História The Power Family(Interativa K-Pop) - Capítulo 14


Escrita por: e Park_Min_Kim

Visualizações 23
Palavras 1.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Menstruation, allergies, disappointments and run-down.


♡Dia Seguinte♡

 

—Omma! Omma! Omma! —Emily gritava desesperada de baixo da coberta por sua mãe.

 

—Filha? O que houve? —Hwasa disse entrando no quarto dos mais novos, se apavorou ao ver Emily cheia de sangue.

 

—Omma! Estou sangrando! —Ela exclamou com os olhos lacrimejando.

 

—Filha...Você menstruou... —A mais velha explicou dando uma risada.

 

—Já?! Foi quem primeiro?! —Kim berrou entrando no quarto.

 

—Foi a Emily!Agora você vai fazer o que eu quiser o dia todo! Chupa! —Angel exclamou.

 

—Bem vinda ao mundo da cachoeira vermelha! —Gabriela brincou pulando na cama.

 

—Agora que seu sofrimento começa amore! —BongSoon brincou.

 

—Já pode ficar grávida! Use camisinha! —Brincou JiYoon.

 

—Fala isso pra Angel. —Disse Emily.

 

—Omma? O que tá acontecendo? —DaeHyun perguntou perdido coçando seus olhinhos.

 

—Nada meu amor, vamos tomar café. —Angel disse pegando o menos no colo.

 

—Um dia eu ainda fico maior que você noona. —Ele diz.

 

—Omma, eu estou doente? —Emily perguntou.

 

—Só presa no mundo das cólicas. —Akemi disse saindo do banheiro. —Felizmente não estou ainda nesse mundo. —A mais nova deu uma rodopiada.

 

Logo depois de um papo sobre o mar vermelho, todos se arrumaram e estavam na escola conversando sobre assuntos aleatórios. 

 

—Olha, se vocês dois não pararem de idiotice, o príncipe tailandês vai ganhar o coração do anjo da nação. —JungKook falou para Taeil e Mark que se olhavam com desgosto, logo olharam para frente e viram que Angel e Chittaphon estavam muito próximos, próximos até demais.

 

—Olha, se vacilarem, mais um chega. —BongSoon disse.

 

—Será que o próximo vai ser japonês? —JiYoon brinca.

 

—Vamos apostar? Eu vou em chinês. —Gabriela disse.

 

—Okay. —Elas sorriam. 

 

—Então...que vença o melhor Lee... —Taeil disse sorrindo sádico. —Angel! Ele berrou ganhando a atenção da menor que pediu licença a Chittaphon e foi até ele.

 

—Vem  aqui, vocês dois. —Ele puxou Mark e Angel até o refeitório onde comprou um bolinho com cobertura verde, de abacate. Comprou outro com cobertura rosa aparentemente de morango. Estavam simulando as cores de suas blusas.

 

—Você prefere um bolinho amorzinho que sabe cozinhar, canta bem e ainda tem um sorriso lindo ou quer um bolinho que não sabe fritar nem um ovo, traidor e que se acha? —Taeil falou mexendo os bolinhos nas mãos, antes que Angel falar ele a interrompeu. —Foi o que eu pensei, o verde. —Ele praticamente enfiou o bolinho na boca da menor.

 

—Taeil! Ela... —Mark iria dizer mas Angel desmaiou logo em seguida. —Tu matou ela! —Mark exclamou.

 

•Um Tempo Depois •

 

—Vocês são burros?!? Ainda não entenderam que ela é alérgica a abacate?!? —Song deu um tapa na cabeça de cada um.

 

—Song?!? —Mingyu falou correndo até o mesmo logo apoiando-se em seus joelhos.

 

—Gyu, desculpa mas meio que essas antas fizeram minha irmã desmaiar. —Ele disse olhando para Mark e Taeil mortalmente. 

 

—Ah, desculpe, se quiser conversamos outra hora. —Ele disse coçando a nuca. 

 

—Não não...se quiser conversamos no hospital. Vamos? 
Ele pergunta.

 

—Okay, se não for incômodo. —O mais velho sorriu. 

 

|Hospital|

 

—Noona! —DaeHyun berrou correndo logo abraçando a mais velha com força. 

 

—Meu amor! —Ela falou retribuindo o abraço dando um beijo na cabeça do menor.

 

—Unnie! Trouxe umas visitas, eles estavam preocupados com você. —Emily disse chegando junto com Alice e Kwan. 

