História The Nerd And The Popular (MPreg) - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Bambam, Bangtan, Bangtan Boys, Black Pink, Bts, Colegial, Duddahh, Escolar, Got7, Hoseok, Jackbam, Jackson, Jaebum, Jennie, Jimin, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Lemon, Lisa, Marjin, Mark, Mpreg, Namjin, Namjoon, Nerd, Orange, Popular, Rose, Seokjin, Taehyung, Vhope, Yoongi, Yoonminkook, Youngjae, Yubum, Yugyeom
Visualizações 172
Palavras 3.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Orange, Poesias, Romance e Novela, Saga, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLO GENTEEEEEEEM

VOUTEEEEEEIIIIIIIII

EU ESTOU FELIZ PARA UM CARALHOOOOOOOOOOOOO

13.320 VISUALIZAÇÕES
227 FAVORITOS
128 COMENTÁRIOS
VOCÊS QUEREM ME MATAR?

CACETEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

NÃO ACREDITO NISSOOOOOOOOOOO

AI LOVO YOUS SEUS/SUAS COISO(A)!
(eu sei que tá errado, ok?)

A explicação da demora para a atualização está nas notas finais, então leiam, por favor.

Vou deixar aqui o lindo, maravilhoso e gostoso link do grupo de TNATP no WhatsApp:

https://chat.whatsapp.com/KPxMBUtaNLe4i5V9IAV4Q8

Beijokas seus lindos e lindas.

Boa leitura ae brow.







LEIAM AS NOTAS FINAIS!!!






Já aviso que se o cap não estiver como estamos acostumadas é porque estou postando pelo Chrome, perdoem-me.

Capítulo 32 - Especial 227 Favoritos- Que Fofo!


Fanfic / Fanfiction The Nerd And The Popular (MPreg) - Capítulo 32 - Especial 227 Favoritos- Que Fofo!

[P.O.V BAMBAM]

Quinta-Feira, 04/02/10.


Encarava aquele fantasma branco com os olhos arregalados e os lábios abertos em um perfeito "O", ele passou tanto tempo longe, tanto tempo estudando e trabalhando fora que... Eu não consigo nem acreditar que ele voltou, caralho ele voltou, eu não tô conseguindo acreditar nisso, a porra do meu Hyung favorito voltou, estava fazendo o máximo para não deixar minhas lágrimas já guardadas a muito tempo escaparem, eu sabia que se chorasse o velho ranzinza também choraria e depois eu acabaria apanhando por tê-lo feito chorar.

-H-Hyung... -Chamei com a voz trêmula, me levantando da cama com cuidado, estava com medo de desmaiar- É v-você mesmo? -Perguntei incerto, também estava com medo de que fosse só uma alucinação da minha cabeça.

-Aish Kunpimook, eu sei que eu sumi por um tempo mas também não é pra tanto né? -Riu nasalado vindo até mim, só então reparei na mochila em suas costas, essa que foi direto ao chão quando seus braços envolveram minha cintura em um abraço apertado, o qual retribui na mesma intensidade sentindo o maior me levantar do chão, rodando uma vez antes de parar já reclamando baixinho por conta de meu peso, não pude evitar sorrir com aquilo- Como eu senti sua falta, Girafa Falante.

Não deixei de rir baixo ao ouvir aquilo, o velho apelido que o maior sempre usou comigo não morreria nunca, principalmente se dependesse dele, ele sempre iria insistir nesse apelido bobo, e tenho certeza que ele faria de tudo para que todas as pessoas que ele conhecesse também me chamassem de "Girafa Falante", por que será que eu não vejo graça nesse apelido?

-Aigo Hyung, Girafa Falante não... -Desvencilhei-me de seu abraço vendo o maior se jogar em cima da minha cama, acabei sorrindo com a cena, me lembrando de quando o Hyung vinha até o meu quarto em dias de chuva, com aqueles trovões fortes que sempre me faziam chorar, e me abraçava proferindo palavras e frases com a voz calma e mansa que sempre me acalmavam, o Hyung sempre cuidou de mim e eu agradeço imensamente por tê-lo ao meu lado- Você e esse apelido idiota, só servem pra me irritar.

