1. Spirit Fanfics >
  2. The Perfect Imperfect - Jeon Jungkook >
  3. They Never Understan!

História The Perfect Imperfect - Jeon Jungkook - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capítulo tem muita afronta, muitas verdades e também, fofura!
Espero que gostem!

Capítulo 10 - They Never Understan!


Fanfic / Fanfiction The Perfect Imperfect - Jeon Jungkook - Capítulo 10 - They Never Understan!

(Older Than I Am - Lennon Stella)

Abriu a porta de casa e entrou lentamente com um sorriso no rosto, estava feliz.

A companhia de suas amigas e de sua nova amiga fizeram seu dia melhor, sempre fora assim...

Toda vez que Anne tinha um dia ruim, saia com as amigas e surgia um bom humor daqueles!

Assim que pôs os pés nas escadas, se assustou quando a voz grossa de seu pai chamou por ela.

Olhou para o lado e lá estava, a família perfeita!

Seung-Yeol estava sentado com a postura reta em frente aos pais, que permaneceram sérios.

- Venha aqui.

Anne deu de ombros e caminhou até eles, sentando ao lado do irmão, que se afastou dela.

A mãe a olhava com total desprezo, o irmão a trata como uma doença contagiosa e o pai, nunca demonstra nenhuma reação.

- Terá um baile beneficente aqui, daqui a dois dias. Quero os dois presentes e bem comportados!

- Sem tramas ou fugas! - A mãe diz, olhando diretamente para Anne.

- Contratarei especialistas para ajudar na arrumação de vocês.

- Sim, espero que se comportem e que possam se mostrar receptivos.

Os pais levantam sincronizados e Anne deu uma risada nasal.

Tudo naquela família era falso! Os pais sequer se amavam de verdade.

- Estou cansada dessa farsa! - Anne diz, fazendo todos olharem para ela

- O que disse? - O pai dela a encara

- Tudo é falso entre nós. Somos mesmo uma família ou bonecos?

- Baixe seu tom de voz. - A mãe da Lee fala, calma.

- Já que é para falar, eu vou! - Anne olha para os pais - Vocês sequer se amam, que casamento é esse que só se falam quando se trata de negócio? Ou que só se encaram quando é dia de viajar?

- Já chega Anne. - O pai dita, sério.

- O senhor sequer tem sentimentos? Se não o demonstra para a própria esposa, imagine aos filhos!

As pessoas que Anne chama de família apenas a encaram, escutando.

Seung-Yeol nem sequer dá importância para o que a irmã fala.

- A mãe perfeita, eleita entre as mulheres mais poderosas da Austrália. Parabéns mamãe, grande conquista, sério. - Anne bate palmas - Porém, como tem o prêmio de melhor mãe do ano de 2018, se sequer sabe o dia do aniversário dos seus filhos?

- Anne...

- Sem Anne hoje, vão ter que me escutar.

E antes que a garota pudesse continuar, o irmão mais velho bufa e levanta.

- Cansei dessa palhaçada, cumprirei meu dever como Lee, mas me deixem fora dessa! - Seung-Yeol diz

Assim que o garoto sai de vista, os olhares voltam para Anne, que apenas respira fundo.

- Eu vou para o meu quarto!

E antes que Anne possa sequer sair da sala de estar, o pai segura seu pulso e a puxa com total brutalidade.

- Me dá seu maldito celular, ficará de castigo até pedir desculpas. - O pai diz, superior

- Então terei que comprar outro! - Anne responde

Entrega o celular aos pais e sobe as escadas, batendo a porta e pulando em sua cama.

Que família perfeita, não?

----------

As 15h30 da tarde, a porta do quarto de Anne é aberta.

A garota resmunga pela luz que entra, já que todo quarto está escuro.

- Achei que o seu quarto fosse organizado, assim como o de seu irmão.

Tão sonolenta, Anne só pode reconhecer a voz de SeokJin.

- O que faz aqui? - Anne pergunta quando liga a luz ao lado da cama.

Todo o quarto se ilumina e é possível ver a silhueta alta do Kim.

- Te esperei na soverteria e nada. - O garoto diz, com um sorriso de lado

- Desculpe, tive problemas...

- Percebi. - Jin joga o celular da garota na cama

- Como conseguiu? - Anne pergunta, segurando o celular

- Sua mãe me ama! - Jin dá de ombros

- Pelo menos alguém ela ama

- Ih, que coisa mais sombria de se dizer. - Jin reclama

- O que disse a eles? - Anne levanta da cama, por sorte, com roupas normais de casa.

Não que ela e Jin não tivessem tal liberdade, são conhecidos de infância.

Sim, a alguns anos atrás antes de Jin ser amigo de seu irmão, Anne e Jin sabiam brincar juntos!

- Disse que vim te ajudar com um trabalho que me pediu para te explicar.

Anne apenas resmunga algo e segura o celular em mãos novamente.

- Vamos descer e conversar direitinho SeokJin, quero saber porque minha amiga está assim...

O Kim apenas assente e acompanha a ex amiga de brincadeiras até o jardim.

Assim que descem as escadas, num clima digamos... divertido, encontram Seung-Yeol e Jungkook.

Os dois garotos carregavam seus instrumentos para o espaço musical da casa e assim que viram seu outro amigo e colega de banda, eles ficaram surpresos.

