1. Spirit Fanfics >
  2. The perfect Killer - Naruhina >
  3. Uma garota revoltada.

História The perfect Killer - Naruhina - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Adivinhem por que o título é esse KKKK leiam as notas finais pfvvvvv KKK

Capítulo 24 - Uma garota revoltada.


Fanfic / Fanfiction The perfect Killer - Naruhina - Capítulo 24 - Uma garota revoltada.

Naruto on

-Hime...meu anjinho...acorda vai a gente tem que voltar pra escola - disse beijando seu ombro carinhosamente estavamos de conchinha, aquele jeito de dormir agarradinho com ela era tão gostoso mais eu precisava tentar desperta-la.

-Só mais um pouquinho Naruto kun... - ela disse tão manhosa que me senti mal por tentar acorda-la a essa hora mais era preciso.

-Ja são quatro horas Hime.

-Da tarde? - ela respondeu em dando um pulo tão rápido que meu coração falhou.

-Por Kami... Hinata não me assusta assim. Não, é da manhã - disse coçando a nuca envergonhado poxa era a única mania que eu tinha quando ficava sem jeito.

-NARUTO - disse ala entredentes abaixei o olhar e vi aquele grande par de seios na minha frente já que ela tinha dormido nua assim como eu depois da noite inesquecível que tivemos aa hinata devo ter deixado transparecer para onde meu olhar ia pois assim que ela seguiu meu olhar puxou uma coberta e os cobriu envergonhada olhei para ela e ela estava com as bochechas tão vermelhinhas mais a minha cara saiu mais para uma careta.

-Ah qual é né Hime, fala sério? Ainda tem vergonha de mim - franzi a testa aquilo era quase inacreditável que apesar de tudo que fazíamos ela ainda possuia vergonha de mim.

-N-naruto kun por que quatro da man... ah Kami, temos que voltar pro colégio antes que comece descer loucos das cinco horas para fazer caminhada.

-Ah agora você me dá razão, mais não mude de assunto a gente ainda tem um tempinho ant...

-Não. vamos Naruto kun levanta e te veste.

-Oh Mãe calma, em fim Hina dizem que sexo matinal ajuda a manter a aparência a flor da idade.

-Outro dia Naruto kun, temos que voltar... Não quero que vejam a gente, não que eu me importe mais .... vão ficar fazendo piadinhas de que a gente passou a noite transando e transando aonde? No jardim aoras Naruto Vamos. - pediu manhosa, cedi e me levantei nu olhei para ela que olhou para o meu membro no mesmo instante, provoquei ela colocando as mãos o tampando e fingir sorrir tímido pra ela, pensei que ela iria ficar envergonhada ou algo do tipo mais não, ela me amostrou o dedo do meio ahhh Hinata poxa, amostro a língua para ela e saio em busca da minha cueca mais percebo seu olhar sobre minha bunda.

-Fala sério Hinata olhando para a minha bunda? - disse ainda de costas pude perceber que ela saio do transe que minha bunda parecia ter colocado ela, se levantou rapidamente e vestiu suas roupas mais antes de ela prender o sutiã de costas para mim eu chego próxima a ela e a ajudo me inclino para mais perto dela e dou um beijo em seu pescoço logo ela estica mais seu pescoço para me da um selinho.

-Pronta?

-Ta brincando Naruto Kun, ainda falta eu vesti minha blusa oh cabeça oca - diz ela rindo baixinho no final, assim que ela acha sua camisa ou minha, seja lá de quem ela considera ela vem até a mim e lembro sobre o livro...

-Ah Hina antes de descermos eu tenho que te contar uma coisa...

-Oque? - ela tem um seblante um pouco preucupado talvez com medo do que eu tenha a dizer?

-vamos sentar um pouco?

-Naruto kun oque foi? - pude sentir um pouco de preocupação na sua voz

-Senta amor?

-Não quero sentar, quero que me diga oque quer conversar.

-é sobre sua cicatriz - solto de uma vez e ela me olha com um olhar que realmente eu não sabia oque significava.

-O-oque você descobriu?

Solto um suspiro - descobri que é igual a um emblema de um tipo de livro, poucos desse livro foram copiados pois a autora morreu antes de termina-lo.

-E.. e cadê esse livro? - ela pergunta receosa.

