História The Power Family(Interativa K-Pop) - Capítulo 15


Escrita por: e Park_Min_Kim

Visualizações 31
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Chair, kisses, hospital, and movie.


Fanfic / Fanfiction The Power Family(Interativa K-Pop) - Capítulo 15 - Chair, kisses, hospital, and movie.

Antes do veículo a atingir ela voltou um minuto no tempo ficando parada na calçada onde viu o veículo que iria atropelar a mesma passar rapidamente.

 

-Gabi! Porque correu? -Hoseok perguntou recuperando fôlego. 

 

-Nada Hoseok...Eu tenho que ir...- Ela foi a caminho do hospital.

 

-M-Mas...-Ele tentou argunentar mas ela já estava longe.

 

-Gabi! Onde estava? -Kim abraçou sua Irmã. 

 

-Lá fora...então, quando a Angel vai sair? – Ela desviou o assunto.

 

- Ela vai passar a noite em observação, deixaram a gente ficar aqui mas o Appa e a Omma terão que sair...então...Festa do pijama no hospital! -Disse JiYoon animada.

 

-Oi...-Taeil murmurou entrando cuidadosamente no quarto com uma caixa em formato de coração na mão. 

 

-Vai acabar de matar minha esposa? -MingHao brincou abraçando Angel de lado.

 

-Não...desculpe mesmo...-Taeil lamentou de cabeça baixa se aproximando.

 

-Tae...você não sabia, você não tem culpa...-Angel acariciou os cabelos do maior que sorriu largo.

 

-Então, vai ficar essa baralhada de gente e um assasino aqui? -BongSoon brincou.

 

-Exato. -DaeHyun disse.

 

-Vamos buscar nossas coisas? Não quero uma Akemi puxando meu pé a noite porquê não consegue dormir. -Emily disse.

 

- Eu não faço isso! Dá uma de Newt e se esfaqueia [Referências ksks]! -Akemi exclamou.

 

-Certo, vamos todos buscar nossas coisas, voltamos daqui a uma hora, Angel não se mata. -JeongIn disse.

 

○15 Minutos Depois○

 

Angel estava cansada de ficar olhando para o lado de fora, a mesma pegou o “mastro" onde o soro estava e ficou andando com ele pelo hospital. No meio da caminhada a mesma esbarrou em um garoto de cadeira de rodas, Nakamoto Yuta. 

 

-D-desculpe...- Ela murmurou arrumando o soro em seu lugar.

 

-Nada não, você está bem? -Se perguntou sorrindo.

 

-Tirando que estou no hospital estou bem. – Ela sorriu. Ele soltou uma risada nasal.

 

-Esta aqui porquê? -Perguntou ele.

 

-Um amigo que não sabia que eu tinha alergia me deu um bolinho de abacate e eu desmaiei, minha pressão caiu e eu fiquei muito mal, vou ter que ficar a noite em observação. E você? – Ela disse.

 

-Meu pai me mandou para uma viagem mas o motorista dormiu no meio do caminho e eu quebrei minhas pernas, eu tenho grandes chances de não voltar a andar.-Ele lamentou de baixo olhar. 

 

Angel pegou-se afundada em seus pensamentos de como ele ficava fofo em quanto mexia nas rodas da cadeira em quanto conversava, ela ouvia as banalidades sem atenção em quanto olhava as grandes mãos do mesmo nas rodas “acariciando” elas. A mesma levantou o olhar vendo que Yuta estava com uma expressão brava.

 

-Desculpe, mas essa cadeira me faz parecer um idiota? Eu pareço menos que você por estar sobre ela? -A expressão brava e ao mesmo tempo fofa do mesmo a encantava.

 

-É apenas seu jeito de andar Nakamoto. – Ela disse lendo em sua pulseira.-Porque pareceria menos que qualquer um por estar sobre elas?- Ela indagou.

 

-Nem eu sei, todos em minha volta não me olham mais com o amor que me olhavam...-Lamentou o moreno.

 

-Eles são uns babaca! Não sabem que essa cadeira não interfere em sua personalidade! – Ela exclamou fazendo o mesmo sorrir.

 

-Obrigada...-Ele murmurou sorrindo. -Quando você saí daqui? -Perguntou o mesmo.

 

-Provavelmente amanhã. – Ela responde. 

 

-Bom, quando eu sair podemos sair? -Perguntou ele meio receoso.

 

-Claro. – Ela sorriu. O mesmo passou seu número e depois eles voltaram a seus quartos.

 

-Onde estava?!? -Gabriela disse.

