História The Only Girl - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ação, Aventura, Dança, Drama Adolescente, Luta, Romance
Visualizações 7
Palavras 5.476
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OLÁ PESSOAS! Bom, vamos lá LEIAM AS NOTAS FINAIS, MUITO IMPORTANTE, lá vou colocar como são os personagens, bom parecidos com o que imaginei... espero que entendam que não gosto de comprar mas tem gente que prefere ver os personagens, e também vai ter um vídeo... pq temos dança de novo, espero que curtam esse CAP grandinho, beijos

Capítulo 6 - Halloween


Chegamos no final de outubro e com isso vem uma coisa bem legal, dia das bruxas, podíamos usar roupas mais legais, mas não exagerar, como muito curtas, era tempo frio então roupas curtas não iam rolar mesmo, todo ano tinha o pessoal se empolgava porque era uma festa né, roupas a caráter, maquiagens, era superdivertido, ano passado não tivemos porque metade do colégio tirou notas baixas nos exames do mês, foi terrível, aprendemos nossa lição é claro, então hoje era o grande dia

- Ai Ro, o que faço no cabelo? – Ela me olha rindo

- Não sei, gosto do seu cabelo natural, mas ele liso é mais difícil de se ver – eu concordo sorrindo

- Liso então... amei o meu look

- Difícil te ver de preto, tipo tem suas leggings, mas assim mais dark –eu rio, estava com uma meia preta e um coturno preto, um vestido de manga longa laranja, minha maquiagem era escura e tinha comprado uma tiara para a festa, todo ano fazíamos isso, comprávamos acessórios, era um mini chapéu de bruxa preto e laranja, com tules, tinha ficado legal - Está bonita

- Você também – ela estava de vestido preto, as meias eram roxas e uma bota preta, com a tiara com um chapéu roxo e preto, nós saímos do dormitório - Bom, planejo mesmo me entupir de doces – eu falo para ela que ri

- Oi meninas- Liam fala – estão lindas

- Obrigada – eu falo e sorrio vendo que o elogio era para as suas é claro, mas ele olhava mais para Rose, eu saio andando, logo vamos para a festa, tinha de tudo, pessoas mais animadas com a caracterização, os menores gostavam de fantasias então... vamos ao jantar, tinha um jantar especial com pratos bem típicos

- Eu já me sinto em Hogwarts aqui, mas essa data... – Lily fala animada, eu rio

- Ah é magico – eu falo olhando, nós comemos e vamos para a parte legal, os doces, tinha musica, lugar para dançar, mas nada de bebida, teoricamente

- Quem vai batizar o que essa noite? – Liam pergunta olhando, eu rio

- Ah... Luke, alguma dica? – Peter fala rindo

- Aquele ponche vermelho –ele aponta

- Porque ele? – Liam pergunta

- Porque as crianças não gostaram – nós rimos – é meio azedinho -  eu rio, então vamos pegar

- É tem razão, acho que ainda sou criança, isso é horrível – eu falo para Liam que ri

- Você tem uma seria queda por doces, não sei como não é diabética!

- Porque seria castigo demais Liam – eu falo, vamos andar por aí, nos socializar, logo os mais novos começam a ir e então podemos batizar mais ponches, o pessoal já estava mais alegre, tinham retirado as mesas, tinham sofás e pufes em volta, eu me jogo em um bebendo meu ponche

- Esse é melhor- Brandon fala do meu lado

- Aff, aquele tinha gosto de... ah sei lá não gosto de coisas acidas – ele ri

- Já comeu um desse? – Ele pergunta mostrando um chocolate – é de licor, um milagre ter isso aqui – ele aponta para a mesa, ele tinha vários na mão – cereja

- Hm, tentador – eu falo ele despeja na minha mão levantando, eu rio

- Vai se afogar em bombonzinhos de licor Flint? – Jacob fala

- É o que temos para hoje – ele senta rindo – aposto que alguém está com a ideia de conseguir algo mais forte

- Já tem, ali, gosta de whisky?