-Está aqui - digo me encaminhando até minha mochila e puxando um grande livro na qual tinha a capa de couro preto.

-é um livro de poesias? - ela perguntou o óbvio que dizia na capa.

-Sim. Hina acho que você deveria ler vai que tem haver com sua cicatriz.

-Eu não sei... Naruto. Não sei se estou pronta- ela se rende e deixa a preocupação de lado e me abraça.

-Você só tem que fazer isso se você quiser meu anjo. - digo beijando sua testa.

-Obrigada.

Em resposta a abracei mais ainda. Apesar de não ter nenhuma lógica a cicatriz da Hina com um livro de poesias. Sério? Podia ser a história da bela adormecida e eu fosse o príncipe que iria beijar a princesa Hyuuga mais não. Era um simples livro de poesias,ha vá.

..... Naruto off

Enquanto isso em um lugar um pouco distante ........

AAAA que Raivaaaa - gritava uma moça super furiosa em seu quarto jogando um quadro de sua família onde tinha a si uma garota pequena de olhos perolados e um cabelo castanho outra mais alta de olhos perolados um cabelo preto azulado e bochechas coradas e mais acima um homen de cara fechada e uma moça bonita com a aparência ainda jovem de olhos castanhos e um cabelo castanho, o quadro trincou mais quem liga? Não tem ninguém para chamar atenção daquele erro mesmo.

-Hanabi está tudo bem? -gritou uma jovem moça preucupada do lado de fora do quarto batendo na porta.

-SAIII DAQUIIII - a garota de apenas treze anos com o corpo e mentalidade de maior de dezoito gritou.

-AAAA que raivaaaaaaaa, eu odeio a porra do universo parece que o mundo me odeiaaaa - Grita para as paredes.

A garota vai até o espelho e tem uma visão blindada de si ela era linda e sabia disso, apesar de todas as suas roupas serem pretas e andar sempre de pulseiras de estilo Rock e gargantilha ela era gata que só até para sua idade, o batom vermelho sangue estava borrado e o cabelo bagunçado mais quem liga? Porra ninquem liga né. A garota bagunça seus cabelos para ficarem com um volume maior e logo após soca o espelho. Não era a primeira vez e nem acreditava ser a última a fazer isso, sangue escorre pelos seus dedos enquanto a sua frente amostra somente um espelho trincado.

Hanabi on

Porra... por que tudo isso, ter uma mãe morta um Pai que fala com você uma vez no ano e uma irmã assassina. Sim, Papai me contou sobre a morte de como fora a verdadeira morte da mamãe... Papai entrou em uma clínica de reabilitação para poder se recuperar e até ano retrasado ele ainda ia ao psicólogo. Não que eu tivesse pena dele, por que Dó eu não tenho de ninquem... exatamente ninquem, por mim eu iria atrás da minha "Irmã" para fazer uma surpresinha a ela tipo um estilete bem fundo da garganta dela seria magnífico. Papai disse para a impressa que ela teria ido a um internato estudar lá só que com os problemas do meu Pai ele passou a guarda dela para uma mulher que ele nunca me dissera quem é, não sei nem se sequer o nome dela ainda é Hinata Hyuuga.

Depois de algumas horas desci para o jantar.

....

-Pai? Oque faz aqui? - pergunto ríspida quando chego a metade das escadas e vejo aquele homen de terno preto sentado a mesa de costas para mim.

-Ola Hanabi - ele diz com o seu tom normal de sempre se virando para mim.

-eu moro aqui. esqueceu? E isso são modos de falar com seu Pai?

-Eu sei que você mora aqui. Mais você bem dizer não mora aqui e eu falo do jeito que eu quiser com você, afinal sabe lá Kami se você é o meu Pai mesmo - eu não gostava dele apesar de tudo que ele já sofreu ele ja deixou bem claro para mim que não gostava de mim.

- Bom esses não são os modos que paguei para te ensinar quando era mais nova mais tudo bem, se sente se e coma comigo.

-JAMAIS - fazia talvez anos que eu tenha comido com o meu próprio Pai... subi as escadas mais antes de terminar o último degrau gritei.

- AKEMI QUERO MINHA JANTA NO MEU QUARTO DAQUI A MEIA HORA.

-Por que estava tão estressada endagora? - meu Pai perguntou antes que eu pudesse subir o último degrau.

