1. Spirit Fanfics >
  2. The perfect love >
  3. Parting is never easy

História The perfect love - Capítulo 60


Escrita por:


Capítulo 60 - Parting is never easy


Fanfic / Fanfiction The perfect love - Capítulo 60 - Parting is never easy

Alex

Cheguei na escola e fui direto para o campo pois o treino iria começar assim que cheguei Melissa estava se aquecendo e só tinha ela no campo.

-Oi Alex, chegou cedo hoje- ela parou perto de mim com as mãos no joelho recuperando o folego

-Achei melhor vim treinar algumas jogadas novas já que temos um jogo importante daqui alguns dias- ela deu um sorriso e concordou com a cabeça

-Seria bom se todos pensassem assim, bom vou pegar uma bola e te ensino algumas jogadas- concordei com a cabeça e ela saiu andando em direção ao vestiário

Ela demorou um pouco então decidi me aquecer para não ficar tão cansado enquanto treinasse as novas jogadas. O resto do time chegou e nada da Melissa, eu avisei para o Bryan que ela tinha ido pegar os equipamentos e não tinha voltado ainda.

Melissa

Assim que entrei na minha sala ouvi a porta sendo fechada e olhei para trás Vitor estava parado me olhando ele parecia que estava meio bêbado por conta dos olhos deles que tinham um brilho diferente e estava com um cheiro muito forte de vodka.

-Você está bem? – ele não falou nada apenas ficou em pé na frente da porta me olhando

-Por que você me deixou, não vê que isso está acabando comigo eu só sei pensar em você tudo o que eu faço é pensando em você e agora você está ai toda feliz com um cara que só quer te comprar com bens materiais- ele veio caminhando para perto de mim e isso estava me deixando assustada foi então que mandei um mensagem para Dylan que deveria estar saindo do plantão agora

-Vitor você está me assustando- dei dois passos para trás encostando na janela

-Eu quero você de volta e eu vou ter você de volta e eu não me importo quem eu vou ter que machucar para ter você de volta porque você é minha- ele estava parado de frente comigo não tinha para onde eu escapar naquele momento

Eu estava entrando em desespero do que o Vitor era capaz de fazer comigo quando a porta abriu e ele me olhou furioso

-Vitor sai de perto dela- ouvi a voz do Dylan me fez ficar mais tranquila ele não moveu um musculo- Cara não me obriga a chamar a polícia sei que isso acabaria com sua reputação no time e você não conseguiria a bolsa para faculdade- ele olhou para o Dylan e deu risada

-Ela é minha, não é só porque você apareceu agora que vai roubar ela de mim você, ela não sente nada por você- olhei para Vitor que estava completamente bêbado

-Vitor você está bêbado, vai pra casa não precisa ficar pro treino hoje quando estiver melhor a gente conversa- coloquei a mão no ombro dele e ele me olhou de um jeito assustador- Só que lembra que a gente terminou e não vamos mais voltar eu estou com o Dylan agora eu não te amo mais- quando eu disse que não amava mais ele, ele segurou no meu pulso com força e me empurrou contra o armário me fazendo bater as costas com força e me fazendo perder o ar a única coisa que lembro de ver antes de desmaiar foi o Dylan e o Bryan tirando o Vitor de cima de mim

Bryan

Fui até a sala da minha irmã ver o porquê dela demorar tanto e assim que cheguei na porta vi Vitor sobre seu corpo e Dylan tirando ele de cima dela corri para ajudar ele, assim que tiramos Vitor de cima dela Dylan correu para ver se ela estava bem.

