História The new roommate (TNR) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Chimchim, Hope, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Kook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Tae, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 10
Palavras 1.779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola seres humanos :3
É a primeira fanfic que eu posto então deem muito amor a ela :3
até as notas finais S2 :3

Capítulo 1 - I - The past


Fanfic / Fanfiction The new roommate (TNR) - Capítulo 1 - I - The past

 

Capitulo I

The past

 

Park SeolHwi, uma garota brasileira com um passado sombrio que agora tem dezenove anos e mora no centro de Seoul, não muito longe de seus amigos de infância. Os mesmos dividem esse passado macabro e cheio de lagrimas com a garota de cabelos castanhos e olhos azuis

 

Flashback on

“Em uma manhã de inverno no Brasil, uma garotinha chamada SeolHwi de mais ou menos 8 aninhos de idade, acorda com raios de sol entrando pela janela batendo no rosto da mesma que se tampou e resmungou após lembrar que não havia fechado as cortinas de seu quarto na noite anterior.

 

- SeolHwi – sua mãe chamou-a batendo na porta com certa delicadeza – filha você tem de ir para a escola, vamos levante – falou adentrando o quarto e retirando as cobertas de sua pequena garotinha que estava com as mesmas cobrindo todo o seu corpinho pequeno e pouco desenvolvido

 

- omma eu não quero ir hoje – resmungou a pequena

 

- mas você tem de ir seus amigos estão te esperando – argumentou a mais velha em uma tentativa falha de animar a filha

 

- omma, eu não tenho amigos – falou melancólica e meio rouca esfregando as mãos nos olhinhos

 

Se era verdade? Não, mas também não era mentira. SeolHwi tinha apenas um amigo na sua escola, cujo nome era Jeon JungKook, um garotinho asiático com um sorriso mostrando seus dentinhos de coelinho mais que fofo e cabelos negros. Porque ela só tinha o menino Jeon como amigo? Porque as pessoas nunca gostaram dela nem do seu amigo

 

[...]

 

Depois de sua mãe tanto implorar pra que ela se arrumasse e fosse para a escola junto de seu amiguinho Kookie  – como SeolHwi o chamava –, a menina finalmente se levantou para fazer suas higienes matinais e colocar o uniforme que se limitava a apenas uma blusinha branca com o nome da escola. Assim que ela desceu as escadas para o primeiro andar de sua casa, ela avistou Kookie que já a esperava na sala assistindo aos desenhos que passavam no período da manhã

 

- Kookie! – exclamou a menina vendo seu amigo se levantar o abraçando em seguida

 

- Seol! – exclamou também logo retribuindo o abraço

 

A mãe de Seol fez a lancheira da filha e a entregou, a morena e JungKook sairam pela porta e começaram sua caminhada rumo a escola

 

[...]

 

Assim que chegaram ao pátio da escola, a pequena SeolHwi sentiu-se estremecer pelos olhar que estavam sob eles. A morena se abaixou um pouco ficando mais baixa do que Kookie e se escondendo atras do mesmo

 

O Jeon pegou na mão de SeolHwi para passar segurança e foi assim que ela se sentiu, segura. Seol escutava as crianças suusrando coisas como “o casal estranho” e abaixava a cabeça com um olhar tristonho, JungKook também escutava mas ignorava e olhava incrédulo para os outros alunos

 

Todos abriam a passagem para eles como se os mesmos fossem contaminar alguém. A pequena Park não sabia o porque de não gostarem dela e nem do seu amigo Kook, porém o Jeon sabia apenas não queria contar para a menina com medo que ela sofresse mais com o bullying

 

Foram os primeiros a chegar na sala e sentaram em seus lugares, Seol e Kook sentam juntos nas carteiras da frente já que os dois são excluídos pelas outras crianças

 

[...]

 

A aula havia acabado, mas dessa vez o pai de SeolHwi foi busca-la na escola pra um passeio, ela se despediu de JungKook e foi para o carro onde sua mãe já os esperava

 

JungKookie foi sozinho a pé pra casa, observando a paisagem que até então não tinha percebido pois sempre vinha entretido com as piadas da amiga

 

Ele chegou em casa fez seus deveres, comeu o almoço que a senhora Jeon havia feito, tomou banho e ficou assistindo televisão na sala em quanto sua mãe saia para outro encontro com um cara que tinha conhecido no famoso Tinder

 

Enquanto isso SeolHwi estava indo para algum lugar que seus pais não quiseram contar a ela. Assim que chegaram os olhinhos da pequena Park brilharam ao ver um grande parque de diversões

 

No momento em que eles já estacam dentro do parque a menina puxou os pais direto para o carrossel. Sairam do carrossel e foram almoçar. Seol tinha terminado seu almoço primeiro e pediu para ir comprar algodão doce, seus pais acentiram e deram o dinheiro para a menina

 

Ela estava comprando o seu algodão doce quando um homem de cabelos grisalhos que estava passando pega no braço da menina e a leva para longe, ela gritava e chorava, o homem falava a todos que ela estava apenas fazendo birra. Ele a levou para fora do parque e ela continuava gritando

 

O senhor e a senhora Park estavam desesperados procurando pela filha até que escutaram seus gritos do lado de fora do parque, eles avistaram e perseguiram o homem que carregava sua filha. Ele entrou em um estacionamento e a senhora Park entrou na frente de seu marido, gritou pro homem soltar SeolHwi mas ele disparou contra ela, Seol viu sua mãe jogada no chão chorando e sangrando até a morte

 

EOMMA! - gritava e chorava - EOMMAA!

