1. Spirit Fanfics >
  2. The Owners of True Blood - Imagine Min Yoongi >
  3. Não sei um título kakak

História The Owners of True Blood - Imagine Min Yoongi - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ❤️

Capítulo 24 - Não sei um título kakak


Fanfic / Fanfiction The Owners of True Blood - Imagine Min Yoongi - Capítulo 24 - Não sei um título kakak

Yoongi on

O beijo foi esquentando e aos poucos eu fui deitando ela na cama, deitei ela devagar e depois deixei o beijo mais calmo. 

- Vamos tomar um banho? 

- S/n: Vamos.

Eu fui abrindo a blusa dela e ela fala:

- S/n: Eu sei abrir minha blusa.

Eu sorri.

- Concorda que eu faço isso melhor?

Ela sorri e eu dou um selinho nela.

- Vamos.

Levantamos e fomos tomar banho.

...

Terminamos o banho e não teve nada demais além de mãos bobas e alguns beijos trocados, colocamos uma roupa confortável e S/n fala:

- S/n: Yoon, a gente pode conversar?

- Podemos, mas você não está com fome?

- S/n: Não, não tô, mais tarde eu faço alguma coisa pra mim comer.

- Tá ok, pode falar.

S/n on

- Hum...e os Quatás?

-Sg: O que tem eles?

- Yoongi, eu tô preocupada com meus pais, vai que eles descobrem onde é minha casa e faz alguma coisa com eles?

- Sg: Não, não vão fazer nada com eles, fica despreocupada em relação a isso.

- Como eu não vou me preocupar?

- Sg: Amor, os meninos estão figiando sua casa de longe pro seu pai não perceber a presença deles e até agora, não se teve nenhum sinal deles.

- E se ele engaram a gente? Disseram que viriam mas na verdade nem de la vão sair?

- Sg: Não sei se eles fariam isso, quando eles falam que vão fazer algo, eles não voltam atrás.

- Como conhece tanto eles?

- Sg: Uma longa história.

- Me conta.

Ele me olha e depois fala:

- Sg: Os meus pais que cuidavam de mim, sabe, os que eu considerava mesmo meus pais, eles já serviram a eles, não só meus pais como todos que eram daquela época. Mas nós vampiros temos nossos inimigos naturais, os lobisomens e oa híbridos, não parece mas os hibridos são diferentes de lobisomebs então vocês são como uma ameaça a nossa espécie, deve saber disso né?

Eu concordei com a cabeça.

- Sg: Então, depois daí, os lobos queriam ter mais territórios, não estavam contentes com o território deles e queriam mais terras, mais espaço. Depois disso houve uma guerra, entre lobos e vampiros e como a maioria tinha filhos, como meus pais, eles queriam proteger a gente dessa guerra enorme e o maior medo de todos os pais ali, era perder seus filhos, enquanto o meu medo, era perder meus pais, acho que esse medo não era só meu.

Ele faz uma pausa e continua.

- Sg: Meus pais eles estavam com um plano de fugir dali, não importava se fossem matar eles, eles queriam me proteger, então arrumaram um atalho pra fugirem, mas não deu certo, eles...

Ele fica em silêncio.

- Eles que você fala são meus pais? Certo?

- Sg: Sim...

Ele fica em silêncio.

- Continua.

- Sg: Eles acabaram pegando meus pais e matando eles, seu pai iria me matar também, mas a sua mãe pediu pra que não me matasse ele olhou bravo pra ela e então ele saiu dali, ela ficou e sorriu pra mim, depois saiu. Então Jin apareceu e me pegou, e desde então eu moro com ele.

- Como o Jin te achou ali no meio daquela...guerra?

- Sg: O Jin morava junto com os Quatás, ele era um deles naquela época e ele não achava certo nenhuma decisão que eles tomavam, apenas seguia eles e até que um dia, nesse dia, ele decidiu trair eles e ele me viu ali no meio daquele...mar de sangue e me pegou, e daí ele foi embora comigo.

- Hum...nossa, desculpa ter causado um caos na sua vida.

- Sg: Já falei que não tem culpa disso, as vezes, pensando assim, eu acho que eles estavam certos, sabe, os lobos. 

Eu fiquei com dúvida naquela hora e pelo visto ele tinha percebido e então ele sorriu.

- Sg: Eles só estavam correndo atrás dos direitos deles, nós vampiros provocamos muito os lobos, deve perceber isso.

- Sim, eu percebo, Min Yoongi.

- Sg: Não entendi por que falou meu nome todo.

Ele foi chegando mais perto e fez com que eu me deitasse na cama, pois ele já estava encima de mim.

- Sg: Quer dizer então que eu provoco você?

- E não provoca?

Ele beija meu pescoço e faz com que eu dou alguns gemidinhos baixos.

- Sg: Não sei, provoco?

Ele vai subindo os beijos até minha boca e deposita um selinho ali.

- Se tivesse um concurso de quem provoca mais, você venceria, certeza.

Ele ri.

- Sg: Você tem que comer, senhorita.

- Como sabe a hora que eu tenho fome?