-Idiota não garoto, você respeite a minha criatividade! -Hyung se ajeitou na cama abraçando meu travesseiro, ele parecia cansado, talvez ele estivesse cansado da viagem, afinal de contas, é cansativo passar 22 horas sentado em uma poltrona da classe econômica em um avião sem fazer absolutamente nada, só acho que isso não deveria ser um problema pra ele, já que esse Hyungzinho é um preguiçoso.

Como posso explicar uma pessoa tão maravilhosa e ao mesmo tempo tão assustadora como o ser deitado em minha cama? Não sei se consigo, mas irei tentar, darei o meu melhor para explicar como é o meu Hyung, tanto em sua forma física quanto em seu jeito de pensar, vou me esforçar nessa representação mental, fighting Bambam.

~Min Yoongi, mais conhecido por mim e pelo Yug como Suga; Yoonie; Min; sr. Velhote; Ranzinza; Suguinha; Yoongie e apenas a minha pessoa tem permissão para chamá-lo de Vovô Min, tem 18 anos e 1,76 de altura, seus fios, antes negros como a noite, agora se encontram em um tom bem clarinho e bonito de um verde menta, Suga-ah não tem um corpo muito definido e isso é perceptível, na verdade, ele não tinha um corpo definido, mas fazem oito anos que não o vejo, isso pode ter mudado; sua pele é tão clara, tão branca, que quando o Yug o conheceu, veio me perguntar se ele era Albino ou se tinha algum tipo de doença; seus olhos são em um castanho tão escuro e intenso que parece que o maior pode ver através de sua alma, garanto que ele usa muito disso contra as pessoas, Tortura Psicológica é o nome disso; seus lábios, finos porém bem desenhados, são vermelhos, um vermelho vivo e marcante, muito bonito que tem um contraste maravilhoso com sua pele branca e orbes escuras. Yoongi é uma pessoa bem "desanimada", ele vive dormindo e fica muito irritado quando o acordam, tão irritado que é capaz de bater na pessoa azarada que o fizer; o maior nunca teve uma personalidade fácil ou frágil, ela sempre foi forte, desde pequeno, e pelo que vejo, ele não mudou nem um pouco nesse sentido, ele sempre teve sua própria opinião sobre tudo e ninguém nunca consegue mudar suas opiniões ou seus gostos; ele gosta de estar no comando de tudo, também é uma de suas qualidades se achar a pessoa mais correta em todas as situações, e tenho que dizer, Hyung nunca errou em alguma suposição, porque além de super preguiçoso ele também é super inteligente, às vezes ficava impressionado quando ele nos provava isso, o que acontecia diariamente antes de ele ir embora, eu sempre pensava: "Poxa, esse Hyung é tão preguiçoso, como pode ser tão inteligente sem nem estudar? Ele não faz esforço nenhum!". Yoonie teve que sair da Coréia aos 10 anos de idade para morar com o seu Appa no Brasil, já que, naquela época, seus pais tinham se divorciado, continuam divorciados na verdade, eu senti muita falta dele e naquele tempo vivia chorando, fiquei muito sensível, Yugyeom ficava desesperado sem saber como me acalmar, eu tinha apenas 8 anos quando Vovô Min teve que ir embora, doeu tanto não tê-lo por perto, Yoongi é como um irmão mais velho para mim, quando meus pais e Yugyeom não estavam lá, Yoonie era quem sempre estava comigo, sempre contei tudo ao maior, sem esconder detalhes, ele sabe todas as merdas que eu já fiz em toda a minha vida e, apesar de tudo, ele nunca me julgou por nada, mesmo quando ele estava longe, ligavamos diariamente um para o outro para contarmos como estava sendo nossa vida e como foram nossos dias, ele sempre foi muito presente mesmo estando longe, e eu agradeço muito por tê-lo ao meu lado, sem ele ou Yugyeom eu não sei o que seria de mim.

Eu senti falta desse idiota branquelo.

-Girafinha, me diz, por que você estava tão na bad? -Hyung sentou-se na cama dando batidinhas em suas coxas, onde o mesmo ajeitou o travesseiro que antes abraçava.