-Ela está respirando-ele pegou ela no colo colocando ela deitada no sofá ele saiu correndo pela porta e voltou com uma bolsa ele viu os batimentos e a respiração dela- Vou precisar virar ela de costas pra ver como ficou a pancada que ela deu no armário- ajudei ele a virar ela e assim que ele levantou a blusa dela as costas dela estava toda roxa

-Ela vai precisar de um médico? - olhei para Dylan que deu risada

-Bryan eu sou médico- concordei com a cabeça eu estava tão nervoso que não estava raciocinando direito- Ela vai precisar de uma tomografia, pra ver se não trincou nenhum osso da coluna, vendo por aqui está tudo inteiro mas vou levar ela para o hospital- concordei com a cabeça e ele pegou ela no colo- Vê se cuida do seu amigo, esse idiota- ele apontou com a cabeça para Vitor que estava sentado no chão chorando por ver Melissa daquele jeito

Caminhei até Vitor levantando ele do chão e levantando ele até o chuveiro e colocando ele embaixo da agua gelada de roupa e tudo, ele inclinou a cabeça para trás parecia que estava relaxando com a agua que caia na sua testa quando ele desligou o chuveiro e ficou me olhando. Joguei uma toalha para ele que secou o cabelo e depois enrolou no corpo tirando a roupa.

-Cadê sua irmã? - ele olhou para mim e não respondi-Bryan cadê ela? – olhei serio para ele que pareceu entender

-Está a caminho do hospital com o Dylan, porque você colocou ela contra o armário e esqueceu que mesmo ela jogando ainda sim você tem mais força que ela- ele olhou para mim meio pálido depois que disse que ele machucou ela

-Eu sou um monstro, machuquei a única pessoa que eu amo nessa vida como eu fui capaz disso sei que você está com um ódio morta do que eu fiz e quero que me perdoe por isso e vou pedir perdão pra ela e vou me afastar dela acho que vai ser melhor desse jeito- ele olhou para mim e eu senti a sinceridade no que ele falava concordei com a cabeça e esperei ele se trocar para ir com ele até o hospital

Vitor

Assim que chegamos no hospital, Bryan caminhou até a recepcionista e informou o nome dele e da Melissa ela informou o quarto que ela estava e nos deu um crachá de visitante para irmos ver ela.

Assim que entramos no quarto ela estava assistindo algo pelo celular e Dylan não estava no quarto assim que ela me viu arregalou os olhos e parecia que ia chorar, eu respirei fundo e caminhei até a cama sentando no pé da cama e ela se encolheu.

-Eu só vim até aqui pedir desculpas pelo que eu fiz com você hoje mais cedo, me senti um monstro depois que eu soube o que eu fiz com você e quero dizer que vou me afastar de você acho que vai ser melhor para nós dois- olhei nos olhos dela e ela parecia pensar

-Eu nunca quis isso, mas realmente vai ser melhor para nos dois você se afastar por enquanto para pensar em tudo o que deu de errado no nosso relacionamento para que não aconteça de novo com uma outra menina, eu estou feliz em ter “começado” algo com Dylan a gente se dá bem e saiba que quando você estiver melhor eu vou estar aqui para tentarmos uma amizade- ela sorriu para mim e pegou na minha mão me fazendo dar um sorriso

Na mesma hora Dylan entrou no quarto com um envelope na mão e olhou para mim confuso.

-Ele só veio se despedir e pedir desculpas- Melissa olhou para ele que concordou com a cabeça abrindo o envelope e tirando o raio-x dela

-Bom não aconteceu nada com sua coluna, foi só o impacto mesmo que deixou roxo talvez você sinta um pouco de dor durante a semana mas seu médico te receitou um remédio muito bom para dor- ele piscou para ela que sorriu

-Bom eu desejo toda felicidade para vocês, ele te faz bem e dá pra ver isso de longe e eu fico feliz que você está feliz- dei um beijo na testa dela e sai do quarto

Margo

Hoje eu e Tyler fazíamos um mês que estávamos juntos e era meu aniversário e decidimos comemorar só nos dois em um rodizio de pizza, coloquei um shorts e uma blusa branca e prendi o cabelo em um rabo e fiquei esperando Tyler que não demorou muito para chegar.