- Odeio – eu falo fazendo uma careta – vou ficar com os bombons – ele ri

- Tem vodca também – ele fala me entregando um copo, eu olho dentro – não coloquei drogas aí

- Estou tentando ver com o que misturou, só isso, doido – eu falo rindo

- Ah refrigerante de laranja, era isso ou de limão e limão com esses doces não deve ser legal – eu sorrio

- Hi-Fi – ele concorda – como sabe que bebo isso?

- Ah, não sei, machismo? Era o que todas as garotas estavam pegando – eu rio

- Tudo bem, não estou afim de discutir isso agora... acertou – eu bebo – e aí, melhor?

- Alguns amigos me acham idiota de não ter exposto ela

- Então não são seus amigos – eu falo dando uma batida no meu copo no dele

- Hm – ele fala levantando a sobrancelha – está aí, boa – eu rio – acho que preciso de amigos novos

- Ah eu não estou disponível, você é muito chato... – ele me olha sorrindo de canto

- E você irritante – eu sorrio, ele abaixa a cabeça – meu pai mandou os papeis ontem, é oficial, agora ela dá a guarda a ele ou me emancipa...

- Sinto muito chegar nesse ponto, não posso imaginar o que passou...

-Ela me obrigava a viajar com ela, sei que parece besta falando assim, tipo que viajem é ruim? Mas conheci lugares ficando trancado em hotéis, cercado de seguranças, uma merda – eu o encaro

- Eu terei seguranças agora – ele em olha

- Eu sei, mas são legais, vão te seguir e proteger não te obrigar a ficar em casa, meu pai conhece David... ele tem um filho, mais velho que a gente parece que termina a escola em junho, disse que ele é muito legal, só saiu da polícia porque... a esposa faleceu e ele deu um tempo, foi a uns quatro anos

- Ual... que idade péssima para se perder a mãe – eu falo triste – que frase idiota, qualquer idade é terrível

- Entendi o que quis dizer – ele fala sorrindo - Sinto que estou perdendo a minha – eu me aproximo dele – mas ao mesmo tempo me sinto aliviado é como se nunca tivesse tido uma, tipo... elas não tem que dar carinho, atenção, proteger, ela nuca fez isso, me largou com meus avós, eu amo eles e tudo mais, mas... três anos, é uma coisa que paro para pensar e sabe, como ela fala que me ama e não consegue um misero fim de semana para me ver... ah não espera, ela consegue sim, sempre nos dias que estou com meu pai – ele fala irônico

- Serio isso?

- Não tem ideia das táticas dela....

- Me parece horrível, desculpe, é sua mãe, mas me parece muito mesquinho da parte dela...

- E é – ele concorda

- Sabe o que vai acontecer não sabe? – Ele me olha – ela vai tentar se reaproximar, não vai ser fácil

- Já previ essa, imagino ela tentando dar uma de boa mãe agora...

- Sim, tentar comprar com viagens legais, dinheiro e presentes super caros – ele ri, ela já fazia tudo isso... - Qual carro comprou?

- Ah um... - ele deixa os olhos semicerrados me olhando com desconfiança – boa tática Flint- eu levanto os braços

- Não custa tentar – eu falo levantando – vou pegar mais, você quer?

- Pode deixar eu vou e dessa vez vou pegar de limão só para aprender – ele fala saindo, eu rio

- OI – alguém fala me assustando, era Lily – já comeu... já – ela fala olhando meus bombons – são bons né?

- São, tentei descobrir o carro que ele comprou, não colou – Enzo o parceiro de dança dela me olha rindo

- Annie, metade do colégio quer saber isso – eu rio

- Ah ele não esperava por essa – eu falo triste-  infelizmente ele é esperto demais – eu falo fazendo um biquinho

- Eu ouvi essa – ele fala atrás de mim, eu dou um pulo – e anotei – Enzo e Lily se olham rindo

- Eu prefiro essa convivência amigável de vocês – Peter fala – mas se for pegar mais um copo a ela vou começar a entender errado – eu reviro os olhos pegando o copo

- Ele não iria me dopar, afinal, ele perderia um ótimo par na dança, ALIAS o melhor que teve até agora

- O pior é que ela esta certa – Enzo fala rindo, nós rimos, eu bebo um gole

- Ah pegou mesmo de limão – eu falo fazendo uma careta

- Eu avisei, essa foi por subestimar minha capacidade – eu olho brava, vou para a mesa olhar algo, eu pego um bolinho e ele pega minha mão me impedindo – não faria isso se fosse você

- Porque estão tão ruins assim?