- Sg: Eu sei da sua dieta e agora você está com fome, vai me dizer que aquelae antílope te encheu? 

- Não, não mesmo.

Eu ri.

- Eu estou com fome mesmo.

- Sg: Então vem que eu vou fazer alguma coisa pra você comer.

- Ah, tem salgadinho ainda?

- Sg: Você vai comer alguma coisa que te enche, você só come porcaria o dia todo, agora é hora de você comer alguma coisa que seja... boa.

- Ah, mas por que? Comprou atoa?

- Sg: Você pode comer depois que jantar ou amanhã, mas agora você vai jantar.

- Ah Yoon...

- Sg: Sem essa de Yoon, vamos logo, vem.

Ele me puxa e eu fico de pé, depois descemos as escadas e eu me sentei de cara emburrada no sofá, depois ele aparece com um prato de comida e parecia que estava boa, mas eu não queria comer.

- Eu não vou comer.

Eu fecho minha cara e cruzo meus braços.

- Sg: Vai sim.

- Não vou, não vou.

- Sg: Se você não comer eu vou jogar todas aquelas porcarias lá no lixo, vai comer?

- Vai jogar meus doces fora? Teria coragem?

- Sg: Se você não comer eu vou jogar tudo fora.

- Ah, que merda.

Eu pego o prato da mão dele e começo a comer e ele fica rindo olhando pra minha cara.

- Saiba que você está me forçando a comer, se sente bem com isso?

- Sg: Sim por que sei que você precisa comer coisas boas.

- Pois, pois eu estou comendo por livre e espontânea pressão.

- Sg: Eu não ligo, come logo!

Eu reviro meus olhos e coloco uma garfada na minha boca.

...

- Acabei Yoongi.

Eu levo prato pra cozinha aonde ele estava, mas quando chego lá ele simplesmente desliga o celular.

- Atrapalhei?

- Sg: Não, não era nada demais.

- Hum...

Caminhei até a pia e coloquei o prato lá, depois comecei a lavar e senti ele me abraçando por trás e colocar a cabeça no meu ombro.

- Sg: Era só o Jin, amor. Ele ligou pra dar notícias e saber se a gente estava bem.

- Ah tá, mas eu nem falei nada.

- Sg: Mas aquele " Hum..." te entregou.

Ele ri e eu ri também, eu terminei de lavar o prato que eu havia sujado e virei pra ele colocando minhas mãos no seu peito.

- O que Jin disse?

- Sg: Ele disse que os Quatás podem ir amanhã ou depois de amanhã, pois a neve já chegou lá e eles provavelmente não vão esperar ela se prender ao chão, então eles devem entre amanhã ou depois de amanhã.

- Entendi, posso ligar pra minha mãe?

- Sg: Pode, mas se ela passar pro seu pai ou ele pegar, você desliga.

- Tá bom.

Fui correndo até o quarto e peguei meu celular, disquei o numero da minha mãe e liguei pra ela.

- Alô? Mãe? Oi mãe, está tudo bem sim, e ai? Ah, eu também estou morrendo de saudades.

Sinto uma lágrima cair pelo meu rosto.

- Quando isso acabar eu vou voltar tá bom? Ok mãe, te amo, bjos.

Desligo o celular e vi Yoongi escorado na porta, ele está se sentindo culpado por ter nos separado, na mente dele, esse negócio de eu ter que fugir, dos Quatás aparecer e tudo culpa dele, mas eu não acho isso.

- Sg: Desculpa fazer vocês...chorarem?!

Eu me levantei e fui até ele e falei:

- Já falei que está tudo bem, não é culpa sua.

Eu ia abraçar ele, mas ele desvia e fala:

- Sg: Para, para com isso. Você mais do que ninguém sabe que não está tudo bem, você sabe que você não está bem com isso.

Ele aponta pra mim.

- Mas eu não quero que você fique se culpando, dizendo que isso tudo é culpa sua.

- Sg: Aí você prefere mentir dizendo que está tudo bem? 

- Você acha que está sendo pra mim ver você se culpando por causa disso? Não é culpa sua! Eu quis me aproximar de você, desde o começo você me avisava que não era uma boa ideia, mas eu a fiz e sabe? Eu não me arrependo em não ter te escutado.

- Sg: Não deveria falar isso, sua vida está em risco, sua família também. Era pra você me odiar.

- Minha família fez coisa pior e você não me odeia.

- Sg: Ok, ok, talvez eu tenha me exaltado um pouco, desculpa.

Ele vem me abraçar mas eu desvio.

- Não, também não quero mais abraço.

Eu me deitei na cama e ele veio.

- Sg: Oh bebê, desculpa amor.

Ele começa a deixar beijinhos pelo meu rosto e eu comecei a rir.

- Ta bom, tá bom.

Ele deixou um último selar na minha boca e falou:

- Sg: Vem, vou colocar você pra dormir.

- Eu não quero dormir.

Eu virei ele e sentei no membro dele, ele ri e eu cheguei no ouvido dele:

- Eu quero você dentro de mim, Yoon...




Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤️
Até o próximo 💜
Obs: não foi revisado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...