1. Spirit Fanfics >
  2. The Paradise >
  3. De novo com segredos Zoe?

História The Paradise - Capítulo 1


Escrita por: Anafofis_Army

Notas do Autor


oi pessoal. Essa é a minha nova estória depois de anos. Espero muito que vocês gostem, e me desculpem se algum momento vocês se sentirem ofendidos. Minha intenção jamais será essa. Beijos, ate o próximo episódio.

Capítulo 1 - De novo com segredos Zoe?


Fanfic / Fanfiction The Paradise - Capítulo 1 - De novo com segredos Zoe?

Antes do meu acidente, nunca me perguntei porque a Zoe sempre teve muitos segredos… A resposta sempre estava na minha cara, e eu nunca quis enxergar, ela só estava me protegendo.
Tudo o que ela fazia era me proteger. Eu me odeio por não ter percebido isso antes. Sempre foi tão mimada em tudo, que não vi o sacrífico da minha irmã. Sei que ela escolheu o seu caminho, mas queria que fosse diferente.
Agora choro, não por tristeza. e sim, por saber que ela esta em um lugar melhor. Descanse me paz maninha.


Layla: sinto muito amiga — me abraça-


— ta tudo bem Layla… ela ta em um lugar melhor


Lucas: Mollie… — respiro fundo e o olho- eu…


— Lucas já disse que não quero falar com você


Lucas: só vim me desculpar por tudo. Sinto muito — diz chorando-… Mollie, me perdoa…por favor..


Antes de prosseguimos, quero que saibam como isso tudo aconteceu.


Um ano antes da morte da Zoe…
 

Mãe: bom dia — passa por mim, depositando um beijo na minha cabeça-.

Minha família é toda ateia.. na verdade, abre uma cessão para minha mãe e para mim. minha mãe é crê em Deus, mas com o tempo… a fé dela morreu. Acredito que ela desistiu. já eu sou diferente. creio em Deus e sei que ele existe.

Pai: bom dia amores —  parece que o pai está de bom humor-.

— parece que todo mundo acordou de bom humor

Zoe: cassete — se joga na cadeira-.

Essa é a zoe, minha irmã mais velha.

Mãe: bom dia filha.

Pai: zoe sente-se direito na cadeira.

Zoe: ah..— revira os olhos — pai, estavam pensando de ir moraram em Massachusetts.

Zoe Já fez varias coisas erradas, acho que isso é de família...

Pai: porquê?

 Zoe: recebi uma proposta de emprego ótima.

Mãe: querida, estamos bem  na Califórnia. - diz colocando suco de uva no meu copo-

Zoe: nem fudendo

Pai: Zoe a boca.

Zoe: qual é? Tenho 18 anos…

Zoe: mãe, a Mollie tá Sofrendo bullying na escola e fora o racismo no trabalho dela.

Pai: Mollie isso é verdade?

— … não

Zoe: Pai, ela não falará a verdade. Escuta, em Massachusetts será melhor… 

Mãe: podemos mudar a Mollie de escola e de emprego.

Zoe: por que não moramos em Massachusetts?!

Pai: Zoe, já conversamos sobre isso.

Zoe: pai, o seu chefe mora em Massachusetts, e se não me engano ele queria que você morasse lá. Ia até receber aumento.

Pai: Zoe, não estamos passeando fome.

Meu pai nunca foi fã de Massachusetts, porque a ex dele mora lá. certo, mas a Zoe? Pera aí… Por que isso do nada Zoe Duncan Jr? Algo ta acontecendo.


Mãe: Zoe, escuta o seu pai.


-- porque isso do nada Zoe? Logo você que era apaixonada pela Califórnia. Ai aqui é vai ser um lugar bom  -a imito-


Zoe: essa é a única forma de crescemos. e.. Nunca gostei da Califórnia.

Pai: Zoe Smith Duncan Franklin, Eu disse não! — bate na mesa-.


Ok… Isso ta estanho demais, o pai nunca passou tanto do limite assim antes. Aposto que a Zoe andou aprontando.

Zoe: foda-se, sei nem por que perguntei.

Mãe: Zoe! Respeito.

Zoe: vou vocês querendo ou não — sai batendo a porta da sala-.

Pai: essa menina esta me deixando louco — se levanta irado-.

— mãe, por que a Zoe quer tanto ir para Massachusetts?

Mãe: isso tem dedo de namorado. Ela que nos trouxe para cá atrás de homem. Filha, não seja como a sua irmã. Essa menina nunca aprende meu Deus — ajudo tira o café da mesma-.