-Não é da sua conta. - disse por fim subindo e indo direto para o meu único amigo o Sótão chegando lá fui direto para o saco de pancadas comecei a esmurrar ele com muita força. Edai que eu sou garota, isso é coisa para homem? Os homens que lutem na minha mão por que meu murro não é normal, meus murros poderiam até ser deprofissionais mesmo nunca tendo o treinamento correto.

Dava murros muito fortes, soquei e soquei imaginando se fosse o meu próprio rosto ali, eu não era suicida eu tinha raiva de mim mesma mais jamais seria louca de tirar minja própria vida. Ate por quê um dia eu irei me vingar de minha irmã, o saco balançava de um lado para o outro eu já estava ficando suada e meus dedos já tinham sangue nos ossos edai a dor que eu sinto é muito maior do que isso, isso não tem comparação com minha dor.

Descidi dá um último murro no saco.

-EU IREI ME VINGAARR - gritei que nem uma louca, para o nada daquele lugar sujo e empoeirado cheio de ratos somente com o meu saco de dor, Hinata Hyuuga eu irei me vingar de você acredite, nem que seja a última coisa que eu fassa na minha vida.

Subi as escadas a passos fortes... desgraça é o resumo da minha vida mais eu Hanabi Hyuuga um dia irei me vingar de minha irmã e até se possível fazer que nem ela. Matar meu Pai não seria um plano ruim, bom cheguei ao meu quarto e vi aquele belo prato com uma comida cheirosa, minha barriga roncou me lembrando que ainda não tinha almoçado e assim que terminei liguei para um moleke da escola.

-Alô?

-Ta afim de comer algo diferente no almoço Gatinho?

-Aqui ou ai? - perguntou Sacana

- ai, estou indo Kono. - disse por fim desligando meu celular.

Agora estou solteira já que meu "Namorado" teria terminado de terminar comigo horas atrás dizendo que sabia que eu traia ele.

Poxa eu falei que queria um relacionamento aberto não? Ah eu devo ter esquecido mais quem liga, quem hoje se contenta com o mesmo pedaço de carne todos os dias? Ninquem eu acho, nossos olhos nos traí em fim o motivo de eu namorar ele era só por que ele era delicia ah mais edai o Konohamaru só perde pra ele então vamos nos contentar com oque temos né até achar alguém melhor, Konohamaru só havia ficado comigo uma vez antes de descobrir que eu namorava depois que descobriu disse que não achava isso certo mais no mesmo instante que o meu namorado saio daqui de casa eu liguei para ele avisando que agora podíamos transar a vontade.

Konohamaru mora aqui na Coreia para estudar e tem quinze anos mais toda sua família é do Japão.

Ele no começo me resistia dizendo não me querer pois eu ser nova demais e só ter treze anos edai eu perdi minha virgindade com doze em um motel.

Agora Konohamaru não resiste mais afinal eu já amostrei para ele que meu corpo é muito mais do que o de treze anos que ele achava.

Arrumei uma roupa preta bem gótica e sai afinal já iria para a casa dele onde ele dividia com um de maior mais eu não me importava se ele estaria lá ou não, se quisesse se juntar a brincadeira até seria mais legal.

Assim que desci as escadas me dei de cara com aquele velho que não tinha cara de velho mais mesmo assim era velho... aqueles mesmo olhos que os meus as vezes me dói mais isso era difícil admitir até para mim mesma. O vento balançava meu cabelo no caminho até o meu carro que estava a alguns pés da nossa grande mansão meus olhos se encerram um pouco por conta do vento e eu olho para ele.

-Eu estou tentando concertar as coisas. - é a única coisa que ele diz ao passar por mim.

-você jamais mudará. - é a única coisa que digo antes de entrar em meu carro. hunf que raiva ainda bem que iria descontar tudo com um sexo selvagem com o Konohamaru.

Eu podia ter treze anos mais eu já dirigia assim que a Federal me parava eu sempre pagava a eles mais do que o salário que cada um ganha no ano todo e está tudo bem.

Chegando na casa do Konohamaru ouço alguns gritos do do de fora de Konohamaru mandando um tal de sora sair.

