História The only exception 2 temporada! - Capítulo 114


Escrita por:

Visualizações 36
Palavras 1.293
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura e não revisei. É com muito pesar que informo que a fic só irá até o capitulo 120, já não tenho tantas ideias para ela então vou preferir encerrar.

Capítulo 114 - Noite quente


Estou deitada de frente pro meu marido lindo trocando vários beijos carinhosos…

- Que saudades de ficar assim com você.

- puxou-me para mais perto - Amo você tanto Sely.

- E eu você senhor incomparável - beijei-o carinhosamente

- Já é bem tarde

- Por mim não sairia dessa cama nunca.

- Eu também não - acariciou meu rosto e me olhava com intensidade

- Que foi?

- Nada só quero gravar esse momento pra sempre na minha memória.

- Teremos muitas noites assim - sorri - agora que voltou de verdade pra mim.

- apertou o abraço - Voltei pra nunca mais soltar.

- Bom mesmo - se beijamos lentamente.

- Quero saber um negócio.

- selinho - pode falar.

- Transou com Justin.

- Sim, só com ele. - acariciei seu rosto - Isso não importa agora.

- respirou fundo - Como perdoou ele tão rápido?

- Vai começar com esse assunto de novo? - ia sair de seus braços e não permitiu.

- Só queria saber, não quer falar tudo bem

- Não perdoei ele rápido Duam, com o tempo ele foi me mostrando que mudou, tanto que desde que a gente voltou ele não tenta mais nada comigo.

- Só esperando a oportunidade.

- Não está nada, vai aceitar ele na minha vida? - olhei-o sério.

- Por mim, tenho minhas amigas e você seus amigos.

- Transou com todos que ficou?

- A maioria

- respirei fundo - Foda - virei pro outro lado, abraçou de conchinha.

- sussurrou - nenhuma chega aos seus pés em nenhum quesito, senhora incomparável.

Mordeu minha orelha, enquanto sua mão passeava pela lateral do meu corpo, desceu os beijos pelo meu ombro, sua mão já estava a caminho da minha intimidade, fez eu deitar de barriga para cima, olhou em meus olhos…

- Amo e desejo você como nunca amei e desejei nenhuma outra.

Beijou-me carinhosamente, mas logo intensificou o beijo, apertou firme meus seios, soltei um gemido entre os beijos… Logo desceu a boca para meu seio, chupando, sugando e mordiscando enquanto me estimulava com seus dedos na minha intimidade, já sentia um prazer maravilhoso, com minha respiração descompassada…

- Duam me chupa.

Deu seu sorriso mais safado, caiu de boca na minha intimidade, soltei um grito de prazer, empurrava sua cabeça pra mais perto e levantava meus quadris, porém ele conseguiu sair, logo protestei…

- Não para Duam.

- Rapidinho já volto.

Saiu do quarto e continuei protestando, logo voltou e não falou nada só caiu de boca novamente e senti um frescor, ele tinha pegado uma bala extra forte e estava brincando com intimidade com ela, meu prazer só aumentou, realmente meu Duam está de volta.

Ster On

Assim que cheguei em casa gritei a Demi, que desceu somente de hobby, ela quer me matar só pode…

- Nossa Demi, que delicia.

- sorriu - Que delícia esses danones - já foi mexendo nas sacolas.

- abracei-a por trás - Que delícia você esposa.

- Sossega Sterling quero comer.

- rocei a barba em seu pescoço - come eu.

- virou-se pra mim - Você daqui a pouco - deu-me um selinho.

 

Sentou-se no balcão da cozinha, pegou o danone, negresco, jogou três biscoitos dentro do danone, pegou outro biscoito molhou no danone e deu a primeira mordida, balançava os pés que nem criança feliz que ganhou um doce.

- Hummmm, Ster obrigada está uma delícia.

- Deixa eu provar?

- Claro - deu-me um pedaço.

- Está bom mesmo, parece uma criancinha comendo.

- mordeu o lábio inferior - Daqui a pouco quero que você me coma isso sim.

- gargalhei - Amor você está sem limites.

- Quero ver me aguentar hoje - piscou pra mim.

