1. Spirit Fanfics >
  2. The perfect man - Bughead >
  3. Não acredito no amor

História The perfect man - Bughead - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Não acredito no amor


- Betty, este é Jughead Jones. Um dos maiores Roqueiros de nossa atualidade. - Anne o olhou de cima a baixo com uma cara de nojo percetível.

- Archie até que enfim. Não aguentava mais esperar. - Jughead falou com uma cara de poucos amigos.

- Claro, perdoe-me. Essa é Betty Cooper a nossa melhor escritora como o senhor pediu.

- Opa - Jughead falou com um tom malicioso - Prazer. Meu nome e Jughead Jones.

- Claro que é. Mas Archie - Anne falou se virando para Archie - você esqueceu de falar que também é; o mais mulherengo, o mais machista, o que mais falar merda em entrevistas e que esquece de comparecer aos shows. - Betty falou com cara de deboche.

- Você tem uma ideia muito errada de mim, não é mesmo? - Ele perguntou com um tom um pouco indignado e meio mágoado.

- Eu e todo mundo.- falou e logo depois virou para Archie - Deixa eu ver Archie. Você quer que eu escreva a Auto Biografia dele. Falando quanto a infância dele foi triste e quanto ele teve que vencer na vida para cehgar onde tá, para que aí as pessoas se esqueçam de tudo de errado que ele fez. Incluindo o processo da ex  mulheres tirada. - Ela falou com um to de ironia.

- Basicamente sim, as pessoas tem uma ideia errada de Gilbert, como se ele fosse um vilão. e Precisamos fazer com que elas olhem para o verdadeiro Jughead. ele precisa de sua ajuda.  - Ela falou ainda parada na porta ao lado de Archie.

- Não sei se vou conseguir falar desse traste de uma forma boa. - Bett cochichou para Archie, mas o que ela não sabia era que Jughead teria ouvido

- Não quero que essa mulher faça a minha biografia. Não preciso ficar aturando essa escritorazinha  que nem fama fem - falou jughead, olhando com uma cara nada boa para Archie

- O que esse energúmeno dissse Archie? - perguntou anne com um olhar de ódio parao amigo - Eu que não quero fazer uma AUTOBIOGRAFIA de uma pessoa não repugnante como ele. - Betty disse corrigindo e apontando para o de olhos cor de avelã a sua frente.

Nessa altura do campeonato, archie estava sem palavras. Como alguém poderia odiar outra pessoa sem ao menos conhecerem?

- Você - Apontou para Jughead - é a celebridade com a pior história de vida, só vai conseguir com Anne. - E você - apontou para Betty- Trabalha aqui e tem um contrato com essa empresa.

- Mas eu não sou obrigada a fazer, e você sabe bem disso. eu não vou fazer. E se me demitir, posso muito bem falar com com a tia Mary, você vai acabar tendo que me admitir novamente. - ela falou apontando para Archie, com tom vencedor

Archie, então entrou num transe, pensando nos pros e contras de confrontar Anne.

Mary é a mãe de Archie melhor amiga da mãe de Anne, que morreu eu um acidente quando a filha tinha apenas 12 anos, ela tem Betty como uma filha. Como ela nunca teve uma menina, cuida de Anne com muito amor.

Archie sabia que se Anne falace com sua mãe, ela poderia perder a presidência da editora.

Betty e Archie moraram juntos a maior parte de suas vidas, quando a mãe de Betty morreu, como ela não tinha contato com o pai e seus outros parentes moravam em outros estados. Betty ficou com os Andrews

A mãe de Betty, Alice. Pediu Mary cuidasse e desse amor para a filha e foi isso que ela fez. Betty e Archie eram tratados igualmente. Como dois irmão.

- Não vai falar, nada? - Perguntou Betty tirando Archie de seus pensamentos.

- Calma, não podemos conversar como pessoas civilizadas? - perguntou Archie com medo de perder esse trabalho.

- Quer saber Archie , agora eu que vou pensar se quero que sua editorazinha faça o meu livro, ok? - Falou Jughead vestindo seu casaco e deixando os dois na sala.

- Betty, me explica os motivos de você ter tanta riava dele? É só um livro. Como qualquer outro que você fez? Não sabe ser profissional? Porquê está tão estressada? - perguntou Archie.autônomo.