Assim que abro a porta que estava aberta a casa do Kono era pequena alugada, simples e bonitinha ali não tinha nada de rico mais edai tinha ele mais assim que vejo o tal de Sora por Kami sama que delícia ele tinha os olhos cinzas e um cabelo castanho curto e um corpo de Deuses a mandíbula quadrada e com certeza ali tinha um tanquinho em baixo daquela camisa azul que ele usava.

-Ola gatinha - ele me cumprimentou.

-Ola gatinho - respondo abrindo um sorriso meio malicioso.

-Ola Hana esse é o Sora ele tem DEZOITO anos o adulto que alugou a casa para nós dois e já está de saida não é Sora?

-bom eu queria ficar para brincar com vocês claro se você aceitar moça.

-Iria ser prazeroso brincar com voces dois, bom eu aceito - digo sensualmente vejo a cara que o Kono fez de boquiaberta espantado.

-Eu jamais faria isso com um garoto - ele disse fingindo nojo mais estava vermelho.

-Vai ser divertido eu acho... - eu nunca fiz mais estava disposta a fazer ali um trizal - bom Kono tudo tem uma primeria vez e ah é só fingirmos depois que nada aconteceu vamos. - disse tentando convencer ele.

-Mais...

-por favor - pedi manhosa... uma vez eu ouvi um comentário de segundos de que ele gostava de mim mais poxa... de tantos garotos mais bonitos por que eu ficaria com o Konohamaru ah vá, nunca dei esperança a ele e se ele se iludiu sozinho a culpa não é minha.

-Eu .. isso é errado ...mais, tudo bem eu aceito... - disse Kono por fim

Sorri de lado e caminhei até o quarto que eles dividiam e logo os dois vieram atrás de mim.

-Como podemos começar? - perguntou Konohamaru que talvez nunca viu algo assim por achar nojento. Mais já eu achava delicioso.

-Beijo triplo? - sugeri.

-péssima idéia - resmungou Konohamaru.

-Tudo bem. Então vou atiçar vocês dois Primeiro. - disse tirando todas as minhas roupas mais antes fechei as janelas deixando o quarto mais escuro. Tirei todas e me deitei na cama ainda podia sentir o olhar deles em mim então levei minha mão até meu clitóris e comecei a estimular comecei a fingir gemidos como Oh Hunm Haan e logo Sora pulou e mim agarrando meus seios tive minhas dúvidas ele já deve ter feito assim antes já que estava com uma expressão pouco ligando para Konohamaru.

Sora me puxou para um beijo cheio de desejo e sua mão fora para minha intimidade a tocando Ele se separou e começou a tirar suas roupas até ficar somente com uma cueca box preta que já amostrava sua ereção enquanto Konohamaru somente assistia.

Me sentei na cama e fiz sinal para que Sora se sentasse e assim ele fez no mesmo instante me ajoelhei no chão e a vontade ds saborear aquele pau a minha frente era grande no mesmo instante o engoli por quase inteiro apesar de ser grande eu já tinha feito isso milhões de vezes e já estava bem experiente os grunhidos dele estavam me excitando para caralho encarei os olhos do Konohamaru e engoli até quase tocar minha garganta e depois que o tirei o membro do Sora pude ver que Kono queria está ali mais ele ainda nem tinha entrado na brincadeira. Parei de chupar ele por um instante para pedir algo.

-Konohamaru me chupa - disse antes de voltar a engolir Sora.

E assim ele fez alguma coisa, se abaixou ficando deitado de costas no chão com a cabeça bem embaixo da minha intimidade e ele começou a me chupar enquanto eu chupava sora. Percebi que o kono agora tinha suas mãos dentro da calça alto se masturbando e as mãos do Sora puxava meus cabelos para ele poder ditar os movimentos.

Logo Sora chegou ao ápice em pulsações fazendo eu engoli todo o sêmen dele enquanto eu também chegava ao ápice com a língua do Kono dentro da minha entrada que jorrava meu mel.

Assim que nós dois se recuperamos do orgasmo eu fui direto ao Kono o ajudando tirar suas roupas e pude ver que o olhar dele ja era desejoso puxei os dois para em fim um beijo triplo e deu certo depois de nós beijar Kono desceu os beijos para meu pescoço enquanto a mão de Sora apertava todo o meu corpo.

-Vamos direto ao ponto agora por favor - pedi manhosa.

-Hanabi fica de quatro - ordenou Sora em resposta.