- Não, tem nozes – eu olho assustada e devolvo eles colocando com tanta calma que mais apreciam que iam explodir

- Como sabe que sou alérgica? – Eu falo pasma

- Liam é meu colega de quarto, ele é traumatizado seriamente com essa história, ele mesmo não come nozes

- Coitado traumatizei mesmo ele – ele ri

- Acho que ter uma imagem da melhor amiga sufocando na sua frente deve ser traumática

- Foi terrível mesmo, quase morri, e você descobriu sua alergia a frutos do mar traumatizante assim também?

- Eu... ah Liam – eu concordo rindo – foi, estava na casa dos meus avós e aí era a primeira vez que comia, eles associaram rápido

- Graças a Deus eu estava na de Alexander – ele concorda – mesmo assim, fiquei três dias no hospital

- Um fiquei um, coceira terrível e não respirar é desesperador – eu concordo – por isso eu meio que fico apreensivo quando vejo alguém não conseguindo respirar

- Por isso me ajudou aquele dia? – Ele concorda

- Sempre teve crises?

- Não, desde o incêndio eu tenho – ele me olha – traumas – ele concorda

- Eu tinha, quando sonhava com isso –eu paro observando um bolinho – acho que esse é red velvet

- Pois é, eu amo isso – eu falo comendo – como percebeu sou magra por magica – ele ri

- Não porque se mata na dança e academia – eu faço uma careta – não gosta da academia né?

- Não sou, vou porque é obrigatório – eu reviro os olhos, para ficar na dança tinha que cumprir horários na academia, para dar força muscular, ensaiávamos pesado na dança, ninguém levava como brincadeira e ter uma distensão não era legal... – já reparou que viramos o centro das atenções? - Ele olha em volta

- Qual o problema desse pessoal?

- A gente conversando sem brigas? – Ele ri

- Não andamos discutindo mais mesmo – eu rio

- Ah podia falar para aquele seu amigo ali que eu não estou afim, tento dar um fora legal nele a dias – ele me olha rindo

- Ah coitado... – eu rio – mas ele é chato mesmo, insistente, na verdade não entendo nem porque os garotos tentam se aproximar de você – ele fala saindo rindo, eu me viro e vou até as meninas

- Realmente amigável – Rose fala sorrindo

- Ah ta legal, ele não é tão desprezível assim, ou está me enganando – eu falo virando o resto do copo, vou pegar mais com Rose – Liam está te olhando bastante hoje...

- Para com isso – ela fala ficando rosa, eu rio – somos amigos, muito bons alias – eu suspiro – Ual, Jake acabou mesmo de dar um fora naquela garota?

- Sim – Enzo fala impressionado olhando para onde ela olhava – e já foram mais pelo que soube, depois que... vocês sabem

- Ih, trauma? – Eu falo fazendo uma careta

- Ou aprendeu que as meninas que saiam com ele eram por fama e por ele ser bonito – Amber fala seria

- Credo, gente, não é só isso que se... fica com alguém, que baixo – eu olho para meu irmão – ah ele podia não beijar as garotas na minha frente – eu desvio o olhar-  odeio aquela menina, puta merda – Rose ri, Amber revira os olhos

- Eu vou te dar uma dica, bem ali – ela fala apontando para um garoto conversando com Brandon e Jones, colega de quarto de James

- Não – eu falo rindo – não quero ninguém

- Menina que seca é essa? Sai fora, se ainda fosse por levar foras, mas não! É opcional, sai dessa –ela fala saindo, Jacob para olhando

- Que isso? –Ele fala rindo

- Amber inconformada pela minha falta de vontade de outro babaca ficar falando mal de mim – eu olho para onde Theo estava

- Foi muita imbecilidade dele falar aquilo, como se você estivesse errada – ele revira os olhos

- Alguém quer dar uma volta? – Liam pergunta para ninguém em especifico

- Eu não aguento mais aquela ceninha ali então... aceito sim sair daqui – eu falo rindo olhando para Peter com a garota, eles riem -  vamos ROSE – eu falo puxando ela pelo braço

- Eu também – Jacob fala, nós vamos para os jardins, ela me olha brava

- Descobri que ficou bem traumatizado com nossa descoberta a minha alergia a nozes...

