História The Originals, the new finale - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias The Originals
Tags The Originals
Visualizações 95
Palavras 1.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem amores!!

Capítulo 1 - Capitulo 1


 Klaus, Mystic Falls

As coisas estavam difíceis de se lidar, Hollow já não me permitia mais pensar voluntariamente, eu iria me sacrificar por minha filha e era o certo a se fazer.

Elijah não aceitou a ideia, o que em parte não me surpreendi, ele sempre que podia me contrariava, era típico de Elijah

Cá estava eu, na floresta de Mystic Falls, saber que morreria em um local onde foi um dos momentos mais felizes que tive em 1000 anos, era um pouco doloroso.

Onde a mulher dos meus sonhos esteve nos meus braços, pela primeira e última vez, eu havia desistido do Amor Após Caroline, e em parte Camille, conclui que não era para mim, afinal os vilões nunca possuem um final feliz.

Elijah estava em minha frente, a alguns metros de distância

- Pensando em ir sem se despedir ?!

Ele me olhou tentando com que soasse com uma piada às vezes ele era bom com isso, sua voz estava carregada de sarcasmo.

- Caroline contou a você

Sorri fraco deduzindo isso

- Eu não permitirei Niklaus

Ótimo, mais essa, ele veio em minha direção, e começamos uma breve luta.

Elijah's POV

Não podia permitir Klaus cometer aquela ideia maluca, de todas as loucuras que ele havia cometido, com o passar dos anos, se suicidar, nunca pensei que seria uma delas.
Mesmo sabendo que seu propósito era nobre, sem deixar que ele pensasse ou até mesmo revidasse sorri e em segundos quebrei seu pescoço.


Freya's POV , New Orleans

- Deve haver outro jeito eu não vou deixar com que ele morra! Hope já viveu a maior parte da vida sem um pai!

Revirei praticamente todos os meus grimorios.
Vincent me observava um tanto assustado, ele pigarreou e gesticulou com as mãos.

- É como Klaus havia dito, Freya, pode até haver outro jeito... mas está em algum lugar por aí e não temos tempo para isso..

Me desesperei com as palavras de Vincent, no fundo ele tinha razão, mas nunca concordaria com ele.

Peguei um mapa e o estendi pela mesa da minha sala de magias, daria um jeito de localizar a magia de Hollow.

Fiz o feitiço localizador, e em segundos uma luz azul brilhou instantaneamente no caminho entre Mystic Falls e New Orleans.

- Ele está voltando para Nola!

Murmurrei pegando meu celular antes da resposta de Vincent, e liguei para Elijah, que não demorou a me atender.

ligação On

- Onde você está?

- Estou a caminho, vá para cela e me espere, com tudo que precisar para um feitiço de transferência.

Ligação off

Eu não entendi muito bem sobre o que ele falava, mas antes mesmo que eu pudesse responder, ele já havia desligado.

Peguei alguns grimorios com a ajuda de Vincent, o expliquei a situação e fomos para a cela da mansão, logo Vincent foi embora, me deixando sozinha.

Quando cheguei, Klaus estava em uma cadeira, preso por correntes.
Olhei para Elijah sem entender.

- O que quer que eu faça?

Ele me olhou um tanto nervoso e colocou uma das mãos apoiada na cintura

- Quero que transfira a Hollow para mim, não importa o que pense, essa é minha escolha

- Mas Elijah você irá morrer!
Klaus nunca se perdoaria!

Me desesperei sem saber oque fazer.

- Freya, é minha escolha. Me ajude, como a ajudei no passado.
Você sabe que não estou feliz, perdi a mulher que mais amei em toda minha vida. Você possui Keelin, eu a perdi, não consigo conviver com essa culpa! Irmã, por favor, me dê essa chance de ajudar!
Hope perdeu a mãe, não merece perder o pai, com quem não teve muita chance de conviver!

Seu tom era de Súplica, eu podia ver a dor e a culpa nitidamente em seu olhar, caminhei até ele e o abracei.

- Saiba que não concordo com isso mas amo você...

Ergui minhas mãos em direção a Klaus, citando as palavras

- Phasmatos Tribum, Nas Ex Veras, Radamis Phasmatos Ex Sonos. Resustamen Ex veram Vatas. Radamis Phasmatos Ex Sonos.

A luz azul brilhante, saiu do peito de Klaus, com minha magia a ergui um pouco para cima a movendo até Elijah.
Ele caiu no chão, tamanha era a força que Holloe possuía.
Após acabar, o ajudei a levantar.

- Irmã preciso que faça, mais uma pequena coisa...

Rebekah's POV

Kol acelerou o carro e o parou ao me ver no meio da estrada, impedindo seu caminho.

- SÉRIO?! VOCÊ ESTÁ FALANDO SÉRIO?!

