História The Perfect Crime - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags 50 Tons De Cinza, Assassinato, Horror, Hot, Masoquismo, Morte, Palavrão, Terror, Vingança
Visualizações 38
Palavras 1.828
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oii amores voltei com mais um capítulo espero que gostem ❤️😍

Estamos quase chegando na reta final desta fanfic.

Boa leitura ❤️

Capítulo 23 - Você?


– Eu não acredito que entregaram a gente.- Anny rosnou.

– Mas que merda! Quando minha mãe souber ela vai me matar.- Laura exclamou

– Como eu vou explicar essa situação para minhas mães? Elas podem desistir de me adotar.- Ana Clara comentou.

– Alguém armou isso contra gente, não é possível que isso seria descoberto do nada.- Mirella se pronunciou.

– O que vocês acham que vão acontecer?.- Letty perguntou.

– Não sabemos.- Anny respondeu.

Por autora: As meninas estavam dentro de uma caminhonete com as mãos algemadas de uma corrente que vinha do chão do carro, tinha dois bancos onde três estavam sentadas e do outro lado mais duas, a caminhonete parou, as meninas não tinham noção de onde estavam porque a caminhonete era toda fechada. O policial que havia ido na escola da a voz de prisão abre a porta dos fundos e manda elas descerem, não sabiam onde estava mas olhando conseguiam ver que não estavam indo pra cadeia, aquilo era uma cilada. O policial pega uns macacão azul escuro e joga pra cada uma delas, se aproximou delas colocando uma corrente que elas pudessem se movimentar juntas.

– Andem.- Ele disse apontando uma arma pra elas.

– Aonde estamos? Por que nos trouxe aqui?.- Anny perguntou.

– Eu mandei ir andando, vadias.- Ele rosnou empurrando elas para dentro do mato, eles andaram até uma casa grande abandonada as paredes eram velhas e em cima dos muros tinha cercas elétricas.- tirem as roupas e coloquem os macacão.

– Tá de brincadeira.- Mirella sorriu com irritação e ele puxou o gatilho colocando a arma embaixo do queixo dela.

– Eu pareço estar brincando? Coloca a merda do macacão ou eu vou estourar a sua cabeça.- Ele disse.

– Você não é da polícia.- Laura se pronunciou colocando o macacão.- o que quer de nós? Está fazendo isso a mando de quem?

– Nunca saberão.- Ele riu acendendo um cigarro.- óbvio que a polícia não sabe de vocês, mas sabemos de vocês 24 horas por dia.- ele soltou a fumaça.

– Por que essa merda de vídeo começou? Você não me conhece, sabe muito bem que a gente já matou metade de vocês.- Anny rosnou encarando ele friamente nos olhos.

– Site pornográfico.- ele deu o último trago e jogou o cigarro no chão apagando com a ponta do sapato.- menininhas gostosas com os peitinhos de fora da um bom dinheiro.

– Nojentos, denegrir a imagem de alguém é crime.- Ana Clara comentou.

– Por isso se mantemos em sigilo absoluto, não fazemos os vídeos, mandamos fazer assim como mandamos a Megan.- Ele respondeu sentando na cadeira que tinha a frente.

– Que lugar é esse?.- Letty perguntou.

– Aqui é uma casa onde trazemos todas as garotas que tem bastante visualizações nos vídeos para serem prostitutas ou escravas sexuais, pensem da forma que quiser.- Ele deu de ombros.

– Isso é o cúmulo, vocês não podem traficar as pessoas dessa forma, assim que a diretora contar pro nossos pais eles vão vir atrás da gente.- Mirella disse.

– Ela não vai.- Ele riu negando com a cabeça.- ela foi bem paga pelo chefe pra ficar com a boca calada.- vamos entrando para os quartos.

Ele levou as meninas para um quarto e trancou elas lá deixando apenas salgadinhos e água, era o necessário para elas no momento, as meninas não deixou de notar que elas não eram as únicas ali dentro. Havia outras meninas que estavam desaparecidas, mas que na verdade estavam presas na Housesex uma casa de sexo, drogas e prostituição.

