História The Prince and the Black Rose - Capítulo 10


Escrita por: e anainha14

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Amizade, Amor, Aventura, Colegial, Comedia, Drama, Original, Romance, Tragedia, Violencia
Visualizações 15
Palavras 1.510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi serzinhos, tudo bom com vocês? Estou trazendo o capítulo 10 da fanfic ^u^ aaaa, eu espero que gostem desse capítulo. Lhes desejo uma boa leitura!

Capítulo 10 - Dia Complicado


- Essa não… - Takeru fechou os olhos, esperando ser atingido pelo caminhão, mas sentiu alguém pulando nele, como se o estivesse tirando dali rapidamente. - AAAH! -Takeru abre os olhos e vê que estava na calçada e que havia um homem ao seu lado. - Quem é você?

- Isaac… Sou irmão de Isa. Creio que ela já tenha falado de mim.

- Ah… Eu sou o Takeru... Obrigado por me salvar. - ele se sentou.

- Não foi nada. Isa não gostaria que você morresse.

- E-entendi.

- Suponho que já saiba sobre nós. - Isaac estava sério.

- Hai… Eu não acreditaria em circunstâncias normais, mas depois das coisas que eu vi… É difícil não acreditar.

- Entendo.

- E quanto a Isa? Temos que ir atrás dela!

- Talvez seja melhor deixá-la um tempo sozinha.

- Mas por que? Por que ela fugiu assim?

- Você não imagina o quanto somos odiados só por sermos o que somos… Ela provavelmente ficou com medo de que você a odiasse quando soubesse do que ela realmente é.

- Eu não vou odiar ela! Por que eu a odiaria?

- Fizemos muitas coisas ruins, coisas absurdas.

- Eu não vou odiá-la por isso. Ela me salvou e tem me ajudado muito, se não fosse por ela eu estaria morto. Sou muito grato a ela, então… Eu nunca, jamais conseguirei odiá-la.

- Você tem um coração bom… Vamos, vou levá-lo até ela. Ah, e por favor, não saia correndo como um louco novamente, isso pode causar a sua morte algum dia…

- Certo…

Os dois então atravessam a rua e vão andando pela cidade, se dirigindo a um enorme prédio, era um dos maiores.

- Uau, que grande! - exclamou Takeru.

- É, é sim. Isa adora vir aqui para ver a vista.

- Entendo. Então ela está lá em cima, no topo?

- Exatamente. Vamos.

Eles então entram no prédio e pegam o elevador, se dirigindo ao terraço. Como era um prédio bem alto, demorou um pouco até chegarem lá. Ao chegarem, eles saíram do elevador e Isaac abriu a porta do terraço lentamente para ver se Isa realmente estava lá. E estava. Ela estava bem na beirada. Estava ventando muito e seu longo cabelo preto balançava com o vento. Ela estava de olhos fechados, aproveitando aquele vento. Depois os abriu e observou a cidade. Estava anoitecendo.

- Vamos esperar um pouco, Takeru. - disse Isaac.

- O que? Por que?

- Espere anoitecer. Vamos admirar a vista com ela, talvez isso a deixe feliz.

- Ah, entendi! É uma ótima ideia!

Eles então resolveram esperar anoitecer. Quando anoiteceu, o vento se tornou ainda mais agradável. Isa parecia relaxar. Fazia algum tempo que não ia naquele lugar. Estava se sentindo bem, era como se estivesse em harmonia com o vento. Isaac e Takeru finalmente resolvem sair. Isa percebeu e olhou para eles, surpresa.

- Isaac, Takeru, o que estão fazendo aqui? - sua voz parecia triste. Takeru não disse nada, apenas correu até ela, a puxou e a abraçou.

- Baka, eu nunca vou te odiar, nunca. Nunca mais fuja assim… - ele a estava abraçando fortemente, como se tivesse medo de perder-lá.

- Uh? Takeru, do que está falando?

- Nós sabemos que você estava com medo de ele a odiar quando descobrisse sobre você, Isa. - disse Isaac.

- Eu… - Takeru soltou Isa e ficou a olhando. - Eu odeio isso que eu sou. - ela começou a chorar. - E-eu acabo causando a morte de muitas pessoas e também a tristeza de outras… Me desculpem, eu me odeio e não consigo para de me odiar… - ela esfregou os olhos. - Me desculpem… 

- Isa… - Isaac se aproximou e a abraçou. - Não fique assim, minha pequena irmãzinha… Seja feliz, sorria… Você tem um sorriso tão bonito.

- Isaac! - Isa o abraçou. - É a primeira vez que me chama assim… - Isaac corou minimamente.

- Ah, que isso, deve ter tido outras vezes.

- Não. - ela limpou as lágrimas. - Foi a primeira vez. - ela sorriu.

- Pelo menos você sorriu, boba.

- Bobo é você! - Takeru riu e Isaac e Isa o olharam.

- O-o que foi? - ele põem a mão na boca. Isa ri também e Isaac sorri.

- Parece que você está feliz agora, Isa. - Isaac olhou para Takeru, que ficou meio confuso.