Deixei que um sorriso ameno nascesse em meus lábios, estava feliz por ter o Hyung aqui, mas triste por Jackson não estar comigo para que eu pudesse apresentá-lo ao Vovô Min, apesar de que os dois já se conhecem lá do fundamental um, respirei fundo indo até a cama, me deitei ali, descansando minha cabeça no travesseiro que estava no colo do Hyung, Yoongi sorriu passando a acariciar meus fios, fechei meus olhos quase que instantaneamente ao sentir aqueles dedos finos, gelados e longos tocarem calmamente meus fios que estavam uma bagunça, cheios de nós e pontas duplas, tenho certeza que o mais velho vai me obrigar a fazer uma hidratação todo final de semana, o Min é alguém bem vaidoso, ele gosta de estar sempre mais bonito que os outros, na cabeça dele, só ele é verdadeiramente bonito.

-Então Vovô Min, eu-

-Começa com essa porra de Vovô Min pra você ver se eu não quebro essa sua cara bonita com uma vassourada só! -Eu disse que ele permitia que eu o chamasse assim, mas nunca disse que ele gostava.

-Então Hyung, eu estou meio que... Não posso dizer namorando... Acho que eu tô em um "rolo" com um garoto do meu colégio... -Comecei fazendo aspas com as mãos, Yoongi arqueou ambas as sobrancelhas e franziu o cenho em desgosto. Sim, sim, ele é como um Appa- Ele era bem metido e mimado sabe? Me machucou bastante no começo, mas está disposto a mudar por mim e eu já o amo demais, só que... Eu não sei, eu estou triste porque íamos ter nosso primeiro encontro, mas ele atendeu a uma ligação e depois saiu correndo, desde então ele não me ligou nem mandou mensagem, e eu estou preocupado... Sinto a falta dele...

-Já não gostei desse imundice. -Ditou dando um leve peteleco em minha têmpora, no mesmo instante fiz careta, Hyung é muito agressivo e ele sabe que eu não suporto esse tipo de coisa, porém ele insiste em continuar desse jeito- Pensei que o Jackson não fosse mais o retardado do primeiro ano do fundamental um, lembra? Aquela peste, eu odiava aquele moleque, ainda odeio, praga enviada dos infernos, ele era uma criança endemoniada, só podia ser.

Não pude evitar rir com aqueles "elogios" nada castos do mais velho, tão carinhoso- Pera... -Parei de rir aos poucos lembrando-me de nunca ter contado a ele sobre estar junto do Jacks, como ele sabia que era dele que eu estava falando?- Yoonie, como você sabe que é do Jackson que eu tô falando?

-Eu tenho minhas fontes sr. Bhuwakul, tô sabendo até que o Jackson te chupou.

Yoongi falou aquilo com tanta naturalidade que até me assustou, minhas bochechas esquentaram e meu rosto parecia querer explodir, no mesmo instante as imagens de Jackson me masturbando, apertando meu corpo e me chupando vieram a minha mente, acho que só não fiquei duro ali mesmo porque o Min começou a rir que nem uma hiena, sinceramente, não sei onde ele vê que pode falar dessas coisas comigo assim, desse jeito, sem mais nem menos.

-A-Aigo Hyung!

Virei para o lado oposto ao de Yoongi tapando meu rosto com as mãos, eu já esperava que o maior fosse fazer ou dizer algo que me deixasse com muita vergonha, mas poxa, tinha que ser algo tão pessoal assim?, já vi que meu dia vai ser bem longo.


~Quebra de tempo~


[P.O.V YUGYEOM]

Quinta-Feira, 04/02/10.


-Que horas são, Amor? -Jaebum perguntou assim que parou o carro em frente a sua casa, não deixei de sorrir com o "Amor", ainda não estava acostumado com isso.

-São... -Peguei meu celular no bolso do meu sobretudo azul marinho, ligando-o apenas para ver as horas- 19:40, Hyung.

-Hum... -JB olhou a frente da sua casa pelo meu vidro, tendo de se inclinar sobre mim, prendi a respiração olhando pro lado oposto ao rosto do mais velho enquanto este conferia algo em frente a sua casa, pude ouvir a risada soprada do maior quando ele voltou lentamente seu corpo, parando ao ter seu nariz próximo de meu pescoço, o qual ele cheirou fazendo-me arrepiar- Pelo jeito meus pais não chegaram... Ainda temos um tempinho pra nós, Bebê.

