

— Porque eu gosto de você. — respondeu como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

— E o que tem? Se eu dei um beijo em você, é porque também sinto uma quedinha por você.

— Você está falando isso para eu não me sentir mal, né? 

— Desde o dia que ouvi a sua conversa, fiquei com isso durante dias na minha cabeça. Quando fui perceber, eu já estava prestando muita atenção em você durante as aulas e os ensaios. Não posso dizer que sinto o mesmo porque ainda é algo muito confuso pra mim. Mas, não me enganar, estou interessado em te conhecer melhor.

— Isso parece ser surreal. Uau! 

— E aí, Park Chanyeol, está afim de ter um encontro comigo? 

— Seria uma honra, Do Kyungsoo. Só me passar o horário e o dia.

— Agora.

— Agora?

— Sim! — Kyungsoo respondeu segurando a mão esquerda do maior enquanto corria pelo gramado indo em direção a saída da escola. Logo atrás, Park corria desengonçadamente.

Naquela noite, Kyungsoo conseguiu conhecer um pouco mais sobre o garoto de óculos arredondados que ficava no final da sala de aula. Acabou descobrindo que tinham muitas coisas em comum como; bandas, livros e filmes favoritos. E mesmo que estivesse tudo acontecendo rápido demais, sabia que não se arrependeria de ter sido fofoqueiro e escutado a conversa de Chanyeol com seu melhor amigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...