Assim que Hanabi ficou de quatro na cama.

-Fala pra nós oque você quer - disse Sora estendendo um tapa na bunda branquinha de Hanabi.

-Quero os dois dentro de mim Agora - eu já estava com tesão de mais, já tava na hora de partimos para a penetração.

-Eai Konohamaru vamos ajudar a Nossa pobre Hanabi no que ela quer?

Kono cora mais responde - bom acho que já brincamos de mais... Então vamos.

Konohamaru se deitou por baixo de mim senti o membro de kono entra em minha abertura de baixo e gemi com o contato.

-Você quer mesmo os dois de uma vez Hanabi podemos ir um de ..... - interrompi Kono

-OS DOIS - ordeno e logo sinto dedos molhados na minha entrada traseira assim que olho por cima do ombro vejo Sora passando o lubrificante lá. (Autora safada mais tem vergonha de escrever o nome la de trás então Gomen KKK)

-Se você achar que é de mais pessa para nós parar - suspirei irritada com aquela enrolação ja que eu não era de paciência.

-Vamos logo com isso Sora.

O membro do Kono já estava dentro mais assim que senti Sora entrar porra gemi alto que prazer... eu estava completamente completa poderia até me viciar a ser uma vadia para dois de uma vez por que era delicioso e eu confesso que antes eu tinha vontade de experimentar.

-AANhn - Gemi quando eles começaram a se movimentar enquanto eu ficava somente de quatro na cama, logo eles aumentaram a velocidade em movimentos ritmados.

-Mais rápido KONO aan .... - Gemi sentindo meu orgasmo que estava chegando e assim gozei mais eles dois ainda não então continuaram ainda metendo forte do mesmo jeito até que eu senti que Sora gozou dentro lá atrás ele saio de dentro de mim e invadiu um dedo mesmo ele estando cansado de ter tido um orgasmo que sujou até minha bunda ele fez movimentos de entra e sai com o dedo enquanto Kono ainda metia , meu orgasmo novamente estava chegando mais antes de chegar konohamaru me deita na camae Sora se afasta um pouco, Konohamaru sai de dentro de mim e goza na minha perna eu já ia fazer piti por não ter gozado pela segunda vez já que eu estava já quase. Mais não pude reclamar a pós sentir a língua de Sora chupando meu clitóris com secções fortes impossível o orgasmo não vir.

Depois daquilo nós três brincarmos fomos tomar um banho ja que eu estava um "pouco" suja e lá não rolou nada além de beijos juntos e só aquilo ja era delicioso. E por alguns momentos como esse eu esquecia que eu era "Hanabi Hyuuga" que eu tinha uma irmã psicopata assassina e um Pai horrível.

Hanabi off

Akira "suji" on

10:00 PM

Em uma rua vazia, a duas quadras da sua casa caminhava Uma grande mulher com a aparência de uma jovem delicada mais que na verdade escondia uma grande lutadora forte por trás daquele rostinho angelical... usava uma blusa grande preta que ia até metade das cochas e um short curto e um sobretudo por cima que ia até os pés e que também tinha uma toca cobrindo seu cabelo. uma verdadeira leoa feroz que agora vivia presa em sua gaiola. pode parecer loucura mais só agora me sinto livre de verdade apesar de viver presa. Livre de toda a loucura que é o mundo. Apesar de viver com o medo ao seu lado vinte e quatro horas como unico amigo além de Dan, andar nas ruas era inevitável e a melhor hora de fazer isso era a noite aonde as ruas se encontravam vazias tirando um pequeno comércio onde se tinha o básico aberto na esquina.

Assim que cheguei no comércio comprei o básico que precisava e andei de volta para casa agora com alguns suprimentos e novamente o vento frio batia no rosto daquela mulher sim... daquela por que muitas vezes não consigo se referir nem a mim mesma.

A vista de qualquer um que veria não passaria de uma moça normal, uma garota fraca mais... parei de andar.

-apareça. - falei normalmente pois ja esperava uma hora o outra eu teria que lutar ali que nem em todos os outros lugares que ja fui.

-Ora ora quem temos aqui - disse um homen aparecendo de uma nuvem do nada... oh desgraça que vida é essa que temos. O homen usava também um sobretudo preto e uma máscara laranja e preta em formado de círculos cobrindo todo o rosto deixando apenas um olho amostra.