Desci as escadas que ele chegou ele me deu um beijo no rosto e abriu a porta do carro para eu entrar, coloquei o sinto e ele deu partida no carro não demorou muito para chegarmos na pizzaria que vinhamos quase sempre.

-O casal vai querer a mesma mesa de sempre? - a garçonete olhou para nós e concordamos com a cabeça- Certo vamos lá- ela saiu na frente levando a gente para o segundo andar da pizzaria caminhamos para mesa próximo a janela com vista para praia ela anotou nossos pedidos e saiu em direção a cozinha

-A lua hoje está linda- olhei para Tyler que concordou com a cabeça ele parecia meio nervoso com algo pois ficou quieto o caminho todo- Está tudo bem? - ele olhou para mim e concordou com a cabeça

-Só estou pensando em como fazer o que eu planejei para essa noite- ele olhou para mim e eu arqueei a sobrancelha não entendendo muito do que se tratava porque quando Tyler decide fazer surpresa eu nunca descubro

-E o que seria? - olhei para ele que deu um sorriso e negou com a cabeça

-Não vou te falar, vai ter que esperar para ver o que acontece no decorrer da noite- ele piscou para mim e eu sorri

Nosso jantar foi tranquilo e romântico, Tyler saiu da mesa em direção ao andar debaixo eu fiquei sentada olhando ele se afastar enquanto bebia meu vinho, assim que ele sumiu da minha vista olhei para a praia. As luzes ficaram mais fracas e a garçonete acendeu uma vela na minha mesa começou a tocar um musica calma ao som do violino e eu olhei em direção a escada Tyler estava parado na ponta da escada com um lindo buque de rosas e um sorriso encantador no rosto me levantei e ele veio caminhando até onde eu estava um sorriso surgiu em meu rosto e eu comecei a chorar.

-Porque está chorando? - ele passou a mão no meu rosto secando as lagrimas e me dando um beijo na bochecha

-Nunca imaginei que algum dia alguém me daria flores e me faria tão feliz igual você está me fazendo Tyler- ele sorriu para mim e me entregou as flores

-As surpresas ainda não acabaram- ele pegou em minha mão me fazendo sentar na mesa de novo continuamos conversando quando uma luz me chamou atenção pela janela

Olhei para baixo e vi um pessoal segurando algumas placas foi quando as luzes ficaram mais fortes mostrando o que estava escrito em cada placa “Margo você aceita” foi quando olhei para Tyler e ele estava ajoelhado na minha frente.

-Aceita namorar comigo? - ele tirou uma caixinha preta e sorriu para mim

-Eu aceito- me abaixei beijando ele um beijo calmo e doce ele colocou o anel no meu dedo e eu fiz algo

-Tenho mais uma surpresa- ele pegou na minha mão e me levou para fora do restaurante caminhamos até um píer que tinha ali perto ele apontou para uma luz que vinha na nossa direção foi quando um barco parou em nossa frente

-Você pediu o barco dos Adams pra fazer essa surpresa- ele concordou com a cabeça

-Pera que tem mais- ele vendou meus olhos e ficou com a mão nas minhas costas me segurando

-SURPRESA- tirei a venda e todos os meus amigos estavam ali sorrindo

-Eu não acredito que vocês planejaram tudo isso- olhei para eles que sorriram

-Você merece chata- Melissa olhou para mim e eu mostrei a língua pra ela- Agora podemos ir minhas costas estão me matando e meu médico recomendou repouso- ela piscou para Dylan que sorriu

-Depois quero saber tudo o que aconteceu com você, falando nisso cadê o Vitor- olhei para eles que pareciam triste

-Ele achou melhor não vim- Bryan olhou para Melissa e eu concordei com a cabeça

-E para onde vamos? - olhei para eles que ficaram em silencio

-Um dia a curiosidade te mata Margo- olhei para Camila que estava rindo

-As provas foram adiadas para semana que vem então teremos até quinta para curtir já que sexta temos um jogo- olhei para Melissa que sorriu para mim- movi meus pauzinhos para te dar um aniversario descente- abracei ela que sorriu

Não demorou muito para chegarmos em uma ilha que tinha uma casa linda descemos do barco e caminhamos até a casa.

