1. Spirit Fanfics >
  2. The passion game >
  3. Capítulo 9

História The passion game - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amores, tudo bem? Espero que gostem do capítulo, um beijo e boa leitura <3

Capítulo 9 - Capítulo 9


Fanfic / Fanfiction The passion game - Capítulo 9 - Capítulo 9

Cap. 9

Tsuki on.

Entrei dentro de casa, dei um beijo na minha mãe e subi para o meu quarto. Deixei minha mochila em cima da cama, peguei meu pijama o deixando separado e fui tomar banho. Saí me secando e coloquei a minha roupa, desci para tomar um copo d’água pensando no dia de hoje.

Realmente foi puxado, conheci algumas meninas hoje no intervalo, virei amigo delas inesperadamente, descobri que minha melhor amiga tem um crush em uma dessas meninas mesmo sem ela saber, contei aquilo que me prendia há meses para minhas amigas, beijei a bochecha do Mizuki, hoje foi...

Espera... no mesmo instante em que eu pendei isso eu simplesmente cuspi a água em minha boca e gritei:

- EU BEIJEI A BOCHECHA DO MIZUKI?! – minha sorte foi que minha mãe foi no mercado agora, se não ela me encheria de perguntas que nem eu mesmo sabia a resposta.

Subi as escadas correndo tropeçando em alguns degraus em direção ao meu quarto, quando cheguei simplesmente me joguei e enfiei o meu rosto no meu travesseiro e dei um grito de vergonha, enquanto corava.

Não acredito que eu beijei a bochecha dele, e agora? Com que cara eu vou olhar pra ele? Eu fui muito imprudente. Tentando me distrair, peguei minhas coisas e comecei a fazer as tarefas, porém não deu muito certo, tentei fazer várias coisas para mudar o assunto, mas nada dava certo, então eu simplesmente desisti e me deitei para dormir. Quando fui perceber já estava dormindo.

° Sonho °

Eu estava em um... parque? Estava encostado em uma árvore linda em frente a um lago e em volta dele tinham várias flores de várias cores e cheiros, o sol estava se pondo, dando um reflexo de diamante na água já cristalina, e o vento soprava bem devagar balançando as flores e as folhas de outras árvores, fazendo os aromas se misturarem e trazendo um cheiro muito bom de paz e tranquilidade. A árvore que eu estava encostado era toda florida, fazendo as flores caírem sobre o lago, esse lugar é perfeito, eu poderia viver aqui para sempre!

E... espera... tem alguém me olhando do outro lado do lago... mas... eu não estou conseguindo ver seu rosto, por que será? Eu me levanto e ele também, começamos a andar na mesma direção, estava demorando demais, então começamos a correr. Quando estávamos perto um do outro, eu ainda não conseguia ver o seu rosto, mas a sensação que ele me traz é inexplicável, parece que já me senti assim antes.

Ele levanta uma de suas mãos e a coloca em minha bochecha fazendo um carinho singelo ali. Essas mãos... eu já senti esse toque, esse conforto, esse carinho, mas não sei de quem é, por que não consigo descobrir? Por que não quer se revelar? Sem mesmo perceber, eu já tinha tombado minha cabeça em busca de mais contato.

- “Está na hora de acordar pequeno” – sua voz está ecoada, não me permitindo descobrir quem é.

- “Por favor, me diz, quem é você?” – pergunto aflito e desesperado, estava sentindo que ia acordar, mas não queria que fosse agora.

- “Se acalme, logo você irá descobrir, mas por enquanto, só saiba que estou me apaixonando por você” – ele se afastou do toque e começou a andar de costas, entrei em desespero e tentei me aproximar, mas era inútil, então eu apenas gritei, mesmo sem entender do porque eu ter dito aquilo.

- “Eu também estou me apaixonando por você, por favor, me espere, irei te encontrar” – ele apenas sorri e se afasta logo sumindo, deixando apenas a sua resposta.

- “Irei te esperar, sempre, até te achar meu pequeno fofo”.

° Sonho °

Acordei sorrindo pelo sonho, mas confuso, o que acabou de acontecer, por que eu disse aquilo? Eu nem o conheço, mas aquele sentimento que aquela pessoa me fez sentir, foi surreal, me trouxe algo que eu não sentia verdadeiramente há muito tempo. Amor, carinho, felicidade e principalmente... segurança.

Levantei-me e fui me arrumar para a escola, fiz minha higiene, troquei de roupa e desci vendo minha mãe na cozinha, essa mulher, já falei para várias vezes ter cuidado aqui, mas ela nunca me escuta, ta correndo igual maluca na cadeira.

- Mãe! Toma cuidado! Sua idosa – ela se assusta e me olha, mas depois de escutar as últimas palavras ela me olha indignada, não aguentei e comecei a rir muito.

- Que idosa o que seu insolente, é só crescer e fazer novas amizades que fica abusado, não te reconheço mais – ela vira o rosto em drama, vou até ela e dou um beijo em sua bochecha.

- Eu te amo mamãe. – ela se vira e me puxa para ficar em seu colo e me dá um beijo na sua bochecha.

- Eu também meu príncipe, agora vai tomar seu café, seus amigos estão te esperando.

- Vish, me esqueci – me levantei as pressas e fiz meu café da manhã, logo terminando.

Subi no meu quarto, peguei minhas coisas e corri pra fora de casa indo direto para o ponto de encontro, enquanto andava eu não parava de pensar sobre o beijo no Mizuki e no sonho, estava tão concentrado em meus pensamentos que nem percebi que já tinha chegado, só percebo depois que alguém me da um peteleco em minha testa, assim me acordando para o mundo.

- Ai! – coloco minhas mãos sobre o lugar do peteleco e olho para ver quem fez isso, logo corando e virando o rosto, é ele.

- Bom dia fofo – ele sorri e eu coro mais, mas não vou deixar essa passar.

- Bom dia pimentinha – ele cora e vira o rosto, me fazendo soltar uma pequena risada.

- A-achei que tinha se esquecido desse apelido.

- Nunquinha, ele vai ficar guardado para sempre – ele me encara e eu rio mais, ele está muito vermelho e com uma cara fofa.

Caminhamos até o ponto onde encontramos a Seo conversando e brincando toda hora, eu não parava de rir das suas expressões. Depois de mais um tempo andando, nós a vimos nos esperando, fomos até ela e começamos a andar em rumo à escola.

Chegando lá, vimos que era cedo demais, então nos encontramos com o pessoal do time, logo os achando, sentamos em uma mesa no refeitório e começamos a conversar enquanto não começava as aulas. A Seo e o Mizuki estão sentados do meu lado enquanto o resto está espalhado de qualquer jeito na mesa, estávamos rindo e nos divertindo, uma coisa que eu não sabia o que era há muito tempo. Quando deu o sinal eles se levantaram primeiro.

Eu peguei minhas coisas e me arrumei, quando fui me virar pra me despedir do Mizuki, acabamos que nos beijando sem querer, ele arregalou os olhos e se afastou devagar um pouco surpreso, eu já estava mais vermelho que um tomate e todos ali na mesa pararam o que estavam fazendo e nos olharam boquiabertos.

- E-eu já vou – ele levantou correndo e tava andando, até que ele simplesmente volta e da um beijo na minha nuca, se existe alguma cor mais forte que tomate, então sou eu – te vejo depois.

E ele simplesmente sai nos deixando ali, com uma pergunta que com certeza está na cabeça de todo mundo. O QUE ACABOU DE ACONTECER?!


Notas Finais


Desculpem pela demora, não foi minha intenção, mas enfim, espero que tenham gostado, um beijo e até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...