História The perfect criminal - imagine Kim Namjoon - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtanboys, Bts, Imagine, Kimnamjoon, Máfia
Visualizações 28
Palavras 898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oin xuxus, esse capitulo esta curto, mais eu espero que gostem mesmo assim

Capítulo 4 - Sacola preta


Fanfic / Fanfiction The perfect criminal - imagine Kim Namjoon - Capítulo 4 - Sacola preta

após chegar no hotel, entro no quarto tranquilamente e vejo o Namjoon dormindo, nem parece que xinga, não posso mentir, ele é lindo, pena que é um babaca, pelo menos comigo, eu odeio o jeito que ele me trata, da vontade de matar ele as vezes, mais o que seria da casa sem ele gritando comigo?

Me deito na cama e me afundo em meus pensamentos, de como iremos resolver essa missão, isso tudo me deixa tensa

Namjoon- você já voltou? - me viro para ele e vejo ele se levantando

- quais eventos vão ter na cidade?

Namjoon- eu acabei de acordar, vê se me esquece um pouco

...

era mais ou menos uma da manhã, eu estava colocando roupas pretas, e colocando máscaras luvas, cachecóis, tudo que podia fazer eu esconder meu corpo, eu tava usando, e também, o Namjoon tava fazendo a mesma coisa, já que íamos ficar vijiando a casa no casal, era bom não deixar nem uma evidência que passamos por lá, o Namjoon que estava arrumando a mochila, com duas facas, luvas descartáveis, lençóis, e coisas altamente inflamáveis, eu sabia que aquilo iria dar mais de uma mochila por isso eu separei a minha

- se a gente passar com tudo isso na portaria iram suspeitar

Namjoon- eu não sou burro, se a gente for para a varanda, podemos saltar em alguma árvore ou sei lá

- olha, se encostar em alguma coisa, tenta não quebrar ela

Namjoon- aaah engrafadinhan- ele faz uma careta

- vamos- abro a porta da varanda e depois do namjoon vir, fecho a mesma

Namjoon- eu vou primeiro

ele meio que pula o para peito, e ficar na beira da varanda, numa espécie de sobra que fica do chão, e rapidamente e salta para o tronco da árvore, as folhas se balançam um pouco, fazendo um pouco de barulho, mais nada que chame a atenção

eu vou até o para peito me certificando que ele esta bem, ele apenas olha para mim e faz um final de beleza, então eu faço o mesma esquema que ele, mais antes, jogo as mochilas para ele

- vamos - pego uma mochila de sua mão e levando um pouco minha calça

Namjoon- eu poderia estar dormindo

- a gente tem que ainda pular o muro da garagem

Namjoon- espero ganhar uma boa quantia por essa missão, já quero desistir dela faz tempo, só não desisto porque eu quebrei minha televisão

- cala boca- sussurro para ele logo me escondendo atrás de um carro e logo puxando ele para baixo

Namjoon- o que foi s/n?

logo escutamos passos e uma luz parecida com a de uma lanterna aparece no muro, mais logo se apaga e escutamos os passos se distanciando

- vamos logo antes que essa pessoa volte

digo saindo de trás do carro e correndo para o muro que fica atrás do hotel, olho para os lados para me certificar que não a ninguém, jogo a mochila para atrás do muro, subo encima do porta malas de um carro, logo subindo para o capo, e de lá do um salto e minhas mãos alcançam a parte de cima do muro, isso me ajuda a subir, e logo pulo o muro, dou dois socos no muro, do outro lado, avisando o Namjoon que não a ninguém, pego a mochila e espero ele

S/n off

Namjoon on

eu pulo o muro e vejo a criatura da

s/n acariciando um cachorrinho

Namjoon- vem logo

- olha que fofo - ela me olha com um sorriso

Namjoon- se ele fareijar seu cheiro você ta ferrada

- aish como você é chato

ela se levanta e vai ao meu lado,e começamos a caminhar, mais logo uma luz ilumina o asfalto e escutamos uma buzina de carro e um som de alguma coisa se chocando

- me fala que não foi o cachorrinho, por favor

olho para trás e vejo o carro indo embora e o cachorrinho todo estirado no asfalto um pouco molhado por causa da garoa, e logo começa a escorrer sangue

Namjoon- pense pelo lado bom, pelo menos ele não vai farejar seu cheiro, agora vamos, não devemos criar sentimentos por bichos de rua

- como você é cruel Kim Namjoon - ela diz olhando para mim

Namjoon- você sabe que eu não gosto que me chame pelo meu nome completo, e ainda insiste fazer isso, por isso não te suporto

...

já estamos uma hora vendo a casa desses caras e nada, como isso é possivel, não ter um carro passando nessa rua, ela é toda deserta, enquanto a rua de trás é super movimentada, eu estava quase dormindo até que escutamos um barulho de carro, e imediatamente ligamos nosso modo alerta, e o carro para numa casa não muito longe da onde estavamos escondidos, e de lá desce uma mulher e um homem, só precisamos ver os rostos... São eles!

a mulher se vira para abrir o banco de trás, ela abre, e olha para os lados, e de lá, ela tira uma sacola preta que parecia estar pesada, pois ela precisou da ajuda do homem para leva-la para dentro de casa, a

s/n se afasta um pouco, coloca o celular para de baixo do seu moletom, faz tipo um casulo em seu moletom e logo volta ao normal...

s/n- três e trinta e sete foi mais ou menos a hora que eles chegaram, então vamos voltar aqui a manhã de tarde coletar mais informações


Notas Finais


Beijin <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...