História The new Generation - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 8
Palavras 865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Demora basica, espero que gostem

Capítulo 8 - Pesadelos e primeiro dia


Fanfic / Fanfiction The new Generation - Capítulo 8 - Pesadelos e primeiro dia

— tudo de novo, os mesmos pesadelos.

Era oque Marcos dizia, sua voz ecoava no vazio de seus sonhos, é via ao longe sua antiga casa, seu antigo lar, ardendo em chamas, o fogo crepitante já estava preso na cabeça dele, nada era novidade, ao mesmo tempo que ele via sempre alguém novo morrendo, algo que não viu fora dos sonhos, querendo apenas sair logo dali ele sai andando pelo vazio, o acostumado branco parecia que encardido, e Marcos percebia uma presença próxima, olhando para frente se via um homem a qual uma areia negra lâmpada o seu rosto, e a mesma areia saia de sua mão

— ótimo, vou começar a alucinar dentro da minha mente

— alucinações... são desejos profundos...que nem a pessoa compreende... eu não sou uma alucinação, me chame... de bicho papão

— ah legal, oque tu quer?

— seus.... pesadelos.... são reais.... já pensou... nisso?

A respiração pesada do bicho papão entre as palavras eram claras, Marcos apenas olhava onde seria os olhos da criatura e se sentava no chão

— bem, quer ir direto ao ponto?

— uma pessoa querida... se torna inimiga.... tudo deve prestar atenção.... o fogo é a marca...do mesmo jeito que destrói e corrói... sua chama pode proteger e ascender... sua força!

— Você na fala coisa com coisa!

Nisso a visão do Marcos ficava enturvecida e logo acordava com o barulho do despertador no dormitório da Vera-cruz

°•BreakTime•°

Marcos acompanhava Virgil em direção às salas de aula, Virgil e eles estavam curados por causa das poções de restauração de ossos e de cura, chegando na sala, era uma sala ao estilo universitário, um salão enorme e que era dividido em escada, o professor ficava no centro com um projetor multimídia para dar as aulas, é as vezes trazia pequenas criaturas das trevas para mostrar a turma, Marcos se senta no canto da última fileira enquanto Virgil senta lá na frente, depois de um tempo os alunos começaram a chegar, professor também, o professor tinha cabelos que chegavam aos ombros, escuros, usando um sobretudo preto, é chegava dizendo.

— entenda senhores e senhoritas, meu nome é Gilderoy, lembrem-se Gilderoy, serei seu professor de identificação de criaturas, nessa matéria mostrarei criaturas de vários portes, vocês irão também ver as marcas, pegadas e tudo do que essa criatura faz, para que as identifiquem e se preparem para atacar, mas nessa primeira aula eu prefiro que vocês se apresentem, sei que já devem saber os nomes de vocês por causa do teste anterior, mas eu faltei nesse teste então, seus rostos são todos novos para mim, começando por você!

Gilderoy aponta para os alunos um por um, é novamente os nomes são citados:

Conan Lockheart.

Abbachio.

Giorno Giovanna.

Trish.

Foram alguns dos nomes citados no meio dos alunos, alguns alunos o professor fazia algumas perguntas, exemplo:

- “então, você tem alguma arma especializada?”

- “já sofreu alguma ataque de criaturas?”

- “Como seu pai anda ultimamente? Sim, sim, conheço sua família, foram grandes alunos”

Até chegar em mim...

— e você ali no fundo?

—... Marcos Belmont

— pera aí... Belmont? O Belmont? Trevor teve um filho?!

E novamente os cochichos voltaram, igual no testes, todos queriam saber quem era o Belmont, queriam estar a par dele, ou até mesmo uma pequena revanche

— sim senhor Gilderoy, Trevor teve um filho, é tão estranho isso?

— ah, não, não Marcos, mas ignorando o fato, suponho que já tenha enfrentado demônios, para os poucos aqui, eu já estudei com Trevor, e o mesmo sempre dizia que o pai dele nos treinamentos enfrentavam demônios de verdade! Não é mesmo sr.Belmont?

— sim.

A aula foi algo interessante, fiz anotações de algo que não sabia, porém nada em particular foi interessante, nenhuma foi por assim dizer, pelo oque parece as aulas práticas serão apenas ano que vem, puta merda.... No tempo livre o Virgil me chama para avisar que a própria aula será de feitiços, ele fala aonde é a sala e vai para o quarto pegar os materiais, e quando chego ali, vejo uma garota de cabelos longos e claros, lendo um grimório e lançando feitiços divinos, Marcos ficam na porta observando a garota, de queixo caido, porém em seguida e puxado segurando pelo pescoço, outra garota de cabelos claros, com uma face claramente nervosa.

???: quem é você? E oque quer com a minha irmã?

— E-ei, calma a-ai

???: vou perguntar de novo, quem é v.

— Ei Camili, acalma aí!

Virgil chega perto, é nisso Camili o solta

— esse é o garoto a qual divido o quarto, ele não quer nada de mal

— Tsc, ele poderia parar de espiar minha irmã não é?

— peço desculpas, eu só estava olhando

— não ligo, estou de olho em você “Sr.Belmont”

Camili entra na sala e a irmã para de treinar, Marcos é Virgil entram na sala e ficam no canto da sala, terminando o dia, Virgil já até humilhou sala inteira em feitiços, Marcos sabia apenas feitiços simples, porém usava com perfeição, não sendo o último, e nem o primeiro, e na cama, Marcos ficava acordado, pensando na garota que treinava feitiços.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...