Ele berrou buzinando, para que eu saísse da frente do carro

- Eu que pergunto isso a você.
Vai nos deixar quando mais precisamos?! de novo Kol?!
Você nunca muda!? CARAMBA!
Nem casando você amadurece?!

Ele rolou os olhos e saiu do carro, andando em minha direção

- A diferença, é que dessa vez, eu escolhi a felicidade, ao invés das loucuras dos Mikaelsons!
Se isso não me faz adulto, DESCULPE! por colocar a minha felicidade em cima da minha família! APÓS MIL ANOS!
tenha uma boa vida!

Senti a raiva subir e me exaltei

- ÓTIMO! deixe aqueles que te ajudaram por mil anos! por alguém que conhece a 16 ! Por que você nunca foi dessa família mesmo!?! Engraçado que dizia que Marcelo não era, e onde ele está agora ?!

Dei as costas a ele e sai caminhando enquanto ele berrava entrando no carro

- NÃO META DAVINA NISSO, ISSO JÁ DEU OQUE DEVERIA DAR!

E deu partida no carro indo embora, acabei optando por voltar para a mansão, sentia o coração pesado, mil anos em vão.

Quando cheguei, Marcel estava na sala. Entrei tirando meu casaco e me servindo um copo de Bourbon, dei alguns passos e me posicionei ao seu lado, o acompanhando.

- dia ruim?

Ele perguntou calmamente admirando a lareira e saboreando sua bebida.

- irmão ruim..

Ele me olhou e sorriu, como eu sentia falta do sorriso dele

- O que Kol aprontou dessa vez ?

Dei risada quando ele acertou, ele sabia os dramas da familia, como ninguém.

- Ele me jogou algumas verdades, e o pior de tudo é que ele tem razão

Ele franziu o cenho se virando em minha direção com uma expressão curiosa

- Família ao invés de felicidade

Ele respirou fundo e me olhou

- Qual é?! Kol é egoísta qualquer um, poderia escolher os dois sem problemas.

O olhei sem entender

- Como pode?! como pode tentar me reconfortar ?! depois de tudo ?!

Ele deu um pequeno passo diminuindo mais nossa distância, olhou para lareira e depois para os meus olhos.


" It’s dangerous to fall in love
But I wanna burn with you tonight
Hurt me
There’s two of us
We’re certain with desire
The pleasure’s pain and fire
Burn me
(É perigoso se apaixonar
Mas quero queimar com você esta noite
Me machuque
Há dois de nós
Temos a certeza do desejo
O prazer que há na dor e no fogo
Me queime)"

- Por que são seus princípios, eles que fazem você ser você, e eu amo você do jeito que é

Franzi o cenho ouvindo com atenção a cada palavra

- Então agora, eu escolho a felicidade!

" So come on
I’ll take you on, take you on
I ache for love, ache for us
Why don’t you come?
Don’t you come a little closer?
(Então vamos lá
Eu vou levá-lo, vou levá-lo
Eu sofro por amor, sofro por nós
Por que não se aproxima?
Não se aproxima mais um pouco?)"

Não deixei com que ele acabasse e me joguei em seus braços, o beijando.
Ele no mesmo instante retribuiu e desceu suas mãozinhas retirando minha blusa rapidamente, eu eu não me importava, precisava dele com urgência.

"So come on now
Strike the match
Strike the match now
We’re a perfect match
Perfect somehow
We were meant for one another
Come a little closer
(Então venha agora
Risque o fósforo
Risque o fósforo agora
Combinamos perfeitamente
Perfeitos de algum jeito
Fomos feitos um para o outro
Se aproxime um pouco mais)"

Desci as minhas mãos retirando a sua blusa, enquanto ele se livrava da minha calça, tirei seu cinto deixando a sua calça cair, enquanto ele voltava a tomar meus lábios, e nada mais importava, onde estávamos ou qualquer coisa que haviamos passado, aquilo era real, nosso amor era real, nós éramos reais.

Em um piscar de olhos, estavamos completamente sem roupas, ele me empurrou rapidamente contra a parede me fazendo arfar de antecipação, tomei impulso e entrelacei minhas pernas em sua cintura, fazendo com que ele soltasse um pequeno gemido.

"Flame, you came to me
Fire meet gasoline
Fire meet gasoline
I’m burning alive
I can barely breathe
When you’re here loving me
(chama que veio até mim
Fogo encontra gasolina
Fogo encontra gasolina
Estou queimando viva
Eu mal posso respirar
Quando você está aqui me amando)"

Ele me preencheu em uma estocada forte e precisa, e aquilo fez com que cada poro do meu corpo tivesse a completa certeza, eu não queria ser de mais ninguém, além dele.










 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...