- Felizmente a de dipirona não foi tão traumática – Liam responde rindo

- Foi por exames mesmo – eu explico a Jacob

- Ah eu também tenho – eu o encaro – não é muito legal já que é uma coisa muito boa para dor – eu concordo – falando nisso, eu tomei aquele dia seu relaxante muscular e nem pensei nisso

- Ainda bem que eu não uso nada com dipirona então – ele concorda assustado – precisa prestar mais atenção

- E você nas nozes – eu paro pensando

- Justo – ele ri, começamos a conversar e logo só Rose e Liam estavam conversando, eu diminuo o passo, nenhum dos dois gostava de andar devagar então logo estavam a uns passos de mim Jacob

- Seu plano é o que? Correr? – Ele pergunta baixo

- Ah, meio tenso...- ele concorda parando de andar, eu paro também, começamos a andar para trás

- Tem uma coluna ali – eu olho concordando, coremos até ela, ele para e me puxa, nós dois olhamos para ver se tinha funcionado

- Me sinto brincando de esconde esconde –eu começo a rir e tapo minha boca, ele me olha rindo

- Mas funcionou – ele fala olhando para Liam e Rose que agora estavam ainda mais longe, nós dois batemos as mãos

- Ainda bem que não é tapado Harrison

- O que? Reparei quando falou que aceitava o passeio Flint – eu saio andando

- É e agora nós estamos sozinhos, como se já não falassem o suficiente de nós...

- Você está incomodada com isso?

- Sim, muitas pessoas acham mesmo que temos um caso e estão começando a dar credibilidade para a louca da Amanda

- Serio? – Eu concordo – sinto muito, vamos fazer o que? Voltar a brigar?

- Ah... muito fingimento – ele concorda rindo – sair com alguém...

- Não estava em abstinência?

- HAHA – eu falo brava – só não quero alguém falando que sou... sem sal – ele me olha

- Olha, isso foi maldade – eu paro de andar – onde estamos indo afinal?

- Ah, achei que seria uma excelente ideia voltar na festa... sozinha com você... –ele para pensando

- Ih é mesmo, acho que a ideia deu errado

- Tudo bem já está tarde e eu estou tão cheia de doces – eu falo jogando meu copo em uma lixeira

- Ver ela com Blake se agarrando também não foi uma parte legal, então... minha cama parece convidativa mesmo – eu concordo, vamos para o dormitório

- Aiai, Rose vai me matar – ele ri

- Ou te agradecer

- Acho que primeiro me bate... – ele ri- ela pode ser bem agressiva quando quer – nós rimos – bom, até mais Harrisson

- Até Flint – nos entramos nos dormitórios, eu vou trocar de roupa e paro olhando para o espelho

- É isso não foi nada mal... – eu respiro e deito na cama, não estava com sono exatamente, então ligo meu notebook, meu pai estava online, então me liga

- Ei mocinha, não é meio tarde para estar online?

- Ah oi – eu falo rindo – tivemos festa de Halloween, acabei de voltar, comi tanto doces que não consigo dormir, devia ter previsto essa – ele ri

- Estava divertido?

- Aham, acabei de deixar Rose e Liam sozinhos

- Ah ela vai te matar – ele fala rindo

- Vai, posso fingir que tive dor de barriga? – Ele ri

- Pode, se comeu tanto doce

- Ah, na verdade acho que exagerei mesmo, estou falando rápido demais?

- Um pouco – ele ria – você bebeu?

- Um pouco também

- Achei que fosse proibido

- Exatamente, por isso tem – ele ri alto – mas também me entupi de bombom de licor, não devia ter feito isso – ele ria

- Bom, eu ia te fazer essa surpresa amanha, mas já que está aí... – ele fala se afastando – Travis

- Oi – ele fala aparecendo

- Minha nossa, oi – eu falo rindo

- Estamos em reunião – ele fala sorrindo

- Poxa vida, que super formal – eu falo irônica - estou vendo as cartas... – eu falo erguendo uma sobrancelha

- É vídeo seus idiotas – alguém fala

- Ethan?