- Heh? Ah! Isa! O que acha de nós ficarmos admirando essa vista todos juntos? - Isaac revirou os olhos, como se quisesse que ficassem apenas Isa e Takeru, a sós. Acabou que ele teve que ficar junto. Eles se sentaram no chão e ficaram em silêncio observando a cidade. Takeru ficava olhando Isa do canto do olho. - Ela é tão linda, tão incrível. Ela consegue me deixar tão bem… Deus! Acho que estou começando a criar sentimentos por ela! - pensou Takeru. Ele corou com seu pensamento e olhou para baixo. Isa percebeu.

- O que foi, Takeru? - ela o olhou.

- N-nada. - ele ainda estava corado.

- Então tá… - ela voltou a olhar para a cidade e Takeru ficou aliviado, não queria que ela o visse assim.

            {Alguns minutos depois}

Após um tempo observando a vista, eles se levantam e vão embora juntos. Eles estavam caminhando num silêncio total até que Isaac resolve quebrar o silêncio.

- Isa, é verdade que foi suspensa?

- Sim.

- Entendo…

- Mas foi por um bom motivo. E você, por que estava faltando aula?

- Eu estava resolvendo umas coisas.

- Que coisas?

- Nada demais. Não se preocupe.

- Certo. Hiro voltou a estudar lá, sabia?

- Legal… Vou a aula amanhã.

- Acho bom. - o silêncio retorna. Após eles chegarem a um certo ponto, Isaac parou de andar.

- Vou precisar ir para o lado contrário agora…

- É… - Isaac saiu andando e Isa ficou o observando ir. Takeru estava confuso.

- Ei Isa, por que vocês não moram juntos mesmo?

- Eu não sei, acho que queremos privacidade. - ela estava séria.

- Está tudo bem Isa?

- Está sim, não se preocupe. - ela sorri.

- Então tá… - ele fica a olhando do canto do olho. Mesmo que ela dissesse que estava bem ele ainda se preocupava. De repente, Takeru sente sua mão ser apertada. Era Isa, que estava segurando a mão de Takeru, fortemente. A mão de Isa estava tremendo. Takeru percebeu e apertou a mão de Isa, como se estivesse dizendo “eu estou aqui, está tudo bem”. Isa se acalmou. - Isa, o que está te incomodando?

- Eu estou com medo, Takeru…

- Medo de que?

- Agora que você descobriu sobre eu ser um demônio, quando vierem atrás de mim virão atrás de você também… E eu não queria te envolver nisso… Me desculpa…

- Uh… Tá tudo bem, Isa. Eu nunca tive uma vida normal mesmo. - ele sorriu. - Se eu tiver que lutar com eles, eu lutarei, mas nunca sairei do seu lado.

- Takeru! - ela o abraçou forte. - Obrigada, você é incrível.

- De nada... - ele a abraçou também. Após alguns segundos eles desfizeram o abraço e voltaram a andar.

              {Alguns minutos depois}

Isa e Takeru haviam acabado de chegar no apartamento. Isa resolveu ir tomar um banho para ver se conseguia relaxar. Ela fechou seus olhos e deixou que a água caísse em seu rosto e por todo seu corpo. Seu cabelo acabou cobrindo seus olhos. Ela estava conseguindo relaxar com aquela água gelada reconfortante. Após terminar o banho, Isa se enrolou na toalha e foi ao seu quarto. Takeru estava na sala, a esperando. Ela saiu do quarto, utilizando apenas um vestido branco. Ela queria usar uma roupa leve para poder continuar relaxada.

- Wow! Você fica bonita de vestido. Quer dizer, você sempre está bonita, meu Deus, o que estou dizendo? - ele botou a mão no rosto.

- Eu entendi, Takeru. - ela sorriu. - Quer dizer que sou bonita de qualquer jeito?

- Sim!

- Obrigada. - ela cora um pouco. - Bom, acho que vou pedir uma pizza para nós, não estou com vontade de cozinhar.

- O que é uma pizza?

- Você vai ver…

              {Alguns minutos depois}

A pizza havia acabado de chegar. Era de calabresa. Isa a pegou, cortou duas fatias e botou em dois pratos. Deu um dos pratos para Takeru.

- Prefere comer com a mão ou talher?

- Como você sugere?

- Huuum… - Isa pegou sua fatia com a mão e começou a comer.

- Então tá bom. - Takeru pegou a fatia com as mãos e começou a comer também. - É muito boa!

- Sabia que gostaria. - ela sorriu.

- É algo divino! - Isa riu com o que ele acabará de dizer.

Takeru havia se lambuzado todo com a pizza, então Isa pegou um papel toalha e o limpou, o que o fez corar. Isa riu da reação dele. Eles terminaram de comer e assistiram um pouco te televisão, mesmo com Takeru ainda não sendo acostumado, e depois foram dormir. Suas vidas começariam a ser muito agitadas a partir daquele dia...


Notas Finais


Ah, olá de novo. Bom, este foi o capítulo. Gostaram? Eu espero que sim. Lhes desejo um bom final de semana. E semana que vem eu estarei postando o capítulo 11, aguardem u-u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...