Jaebum finalizou sua frase beijando meu pescoço, um simples selar, que foi o suficiente para me fazer soltar o ar que havia prendido em meus pulmões com facilidade, suspirando em seguida, o maior riu soprado deixando, desta vez, um beijo molhado em meu pescoço, acabei tombando mais minha cabeça pro lado, dando mais espaço pro maior fazer o que quisesse enquanto fechava meus olhos, JB desceu sua canhota até meu quadril, apertando levemente aquela parte, me fazendo arfar baixinho, já podia sentir minhas bochechas esquentando e a vergonha crescendo, o mais velho parecia nem estar notando minha vergonha crescente, mas não o culpo, ele estava entretido demais com o meu pescoço para simplesmente parar e perguntar se estava tudo bem em fazer aquilo, posso garantir que minha resposta para tal questão seria um sim.

-Hyung... -Suspirei ao sentir os dentes do maior raspando levemente em meu pescoço, Jaebum não precisava de muito para me fazer querer mais.

O maior desceu sua canhota, que antes descansava em meu quadril, até minha bunda, apertando-a com certa força, não pude conter o gemido pouco alto que escapou por meus lábios, teria saído mais alto se eu não tivesse tapado minha boca para abafa-lo, JB que se manteve concentrado em meu pescoço até agora, riu soprado voltando seu olhar pros meus olhos, fazendo-me ficar com mais vergonha ainda, era difícil encará-lo nos olhos em momentos assim, meu constrangimento parecia dobrar de tamanho.

-Quer ir lá pra dentro, Gatinho? Podemos ficar no meu quarto... É mais confortável... -Seu tom de voz transmitia desejo, não sei porquê mas esta pergunta me pareceu mais como um convite para coisas impuras do que algum tipo de preocupação com o meu conforto.

Assenti incerto se deveria ou não ir, está certo que as atitudes de JB até agora não demonstraram preocupação com o meu conforto, mas ficar sentado aqui, todo contorcido é muito ruim, e também, o Hyung não me machucaria ou tentaria algo que eu não quisesse fazer, ele obviamente vai cuidar de mim, sem contar que agora estamos namorando, preciso confiar nele para que ele confie em mim. JB sorriu saindo do carro, pude vê-lo dar a volta no mesmo, não sei porquê mas aquele olhar que ele me lançou fez todos os pelos existentes em meu corpo se arrepiarem, quando percebi, Hyung já tinha aberto minha porta, estendendo sua mão em minha direção para que eu descesse, respirando fundo o fiz, segurei na mão do mais velho saindo do carro, o maior bateu a porta deste trancando-o logo em seguida, Hyung abraçou minha cintura com seu braço direito, me puxando para sua casa, a qual adentramos rapidamente pelo frio que fazia na rua, assim que Jaebum fechou a porta, não tive nem tempo de olhar em volta, o mesmo já estava atacando meu pescoço enquanto me pegava no colo, suas mãos apertaram minhas coxas enquanto as minhas iam direto ao seu pescoço, o qual abracei.

-H-Hyung... -Contive um gemido sôfrego ao senti-lo apertar minhas coxas com ainda mais força.

O mais velho caminhou até o sofá do que deveria ser a sala, me deitando ali, em seguida se ajeitou no meio de minhas pernas sem se desgrudar do meu pescoço, acabei gemendo um pouco mais alto e manhoso ao senti-lo ondular seu quadril, fazendo nossos membros se roçarem, o maior continuou com os movimentos de seu quadril, aumentando gradativamente a velocidade das ondulações, fazendo-me gemer mais alto do que realmente gostaria, JB atacou meus lábios em um beijo afoito, tão quente quanto nossas peles que já se encontravam febris, tentei retribuir na mesma intensidade, puxando os fios de sua nuca com força, sentia-o fazendo um pouco mais de força com seu quadril em meu membro, tentando senti-lo melhor ainda que por cima das roupas, cada fricção mais forte era um gemido mais manhoso entre o beijo, até que o mais velho separou nossos lábios se erguendo, ficou ajoelhado entre minhas pernas ainda segurando em minhas coxas.