- OI – ele fala aparecendo – na verdade acabamos uma rodada agora e aí ele viu você online e pensou que tinha acontecido algo

- E aconteceu, comi doces demais, devia ver se seu filho também não esta morrendo, ele acabou com um pratinho de doces também – ele ri

- Ele não está online, deve ter apagado – eu rio

- Deixamos Rose e Liam sozinhos, estamos com medo da morte agora – eles riem alto, percebo que tinha mais gente ali – estão só vocês?

- Não, tem David também – eu olho para ele

- Oi –ele sorri

- Oi, bom te rever Annie

- Eu te conheço de algum lugar

- Eu era policial, já nos vimos algumas vezes em festas do Benjamin, mas aí eu...larguei

- Que pena – eu falo sorrindo, alguém bate na porta – Ahh não, ela me achou – eu falo arregalando os olhos, eles riem – diga a minha mãe que eu a amo e que Peter não pode ficar com nada meu, ele não usaria bem – eles riem alto

- Sou eu garota medrosa! – Jacob responde

- Ah – eu falo indo abrir a porta, ele entra

- Tem remédio para estomago aí? – Eu rio

- Eu sou uma farmácia, para sua sorte – eu abro a gaveta ele para olhando – Liam não tem tipo... tudo também?

- Eu lá sou louco de mexer nos remédios dele, capaz de algum me matar! – Eu acabo rindo - UAL, realmente parece mesmo uma farmácia! – Ele fala colocando a mão, dou um tapa nele – AI

- Não meche, Ethan não deu educação a seu filho não?

- Tentei – ele responde

- Porque está falando com meu pai?

- Tecnicamente com o meu – eu viro o notebook

- Ah oi, não sabia que estava rolando uma reunião na madrugada... ou um jogo –ele fala semicerrando os olhos, vendo as cartas

- Peguei eles no flagra – ele ri alto

- Se ligaram para ver se ela bebeu demais, sim ela bebeu

- Com licença, mas quem me trouxe o copo foi você

- Jacob, que coisa feia – Ethan fala negando com a cabeça, Yan ri

- Bom, conhece David, ou Travis? – Ele para olhando

- Só de ouvir falar oi – eles respondem – Travis obrigado por meio que salvar minha vida...

- Se soubesse que agora ia dar bebida a Annie teria te deixado lá – nós rimos alto

- Ah, foi só um copo, sinceramente ela nem ficou tonta

- É muito doce em contraposição a três copos – ele ri também

- Mas seus bombons tinham licor

- Ai não lembra, estava tentado esquecer eles –ele ri – acho melhor eu tomar um desses também – eles riem

- O que estão jogando? – Ele fala sentando na minha cama, eu sento com ele

- Pôquer – Ethan responde – e Yan já nos deve uma casa – eu olho

- Hm, claro, ele não tem cara de jogar mal pai, conta outra...

- Está falando que eu jogo mal Jacob? – Ethan fala bravo, eu seguro o riso

- Ih – Travis fala rindo – ninguém apostou nada, não se preocupe seu futuro está garantido – nós rimos

- Bom, quais as novidades além de aparentemente ninguém estar se falindo

- A casa está ficando muito boa, tive que trocar algumas coisas de fios e encanamento, aproveitei para pintar umas coisas e fazer uma parte no subsolo, acho que vai adorar ela

- Vai? – David fala pasmo – ah ta, tem outra parte – ele fala pensando – e também eu vou voltar a trabalhar para... para quem vou trabalhar mesmo?

- Disse que ia pensar, mas então já que aceitou... – Travis fala sorrindo – valeu Annie

- Minha carinha convence pessoas, se convence até esse garoto que estava errado em um passo... – eles riem

- Eu gosto de trabalhar com você Travis, mas não vá se achando por isso – eu rio – rever Annie foi a chave, lembrei dela pequena, não posso deixar vocês agora – Jacob me olha

- Tem algum perigo?

