História The Power Of Love - Season 1 - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Adelaide Kane, Reign
Personagens Aylee, Catherine de Medici, Clarissa, Francis II of France, Greer of Kinross, Henry II of France, Kenna, Lola, Mary, Queen of Scots, Olivia D'Amencourt, Personagens Originais, Sebastian "Bash"
Tags Frary
Visualizações 55
Palavras 1.702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!
Bom, está é minha primeira fanfic e espero que gostem. Ela será baseada na série Reign e no meu casal favorito Mary e Francis. Aqui vai algumas informações sobre a história:
- o enredo não seguirá o da série, mas haverá alguns detalhes dela na história;
- não haverá nenhum romance entre Bash e Mary;
- não haverá nenhuma profecia dizendo que Francis morreria;
- Catherine e Mary são amigas;
- será narrado em primeira pessoa;
- a história será dividida em temporadas.

Boa leitura!!

Capítulo 1 - Suddenly Everything Has Changed


Pov's Mary

Meu nome é Mary, e eu sou a rainha da Escócia. Fui coroada rainha com apenas seis dias de vida devido à morte do meu pai. Eu estava indo para a França, pois eu estava prestes a me casar com o futuro rei, Francis.

Eu me lembro de passar grande parte da minha infância na corte francesa. Francis era o meu melhor amigo, mas desde o meu retorno para a Escócia, não nos falávamos muito. Eu corria perigo. A Inglaterra queria tomar a minha coroa e o meu país. A França era nossa aliada e minha única chance de sobrevivência. Minhas amigas e eu estávamos quase chegando ao castelo. Devo admitir que eu estava bem nervosa. 

A carruagem parou e eu podia ouvir a música anunciando a minha chegada. Respirei fundo e logo saí da carruagem. Avistei minhas amigas e fui correndo até elas.

- Mary! - falaram todas me abraçando e logo se curvando diante de mim

- É tão bom estarmos juntas novamente! - falei dando um grande sorriso e logo me virando para ver a chegada da família real - Como eu estou?

- Você está linda, Mary! - falou Aylee

- Como sempre. - falou Kenna - Eu estou vendo a família real, mas onde está o Francis?

- Apenas o Sebastian está com eles. - comentei e de repente vi Francis vir por outra direção. Não pude deixar de sorrir

- Majestade! - falou Francis se curvando diante de mim, assim como eu me curvei diante a ele 

- Por favor, me chame de Mary. - falei sorrindo - Afinal, não é como se fossemos desconhecidos.

- Você não sabe o quanto senti a sua falta! - falou Francis me abraçando. Era tão bom estar perto dele de novo, ele fazia me sentir segura - Como você está?

- Viva, não graças aos ingleses. - falei em um tom sarcástico 

- Eu sinto muito pelo que você tem passado Mary. - falou Francis pegando em minha mão - Venha, meus pais estão a nossa espera.

Segui Francis até a família real. Eu não me sentia tão nervosa igual a antes. Graças ao Francis, eu me sentia em casa novamente. Ao chegar em frente ao rei e a rainha da França, me curvei em sinal de respeito.

- Seja bem-vinda novamente à corte francesa, Mary. - falou o rei Henry

- Você estará bem protegida conosco minha querida! - falou Catherine me abraçando - Está tão linda.

- Obrigada, majestade. - falei dando um pequeno sorriso

- Venha, levaremos você ao seus aposentos! - falou o rei Henry

Pov's Francis

Mary havia ido com a minha mãe para seus aposentos. Desde que eu havia descoberto que Mary voltaria para a Corte, eu não conseguia parar de pensar que logo iríamos ficar juntos para sempre. Nós iríamos nos casar e seríamos os próximos rei e rainha da França e Escócia.

Eu estava no salão real com o meu pai. Estávamos discutindo sobre a comemoração que faríamos para a chegada de Mary hoje à noite e sobre a segurança dela.

- Os ingleses não irão se arriscar enquanto Mary estiver na corte, Francis. - falou meu pai seriamente - Não importa que eles a queiram morta, nada irá acontecer à ela.

- Eu a amo pai! - admiti - Em todos os momentos em que trocamos cartas, eu não conseguia parar de pensar no momento em que eu a veria novamente.

- Você tem sorte de amar, Francis. - falou meu pai - Você será um grande rei no futuro, você e Mary se amam. Serão grandes líderes e irão reinar com compaixão e isso é o mais importante.

- Quem é você e o que fez com o meu pai que vivia dizendo que um rei deveria liderar com a cabeça e não com o coração? - perguntei com um tom de sarcasmo 

- Bom, ele viu o quanto o coração de seu filho era bom e que reinar com compaixão é muito melhor do que liderar com ignorância! - falou 

Meu pai saiu do salão, me deixando sozinho. Eu não podia esperar para ver Mary hoje à noite. Eu estava prestes a sair do salão quando vi Mary parada atrás de mim, sorrindo.

- O quanto da nossa conversa você ouviu? - perguntei meio envergonhado 

- O bastante. - falou Mary sorrindo - Quer dizer que você me ama?

- Sim, eu te amo! - falei me aproximando dela - Eu sempre te amei.

- É tão bom te ouvir dizer isso! - falou Mary e eu a beijei - Francis... não sei... se é uma boa ideia. Se alguém nos ver...

- Mary, nós iremos nos casar em alguns dias! - falei continuando a beija-la - É normal que as pessoas nos vejam juntos como um futuro casal.