– Chefe as vadias já estão aqui como me pediu, foi mais fácil do que tirar doce de criança.- disse sorrindo.- assim que chegar clientes novos eu já apresento as carne fresca.- desligou.

Horas depois as meninas estavam no corredor com algumas outras meninas que pareciam estar ali a alguns anos. Anny, Mirella, Laura, Ana Clara e Letty se aproximou de uma menina que estava ali a mais tempo do que todas, certamente ela saberia de alguma coisa e poderia conta-las.

– O que querem?.- Perguntou uma garota pálida vestida no macacão azul escuro, as meninas sentaram de frente com ela.

– Saber porque estamos aqui.- Laura respondeu.

– Estamos sendo todas vendidas por dinheiro.- Ela respondeu simplesmente.

– Você sabe me dizer sobre Megan Bellinsario?.- Anny perguntou.

– Ex amante do chefe daqui? Uma vadia traidora, ela que me trouxe pra cá aquela puta.- Ela rosnou empurrando o prato de comida contra parede.

– Então que dizer que o dono desse caralho todo é um homem?.- Mirella perguntou.

– Quem mais iria gostar de ver garotas peladas a não ser ele?.- Ela riu sem humor.- Megan Bellinsario é uma traidora, ela me usou para expor a minha imagem.

– Ela fez o mesmo comigo.- Letty se pronunciou.

– Meu vídeo teve muita repercussão e aqui é assim você não tem paz até que eles consigam trazer todas vocês pra cá.- Ela disse e elas se entreolharam.

– Matamos alguns deles.- Ana Clara comentou.

– Não adiantou em nada eles são muitos, eles tem o poder maligno de te por aqui dentro.- exclamou quase gritando.

– Você tem noção de quem pode ser o chefe?.- Laura perguntou.

– Um homem ruim, ele já veio aqui e transou com maioria das garotas, então se preparem que vocês serão as próximas.- Ela disse, logo em seguida saiu.

– Megan amante do chefe, quem poderia ser esse maldito que está acima de tudo?.- Anny perguntou.

– Não podemos ficar aqui, temos que dá um jeito de fugir.- Ana Clara disse.

– Como iremos fugir desse lugar? É longe de tudo, no meio do mato.- Letty respondeu revirando os olhos.

– Temos que descobrir porque Megan era a amante do chefe do site pornográfico.- Mirella comentou.

– Vamos descobrir nem que pra isso perguntaremos a todas as meninas.- Anny disse.

O dia amanheceu e as novatas estavam no pátio esperando o grande chefe chegar, ele pediu para escolher as melhores meninas que chegou pois ele estava louco para transar com elas. Ele entrou e os portões de fechou, certamente estava com os seguranças dele como sempre, ele deu alguns passos a frente as meninas estavam com venda nos olhos e as mãos algemadas, ele parou na frente de todas elas e sorriu com malicia entrolhando para os seguranças. Ele assentiu para que tirasse a venda de uma das meninas.

– Você?.- Laura gritou com os olhos lacrimejados.- então era você esse tempo todo? - ele mandou os seguranças tirar Laura dali e levar para o quarto dele antes que ela abrisse a boca, depois dispensou as outras meninas e foi para o quarto onde Laura estava, ela estava sentada na cama chorando, ainda não acreditando que era ele, seu próprio pai.

– Surpresa em me ver?.- Ele riu fechando a porta.

– Não se atreve a chegar perto de mim, eu tenho nojo de você.- Laura se afastou.

– Não vou tocar em você, sou seu pai e não faria isso com minha filhinha querida.- Ele exclamou indo até a garrafa de whisky e colocando um pouco no copo.

– Quando começou isso? Quando começou toda essa merda de site pornográfico?.- Laura perguntou com os braços cruzados.

– Eu até deixaria você e suas amigas em paz, mas depois que sua mãe ficou histérica quando descobriu que eu estava traindo ela com uma garota de 17 anos, eu não tive escolhas.- ele deu um gole na bebida.