- Sequestro, sabe que Yan delatou muita gente – Ethan responde

- Ah, sei – ele me olhava – bom, pelo visto ela terá seguranças legais, estávamos falando disso hoje, dos seguranças malucos da minha mãe que me trancavam e me proibiam as coisas

- Nosso objetivo é fazer ela viver o mais normal possível – Travis fala serio

- Obrigada – eu falo sorrindo

- Mas não abusa – meu pai fala rindo – se não mando te trancarem no quarto, Jacob olha rindo

- Até parece que conseguiria trancar ela em algum lugar... – nós rimos

- Então já tem uma equipe?

- Ah temos sim, seus avós vão passar um tempo aqui então eles já tem muita gente, seu pai contratou mais gente, vai ficar bom – David responde, eu sorrio – teve até uma proposta para meu filho... mas isso só depois de junho – ele fala serio

- Não queremos atrapalhar os estudos dele – Yan responde

- Bom, eu vou para meu dormitório antes que Rose chegue e EU apanhe também... – ele fala levantando

- Isso me deixa aqui, sozinha com uma assassina!

- Quanto drama, ela não vai fazer nada, finja que está dormindo

- É essa funciona – ele sai rindo – bom, foi bom conhecer vocês mas acho melhor deixar vocês jogarem, fico feliz que tenha voltado David – ele sorri – e Travis, faça Yan dar um quarto a você... soube que ele tem muitos – ele ri, me despeço e desligo, consigo enfim dormir e para minha surpresa tenho sonhos ótimos, com uma casa e família...

No dia seguinte acordo com um barulho no banheiro, abro os olhos devagar

- Ro?

- Ah, agora é Ro? Onde estava com a cabeça? Desaparecer e me deixar sozinha com Liam, Annie Marie Flint – eu faço uma careta

- Ah, não me senti muito bem...

- Conta outra – ela me joga uma toalha, eu acabo rindo, ela pega um travesseiro e começa a me bater

- Ai, ai, você é forte – eu falo me defendendo, ela para de bater

- Nunca mais faça isso – ela joga o travesseiro de volta – ficou um clima estranho...

- Hm... desculpe – eu falo sorrindo

- Não foi legal Annie! – Ela fala brava, eu a encaro

- Sinto muito Rose – eu falo seria, vou tomar um banho, vou tomar café com ela sem falar comigo

- Está em apuros? – Jacob pergunta baixo

- Ela não disse o que aconteceu, mas pelo visto algo aconteceu – eu falo olhando, ela e Liam mal se olhavam – fizemos mal?

- Acho que sim, mas não esperava por essa, você?

- Não mesmo – eu tomo meu café e vou para a aula, sim tínhamos aula ainda, o clima era obviamente tenso, eles não estavam se falando e nem ela comigo, nas aulas deixo ela quieta e depois do almoço quando as aulas acabam eu me sento para conversar com ela – Rose eu sinto muito se criei um ambiente desconfortável, achei que... não importa o que pensei, o que houve?

- Ficou um clima estranho e... eu deixei claro como gostava da nossa AMIZADE

- Ai – eu falo, ela concorda

- Melhor assim Annie – eu olho para baixo – ele entendeu, mas aparentemente já acabou tudo mesmo porque ele se ofendeu aparentemente, ou agora está constrangido...

- Sinto muito – ela concorda

- Acho que logo voltamos a nos falar – ela me olha sorrindo – eu espero

- Vão sim.

Rose e Liam voltam a se falar mas aprecia ter algo errado, estavam mais fechados, eu e Jacob nos sentimos culpados, estávamos no falando mais, ensaiávamos mais também, a neve chega e com ela uma musica maravilhosa para dançar, íamos dançar Mercy

- Ah meu Deus amo ele – Amber fala

- Ele e a musica – eu falo rindo, a professora separa os pares, grupos e eu fico sozinha com Jake, ela passa a coreografia, era maravilhosa, como sempre tinha a parte obrigatória e o resto nós nos virávamos, nós ensaiamos até que pegamos a maior parte, então eu respiro, ele me olha - Alguma ideia? – Ele concorda

- Olha o pessoal – ele fala, nós sentamos observando – o que vê?

- Falta de sentimento?

- Também – ele fala e começa a rir – nossa Annie acabou com eles agora

- É serio, eu sinto a musica – ele me olha, acabo de reparar em outra coisa, ele me chamou de Annie?