— mãe tenho que ir — beijo a mesma e vou para escola-

mãe: toma cuidado

No caminho da escola, vejo a Zoe com uma cara, o estranho é que nunca o vi. Zoe costuma sair bastante, praticamente saiu com todos os cara da Califórnia. Depois de uns segundos continuo o meu caminho. Assim que cheguei na escola foi direto no meu armário, pego alguns livros e vou para a sala de aula.

Professor: bom dia, turma, na aula de hoje falaremos sobre a escravidão. Abram o livro na página 130.

Julia: ai Mollie, por que não sobre a sua história? — diz num tom maldoso e debochado-

— … — respiro fundo — Julia posso te processar por racismo

Julia: kkkk e quem ia querer ouvir você? — irada bato em seu rosto — sua louca!

Professor: o que você disse mocinha?!

Julia: essa louca tocou em mim.

Professor: às duas para a sala do direto — me levanto e saio da sala-.

Assim que chegamos a Júlia a tóxica já foi falando mentiras. Essa garota sempre dá um jeito de acabar comigo. e contar historias mentirosas!

Diretor: o que houve?

Julia: a Mollie disse coisas horríveis para mim.

— o quê?! Ela faz racismo comigo.

Diretor: Mollie você sabe que a Júlia é uma das nossas melhores alunas.

— Diretor Brown, ela faz racismo comigo e.. — me interrompe-

Julia: racismo Mollie? Eu nunca ia fazer isso com você — começa a chorar -

— Julia para de mentir!

Diretor: Mollie, não tolerarei mentiras.

— o quê? Eu não fiz nada.

Júlia: pensei que fossemos amigas. — se faz de coitada-

 Diretor: Mollie você esta expulsa da escola. -- diz bravo.


— quê? — era só o que me faltava-


   Odeio essa garota! Nunca fiz nada para ela. Devia ter ouvido a Zoe e ter dado uma surra dela. Isso não ficará assim.

Depois de um tempo.....

O diretor Brown, chamou os meus pais e não teve jeito, foi expulsa a escola sem ter feito nada. Quando chegamos a casa ouvi um monte e fique de castigo. Sento na minha cama pensando no que acabara de acontecer.

— ah!! Agora o diretor Brown manchará o meu histórico escolar. — respiro fundo — Não gosto daquela escola, e ninguém de lá gosta de mim...- me levanto da cama e pego o meu celular

- bem.. sei que é errado pagar mal com mal... mas a vingança é um prato que se come bem frio! - entro em uma conta fake que tinha no grupo da escola, e lá postei o vídeo da Julia fumando. assim que postei não demorou muito para o vídeo visualizar. como vingança apago a minha conta fake. mas o vídeo fica - 

- Zoe on -
Estava com o Bruce, uma cara gente boa que conheci no segundo ano. Estamos saindo desda aquela época. Gosto dele e do seu jeito bobo quando ta chapado. Ele me faz rir, sorrir e ate mesmo cantar… kkk sim, cantar sem eu perceber. Com ele me sinto em casa.


Bruce: e então? Morará em Massachusetts?

— claro… — quando percebi que comecei a gostar do Bruce?; quando ele fez algo para limpar minha barra-

Bruce: consegui uma casa para você em Boston.

— sério?

Bruce: sim. Meu pai é corretor, ele conseguiu uma casa ótima para você…

— nossa, Bruce, não precisava. — sorrio amigavelmente-

Bruce: que isso. Estava te devendo uma. - ah, sim.. — Bruce quase foi preso por porte ilegal de drogas, mas dei um jeito nisso-

Bruce: você será a minha vizinha. — diz praticamente dando em cima de mim-

— mal posso esperar

Bruce: escuta… quer fumar?

— não podemos fazer isso aqui-- diminuo o meu tom-

Bruce: conheci uma cara que vende os melhores baseados do mundo — entremos em seu carro-.

— e na onde ele mora?

Bruce: em Londres, mas tem fortes contatos por aqui, e Massachusetts… as maconhas dele são boas para cassete --- pego um cigarro de maconha e acendo -.

— nossa... - tusso — essa é forte

Bruce: kkkk essa é uma mistura com craque, Metanfetamina e maconha.

— nossa cara ce quer morrer?

Bruce: vida só temos uma.