-Oque quer? - disse firme apesar de sempre andar com o medo eu enfrento as coisas de frente mesmo fugindo do meu maior e único problema.

-Vim matar você. - ele disse tirando uma trinta e oito do bolso do sobretudo e atirando em mim no mesmo instante.

Comecei a rir, um sorriso forçado me ferindo fortemente.

-Eu sabia. Minhas pesquisas estavam certas. Você não tem nada de um humano. Você é filha de dois ninjas por isso que as balas humanas não te comovem.

-Oh como o senhor é esperto. olha eu não sigo mais suas regras ok, você é o menor problema que eu tenho se fosse o outro grupo talvez eu estivesse "chorando" mais você? Você só tem produto falsificado coisas que não atigem um produto original como eu. Quando todos souberem quem é você coisa que será eu a contar você será pego fácil, fácil, fácil intendeu?

-Bom... eu ainda posso te da uma chance, você se junta a mim e está tudo resolvido mais não. Você sempre prefere viver fugindo e com medo não é mesmo?

-Viver fugindo é melhor que está no inferno vá por mim.

-Bom então infelismente hoje você ira conhecer o inferno.

-Tenho certeza que não.- disse o cegando com uma luz muito clara como um raio de sol que sairá da minha mão por alguns segundos enquanto eu corria de volta até chegar em casa. Corri,corri e corri, ele podia não me assustar tanto como os ninjas mais ele ainda queria me matar. Corri senti que ele ainda me seguia... ativei o Sharingan e tentei o colocá-lo em um genjustso mais sem sucesso ele era poderoso demais para cair em um genjutsu. Eu só tenho que chegar em casa Suji. Só isso estava a uma esquina da minha casa e pude sentir que ele me alcançava já, ele era rápido muito rápido meu coração estava na mão era a primeira vez que o próprio Chefe vinha atrás de mim e ele com certeza é bom. Assim que cheguei próximo a minha casa comecei a fazer um selo de barreira com os dedos por mais que aquilo o segurasse por alguns segundos enquanto ele a desfazia era esses segundos que eu fugiria com Dan.

Entrei na casa feito um flash gritando

-DAN AGORA.

Subi as escadas e vi ele que tinha acabado de acordar ouvi a porta de cima ser aberta enquanto eu procurava a pulseira que continha o chip que eu roubei o "Rinegan" pus a pulseira em meu braço Dan segurou minha mão eu ja havia dito a ele oque tinhamos que fazer quando isso acontecesse.

Concentrei minha mente para usar a parte cinquenta por cento do cerebro que era a máxima que todos os ninjas possíveis já haviam conseguido abrir. E quando em fim minha mente chegou la a porta fora chutada mais eu não pude ver ele pois já tinha abrido o portal Rinegan e acabado de pular com Dan. Nos levei até uma cidade suja onde as ruas eram cheias de lixo mais era o lugar mais seguro naquele instante.

-aonde estamos? - ele perguntou curioso.

-Em uma pequena cidade no Japão. - respondi dando de ombros

-OQUEEE? - ele quase gritou.

-Você bem dizer nos levou até a toca do Leão Suji.

-Akira. - o corrigi.

-Por acaso não é aqui que fica o instituto?

-Sim é, mais ... esse é o último lugar pago por minha segurança, amanhã voltaremos a antiga casa e pegar oque sobrou ali para fazermos para cá ok e depois eu vou atras de outro lugar em outra cidade.

-Ta, mais onde está a casa?

-Ali - disse apontando para uma casa suja e empoeirada a nossa frente.

-Oh daqui a pouco nossos amigos poderão falar com a gente ira ser demais os ratinhos falando com a gente sabe.

-Ta achando ruim? Vá embora. - disse seria. As vezes Dan me estressava.

-Ou calma, mais vamos temos que limpar para podermos dormir o resto da madrugada e você tem que me contar oque aconteceu antes de você entrar desesperada no quarto.

Dou de ombros e atravesso a rua para em fim abrir minha nova casa abadonada.

Suji off

Sakura on

10:00 PM

Depois de tanto conversar com Sasuke sobre várias coisas, jogamos alguns jogos que ele tinha como baralho e eu ganhei em todas as vezes e ele sempre soltava um tsk no final quando perdia aaa Meu Sasuke kun... agora que somos namorados ele em fim Ta deixando mais transparecer algo a mais que um Emo carrancudo de antes.