- Eu sei, mas... era a proximidade – eu paro olhando – pensa se dançarmos mais perto

- Você pode é me acertar, ou eu você

- Eu sei, mas se fizer certo

- Fica bom, olha lá, um desafio Harrison

- Não é você que gosta de um Flint? – Eu concordo rindo, nós começamos, a professora para olhando

- Ousadia essa de vocês – ela fala rindo

- Fica bom perto também, na verdade melhor – Brithany elogia, mas não era fácil, tinha que ter a sincronia perfeita, se não ia dar em esbarrão, ele podia me acertar...

- Vamos fazer bem devagar – ele fala, eu concordo rindo, umas cinco vezes ele me segura – pelo visto fácil não vai ser

- Você está adiantado – eu falo, ele me olha bravo

- Reclama não, ela está certa – Brithany fala ele me olha, eu mostro a língua

- Quanta maturidade – ele fala irônico, nós acabamos a aula com essa sensação de que tínhamos muito trabalho e vamos conversando até o pessoal que estava na sala

- Se você não fizer certo, eu quem vou levar

- Não vai cair

- Como pode garantir isso?

- Ih, voltaram as discussões? – Luke fala irônico

- Temos uma coreografia nova e decidimos colocar uns desafios... – Jacob responde – mas não está sendo fácil

-  Eu vou tomar um banho antes que congele, depois de quase cair, mil vezes

- Foram duas Flint e você NÃO caiu! – Ele fala serio, eu vou tomar um banho e paro assistindo o que filmei hoje

- Hmmmm que coreografia fofa – Rose fala – que musica maravilhosa também

- Está linda Rose, mas estamos tentando fazer mais perto um do outro se ele errar – ela olha

- Ele vai te dar um tapa sem querer

- Pois é – ela ri – ri não, ele é forte, se me acertar estou morta! – Ela ri

- Realmente, já reparou no físico dele?

- Não, danço com ele sem camisa, mas nunca reparei – falo irônica, ela me olha – para com isso

- Admite que ele é gato

- Nunca reparei – eu falo seria

- Ah, agora é cega? – Ela fala irônica e me olha

- Está bem ele é bonitinho... – ela ri

- Ah, você é impossível – eu rio.

Nos dias seguintes nos empenhamos muito para essa coreografia dar certo, íamos apresentar no sábado, hoje era sexta o ultimo dia que tínhamos para ensaiar, estávamos cansados, mas a coisa estava perfeita

- Despois de alguns encontroes... – eu falo, ele concorda

- Eu acho que está perfeito – eu sorrio, estávamos certinhos – já reparou uma coisa? – Eu olho para ele – não olhamos mais para o espelho... olhamos mais um para o outro – eu paro pensando

-Já tinha reparado nisso

- Já?

- Sim eu tenho uma mania de olhar muito para o espelho, quando danço sozinha, ou com as meninas, com você eu sei lá, acho que fico esperta para ver se está tudo certo – ele ri

- Falando em dançar sozinha, quanto tempo não tem um solo mocinha?

- Ah eu não sou fã de solos – ele sorri

- Você podia ter mais autoconfiança – eu olho brava, nós vamos para os dormitórios

- E aí tudo pronto? – Brandon fala

- Aham, vai ser muito boa – Jacob fala sorrindo

- Senti um tom de desafio...

- Não, que isso – eu e Jacob falamos juntos, eles riem

- É acho que foi mesmo Brandon – Brithany fala- estão abusadinhos né – nós dois rimos, eu escolho uma roupa para amanha

- O que acha Ro, lá dentro é quente

- Legal, gostei – ela fala, era um short preto rasgado, uma blusa larga cinza escrita New York, mas ela era transparente então dava para ver o top preto e um tênis branco, eu deixo separado e vou deitar.