— humm aqui tem cerveja -- me viro para o banco de trás- Ae, desde quando você bebe bebida de velho — olho a garrafa-

Bruce: gata, isso é vida na Rússia. -- diz pagando o super cigarro da minha boca- ae, tem browns de maconha

-kkk ficaremos chapados — falo comendo- nossa Zé ta batendo.

Bruce: você é super fraca.

— verdade, mas eae.. Ainda ta comendo a Kayte?

Bruce: nao.

— kkkk  como você conseguiu ficar com ela?

Bruce: descobrir que ela ta namorando um traficante em Los Angeles.

— cruzes, você tem mal gosto.

Bruce: não me faz lembrar - rir-

— soube que você vai testar a nova drogas do Norman — Norman, mora em Massachusetts, mas vira os Estados Unidos todos vendendo drogas-

Bruce: sim. O bagulho é passado.

— ahram. Sua mãe não é policial?

Bruce: ela era… 

— nossa cara foi mal.

Bruce: tudo bem...e se foi a dois anos 

-nossa... oq aconteceu?..se quiser falar

Bru: ela era policial...uma ótima policial. morreu por engano, quando levava o Max para passear - Max é o seu cachorro-

— ahmm..… aí fudeu — olho no retrovisor

Bruce: o quê? — fala assustado--

— a polícia!

Bruce: porra!! - o mesmo aumenta a velocidade -

- uhuuu tamo chapadoooooo

Bruce: Merda!!! - o mesmo entra numa rua estreita e depois em um viela- acho que os despistamos- olhos para trás vejo a viatura da polícia passar por nos direto-

—  dessa vez foi quase — falo virando a garrafa de cerveja russa---

Bruce: chega você ta chapada de mais.

— ah qual é?!

Bruce: cê vai morrer?

- chato - reviro os olhos- ouço o meu celular vibrar pago o mesmo-

Bruce: quem é? - diz curioso 

- minha irmã.

Bruce: deixa eu ver - pega da minha mão- sua irmã é bonitinha, parece você...

- valeu.

Bruce: ela tem cara de ser santa d+

— qual é? Algum problema?

Bruce: não, o Lucas vai gosta dela

- o seu irmão é mó cuzão

Bruce: verdade, ele gosta de meninas como ela - diz vendo algumas fotos da Mollie-

Não gosto quando o Bruce fica olhando nas fotos da minha irmã.

- a Mollie não passa de uma Virgem religiosa - pego o meu celular de volta-

Bruce: ela é religiosa?

- é porque?

Bruce: por nada. - diz acendendo outro baseado de cocaína

- ela tem cara de ser muito inocente.

— ela não é inocente. Sabe de muita coisa.

Bruce: de quê? Kkkk ata.

— não fala assim dela… Ela é doente.

Bruce: foi mal... oq ela tem?

— ela ta ficando surda com o tempo

Bruce: sinto muito.

. — … de boa… oque fará amanhã? — falo mudando de assunto-

Bruce: humm… amanhã? Nada.

— ah! Sairemos então.

Bruce: ta… e hoje?

- ah nada.

Bruce: ótimo, o Norman fez uma nova droga de heroína com chá de cogumelo. - diz saindo da viela com o carro-

- nossa deve ser bem louco 

Bruce: que provar?

— sim. Oh! ce me disse me levaria na casa da droga.

Bruce: só quando você me da eu quero.

- nao vou transar com você

Bruce: então nao te levo 

- ah, qual é Bru?  

Bruce: você pegou a Cássia, Luísa, Pedro e o  Thomas e não quer me pagar? Nem ferrando.

- ah eles são diferentes

Bruce: ah! São? Magoou — faz bico-

— escuta fiz aquilo porque estava com raiva de você

Bru: porque?

— ce tava com a Kayte, cara eca.

Bru: ah! ce disse que não ia me namorar peguei ela mesmo.

— ata que mentiroso. Então ce vai me levar?

Bru: não

- peço ao Thomas

Bru: gata, ai ce me quebrar.

- há sei - não demoramos muito pra chegar- finalmente - saio do carro-

Cássia: Zoee - corre em minha direção-

- oi - a beijo- 

Bru: ela ta namorando comigo Cássia. você sabia? - diz ajeitando o seu cabelo-

Cássia: ahram, comprei novos brinquedos que experimentar?