 

-Lá fora.-Angel respondeu. 

 

-Quem é o boy? -Bong perguntou. 

 

-Outro?-Emily perguntou.

 

- Sim, Nakamoto Yuta. -Angel respondeu. 

 

-Ele é chinês?-DaeHyun perguntou. 

 

-Japonês. -A mais velha respondeu. 

 

-Enfim, vamos fazer algo? -JiYoon pergunta. 

 

-Vamos assistir um filme, eu baixei esquadrão suicida.-Jeongin disse.

 

-Pera, Pera, que horas são? -Angel pergunta antes de Song dar o play.

 

-Seis e trinta e um. Jaemin responde. 

 

-Kim, como ainda estamos na aposta, você me deve um favor então...dá um beijo no TaradoKook. -Angel disse dando uma piscadinha para o mesmo que sorriu fraco.

 

-Meu melhor amigo e minha irmã de cúmplices? Eu odeio vocês. -Kim franziu o cenho.

 

-Vai logo! -Berra Gabriela empurrando a cabeça da mesma dando um celinho no maior junto com uma cabeçada.

 

-DISGRAÇAAAAAAAA! -Kim berra começando a correr atrás da mesma.

 

-O céu é o limite, o professor de história disse. -Mark falou.

 

-Meu pau é o limite. -JeongIn disse.

 

-DEU! PAROU DE PUTARIA! -Berrou Emily, todos se arrumaram em seus lugares.

 

- Eu que vou ficar Aqui! -Exclama RenJun sentando-se ao lado de JiYoon.

 

- Não! Eu que sento! -Jaemin exclamou. 

 

- Não! Eu!-RenJun exclama. 

 

- Eu! -Jaemin exclamou. 

 

-Nenhum dos dois, eu que fico Aqui! -Akemi exclama.

 

-Vamos assistir! -Diz Taeil.

 

-Antes que esses dois tarados venham...-Daehyun disse apontando para Taeil e Mark.

 

-O único tarado aqui é o Kookie! -Exclamou BongSoon. 

 

-Tanto faz, eu vou ficar Aqui. -DaeHyun disse se aconchegado junto com Angel na maca. 

 

-Porque ele pode?!? -Diz Song.

 

-Porque ela me ama. -O mais novo responde sorrindo sacana.

 

♡Mais Tarde♡

 

-É melhor vocês irem dormir.-BongSoon disse.

 

-Porquê deveríamos unnie? -Akemi provocou.

 

-Porque o médico do mal vai vir buscar vocês. -Luke disse.

 

-Se arranca seus órgãos e os leva e vocês nunca mais serão vistos...-Bong disse.

 

- Não! -Emily exclamou se escondendo em baixo de uma coberta. 

 

- Eu mato ele na porrada! -DaeHyun exclama. 

 

-Bu! -Akemi bate no ombro do mesmo que pula de medo.

 

-Buu! -Emily pula nas costas do menor.

 

-Aí! Suas doidas! -Se berra as tirando de cima de si.

 

Ao meio da noite onde todos haviam dormido, JiYoon saiu do quarto em busca de água, mas, foi interrompida na rota de volta. Algo a puxou para um quarto vazio, lábios meio carnudos colaram aos seus, a sensação era ótima então ela por impulso retribuiu. A luz se abriu...

 

-Você? – Ela pergunta surpresa.

 

-Desculpe...Foi por impulso...-RenJun abaixa o olhar.

 

-Junie...- Ela murmura.

 

-Nem pra pegar na bunda? -Kim debocha saindo de trás da porta.

 

-Eu odeio vocês! -JiYoon sai batendo o pé do quarto.

 

-Nem estragar o clima podemos mais? -JungKook brincou.

 

-JiYoon! -RenJun exclmaou.

 

- Eu falo com ela. – Jaemin saiu correndo logo abraçando ela.

 

-Porquê nada dá certo?-JiYoon lamenta. 

 

-Porque deve ter outro cara querendo você e o mundo estraga seus momentos com RenJun porque ele não é a pessoas certa pra você.  Existe alguém melhor pra você. -Me diz.

 

-Tá parecendo que é até você esse tal de alguém...-Ela murmura. 

 

-Sou eu mesmo! -Se exclama dando um beijo na mesma eu tentou separar mas ele era mais forte.

 

-Ji...-RenJun murmura...Ela viu que o maior estava tremendo com um rastro de lágrima na bochecha.

 

-O que eu fiz? – Ela se pergunta tristemente. 


Notas Finais


Autoras: @Mochyy_s2 e @Park_Min_Kim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...