Seus olhos passavam por cada parte do meu corpo, por mais que estivesse de roupa me sentia pelado com Jaebum me olhando daquela forma, o maior parecia estar me comendo com os olhos, minhas bochechas pareciam querer estourar, e isso só piorou quando o mesmo mordeu seus lábios e, como se fosse uma tortura, retirou seu casaco jogando-o no chão, fazendo o mesmo com sua camisa, porém está ele tirou mais devagar, e eu juro que não sei porquê fiquei tão irritado com a demora do maior, mas essa irritação durou pouco, mordi meu lábio inferior com força analisando aquele abdômen bem trabalhado e aquele peitoral forte, Hyung era ainda mais bonito do que eu imaginava. JB levou suas mãos até a parte interna de minhas coxas, erguendo-as um pouco, pude sentir seu membro sendo friccionado com um pouco de força contra o meu bumbum, ele repetiu o mesmo movimento três vezes e em todas as três vezes um arrepio subiu por minha espinha e gemidos baixos escaparam por meus lábios, sentir aqueles toques de alguém que eu nunca pensei em ter como namorado, toques que eu nunca tinha sentido antes, isso estava me deixando louco, não sei exatamente em que momento me entreguei tanto ao mais velho, porém não me arrependo de tê-lo feito, Jaebum está provando ser muito diferente do que aparentava antes, não posso dizer com toda a certeza do mundo que ele me ama como o amo, nem mesmo posso dizer se ele tem algum sentimento mais forte que um "gostar" por mim, mas sei que ele ao menos gosta de mim e isso já é o suficiente.

-Acho que ele já chegou Amor... -Foi possível ouvir uma voz feminina dizer do outro lado da porta de entrada da casa, olhei para Jaebum com os olhos arregalados, o maior parecia mais irritado do que desesperado como eu estava- Ele ia trazer um amigo hoje certo, querido?

-Não Amor, não era um amigo, era o namorado dele. -Dessa vez era a voz de um homem que falava.

Respirei fundo e não pude conter meu desespero, me levantei afobado tropeçando na vida, por sorte não caí, fiquei levemente irritado quando JB riu baixo, virei para olhá-lo com minha melhor expressão de raiva, o maior já estava de camisa e a única coisa que ele fez ao me ver todo raivoso foi apertar minhas bochechas e beijar a ponta do meu nariz, me deixando levemente corado.

-Que coisa mais fofa! -Disse rindo baixinho com a cara de desgosto que eu fiz, logo depois apertou minhas bochechas- Lindo!

Um flash forte atingiu nós dois, minha vista ficou levemente turva porém nada demais, olhei na direção do flash vendo uma mulher muito bem vestida, de longos fios escuros onde alguns eram brancos e pele amorenada segurando uma câmera fotográfica, esta que parecia ser bem cara, atrás dela estava um homem alto e de postura ereta, ele era muito parecido com o Jaebum, só que mais velho. A mulher, que aparentava seus 40 anos, sorriu largo vindo em nossa direção.

-A foto ficou maravilhosa meninos, irei enquadrar e colocar na parede para que todos vejam, você é o namorado mais fofo que meu filho já teve! -A moça sorriu simpática apertando minha bochecha com certa força, obviamente fiquei mais vermelho que tomates- Ah, a propósito, meu nome é Im Sora e eu sou sua sogra!

-Prazer rapaz... -O homem alto e extremamente sério se aproximou parando ao lado de sua esposa, seu sorriso era mínimo, quase imperceptível, admito que fiquei com medo- Meu nome é Im Joon-ki.

Ele foi bem curto e não tentou puxar assunto, claro, nem eu puxaria em uma situação como essa, assim que notei os três Im me encarando em expectativa fiz uma reverência de 90° em respeito, juro ter ouvido uma risada baixa vinda da Sra. Im e do JB, me endireitei rapidamente olhando para o chão mais nervoso que qualquer outra coisa e pessoa.

-O prazer é m-meu... -Respiro fundo e sinto Jaebum entrelaçar nossas mãos apertando-as levemente, provavelmente tentando me passar um pouco mais de confiança- M-Meu nome é K-Kim Yugyeom, nov-

-AH COMO É FOFO! -Sra. Im pulou em cima de mim me apertando em seus braços.

Acho que hoje será uma noite bastante "conturbada".