 

O senhor Park entrou e assim q viu sua mulher no chão morta correu na direção do homem dando um soco no mesmo que soltou os braços de SeolHwi, a menina correu pra longe e virou pra trás logo vendo seu pai cair no chão morto também

 

mamãe e papai estão juntos agora - falou o grisalho

 

Seol fechou os olhos e sentiu o homem se aproximar, ela ouviu novamente um disparo pensando ter sido o homem mas sentiu ele caindo a sua frente, abriu os olhos e virou para trás vendo um casal aparentemente asiático com mais cinco meninos. A mulher se aproximou dela e ela recuava para trás com medo

 

eu não vou te machucar flor - falou a mulher se aproximando mais, Seol agora estava parada - vai ficar tudo bem - falou e a abraçou. A pequena Park esitou no inicio mas retribuiu o abraço - qual seu nome flor?

 

SeolHwi… Park SeolHwi… - falou ainda chorando

 

que nome bonito, pode me chamar de senhora Jung ou eomma querida - apertou maus o abraço l, Seol se sentia confortável

 

querida temos de ir logo - falou um homem que quardava uma arma

 

sim, vamos - a senhora Jung falou - venha querida nós vamos cuidar de você - Seol confirmou em um aceno de cabeça

 

eu sou o senhor Jung querida - falou olhando para Seol - se apresentem meninos

 

eu sou Park Jimin - falou o mais baixo dando um sorriso que fazia seus olhos virarem riscos

 

Jung HoSeok - sorriu e acenou para ela

 

Min YoonGi, prazer - dissebo menino com a pele branca igual neve

 

sou Kim SeokJin, o mais velho - deu uma risada nasal e também sorriu

 

Kim NamJoon - falou simples e acenou

 

Todas as seis crianças correram para o carro, o senhor e a senhora Jung foram logo atrás. O senhor Jung deu partida

 

onde fica a sua casa pequena? - falou sem tirar os olhos da estrada

 

A Park deu o endereço, quando eles chegaram Seol entrou em casa e fez as malas. Perguntou para sua futura nova eomma se podia se despedir do seu amigo JungKook, ela acentiu e entregou um papel com o número do celular dela para SeolHwi entregar ao amigo

 

A menina foi até a porta da casa do amigo e a mesma logo foi aberta mostrando a senhora Jeon e JungKook indo a algum lugar com malas

 

pra onde você vai Kookie? - perguntou curiosa

 

minha eomma disse que eu sou o motivo de ela não conseguir um namorado então eu vou para a Coréia morar com meu pai - falou serio. Seol entregou o papel pra ele e disse pra ele a ligar quando ele puder - mas você vai embora? - perguntou o menino Jeon

 

meus pais morreram… - deu uma pausa e respirou fundo para não chorar - agora o senhor e a senhora Jung vão cuidar de mim - apontou para eles

 

ah… aqueles são filhos dela? - questionou

 

não, só o HoSeok - apontou - os outros são adotados

 

ah sim

 

VAMOS JUNGKOOK! - gritou a senhora Jeon

 

eu tenho de ir Hwi - se despediu da amiga - vou sentir saudades

 

eu também vou Kookie - abraçou o menino que logo retribuiu

 

Eles se soltaram e Seol viu seu amigo saindo de carro com a mãe. Ela se virou para a sua futura nova familia e correu até eles abraçando a senhora Jung que agora passara a vhama-la de mãe

 

eomma nós vamos pra onde? - perguntou a menina curiosa

 

nós vamos para a Coréia amorzinho - falou afagando os cabelos lisos e castanhos da nova filha

 

quer dizer que vamos pegar o mesmo avião que o Kookie?

 

ele esta indo pra Coréia também? - perguntou jimin

 

sim esta, ele vai morar com o pai dele - respondeu seria

 

em que parte da Coréia? - perguntou HoSeok animado com a ideia de ter um novo amigo

 

eu não sei, ele não falou - disse tristonha

 

ah… - Hope disse perdendo a animação

 

muito bem vamos - o senhor Jung cortou o assunto - temos um avião pra pegar em trinta minutos

 

[...]

 

Todos já tinham completado seus dezoito anos, até que um dia trágico chegou, os pais de Jung HoSeok morreram em um acidente de carro nada convencional, os policias disseram que apenas haviam perdido o controle do volante mas HoSeok sabia o porque, seus pais eram traficantes e tinham muitos rivais

 

Se SeolHwi sabia do passado oculto dos pais adotivos? Sabia, inclusive ela ajudava na empresa que eles usavam para disfarçar os tráficos mas eles nunca deixaram nenhum dos filhos entrar nesse mundo até que completassem seus dezenove anos, todos já tinham mais de dezenove anos menos Seol

 

HoSeok assumiu o império dos pais tanto na empresa quanto no tráfico SeolHwi ainda ajudava na empresa. JungKook havia ligado para Hwi quando ela completou quinze anos e também havia brigado com o pai dele por causa da sua sexualidade, então ele começou a trabalhar para pagar o aluguel  de um apartamento em Seoul”

 

Flashback off

 

Agora SeolHwi tem dezenove anos e já pode participar de todos os projetos da família, JungKook decidiu participar também. Seol mora sozinha em um apartamento em Seoul, ela mora de aluguel mas consegue viver. Ela terá uma surpresa nesse ano novo que virá, a senhorita Park pura de coração e alma vai ter que se acostumar com uma nova presença no apartamento em que vive

 


Notas Finais


Muito bem esse foi o primeiro capitulo e é agora que a historia começa de verdade
Desculpe qualquer erro (caso ache algum comente que eu vou arrumar)
Até o próximo capitulo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...