- O que faz aqui? Não disse que precisava fazer algo importante? - O Lee pergunta

- Sim, eu vim fazer algo importante. - Jin responde - Salvar a pequena Lee!

Anne lhe dá o dedo do meio e sai andando na frente, evitando olhar para o Jeon.

Ao chegar no jardim, Anne se senta numa das mesas antigas e bem decorativas do jardim e liga seu celular.

Várias mensagens de suas amigas, e do grupo entre elas, Trio das Loucas, que agora é um quarteto!

- Voltei, desculpa a demora. - Jin surge e se assenta de frente para Anne

- Sem problema, Seung adora um interrogatório.

- Ele sempre foi superprotetor com você. - Jin sorri

- O que? Sem piadas Kim! - Anne dá risada

- Se não lembra, talvez um dia ele conte. - Anne fica confusa

- Não fuja do assunto, quero saber o porquê de Stella estar assim.

Jin muda de expressão assim que a garota cita o nome da Saints.

Ele parece ficar mais feliz e seu sorriso aumenta.

- No dia em que pedi o novo número dela, assim que cheguei em casa liguei. Ela desligou na minha cara assim que eu disse meu nome. - Anne dá risada - Na segunda vez, ela perguntou o que eu queria e comecei a falar sobre nos encontrarmos e conversarmos e ela concordou.

Anne sorriu, sabia que a amiga não tinha sido realmente obrigada, no fim, ela foi por conta própria.

- Mas, se já conversaram, por que ela está chateada?

- Pode esperar? Eu já vou falar! - Jin fala e ri, enquanto Anne ergue as mãos em redenção.

- Pode falar, senhor Kim.

- Nos encontramos num restaurante perto da universidade em que estava visitando, então começamos a conversar, até que...

- Até que, o que Kim? - Anne se irrita, odeia mistérios

- Eu me aproximei dela, quando íamos nos abraçar e conversar mais abertamente, ela se afastou. Disse que não quer se magoar de novo e que está cansada.

- O que disse a ela? - Anne franze o cenho

- Eu disse que não podia prometer, mas que sei que gosto dela e que ela me faz bem - Anne sorriu - Mas antes que ela pudesse responder, uma velha amiga surgiu.

- Velha amiga? - Jin assente - Velha amiga sua sou eu, quem era?

- Uma ex namorada. - Jin bufou - Ela apareceu e como tivemos um término amigável, sempre nos falamos. Ela se aproximou e começamos a conversar e quando olhei, Stella não estava mais lá!

- Mas que droga Kim, como você está num encontro com uma e conversa com outra?

- Eu não podia ser rude com minha ex, somos amigos!

- Eu sei, mas... - Anne bufa - Esquece, o que sente pela minha amiga?

- A verdade? - Anne assente - Eu não sei, só sei que... desde aquela noite na festa, não consigo esquecer e estou sempre buscando por ela e um jeito de olhar para ela, mesmo que seja de longe para não a assustar.

Anne sorriu mais ainda, sabia que SeokJin não era tudo que falavam, ele é uma pessoa legal e que gosta da melhor amiga dela!

Ele começou a citar tudo que gosta nela, sem nem perceber, ele sorria e até mesmo, dava risadas.

O Kim realmente aparentava gostar da Saints, mas Anne preferiu deixar que ele mesmo descobrisse...

- Não posso me intrometer nisso, Stel é teimosa e mesmo que eu fale, vai dizer que estou te defendendo.

- Eu sei... - Ele desanima

- Mas tenta conversar com ela. - Anne teve uma rápida ideia - Ela vem ao baile ou sei lá o que é, que meus pais vão fazer!

Jin sorriu, assentindo. Anne ergueu as sobrancelhas, gostando da ideia.

- Conte-me mais.

- Vou dar um jeito de fazer com que ela fique em um lugar fixamente e que seja silencioso, aí você aparece e se der certo, conversam e você explica tudo!

- Obrigado mesmo, não sei porque está me ajudando, mas obrigado.

- Estou ajudando porque você parece gostar muito da minha amiga. E por tudo que ela passou, ela precisa superar e voltar a viver!

Jin assente, ficando pensativo.

- Obrigado Anne. - Jin levanta e antes de sair, olha novamente para a garota - Ah, acho que Jungkook ficou bravo por nos ver juntos, explica tudo ok?

- O que? Mas... - Anne levanta rapidamente

- Anne, tem coisas sobre o Jungkook que ele não contou a ninguém e que eu sei. Mas espero que compreenda e que cuide do meu amigo!

Anne sequer pode responder, pois existem milhares de coisas que não sabe sobre Jungkook.

- Jin!

- Vai por mim, vale a pena correr o risco! - Jin pisca para a Lee e some de vista, indo embora.

E após essa conversa estranha, Anne respira fundo e vai até sala de sons.

Se vale a pena ou não correr o risco, Anne vai tentar!


Notas Finais


Enfrentando os pais e jogando umas verdades na cara deles, isso ainda é pouco!
Seung-Yeol é meio escrotinho, mas ele melhora, prometo.
Jin e Anne amigos de infância, amooo!!!
E está explicada a história entre Jin e Stella, será que dá em alguma coisa? 🤔
Anne, Anne... vamos ver no que vai dar!
Espero que tenham gostado e até amanhã 🌻💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...