1. Spirit Fanfics >
  2. The perfect man - Bughead >
  3. Não dá mais

História The perfect man - Bughead - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Não dá mais


Mais uma vez ela estava se preparando para uma pré-venda. - Como pode? Mais de vinte e cinto artistas burros e desinteressantes tinham publicado uma autobiografia que Anne teria inventado e escrito. - Desde que começou a criar histórias em sua cabeça quando criança e escrever fanfics no ensino médio, Anne já sabia o tamanho de seu potencial e talento, então assim que se formou no colegial, ingressou em uma faculdade de Letras.

- É, mais um babaca vai fazer sucesso por causa de mim hoje. Ainda bem que isso está perto de acabar - Falou olhando para o espelho atentamente dando o último retoque no seu batom vermelho vivo.

Betty tem grandes olhos azuis, uma pele muito Branca, salpicada de varios pontinhos marrons que também dominavam o resto de seu corpo e cabelos curtos e muito loiros , que corriam até uma pouco abaixo de seu ombro. É uma mulher determinada, inteligente, que corre atrás do que deseja e dos seus idéias. Mas a qualquer momento pode se tornar uma mulher impulsiva, egocêntrica e egoísta.

- Estamos atrasados. Vamos qual o motivo de não está arrumado, querido? - Falou chegando na sala Direcionando a perguntar diretamente para quam estava jogado no sofá.

Reggie é marido de Betty, qual está casada a sete anos. Conheceu ele na faculdade, foi amor a primeira vista. Ele tem olhos pretos, pele parda, cabelos bagunçados, barba sempre por fazer e só um pouco mais alto que Anne, que faz com que Anne seja mais alta - quase sempre - oito a dez centímetro. Ele trabalha publicando semanalmente suas titinhas de um cachorro que fala sobre capitalismo, em uma jornal nada conhecido. 

- Eu já estou arrumado. querida - afirmou ele dando um tom de sarcasmo na última palavra e Betty olha de cima á baixo, observando sua camisa de uma espécie tartaruga dessepada.

- Você não pode ir assim. Isto é o meu trabalho. Vão ter pessoas importantes. - Ela disse com tamanha raiva que assustaria qualquer um que passasse perto.

- Na verdade, eu não gostaria de ir, só estou indo pois sei se não for, vai ser motivo de discussão até morremos. - Ele diz sem dá muita importância para o que ela disse.

- Você deveria ser grato. Esse emprego sustenta você. Trás comida aqui pra casa e para a merda do seu jornalzinho de quinta.- Despeja tudo encima dele, com muito ódio.

- Está bem. Vamos, mas eu vou com essa roupa, pois eu sou assim. - Falou ele se levantando do sofá e claramente nem aí pra o que Betty disse.

***

No caminho para o evento, nenhum dos dois tem coragem em vontade de quebrar o silêncio dentro carro. Anne estava dirigindo, completamente concentrada na estrada e estressada por aquela discussão que eles tiveram. Que estava vada vez mais presente no cotidiano dos dois.

- Desculpa... - A voz de Reggie ecoa dentro da Cabeça da ruiva e tira ela dos seus pensamentos. Que apenas olha com cara de tédio e revira os olhos e volta a prestar atenção na estrada.

Reggie é o tipo de cara que pede desculpas toda hora. Mas agora realmente não era uma boa. Betty estava com os nervos a flor da pele. Não queria papo, pois sabia que sua impulsividade não deixaria trata-lo bem.

***

Ao entrarem na biblioteca particular - De braços dados, para que não pasassem uma má impressão - onde aconteceria o evento. Logo vêem vários livros de capas dura com o rosto de um cara nada atraente - Mas popular e escroto dentro da mídia social - e recheados de mentiras que Betty mesmo se encarregou de encher. Ao adentrar mais ao evento, avistaram Archie. que vinha andando calmamente em direção ao casal.

Archie é alto, tem olhos claros, Cabelos sempre em ordem e ruivos. Chefe da editora e melhor amigo de Betty. Eles se conhecem desde do sempre - são como irmãos - e todos dizem que deles eles formam uma ótima dupla.

- Betty, está linda como sempre! Reggie, como vai? - Deu um beijo delicado na bochecha da de cabelos loiros e logo em seguida estende a mão para Roy aperta-la.

- Vou bem! - Reggie fala seco e sem encarar - Garçom por favor, uma champanhe, sim? - Ele diz se direcionando pra um homem de maneira desajeitada.

- E como vai o Jornal? Que dia mesmo sai as tuas tirinhas? Segunda...? - Disse ele com cara de deboche.

- São as quartas! - Falou Betty com olhar de provocação para Archie.

- Na verdade... Agora está sendo está sendo mensalmente. - falou corrigido - eu pedi para que fossem. Acabou que semanalmente estava repetitivo, sem graça e coisas novas.

- Mas são só quatro quadrados com diálogos - Betty naquele momento estava zangada.

Antes de Betty continuar a falação, ela é interrompida por alguém desconhecido pelo três.

- Reggie, com licença. Eu amo seu trabalho, podemos tirar uma foto, sou muito sua fã! - disse uma menina se aproximando e claramente animada por ter encontrado o desenhista/escritor.

- Claro de sim - Ele dissese virando para a menina.

logo após tirar a foto, a menina sai e Anne que estava observando tudo com um olhar irritado por não ter sido respondida. 

- Betty, diferente de você, eu faço algo pois gosto, não me importando com o dinherio - Ele falou claramente só para deixar Anne com mais raiva, e ele conseguiu. 

- Gente, vamos parar com isso e aproveitar a festa.- 

Disse Archie tentando amenizar a situação. Anne apenas revirou os olhos e Reggie pareceu não se importar.

Quando Archie notou que o clima iria ficar pesado, descidiu voltar para seu lugar. A última coisa que queria era se meter em uma Discussão de casal. Já tinha as dele e achava muito cansativa.

- Onde estava? - Perguntou a mulher de cabelos negros,  perguntou quado ele sentou-se na cadeira ao seu lado.

- Recepcionando Betty e seu "amável" marido. - falou com cara de tédio e nem um pouco interessado em preoceguir aquela conversa.

- Deixa-me adivinhar? Eles brigaram novamente? - Veronica fixou seus olhos nos do namorado.

Veronica estava namorando Archie a mais ou menos, 2 anos. Os planos deles eram se casar em breve. Veromica é muito linda e preza por uma bia relação. Sem tráições ou brigas.

- Sim. Você sabe que Betty é como se fosse uma irmã pra mim e eu me preocupo com essas brigas diárias com Rggie - Falei baixo, pois tinha muita gente que se interessariam por um babado ali.

***

Ao chegar em casa, Betty e Reggie ainda discutiram muito maid mais. E Reggie que a muito tempo não estava mais suportando, resolveu falar o que estava preso a muito tempo.

- Não dá mais, Anne. Chega!


Notas Finais


Estão gostando? Querem que eu continue? <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...