[P.O.V DUDDAHH]

Quinta-Feira, 04/02/10.


A garota sorria vitoriosa enquanto analisava as imagens nos diversos monitores espalhados pela sala um tanto escura, seu plano sádico estava finalmente tomando forma, tudo estava dando certo para ela e isso a deixava extremamente animada e orgulhosa de si mesma com sua capacidade de destruir os sonhos e esperanças dos outros, ela se sentia a própria Rainha do Mundo quando destruía um de seus obstáculos.

-E então? -O rapaz sentado à sua frente, controlando os monitores, lhe sorriu esperançoso esperando que seu trabalho tivesse dado resultados satisfatórios.

-Como sempre, você fez um ótimo trabalho E'Dawn. -Disse vendo um sorriso satisfeito nascer nos lábios do rapaz- Seu pagamento está com ele, eu pegarei depois então busque-o amanhã comigo, às 14:00h no local de sempre.

-Certo. -Assentiu voltando sua atenção aos monitores da pequena e escura sala.

A garota voltou seu olhar aos monitores balançando levemente seus fios castanhos, analisando a cena do rapaz baixinho segurando a mão de seu cúmplice naquele plano sádico, não evitou sorrir em deboche com aquilo.

-Está mais que na hora de dar uma lição naquele pirralho. -Sussurrou para si mesma rindo baixo com seus pensamentos.

Ela faria de tudo para ver aquele garoto sofrer, não por odiá-lo, bom, não só por isso, mas também porque isso lhe renderia um prazer imenso.


Notas Finais


Bom gente, por onde eu começo?

Eu sei, eu sei, foi um mês, quase dois, e alguns dias sem atualizar, mas eu posso explicar.

Antes da atualização do cap 31 eu não estava muito bem de saúde, sempre tive tonturas, mas nos últimos quatro meses, ou mais, minhas tonturas pioraram a ponto de eu quase desmaiar no chuveiro e quase cair no meio da sala de aula, também tive muitas dores corporais sem explicação, sem contar nas grandes quedas de humor que eu tenho desde que as tonturas pioraram, tem horas que eu começo a chorar do nada, depois fico com uma raiva absurda do nada, sem contar que me sinto triste do nada e há dias em que acordo feliz sem motivo algum, contei isso para os meus pais e decidimos ir ao médico, sobre as tonturas e dores corporais, pode ou não ser algo sério, minha Omma ainda esta de marcar uma consulta com minha médica para averiguarmos isso, agora sobre as quedas de humor...

Gente, não me odeiem ok?

Eu posso estar com início de depressão profunda e POSSIVELMENTE com transtorno de bipolaridade, não temos certeza de nada ainda, vamos marcar uma consulta no psicológo para termos certeza de algo.

Por que estou contando isso pra vocês? Porque, como eu já cansei de dizer aqui e no grupo do WhatsApp (link nas notas do autor), vocês são a minha família, meus/minhas bebês e meus/minhas Oppas/Unnies, eu sempre confiarei em vocês, depois da minha família aqui em casa, vocês são minha base, não sabem como me deixam feliz com um simples comentário, caralho vocês me tornam a melhor pessoa do mundo em muito pouco tempo, questão de segundos, então me perdoem ok? Se quiserem saber mais a fundo sobre minha situação é só chamar no Whats.

Eu amo vocês meus Sugar Cubs.

Sobre a próxima atualização, não posso dar uma data exata, mas graças ao atraso pude dar início ao próximo cap, então não vai demorar muito pro próximo cap estar aqui.

Me desculpem qualquer erro, tentei deixar o mais correto possível.

Eu não estava em condições de postar e nem de escrever, por isso demorei tanto, vocês já sabem os motivos, então me perdoem ok? Eu amo vocês!

Desculpem se o cap estiver um lixo... Fiz o meu melhor, o único problema foi ter escrito o cap enquanto estava mal.

E sim, E'Dawn, do PENTAGON, o meu gostoso, cheroso, lindo, maravilhoso, Mozão delicioso, meu segundo marido, acabou de entrar na fic.

EU AMO VOCÊS!








BEIJOS NA BOCHECHA ESQUERDA E ATÉ O PRÓXIMO CAPÍTULO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...