Finalmente chega a hora da apresentação todos iam assistir, prendo só a aperte da frente do meu cabelo, Jacob para me olhando

- Ih, combinamos – ele fala olhando, ele estava de calça preta e tênis branco, mas a blusa de frio dele era bege, eu rio

- Acho que a ligação está ficando num nível bizarro... – ele ri, logo a professora chama nosso nome, nós dois nos olhamos respirando fundo e concordamos, estávamos com uma mania de fazer isso, começamos a dançar, estávamos tão conectados, que fica ainda mais perto do que esperávamos, eu olho para ele sorrindo, tinha uma parte no chão, então bem no final ele estava perto demais e ia ter um belo encontrão então ele me abraça com uma mão e me leva juntos com ele, nos olhamos rindo ele me solta, o pessoal gritava e assoviava

- Ficou ótimo, parabéns – a professora fala, eu abraço Jacob

- Não me deixou cair

- Eu falei –ele fala me soltando, vamos sentar, a professora nos libera era a ultima apresentação minha e dele esse ano, ainda tinha uma com as meninas, eu vou me trocar e saímos de lá animados, quando paramos na sala Lily vem correndo

- Isso foi lindo

- Vocês tem mesmo uma coisa... – Brithany fala

- Mas quase levou ela no fim, eu vi – Lily fala rindo

- Nossa, achei mesmo que ia derrubar ela – ele fala rindo

- Mas contornou bem... – Amber fala

- Ah, aquele fim foi erro? Achei tão legal – Liam fala e nós rimos

- Até errando eles se dão bem, puta merda – Brandon fala e nós rimos, eu vou tomar um banho, ligo meu notebook

- Oi amor – minha mãe fala

- Oi...                             

- YAN ANNIE ESTÁ ONLINE – ela grita, eu faço uma careta

- Um dia ela me deixa surda... – eu falo para Rose que ri

- Adivinha onde estamos?

- Na casa dele? – Ela concorda – finalmente, pronta

- Finalmente, seus avós estão aqui - ele responde – só saíram agora, chegaram hoje

- E meu primo? – Eles riem, não consegui falar quase nada com Nik, só conversas rápidas, ele tinha muito o que fazer e os horários nunca batiam

- Saiu também, mas calma, teremos tempo – Yan fala rindo – como foi hoje?

- Ah quase fui para o chão no final por sorte Jacob foi rápido

- Que sorte – minha mãe fala

- Ah tem uma pessoa que quer dar um OI, Germana – ele fala sorrindo, uma senhora aparece, ela tinha cabelos pretos bem presos, olhos escuros, mas uma feição tão amável que eu sorrio

- Ah meu Deus, ela é a cara de Livian – nós rimos

- Germana Annie, Annie, Germana ela trabalha na casa dos meus pais desde antes de eu nascer, aí virou uma governanta, cuidou muito de mim e estava doida para te conhecer

- Oi – eu falo sorrindo, Rose para olhando e sorrindo

- Sua mãe já fez um sucesso tremendo todo mundo ama ela – ela fala rindo, eu rio

- Ah minha mãe é cativante – eu falo e ela sorri – ah... agora eu quero ir embora logo, ainda tem um tempinho gente – eles riem

- Aguenta aí, falta pouco...

- Sábado tem uma surpresa, a professora avisou e está todo mundo surtando com isso, apostamos em um coreografo famoso

- Que legal – ela fala

- Ah eu vou morrer de curiosidade, são tantas coisas no final do ano  – eles riem

- Oi Ro – minha mãe fala

- Ah oi, não quis atrapalhar

- Oi – Germana fala

- Oi – ela fala sorrindo – Annie foi maravilhosa hoje, ela e Jake dançando são... de outro mundo!

- Ah manda o vídeo – minha mãe pede eu passo para eles que assistem

- Que lindo – Germana fala – incrível essa ligação de vocês – eu rio

- Ah, mas vocês encanaram com essa não? É ligação, envolvimento, o que mais?

- Emoção – Rose fala rindo – ela está brava com isso porque não quer admitir que são bons juntos – eu belisco ela – AI, tia Clair

- Meu Deus apelando para minha mãe! – Eu falo e eles riem – lamento mas temos que ir estamos lotadas de provas

- Ah vão estudar e deem orgulho, manda seu irmão estudar – minha mãe fala rindo

- Minha nossa, ela já pediu isso umas quinze vezes hoje tia, ele nem se quer começou

- Alá, viu? – Eu falo rindo – viu como é – ela concorda, me despeço deles, eu e Rose tínhamos muito o que estudar.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...