 

—Owt que fofos! —Angel exclamou com tamanha fofura dos pequenos.

 

—Noona, trouxe isso pra você.  —Kwan disse entregando um envelope azul esverdeado escrito “Melhoras” bem decorado. 

 

—Ele não é uma graça? —Angel disse apertando a bochecha do menor.

 

—Quando eu digo que a Angel encanta todo mundo ninguém acredita. —JiYoon disse.

 

—Foi coreano, tailandês, canadense e agora um pirralhinho. —Disse Bong Soon.

 

—Sem falar que é americano! —Emily exclamou.

 

—Ela tá podendo ela. —DaeHyun disse mas logo foi para perto de sua irmã subindo em cima da maca logo abraçando sua irmã. Ele odiava que JeongIn ficasse perto de Angel, imagine um amigo de sua irmã.

 

Gabriela por outro lado saiu andando por aí já sabendo que sua irmã iria ficar bem. No meio do corredor ela esbarrou e quase caiu mas alguém a segurou pela cintura a levantando.

 

—Oh, desculpe, eu sou muito desas... —Hoseok disse olhando para baixo mas parou de falar ao ver que era Gabriela. Ele abriu um velo sorriso. —Olá Gabriela. 

 

—Hoseok. O que está fazendo aqui? —Ela puxou assunto.

 

—Vim doar sangue, meu sangue é tipo raro e eu tive que doar pra uma pessoa que teve que fazer um exame. —Hoseok disse sorrindo. —Logo adiantando, não quer sair aproveitando que estamos aqui? Ou não dá? Se não der eu vou entender. —Ele disse. Ah garoto educado.

 

—Na verdade, dá sim. —Ele sorriu.

 

—Bom, vamos para onde? —Ela pergunta.

 

—Gosta de sorvete? —Ele pergunta. 

 

—Sim. —Ela responde. 

 

—Okay então vou levar você em uma sorveteria. —Ele falou pegando na mão da mesma andando para fora do hospital.

 

☆Ainda no hospital☆

 

—O que você queria me falar? —Perguntou Song tirando Mingyu de seus devaneios.

 

—Olha, isso pode soar meio estranho mas...você apareceu em um sonho meu...foi estranho...era como se eu já estivesse aqui...estava do mesmo jeito, sua calça rasgada, sua blusa preta... —Ele murmurou se aproximando.

 

—Mingyu... —Song parou o mesmo pondo a mão em seu peito. —Você está bem? 

 

—Estou. —Sorriu forçado coçando a nuca sem graça. —Desculpe...e-eu tenho que ir... —O mais velho saiu correndo.

 

—Ah que lindo! Sou a maior JeonGyu shipper! —JiYoon falou dando pulinhos.

 

—Menina! —Song berrou.

 

☆Sorveteria☆

 

—Então...deixa eu ver se eu entendi...você tem oito irmãos e mesmo assim sua mãe e seu pai aparentam ter menos idade que eu? —Hoseok brincou sorrindo.

 

—Sim, eles são muito pacientes, sem falar que meu Appa trabalha e ainda tem tempo na família. O engraçado é que ele ganha bem pra caralho não faz nada. —Ela brincou.

 

—Ele é o quê? —Ele indaga.

 

—Empresário, vice-presidente da JYP Entreteriment de Seul. —Disse ela.

 

—JYP? A dona do GOT7? Stray Kids? Day6? Twice? —Ele disse.(VÃO DAR VIEW EM DAY6)

 

—Isso mesmo, ele conhece alguns deles e as vezes nos dá ingressos, inclusive, só não vamos dessa vez para o show do Stray Kids porque temos que deixar minha irmã em paz, a imã de macho como eu chamo. —Ela brinca dando uma risada fraca.

 

—Seollenda me likey likey likey... —Hoseok brincou sorrindo fazendo os sinalzinhos.

 

—Meu amor! —Uma voz feminina chamou e logo uma menina abraçou Hoseok dando beijinhos no rosto do maior.

 

Aquilo destruiu Grabriela de um jeito...Ela sentiu lágrimas virem mas logo se levantou.

 

—Tenho que ir...desculpe... —Ela deixou uma lágrima discreta deixar. A mesma saiu correndo, Hoseok deixou a garota de lado correndo atrás dela.

 

—Gabi! —Ele berrou antes da mesma ser atropelada por um carro a 210 km por hora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...