História The past that i needed to change - Dramione Story - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Gregory Goyle, Harry Potter, Hermione Granger, Minerva Mcgonagall, Ronald Weasley, Theodore Nott
Tags Dramione, Harry Potter
Visualizações 249
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Em breve, tudo ficará entendível, não desistam de mim 💫

Capítulo 5 - Eu irei te ajudar, Draco.


Fanfic / Fanfiction The past that i needed to change - Dramione Story - Capítulo 5 - Eu irei te ajudar, Draco.

{—  Se lembra daquele dia?  - girou fazendo sua saia rodar, sorri ladino e a mesma segurou minhas mãos me puxando para mais perto. - Você segurou minhas mãos, me olhou nos olhos e perguntou se eu gostaria de ser sua amada - sorriu e se aproximou de meus lábios, engoli em seco a aproximação da grifinoria}

Senti minha respiração descontrolada e agora? ela se aproximava mais de mim fazendo o suor cair frio de minha testa, enruguei a testa assustado, eu sentia em meu próprio peito que aquilo não era o certo a fazer, mas eu também não poderia separar o Draco e a Hermione da outra dimensão, a castanha se afastou e segurou minhas mãos com a expressão de alta preocupação 

— Você está bem? - colocou suas mãos frias sobre meu rosto alisando-o com delicadeza 

— Eu estou bem, só me sinto.. estranho, como se nós não devêssemos ficar juntos mas ao mesmo tempo precisamos, é como se precisássemos ficar juntos para sempre, mas não eu e você, você e eu, só que eu de outra dimensão, dessa dimensão, eu não sou daqui, Hermione! 

— Eu não entendi nada - mordeu os lábios como forma de segurar um riso — Você quer que eu te leve para a enfermaria?

— Não, eu só quero que - olhei fundo para seus lindos olhos castanhos — Eu só quero que fique comigo, para sempre, não importa se seja eu ou não. - Sorri ladino, segurando algumas lágrimas que lutavam para sair. - Hermione, eu estou aqui á 1 dia e notei o quanto você e o Draco se amam, eu queria tanto que na minha dimensão a Hermione notasse o quanto eu sou apaixonado por ela, mesmo infernizando todos os dias aquela desgraçada da sangue-ruim, eu sou completamente apaixonado por ela - as lágrimas venceram e escorriam do meu rosto enquanto a castanha as limpavam

Permanecemos em silêncio, um sorrindo para o outro, e apenas se sentindo, Hermione abaixou sua cabeça e deu uma pequena risada, como se estivesse interessada em dizer algo.

— Eu acredito em você, Draco. Acredito que você veio de outra dimensão e também acredito que ama a outra Hermione - sorriu me compreendendo

— Acredita? Como? - arquiei uma sobrancelha 

— Porque eu conheço o meu Draco. Você passou por mim tão confuso, que eu sabia que algo estava errado. foi aí que eu decidi saber o que estava acontecendo, por isso eu acredito em você, Draco, e farei de tudo para te ajudar a voltar para casa e também fazer alguma coisa para que a sua Hermione também sinta o mesmo que você sente por ela — sorriu 

— Eu te agradeço muito, Hermione - abracei a castanha com força e ela mesma retribuiu

— Vamos procurar por respostas de como te levar para casa e como trazer o Draco de volta, mas antes preciso saber como chegou aqui..

— Bom,  tudo começou quando eu acordei hoje de manhã e notei que não estava nada normal, não sei porque e foi aí que eu me deparei com você e achei estranho porque na outra dimensão nós nem nos olhamos na cara - dei uma risadinha e a mesma retribuiu

— Nem parece que isso aconteceu hoje de manhã.

— Parece que foi à semanas 

A grifinoria passeou pela sala de astronomia até colocar suas mãos apoiadas sobre a grade, onde dava para ver perfeitamente o pôr do sol, a castanha fez sinal com que eu me aproximasse e eu logo me encontrei ao lado dela, a mesma sorriu e eu retribui.

— E o que faremos agora? - segurei em suas pequenas mãos frias 

— Vamos agir como Hermione e Draco, até conseguirmos achar um jeito de te levar para casa e trazer o Draco de volta, onde quer que ele esteja - me olhou e sorriu, retribui 

[...] 

