História The Prince and the Black Rose - Capítulo 4


Escrita por: e anainha14

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Amizade, Amor, Aventura, Colegial, Comedia, Drama, Original, Romance, Tragedia, Violencia
Visualizações 29
Palavras 1.771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá meus amores! Como estão? Espero que estejam bem kk. Estou trazendo aqui o capítulo 4 da fanfic, eu espero que seja do agrado de vocês e lhes desejo uma ótima leitura!

Capítulo 4 - A Visita à mãe de Haru


Isa, Mayu, Yoshiaki e Isaac, todos correndo juntos em direção ao hospital com apenas um único objetivo: ver a mãe de Yoshiaki e mostrar a ela que ele conseguiu amigos.

- Estamos quase chegando! - disse Yoshiaki. - Mãe, me aguarde, estou indo te ver. - pensou ele.

            {Alguns minutos depois}

- Isa e Isaac, como vocês correm tanto e não cansam?! - perguntou Mayu

- Acontece que não somos sedentários como certas pessoas. - Isa sorri desafiadoramente.

- Hã?! Quem você tá chamando de sedentária?! Eu fico maior parte do tempo estudando, coisa que você devia fazer! Se tivesse estudado, teria se tornado representante de classe!

- Foi exatamente por isso que não estudei. - ela da língua.

- Ei vocês, já chega, viemos aqui ver a mãe do Yoshiaki.

- Meu irmão ficou bravo. - ela faz bico.

- Yoshiaki, tudo bem? - perguntou Isaac

- H-hai… Vamos lá. - eles enfim entram no hospital.

- Yoshiaki, e agora?

- Eu vou falar com a moça ali, vocês me esperem aqui, por favor. - ele então vai lá.

- E agora? - perguntou Mayu

- Esperamos. - Isa e Isaac falaram ao mesmo tempo.

- Vocês são mesmo irmãos. - Mayu sorri. Yoshiaki volta, mas ele estava cabisbaixo.

- Ela disse que só a família pode entrar, então não tem como vocês entrarem…

- Entendido. Yoshiaki, vá ver sua mãe, vamos o esperar aqui.

- Mas Isaac…

- Tá tudo bem. - ele estava sério. - Eu vou dar um jeito. - ele sussurrou para Yoshiaki, que não entendeu direito, mas assentiu. Yoshiaki, foi então, ao quarto onde sua mãe estava.

- E o que vamos fazer agora? Ficar aqui e aceitar isso? - perguntou Mayu, que estava indignada.

- Não. - disse Isaac

- Isaac tem um plano. - Isa e Isaac estavam se encarando, como se entendessem exatamente o que cada um estava pensando. Era como se conversassem pelos olhares.

- E que plano é esse?

- Vá lá, Onii-Chan.

- Pode deixar. - Isaac vai até a mulher da recepção. - Nos deixe entrar, queremos ver a mãe de nosso amigo.

- Como já disse a ele antes, só a família está autorizada a entrar, amigos e conhecidos não. - Isaac taca a mão na bancada com força.

- Não estou pedindo, estou mandando. - a mulher se levanta.

- Quem você pensa que é?! Eu vou chamar a segurança!

- Eu estou mandando nos deixar ir. - os olhos de Isaac ficam vermelhos, apesar de seu olho direito estar sempre coberto pela franja, não sendo perceptível a mudança nele. A mulher escuta uma voz demoníaca em sua cabeça.

- Certo, podem ir. - ela fala como se estivesse sendo controlada.

- Muito obrigado. - os olhos de Isaac voltam ao seu normal. Ele vai até Isa e Mayu. - Pronto, resolvido. - eles vão até o quarto onde a mãe de Yoshiaki está. Isaac bate na porta.

- Ah, mãe, deve ser algum médico… Pode entrar! - Yoshiaki falou alto para que o suposto “médico” escutasse, mas ele se surpreende ao ver que era Isaac, Isa e Mayu.

- Algum problema se não formos médicos? - disse Isaac. Eles vão entrando. Yoshiaki deu um grande sorriso.

- Vocês conseguiram!

- Graças ao meu irmão aqui.

- Isaac é assustador… - disse Mayu.

- Calem-se! - disse Isaac, emburrado.

- Mãe, esses são meus amigos, Isaac, Isa e Mayu.

- Ah, então são vocês. - ela tenta se sentar mas não consegue. Yoshiaki, então, a ajuda a se sentar. - Como puderam ver, estou realmente mal… Nem consigo me sentar sozinha. - ela tosse sangue.

- Mãe! - ele limpa o sangue. - Acho melhor chamar um médico. - ele já ia se levantar, mas sua mãe segura o braço dele com as poucas forças restantes que ela tinha.

- Não vá… Por favor… Eu estou bem, e se chamar um médico agora, você e seus amigos vão ter que sair daqui.

