1. Spirit Fanfics >
  2. The Pretty Hurts. >
  3. Capítulo 3.

História The Pretty Hurts. - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 3.


Fanfic / Fanfiction The Pretty Hurts. - Capítulo 3 - Capítulo 3.

— Que horas são? - Perguntei a Hyana quando saímos do refeitório.

— Oito e dez. - Ela disse depois de olhar em seu celular.

— Ainda? Falta meia hora.

— Não trouxe seu celular?

— Claro que não, porque nessas horas era pra eu estar em casa.

— Por isso que eu sempre trago meu celular, nunca se sabe quando algo pode acontecer. - Ela disse enquanto entravamos no corredor.

— Ei, vocês duas. - Alguém disse no final do corredor. Jisoo.

— Seja gentil, não seja uma cavala como sempre. - Ela disse e eu ri. — Sim, Jisoo?

— Bom, eu vou ser rápida, está bem? É que se por um acaso, alguma de vocês forem participar dos teste, vocês têm que assinar a lista, sim, eu sei que vocês nunca participam mas é obrigatório perguntar a tod...

— A Marjorie vai participar. - Hyana disse a interrompendo.

— Vai? Oh, que incrível. — Jisoo disse dando pulinhos — Aqui está a lista. - Ela disse me dando uma prancheta com o nome de várias garotas. — Por favor, coloque seu nome completo. - Peguei a caneta de sua mão e escrevi meu nome completo, e entreguei a ela. — Ótimo, os testes vão começar às oito e quarenta no ginásio, boa sorte e tenha um bom dia. — Ela disse e depois foi andando para o banheiro.

— Jisoo está muito feliz, eu tenho medo. - Disse para Hyana e continuamos a andar pelos corredores.

— Olha, eu não estou surpresa, normalmente quem é uma vadia com todos é a Seugi e a Momo.

— Realmente.

— Falar mal por trás é feio, garotas. - Uma voz grossa falou atrás da gente. Fazendo a gente se virar.

— Não estávamos falando por trás, Park, eu posso falar na frente delas, se eu quiser. - Eu falei o encarando.

— Não faz isso. - Hyana sussurrou no meu ouvido.

— Jura? Então por que não fala? - Ele disse e depois apontou para a Seugi e a Momo que vinham com a mesma prancheta que a da Jisoo. — Seugi e Momo, venham aqui por favor?! - Ele gritou pra as duas que vieram correndo igual duas cadelinhas. — Fale, Marjorie.

— Okay, Momo, Seugi, sinto muito mas todos acham que vocês são umas vadias, desculpa falar assim diretamente, mas é a incrívelmente verdade. - Jimin estava surpreso afinal, eu não "brigava" com ninguém, muito mesmo discutia. As duas estavam com a mesma expressão no rosto, e Hyana? Hyana estava gritando "briga" repetidas vezes. - Satisfeito?

— Olha, Maria. - Momo disse.

— Marjorie. - A corrigir.

— Tanto faz. - Agora foi a vez de Seugi. — Eu não esperava menos de você, sabe? Eu sempre soube que você era uma cachorra invejosa. - Eu ri escandalosamente alto chamando atenção das pessoas que passavam e logo já tinha uma roda de gente nos sercando.

— Oh, eu já entendi. - Eu disse parando de rir. — Olha, sinto lhe informar mas, assim, porque eu teria inveja de você? De você? Pelo amor de Deus, o meu pai é o maior empresário do Brasil e o terceiro da Coréia inteira, então menos, bem menos, e se eu tivesse de ter inveja de alguém, eu teria de alguém que tenha um bom trabalho, tenha um belo corpo, auto estima boa, vida estabilizada, diploma de medicina e claro, uma família que não seja homofóbica, racista ou preconceituosa. De você? Só pena.

— Você se acha demais pra uma Barbie de esquina. — Momo disse.

— E você se acha demais pra uma garota que está repetindo o primeiro ano com 18 anos nas costas, melhore. Vamos, Hyana. - Eu disse e eu e Hyana começamos a andar indo para o ginásio.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...