- Ainda fica me provocando. - entrei no meio de suas pernas e fiquei acariciando suas coxas.

- Vai pra academia amanhã?

- Pretendo.

- Até no sábado

- Você acha que é fácil manter essa forma aqui - apontei pra mim mesmo.

- Vou sentir saudades.

- Vou fazer só uma hora de treino, tá?

- Tá bom.

 

Demi comeu dois potes de danone e pacote de bolacha todo, quando terminou tirou o hobby, fizemos amor ali na cozinha mesmo, realmente Demi está com um fogo maravilhoso, não satisfeita assim que subimos para o quarto fizemos amor novamente, caí deitado ao seu lado recuperando o fôlego…

- Ai Sterling você é um tesão.

- Você também amor - respirei fundo, Demi sentou olhando pra mim com seu olhar de safada.

- Quero mais.

- O que?

- mordeu o lábio inferior - Sterling ainda estou com tesão.

- Caralho, deixa só me recuperar um pouquinho.

- gargalhou - Falei que não dava conta - levantou-se

- Dou conta sim, só um minuto.

- Já volto.

 

Respirei fundo, tentando me recuperar o mais rápido possível, nunca imaginei ela tão fogosa assim. Voltou para o quarto com um danone de um litro…

- Maridinho, pode relaxar que eu vou fazer todo trabalho agora.

- sorri - Amo você my girl.

- sentou-se em cima do meu membro - Amo você my boy.

 

Inclinou-se, beijando-me carinhosamente em seguida desceu seus beijos pelo meu pescoço e começou a me lambuzar de danone, fazendo uma trilha do meu tórax ao meu membro e lambendo até chegar nele, começou a me estimular, chupar, passar o dente nele todo, minha respiração já está totalmente descompensada ficou um bom tempo e não satisfeita, começou passar os seus seios nele todo…

- Que delicia Demi - falei com um pouco de dificuldade.

- Delicia é você Sterling - continuou passando os seios e me olhando com seu cara mais safada - Que delicia - apertou seus seios no meu membro.

- Ai caralho, quero você.

- É pra já.

 

Ficou em pé na cama, logo ajeitou meu membro e desceu com vontade, ambos gememos, começou a cavalgar sem parar, inclinava minha cintura para cima para intensificar as cavalgadas…

- Isso gostosa, continua assim.

- Ai Sterling que deliciaaa…

- Não para Demi…

 

Continuou quicando sem parar até que chegamos ao ápice junto, caiu deitada em meu peito, fiquei acariciando suas costas até ambos recuperarmos o fôlego…

- Amo você está bem?

- Estou Sterr.

- Estou preocupado fez muito esforço.

- olhou-me acariciou meu rosto - está tudo bem lindo.

- Vamos tomar um banho?

- Vamos estamos precisando.

 

E assim fomos tomar um banho e acabamos fazendo amor mais uma vez, essa minha mulher está impossível… No dia seguinte fomos ao médico e mal pode ficar na sala da ultrassom com ela pois a mãe dela e a minha foram e queriam ver os bebês, que estavam ótimos porém ainda não conseguimos saber os sexos, acabamos passando o final de semana inteiro com nossas famílias.

Já era domingo a noite e estou deitado com Demi nós meus braços assistindo série, quando ela quebrou o silêncio…

- Amor, vou pra academia com você amanhã.

- Ham?

- É não posso fazer jiu, porém posso fazer alguns aparelhos e aí vou na sua.

- Por que não vai na sua?

- sentou-se me olhando séria - Por que não posso ir com você?

- Pode ir, só achei estranho.

- O que tem de estranho? Eu querer ficar um tempo a mais com meu marido já que vou viajar pra europa daqui dois dias e vou ficar sem ele.

- Calma Demi.

- lágrimas escorreram dos seus olhos - Quer se livrar de mim logo, né?

- abracei-a - Claro que não amor, amo você e estar com você. - sequei suas lágrimas.

- Temos que contar da minha gravidez logo.

- Vamos contar agora.

- Amanhã antes de irmos para academia.

- Ta bom, amor - beijei-a carinhosamente


Notas Finais


Comentários? Leiam também Reencontro e Who's that Boy.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...