- bora 

— Mollie Duncan on -

Eram uma duas horas da manhã, e a Zoe não voltara ainda… 

— ai onde ela ta? — me levanto sentando na cama-

Vou até seu quarto para conferir se ela estava lá, mas quando abro a porta de seu quarto, minha expectativa foram tombadas. Ela nem respondeu minhas mensagens, e sem falar que o pai tá pronto para da surra nela. Começo a dar uma fuçada, nas coisas dela. Quando menos espero, mexendo em seu guarda-roupa acho um pacote de maconha.

— ela quer morrer? — fecho o guarda-roupa.

Pai: o que disse filha? — diz entrando do nada no quarto-

— disse que a Zoe que morrer por não ter voltado ainda — escondo o pacote dentro da minha calças-

Pai: dorme filha — diz depositando um beijo na minha testa-.

— pai… o que o senhor fará com a zoe?

Pai: sua irmã me tira do sério.
--olha pai porque não fazemos o que a Zoe quer?

Pai: ate você Mollie?

— pai, assim não terá mais brigas. Não quero ver, mas o senhor brigando com ela.

Pai: o, pequena — me abraça-queria que ela fosse igual a você.

— … talvez em Massachusetts eu possa fazer amigos.

Pai: — respira fundo-me diga o que aconteceu na escola? - diz mudando de assunto-

— pai, a Júlia ela sempre faz “bullying” e racismo comigo

pai: filha aquela garota é o demônio em pessoa… — o interrompo-

— não fala assim…

Pai: como estava  dizendo, conversei com o pai dela e infelizmente não adiantou de nada.

Mãe: ela é uma vaca — diz a minha mãe encostada na porta-

— sorrio-

Pai: você vai se sentir melhor em Massachusetts?

— talvez sim.

mãe: soube que la tem uns ótimos cabeleireiros — se aproximar-

— mãe não vou no salão 

mãe: por quê?

— eles machucam os meus fios capilares

Pai: ha folgada? Nem um pouco.

Mãe: vamos pêssego ta na hora de dormir.

— mãe não sou, mas uma criança — beijo sua bochecha e vou par o meu quarto-

mando uma mensagem para quando chego no meu quarto

— Zoe ❤️online -----------

— Zoe

Zoe: fala

— olha oque achei no seu guarda-roupa — mando uma foto da maconha em pó-

Zoe: porra Mollie andou mexendo nas minhas coisas!

— se eu não tivesse mexido o pai teria achado

Zoe: merda! Eles estão acordados?

— sim.

Zoe: te dou 200 dólares, se aguardar para mim.

— isso é errado
--����!

Zoe: só guarda.

Zoe: ������

— você ta vindo?

- onde tá?

Zoe: na casa de uns amigos.

Zoe: Já tô indo.

- ta bom

______________

No outro dia.

Levanto-me da cama e faço minha higiene matinal, sem enrolação tomo café da manhã.

— bom… dia? O que é isso? — olho meu pai conversando com a Zoe de boa-

Pai: sua irmã e eu entramos em um acordo.

Zoe: moraremos em Massachusetts.

Pai: se a Zoe para de arrumar Namorados e arrumar logo um emprego.

— ta... e vamos para lá quando?

Pai: Amanhã — Naquele momento eu sentir algum horrível, uma sensação bizarra…-arruma as suas coisas.

Penso que devemos não ir para lá… Depois desse episódio falei com a Zoe.


-- cara o que houve? — sento em sua cama-


Zoe: você terá amigos como te prometi — diz arrumando as suas coisa-


-- nossa, valeu Zoe — falo num tom irônico-


Zoe: ai que foi em? — diz de saco cheio- não esta vendo o que eu to fazendo por nos.


— eu só suponho que não devermos ir


Zoe: Escuta Mollie, prometi que você ia fazer amigos.


--isso foi quando você ainda estudava comigo


Zoe: olha, te prometi amigos e então você terá amigos. Agora vaza terminará de arrumar as suas coisas.


O grande dia da grande chegou, estava muito animada.
A Zoe passou na universidade de Harvad. Ela não foi porque não queria deixar o antigo namorado. Agora que estamos indo para lá, espero que ela invista em seus estudos.
Depois de novas sensações e cidades, finalmente havíamos chegado em Massachusetts.


Zoe: o maior quarto é meu — assim que saímos do carro vi o moço, conversando com a Zoe no outro dia — Bruce — o cumprimenta -


Bruce: sejam bem vindos. Chamo-me Bruce Benjamin. — cumprimenta os meus pais -


Mãe: já se conhecem?


Zoe: somos amigos des do segundo ano do ensino médio.

Mae: serio?