- Com licença majestades! - falou o guarda interrompendo nosso beijo - Mas o rei solicita a presença de vocês na sala do trono.

Peguei a mão de Mary e fomos direto para a sala do trono. Ao chegar lá, vimos milhares de guardas e meu pai parecia irritado.

- Mary! - falou o meu pai seriamente - Precisamos discutir alguns assuntos de seu interesse e que futuramente serão de interesse de Francis também.

- O que você quer dizer majestade? - perguntou Mary confusa

- Queremos que você assuma o trono da Inglaterra quando sua prima morrer. - falou meu pai

- Ah... me desculpe majestade, mas não sei se posso fazer isso. - falou Mary nervosa

- Pai, isso é loucura! - falei irritado - Os ingleses já querem a Mary morta, não os dê outro motivo para irem atrás dela.

- Não há o que discutir, assim que a rainha da Inglaterra morrer, você irá declarar o seu trono Mary. - falou meu pai decidido - Ele é seu por direito, você é a rainha legítima. Você não imagina como se tornará poderosa quando tiver a Inglaterra em suas mãos.

- Eu não quero poder! - falou Mary aumentando o seu tom de voz - Se eu declarar o meu trono na Inglaterra, Elizabeth fará de tudo para me matar. Será uma guerra entre a Escócia e a Inglaterra. Uma guerra que talvez eu não sobreviva e assim você perderá sua única esperança contra minha prima Elizabeth.

- Será um conflito entre Mary e Elizabeth, pai. - falei calmamente - Por favor, pense no que você está pedindo.

- Eu já me decidi, Francis! - falou meu pai - Você irá declarar o seu trono na Inglaterra, Mary. Independente do que lhe custar.

- Mesmo que custe a minha morte? - perguntou Mary - Se eu morrer, a Inglaterra nunca será sua.

- Você está sob nossa proteção. - falou meu pai - Não deixaremos que nada lhe aconteça.

Pov's Mary

Eu estava furiosa. O que Henry me pediu custaria a minha vida. Saí da sala do trono correndo, eu estava tão nervosa e não sabia do que eu seria capaz de fazer. Fui para meu quarto e fiquei feliz de ter visto minhas amigas.

- Mary o que aconteceu? - perguntou Greer preocupada

- O rei Henry quer que eu declare o meu trono na Inglaterra! - falei me jogando em minha cama

- Ele está ficando louco? - perguntou Aylee - Entraremos em guerra com a Inglaterra.

- Ele não liga pra isso, Aylee! - falei irritada - Precisamos arranjar uma maneira de eu não ter que declarar o trono.

- Mas o rei... - falou Aylee, mas foi logo interrompida quando alguém bateu na porta. Lola foi ver que era e logo vi Francis entrar no quarto

- Estou interrompendo? - perguntou Francis

- De forma alguma! - falo Greer se levantando assim como as outras garotas - Vamos deixar vocês a sós para conversarem.

Minhas amigas saíram do quarto. Francis se aproximou de mim e sentou ao meu lado. Eu não sabia o que dizer pra ele, ainda estava com raiva pelo que o pai dele exigia de mim.

- Mary, eu sei que você está com raiva. - falou Francis calmamente 

- Eu não estou com raiva! - menti - Só não sei como reagir às notícias do seu pai. Ele está sendo bastante exigente.

- Você está com raiva! - afirmou Francis - E tem todo o direito de estar, Mary. O que meu pai está pedindo que faça é uma loucura, mas saiba que eu estarei ao seu lado independente de sua decisão. Quando nos tornarmos rei e rainha, lideraremos juntos. Com um só.

- Eu já disse o quanto te amo? - falei o beijando - Agora, você precisa sair daqui. Eu preciso me trocar para a comemoração de hoje à noite.

- Estarei esperando por você majestade! - falou Francis se curvando e beijando minha testa

Francis saiu do quarto e eu fui me trocar. Decidi colocar o vestido que Henry havia me presenteado com a minha chegada à Corte. Eu queria impressionar Francis hoje, queria fazer parte de sua vida. Ao terminar de me arrumar, saí do quarto e fui com minhas amigas para o salão real. Já estava cheio de convidados e todos virem me dar as boas-vindas. Eu já estava cansada de ficar cumprimentando os nobres e para minha felicidade, Francis apareceu para o meu resgate.

- Me concede está dança, majestade? - perguntou estendendo sua mão e eu assenti

Francis me levou para o meio do salão e começamos a dançar. Todos os nobres nos encaravam, mas eu não ligava para isso. Eu só tinha olhares para o meu Francis, o amor da minha vida.

- Todos estão olhando pra você. - falou Francis com um pouco de ciúmes 

 Não precisa se preocupar Francis! - falei o beijando - Eu só tenho olhos pra você, meu futuro rei.

Continuamos a dançar. Eu nunca estive tão feliz na minha vida. Francis me fazia feliz.

- Não vejo a hora de me casar com você. - falou Francis

- Eu também não vejo a hora. - falei e ele logo me beijou. Agora era real, eu estava em casa. E eu faria de tudo para que meu futuro com Francis seja perfeito 

 

Continua...

 


Notas Finais


Bom aí está o primeiro capítulo, espero que tenham gostado. Deixem a sua opinião, é muito importante saber o que vocês estão achando. Ao final de todo capítulo deixarei a sinopse do próximo capítulo.

1x02:
Mary e Francis estão cada vez mais próximos. Henry não para de pressionar Mary para declarar seu trono na Inglaterra e isso acaba custando uma discussão muito grande.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...