-Oque foi? - ele perguntou fazendo uma careta ao olhar que eu olhava encantada para ele.

-Tem algo sujo em meu rosto? Se tiver me descul...

-Tem algo sim no seu rosto posso te ajudar a limpar?

-An? Tu..do bem.. - ele ficou um pouco constrangido, quase fazendo eu soltar um risinho por isso mais me segurei fiquei de joelhos na cama e toquei sua face, esfreguei carinhosamente sua bochecha.

-Poxa Sasuke não ta saindo oque é isso? Ah, é Beleza. - disse por fim dando um beijinho e ganhando um sorrisinho dele. Que logo me puxou para um beijo de língua, nossas línguas se cruzaram selando um beijo cheio de amor e carinho.

-Sasuke kun... eu amo você e faria qualquer coisa para manter o nosso amor, eu até mataria alguém, eu farei qualquer coisa se possível irei até o inferno por nós dois. - disse quando nos separamos do beijo eu nem percebi mais eu já me encontrava em seu colo.

-Hum amor... você diz isso mais se caso um dia precisasse você não faria.

-Claro que sim. - digo decidida.

-então promete?

-Sim, prometo Sasuke kun.

-Eu também. Eu faria qualquer coisa por você rosada. - ele diz carinhosamente.

"Eu prometo Sasuke kun... eu levarei para a minha vida toda essa promessa. Eu prometo."

Selamos a promessa com um selar de lábios que começará calmo mais já estava se esquentando.

-Saky, melhor paramos por aqui.

-Por quê? Você não me deseja? - fiquei um pouco triste ao falar isso.

-Claro que não. Ao contrário eu te desejo muito e não quero que sua primeira vez seja aqui.

-Mais eu quero, Sasuke eu quero.

-Mais... eu não sou bom em falar essas coisas mais dizem que a primeria vez da mulher elas querem que seja especial e aqui não tem nada de espe...

-Sasuke kun, so sendo com você já está sendo especial.

-Ma...

-Me ame... essa noite Sasuke kun. - disse com os olhinhos talvez até brilhando de desejo, vi ele proucurar alguma duvida em meu olhar e como não encontrou ele me beijou ... um beijo cheio de sentimentos.

Sua mão passeava por todo o meu corpo, ele me masturbou com dois dedos, estava bem entregue já, seu corpo era quente por Kami quando vi o tamanho do seu membro quase caio para trás de tão grande que é. Ele pediu para eu não me assustar e ignorar o tamanho. Por Kami eu queria dizer algo mais não conseguia. Depois de muitos beijos entre beijos Sasuke me penetrou calmamente doeu muito no começo, cheguei a achar que não iria entrar nem metade dentro de mim, mais graças a Kami entrou. Ele esperou eu me acostumar com a invasão mais depois fomos em um modo lento até nos finais que ele começou a acelerar me fazendo chegar em um orgasmo avassalador, foi tão bom... ele foi tão carinhoso.

Ele tiroua camisinha e se deitou ao meu lado ah foi maravilhoso.... dormi abraçada em seu peito rapidamente e sem dúvidas era ali que eu queria estar todos os dias ... em seus braços sendo dele, sendo submissa dele, ele mandara em mim mais pelo menos cuidada de mim é assim que eu penso.

.....

Saky off

Hinata on

4:30 AM

depois de que me despedi de Naruto corri para o meu dormitório encontrando apenas Ino dormindo em sua cama, Saky com certeza deve ter dormido com Sasuke, pera a Sakura deve ter dormido com ele será que eles.... esquece não é da minha conta, mais esse livro, esse livro sim - disse segurando o grande livro a minha frente.

Fui para debaixo das cobertas da minha cama ansiosa para ver essas poesias... não que eu fosse fã de poesias mais ele tinha o emblema igualzinho a cicatriz isso está me dando nervos.

Eu teria tempo suficiente para ler todinho afinal eu só tinha aula as dez horas e era ed.fisica que sava quase meia hora para a gente se arrumar antes de irmos para a quadra.

Assim que abri o livro senti algo se formar em minha língua, me incomodou... era uma sensação entranha parecia que minha língua estava queimando mais não liguei.