– Isso não responde minha pergunta seu imundo, o que você pensa que eu sou? Uma vadia? Eu sou sua filha como teve coragem de fazer isso comigo? Me expor na internet por dinheiro.- Laura disse ainda chorando.

– Você quer saber toda verdade? Eu vou te contar.- disse! - tudo começou quando eu vi que estávamos falindo atordoadamente, minha filha! Eu fui demitido e não tive outra saída a não ser mandar filmar garotas e ganhar grana em cima daquilo.- disse sentando na poltrona.- notei que você tinha um potencial bacana e queria apenas começar um teste com você, pedi para que minha amante gravasse você na festa com o amigo do seu namorado, e assim deixei meus velhos amigos olharem você transando na festa que eu te proibi de ir. Mas olha por uma lado bom, somos ricos de novo.

– Você é nojento, mamãe até tentou pedir para você mandar tirar esse vídeo, mas você não tirou porque tinha cabeça por trás disso.- Laura gritou avançando ele cima dele.

– Tinha não, eu sou o cabeça por trás disso.- ele riu segurando as mãos dela.- filhinha isso vai ser bom pra nossa família, podemos ser felizes de novo. Eu, você, Brendon e sua mãe.

– Eu tenho nojo de você, me deixa sair daqui.- Laura acertou um tapa na cara dele.

– Agora que você já sabe quem sou eu, acha mesmo que eu vou deixar você voltar e contar tudo pra suas amigas? Vai viver aqui dentro pra sempre servindo de consolo para meus velhos amigos.- ele disse saindo e fechando a porta.

Enquanto no quarto as meninas discutia sobre Laura conhecer as pessoas, em alguns momentos elas chegavam a pensar que Laura estava envolvida no caso, e elas precisavam tirar essa dúvida cedo ou tarde...

– Laura sabe quem é essa pessoa? Porque ela mentiu o tempo todo?.- Letty perguntou.

– Eu não acredito que ela possa fazer isso com a gente.- Mirella comentou.

– Não sabemos de nada ainda, não podemos acusa-la sem provas.- Anny retrucou.

– Por que será que logo ela foi a escolhida? Porque logo ela sabe quem é essa pessoa?.- Ana Clara questionou.

– Essa pessoa pode está querendo fazer a gente pensar dessa forma, como ela prejudicaria a mesma?.- Anny perguntou óbvia.

– Tem razão.- Elas disseram em coro.

Flashback On

– Eu estou falindo.- Ele comentou para Megan que estava sentada em seu colo.

– Como assim papai?.- Megan perguntou saindo do colo dele.

– Eu tive uma ideia para que possamos ser ricos.- Ele disse.

– O que você surgere?.- Megan sorriu maliciosa.- você ganharia muito sendo um cafetão.

– Não, isso pode pegar mal se alguém descobrir, mas que tal um site pornográfico?.- Ele disse.

– Mas como vamos pagar atrizes?.- Megan deu de ombros.

– Podemos começar com minha filha, esse final de semana ela vai pra uma festa eu quero que siga ela, quero que você grave suas amigas, inimigas, não importa quem.- ele disse.

– Eu já adorei a ideia.- Ela voltou a sentar no colo dele e beija-lo.

– Agora eu tenho que ir pra casa, a chata da minha esposa está me esperando.- ele disse e ela revirou os olhos.

– Sinto saudades do meu paizinho.- Megan sorriu maliciosa abrindo o zíper da calça dele.

– Não provoca.- ele segurou no cabelo dela e lhe deu um beijo saindo da empresa.- até amanhã filhinha.

– Até amanhã papai.- ela acenou.

...

– Finalmente em casa.- Kathe falou.

– Agora não, eu estou cansando.- Ele disse subindo para o quarto.

– Posso saber onde você estava?.- ela perguntou.

– Não pode, eu já disse que estou cansando e não quero conversar, boa noite.- ele tirou o terno ficando só de cueca, Kathe pegou o terno dele para levar a lavanderia e viu que em sua gola branca tinha a marca de um batom vermelho e o cheiro do perfume de uma garota.

Flashback Off



Notas Finais


Beijos até o próximo capítulo ❤️😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...