-E quem é o dono da casa? - olhei para Dylan e depois para Bryan e Melissa que sorriram

-Herança da vovó- Melissa olhou para mim e deu de ombros-Vamos entrar- ela abriu a porta e caraca que casa grande

-Elly acenda as luzes por favor- Bryan falou e todos ficaram se olhando sem saber quem era esse Elly

-Sim, senhor Adams- uma voz feminina respondeu ele e as luzes acenderam

-Elly esses são nossos amigos se apresenta- Melissa falou e todo mundo continuou sem entender nada

-Oi pessoal eu sou Elly, sou um sistema operacional projetado pela Melissa para atender tudo o que me pedirem, podem ficar tranquilos que sou só um voz e filmo a segurança do lado de fora da casa foi um prazer conhecer vocês- todos ficaram surpresos com isso

Dylan

-Você que projetou a casa? - olhei para Melissa que negou com a cabeça

-Foi minha vó, temos o mesmo nome eu dei uma aperfeiçoada no sistema Elly não fazia metade do que faz agora- ela olhou para mim e sorriu

-Como assim ela faz mais que isso? - Camila olhou para Melissa que concordou com a cabeça

-Elly quero 7 taças de vinho por favor- Antonella olhou para nós e depois apontou para bancada da cozinha

-Sim senhora Nella- olhamos para a bancada e ela abriu um espaço subindo 7 taças com vinho

-Tem certeza que não tem nenhuma pessoa aqui- olhei para eles que riram e me concordaram com a cabeça

-Ela chega a ser estranha por todas as funções que faz por isso usamos ela para segurança da casa- Melissa sorriu para mim se aproximando de mim

A noite de comemoração do aniversário da Margo foi muito bom, apesar de eu ter uma diferença grande de idade entre eles eu gostava de estar reunido com eles, Melissa se levantou e caminhou até a cozinha voltando com um bolo e uma velinhas acesas, cantamos parabéns e aproveitamos o resto da noite bebendo e jogando alguns jogos.

Subi para o quarto com Melissa que ligou a banheira que tinha no quarto e sorriu para mim ela foi até o armário e pegou duas toalhas me dando uma, olhei para ela que parecia um pouco bêbada eu sabia exatamente o que ela queria mais não iria fazer isso, para ela não se lembrar no outro dia quero que seja algo emocionante para ela.

-Mel a gente não pode fazer isso agora, você bebeu demais quero que se lembre no dia seguinte- ela olhou para mim e concordou com a cabeça

-Só quero que tome um banho comigo, quando for a hora pra acontecer vai acontecer- ela me deu um sorriso fofo e eu concordei com a cabeça

Entrei na banheira ficando de frente pra ela que sorria para mim a lua se refletia na agua da banheira deixando tudo mais calmo e relaxante, olhei para frente e Melissa estava submersa na agua fiquei ali admirando ela, ela tinha um corpo bonito, cintura fina, seios fartos e a pele branquinha, quando ela saiu debaixo da agua ela abriu os olhos e tinha um brilho lindo fiquei olhando para ela que sorriu para mim com as bochechas vermelha, me aproximei dela e beijei os lábios dela nosso beijo estava cada vez mais intenso e eu sabia aonde isso parar ela já estava com as pernas em volta da minha cintura nos separamos para recuperar o folego e eu sorri para ela.

-Na hora certa vai acontecer- ela sussurrou no meu ouvido e eu concordei dando um beijo na testa dela ela saiu de cima do meu colo e se enrolou na toalha indo até a bolsa e colocando uma camiseta larga fiz o mesmo coloquei um bermuda e me deitei ao lado dela na cama e acabei dormindo assim como ela que deitou no meu peito e dormiu



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...