Bru: sim, mudamos quando a mina mãe morreu 

--Nossa

Bru: tudo bem -sorri amigavelmente- 


Pai:  Chamo-me Franklin Duncan. Essas são minha filha e esposa  Mollie e Kelly. — vejo um homem grande, musculoso e bem-vestido se aproximar da gente -.

Bru: o prazer é todo meu. a Zoe fala muito sobre vocês

-serio? - a olho-


Bruce: esse é o meu pai Oscar.


Oscar: novos vizinhos?
Pai: sim
Oscar: fico feliz em saber. Acredito que já conheceram a meu filho, Bruce.
Pai: sim. Ele parece ser gente boa. — diz sendo amigável-.
Oscar: ha! Sim, ele é. na verdade, O Bruce é o meu filho mais velho tenho mais um. Lucas. — espero que os novos vizinhos sejam legais — filho, onde estar o seu irmão?


Bru: suponho que esteja com a Layla.


Os meus pais conversaram mais um pouco com o Oscar. Ele parece ser legal.
Entro na casa e começo a explora-la. Ela é bem grande. Muito grande, na verdade. Fico com maior quarto.
Zoe: ah qual é Mollie?! Esse quarto era meu.
— achado não é roubado
Zoe: — bufa e revira os olhos-
Tempo Depois de uns dias…
Tudo esta indo bem ate onde sei, a Zoe não esta brigando mais com o pai, a mãe ta trabalhando. E o pai ta procurando uma escola para mim.
Pai: Mollie não esqueça de tomar os seus remédios — diz olhando escolas para mim-
— já escolheu alguma escola? — tomo meu remédio-
Pai: sim, o filho do vizinho estuda em uma otima escola.
-- ja sei, estudarei na mesma escola que ele — respiro fundo-
Pai: Mollie, eu conheci o menino ele é gente boa. Talvez possa ser seu amigo.
-- pai… Eu ach…-sou interrompida-
Pai: pega a sua certidão de nascimento, os seus boletins escolares e o seu rg. — diz terminado de mexer em seu notbook
— ta… Onde ta?
Pai: no quarto da sua mãe — diz sem tirar os olhos do notbook — não demora, tenho que trabalhar ainda.
-- mas você disse que  estava de folga
Pai; não estamos mais na Califórnia. — reviro os olhos e subo-
Entro no quarto da minha mãe e começo a procurar os papeis pedidos, e para a minha sorte não demorou muito para acha-los, pego os mesmo e saio do quarto. Já no corredor passando pelo quarto da Zoe, vejo um menino lá dentro. Com a porta meio aberta, me aproximo levemente da fresa da porta. Curiosa e, ao mesmo tempo, assustada vejo o vizinho Bruce lá dentro. com uma conversa bizarra.
Bruce: o que você faz Zoe!
Zoe: eu disse para ela não se meter comigo.


Bruce: e precisava mata-la? O que faremos com o corpo? — diz em pânico-


Zoe: daremos um jeito.


Bruce: ei. Não. Não Sei de nada. Eu disse para você nunca mais volta la.


Zoe: Bru, ela ia fazer mal a minha irmã… aos nossos irmãos…


Bruce: e ela e a irma são filhas de policial! Eu não posso ser preso.


Zoe: ta, mas você ia deixa ela fazer mal a eles. — oque ta pegando?-


Bruce: Zoe… Ela já ferrou com a minha família.


Zoe: terminaremos a nossa vingança -diz num tom bem frio.-


Bruce:… amanhã na casa do Norman no mesmo horário — vejo o sair pela janela.-


Pai: Mollie estou cansando de tanto esperar. — desço as escadas-.


— vamos pai


Pai: Não ia ficar? — porque a Zoe nos trouxe aqui? O que ela fez… devo confiar nela? Quem é Norman? — Mollie? Mollie!


— oi?


Pai: vamos? Tenho que trabalhar.


— ta, vamos. — vejo a Zoe descer em seguida-


Zoe: aonde vão?


— A escola 

Zoe:  vou trabalhar - diz arrumando a sua bolsa-

Pai: devo desconfiar?

Zoe: pai, são 10:20 AM. não tenho nada para esconder - não foi isso que pareceu-  

Pai: certo, se cuida - diz pegando a chave do carro-

.Zoe: ta, se cuidem — de novo com segredos Zoe?-

.

.

.

.

.

continua?
 


Notas Finais


Gostaram?
Me desculpem por qualquer erro gramatical.
Até a próxima <3.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...