Já estava tarde, as aulas já haviam terminado e antes que pudessem seguir normalmente para o salão principal, Blásio e Theo foram a enfermaria para ver como Draco estava. Se adentraram e a enfermeira logo veio em direção à eles com uma expressão preocupada 

— Como ele está? - Theo perguntou com pressa por conta da preocupação com o amigo

— Bom, a febre abaixou, seu pulso está normal, seus batimentos cardíacos também, mas.. 

— Mas o que? - Blásio disse nervoso fazendo a enfermeira abaixar a cabeça por culpa

—  Ele não acorda e nem dá nenhum sinal, meu medo é dele ter alguma morte cerebral ou até mesmo fica em coma. Acho melhor vocês avisarem a família para que levem ele imediatamente ao hospital, ele precisa de poções e tratamentos específicos!

— Podemos vê-lo? - Theo disse frio engolindo em seco o nervoso e a preocupação 

— Acho melhor irem descansar e até mesmo deixar com que ele descanse, assim que possível deixarei vocês vê-lo..

— Obrigada! - os dois sonserinos disseram ao mesmo tempo e a enfermeira assentiu se afastando e indo cuidar dos outros pacientes 

Theo e Blásio se retiraram da enfermaria e seguiram ao salão principal onde o jantar estava sendo servido, ao entrar seguiram para a mesa da sonserina em um total silêncio.

— O que houve? - Pansy disse na maior preocupação com os amigos e com Draco, pois não havia visto ele o dia inteiro 

— Draco. - coçou a garganta 

— O que tem meu Drackie? - Astoria disse se sentando ao lado de Theo que se afastou um pouco da Corvina 

— seu “Drackie”, Astória, está muito doente, teremos que avisar a tia Narcissa e o Lúcio - disse tomando um gole de suco de abóbora — Aquela sangue-ruim vai pagar muito caro - murmurou e enrugou o nariz de ódio

— O que ela fez? - praticamente gritou fazendo o salão inteiro escutar

— Fala baixo, Pansy. Não temos certeza se foi ela, mas é quase, Draco chamava pelo seu nome e isso foi a única coisa que ele disse, ela pode ter usado alguma poção ou feitiço para se vingar dele, aliás ela é uma sabe-tudo - Theo encarava com ódio uma castanha que se encontrava rindo na mesa da grifinoria.

— Por isso, quando eu passei a mão em seu rosto, ele disse “Hermione” e alias ele nunca a chamou de Hermione - Astoria disse com ódio misturado com ciumes, a morena sempre foi apaixonada por ele, não iria aceitar ser trocada por conta de alguma poção ou feitiço — Vamos dizer isso para os pais dele, eles farão com que a sangue-ruim se arrependa de tudo o que fez, Eu e Pansy daremos um jeito. - sorriu cinica, sarcástica e confiante por conta de sua decisão 

[...] 

— Elias, isso não pode continuar acontecendo - seguiu com passos largos sobre os corredores 

— E porque não? - seguiu a loira que no mesmo segundo parou e o observou 

— Porque isso não está certo, todos vão achar que o Draco está louco, eu preciso dizer a ele como ele terá que voltar para casa - disse preocupada 

— Anna, se você dizer agora, ele não vai conseguir terminar sua missão e nem mesmo conseguir conquistar a Hermione! - segurou em seus ombros e sorriu - Espere por mais algumas semanas..

— E se eles levarem a Hermione para o Lúcio e a Narcissa? 

— Vai dar tudo certo, Nana - abraçou ela e a mesma se confortou em seus braços 

Anna sabia que era culpada por Draco estar em uma dimensão desconhecida, mas sabia que isso seria uma grande missão e coragem para que quando ele voltasse, ele conseguisse tocar o coração da amada castanha.

 


Notas Finais


Esse final foi uma história real, eu queria desistir da fanfic mas lembrei que meu melhor amigo virtual com certeza iria me evitar a fazer isso e vocês também são minha maior motivação, obrigada pelo apoio com a fanfic.. e aliás eu não poderia largar o Draco na dimensão sem ele saber o que deve fazer e descobrir o porque de ele estar lá.. essa historia vai terminar feliz! obrigada por tudo e obrigada pelos 33 favoritos 💗 eu amo muito cada um


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...