- Regiee foi embora de casa, Archie - Betty já estava com lágrimas os olhos - Ele tem outra. Eu taão ridícula em acreditar no amor. - ela falou chorando mais.

A única coação de Archie foi abraçar a irmã, o mais forte que ele conseguia.

- Archie, ele não te merecia, você é uma mulher incrível e sabe disso. Eu tenho certeza que essa outra mulher não chega nem aos reus pés. - ele disse dentro do abraço.

- Você é o melhor amigo do mundo. - falou ela apertando jerry com mais força - Mas eu não fou fazer o livro do Jughead.

- Qual é Betty? Temos que fechar esse contrato. E você é a melhor pra fazer isso- falou Archie saindo do abraço e com uma cara de chateação - O que você tem contra ele?

- Ele vive dizendo que mulheres são só brinquedos, quer não merecem amor. E eu tenho um projeto. Muito legal e bacana - ela disse com uma clara cara de nojoe tentando chamar a atenção para seu projeto solo.

- Mas você sabe que é capaz disso. Você é a melhor escritora que eu conheço. Além disse tem mais uma Biografia e está no contrato. - Ele diz batendo o ombro no de Anne.

Betty fez Archie assinar um contrato, nele dizia que ela teria que produzir 20 biografias. Até poder publicar o seu próprio livro.

Ele sabia que era não concordaria com isso. Mas ele também sabia que ela era a pessoa mais indicada para confecção de Biografias. Ela era extremamente criativa.

- Eu sou a melhor mesmo. Poderia ser qualquer um, você sabe, é que meu lado feminista fala mais alto. Você sabe que eu odeio homens assim. - Betty afimou, olhando fixamente para Archie.

- E como eu sei. - Falou Archie, segurando a risada - Lembra no 2° colegial?

- Quando você humilhou a sua ex namorada falando pra escola inteira que ela não trazava bem e que era uma puta? - Betty falou com um certo nojo. - Você era tão idiota.

- Você passou dois meses sem dirigir a palavar a mim e ainda espalhou pra todo mundo da escola que eu usava viagra. Você sabe o que significa ganhar fama por usar isso quando se tem 16 anos?  - Ele disse com uma cara assustada.

- Ainda bem que aprendeu a lição, aposto que se fizesse isso com Veronica hoje em dia, provavelmente não fosse precisar de viagra e sim de muitos analgésicos.

- Eu não sou doido. Naquela época eu era um moleque, não devia ter feito isso. Não importa quanto aquela menina tranzasse mal. - ele disse com um olhar arrependido.

- É, mas passou, você é um homem melhor, Graças a Deus. Agora deixar eu ir pra casa, me afogar no sorvete, já que não tenho nada a fazer aqui. - Betty falou levantando e pegando a sua bolsa.

- Betty por favor, pensa só mais um pouco. Não diga não como resposta concreta. Tente pelo menos. - Falou Archie com cara de pidão. (Ele sabe fazer muito bem, e se aproveita de min por isso) - Leve isso como um desafio.

- Eu posso pensar, mas não lhe prometo nada. Já que sabe o que eu penso sobre daquele catozinho fajuto.

- Te dou uma semana para pensar! ouça as músicas dele, ele que escreve, mesmo parecendo que não. Ele fala muito de amor nas músicas - Archie disse com esperança da amiga mudar de ideia.

- Não acretido mais no amor. É apenas uma farça. - Ela disse olhando pra baixo.

- Nunca gostei daquele cara, talvez ele não seja "sua alma gêmea", um dia você vai encontrar alguém que faça seus coração palpitar como se não houvesse amanhã. - Disse Archie olhando fixamente para Betty.

Agradecia todos os dias em ter alguém como Jerry na sua vida. Ele já tinha errado no passado. Mas se reconstruiu e tinha uma muoher linda ao seu lado. Anne amava muito seu irmão postiço.

- Até mais mais Archie, irei pensar na proposta Jughead Jones.

Ela saiu, com a mente em um so lugar: Na sua cama, qual não queria sair de até o próximo verão.


Notas Finais


Estão gostandooo? <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...