Assim que abri o livro todas as palavras se modificaram... psr OQUE Pera as palavras se modificaram? Eu devo ter me confundido. Mais... eu vi, estava em forma de poesia e do nada as linhas ficaram em parágrafos como um texto, deve ter sido minha cabeça... descidir virar outra página logo somente para ver e novamente vi as palavras que estavam em versos e estrofes se modificarem para parágrafos.... pisquei algumas vezes, esfreguei meus olhos e disse a mim mesma *Isso é só coisa da sua cabeça* virei mais uma página para ter certeza de que nada teria acontecido eu que tava ficando louca mais quando virei novamente os versos e estrofes se formaram em parágrafos. Fechei o livro.

-porra isso aqui é macumba.

Ou eu que estou ficando louca?

-Algum problema Hina? Perguntou Ino se levantando tentei esconder o livro atrás de mim mais ela viu.

-Devia ler esse livro, ele é bem .... digamos que interessante. - ela se trocou rapidamente e vestiu sua roupa de caminhada e saio mais antes de sair do quarto ela falou de costas para mim.

-Quando terminar de ler... me encontre no Jardim.

-p-pra que? - Ino estava estranha...

-Você saberá. - ela disse por fim batendo a porta atrás de si. Fiquei paralisada que tinha até esquecido que os versos tinham se tornado parágrafos.

Abri o livro novamente e comecei a ler....

'Bem vinda a sua nova vida! depois de ler esse livro sua vida jamais será a mesma. Começaremos te contando sobre como surgirá o mundo ninja.'

O seu novo mundo....

Continua...


Notas Finais


Capítulo grande né ^-*
sabe aquele video que tem na escola tem de tudo KKK psr esse cap tbm tem de tudo
Tem trizal
Tem briga
Tem spoiler pra segunda temporada ( vocês que descubram kkkk ) brincadeira... Kkk
Tem amor Kkk
Tem tudo
AHHHHHH EU TENHO UMA NOTÍCIA MUITO BOAAAAA

ONTEM EU CHOREI DE FELICIDADE eu consegui fazer a sinopse para a segunda temporada ... isso mesmo

Hanabi malévola você só encontra na minha Fic KKKK

Eitaaaaa

Continuo?

Eai Hinata descobrira o mundo no qual ela faz parte?

Sera...

Não percam o próximo

E gente HOJE FAZ 1 MÊS isso um mês

Um mês que eu comecei a escrever aqui isso msm *-* *-*

Obrigada a todos que me deram forças para continuar aqui
Obrigada mesmo de coração
128 fvrts eu quase chorei
Gente obgdo mesmo
Eu estou tentando melhorar minha escrita a cada dia

Desculpem qualquer erro

Apesar de ainda achar minha história ruim eu sei que a gente so alcança a perfeição lutando não é? Psr

Mais antes eu quero saber

Vocês querem segunda temporada?
Vocês estão gostando? De verdade de coração.

Eu amo demais os comentários de vocês
Demais msm vcs não fazem idéia do quanto eu piro com eles

Todo dia isso autora Kkkkk

Sim gente todo capítulo eu lembro vcs que eu choro com os comentários e outra gente
Kk desculpem eu gosto de hentai ok desculpem mesmo KKKKK
;-;

Eu tenho uma conta la no wattpad com esse mesmo nome se vcs tiverem interesse e votar lá nessa mesma história eu ficaria muito grata mesmo &-^

E outra kkk mds to escrevendo aqui a meia hora

Obrigada mesmo a todos que favoritaram e comentam me dando forças a continuar....


Se cuidem gente é sério...
Se cuidem do corona ok doença ta seria

Minha escola foi parada por 15 dias e pode ir até mais...

Sério bjs da autora Chan

E por fim ^confissão^ tenho medo de vcs é sério kkkk ainda vai acontecer tanta coisa nessa fic q vcs vão ficar de boca aberta se perguntando se eu sou doida pq ss a fic só está no começo Kkkk ainda tem muito mistério a ser desvendado, muita coisa pra acontecer muita coisa que vai revirar isso de cabeça pra baixo e vcs vão se perguntar.
Como essa autora chegou a esse ponto? KKKK

Não me matem pfv eu ainda preciso terminar a fic kkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...