- Mas mãe… - ele estava com uma expressão triste. Sua mãe percebe, e põem a mão ro rosto dele.

- Você é tão lindo pra ficar com essa expressão triste… Sorria, por favor…

- Desculpe, mãe… - ele põem a mão dele sobre a dela. - Mas não consigo sorrir…

- Uh… Yoshiaki. - Isa o chama. - Por que não vai ali em fora com a Mayu? - ela olha para Mayu e ela concorda. - Volte quando estiver mais calmo.

- Faz o que minha irmã disse, Yoshiaki…

- Está bem... - ele vai até Mayu. - Vamos...

- Hai. - os dois saem andando juntos pelo corredor.

- Obrigada… - agradeceu a mãe de Yoshiaki.

- Senhora… - Isa se aproxima dela e segura sua mão. - Nós vamos cuidar do Yoshiaki, eu prometo.

- Muito obrigada. Tive medo que ele não tivesse ninguém depois que eu morresse, mas vejo que ele tem, e são ótimos amigos. - ela sorri. Sem que ela percebesse, Isa a passa uma energia que percorre todo o corpo dela e vai à curando.

- De nada. Agora, acho melhor você descansar.

- Certo… - ela rapidamente adormece.

- Hey, Isa…

- Falaremos sobre isso depois…

                   {Enquanto isso}

- Já faz um tempo que o Haru-kun me falou que ia ao banheiro, será que ele está bem? - pensou Mayu. Ela olhou pros dois lados para ver se ninguém estava olhando e entrou no banheiro masculino. - Haru-kun! - ela foi até a única porta fechada. - Haru-kun, você está aqui né? Você está bem? - ele não responde. - Haru! - Mayu chuta a porta com força e quebra a tranca. Ela abre a porta e quase cai para trás. Haru estava com ambos os braços com cortes fundos, sangrando, e segurando uma faca, apontando pro pescoço. - Haru, não! - Mayu se ajoelha na frente dele e segura as mãos dele com delicadeza.

- Mayu… - os olhos dele estavam sem vida.

- Haru… - ela começa a chorar. - Haru-kun… Pare com isso, por favor… Solte essa faca…

- Mayu… E-eu… - ele tenta aproximar a faca mais ainda do pescoço.

- Não Haru! - Mayu tenta puxar a faca e machuca a mão. - Ai, droga.

- Mayu! - ele solta a faca e pega a mão dela e olha o corte. - Você está bem?

- Haru, não se importe comigo, olhe seus braços! Temos que procurar um médico agora! - ela se levanta. - Vamos!

- Eu sou um idiota… Um grande idiota… - ele põem as mãos na cabeça.

- Haru-kun, não diga isso… - ela acaricia o cabelo dele.

- Uh… Ela está fazendo a mesma coisa que fez hoje na escola… - pensou ele

- Vamos, Haru-kun… Por favor…

- H-hai… - ele se levanta.

- Ótimo! - ela pega a mão dele e corre para fora do banheiro. - Algum médico? Ele precisa de um médico! Rápido! - Mayu gritou e um médico se aproxima.

- Venham comigo.

- Hai!

             {Alguns minutos depois}

Mayu e Yoshiaki estavam sentados em umas cadeiras na recepção. Yoshiaki estava com a cabeça encostada no ombro de Mayu e de olhos fechados. Seus braços estavam enfaixados e a mão de Mayu também.

- Mayu, me desculpe por isso...

- Está tudo bem, não se preocupe. - ela sorri. - Só me prometa que não fará mais isso.

- Eu… Não posso prometer isso.

- Haru-kun… Por favor…

- C-certo… Eu prometo.

- De mindinho? - ela levanta a mão.

- Uh… H-hai. - eles entrelaçam seus mindinhos. Isaac e Isa vão até eles.

- Finalmente encontramos vocês! Onde vocês estavam?

- O que aconteceu? - perguntou Isaac, enquanto olhava para os braços de Yoshiaki e a mão de Mayu.

- É uma longa história. - disse Mayu. Yoshiaki botou as pernas em cima da cadeira e as abraçou.

- É tudo culpa minha…

- Haru! Eu já disse que está tudo bem, pare com isso.

- D-desculpe…

- Acho melhor irmos embora. - disse Isaac.

- Mas e minha mãe?

- Ela está dormindo, amanhã você vem vê-la novamente.

- Certo…

- Haru-kun, você vai jantar na minha casa, né?! - Mayu põem o braço envolta do pescoço dele, o abraçando.

- H-hein? - ele fica confuso.

- Isa e Isaac também vão, né? - ela parecia animada.

- Ah, desculpa, eu e meu irmão temos algo pra fazer. - Isa olha para Isaac como se estivesse dizendo para deixar os dois a sós e ele assente com a cabeça. - Podemos ir um outro dia.

- Ah, que pena. Mas tudo bem, Haru-kun vai né?

- E-eu…

- Vai “Haru-kun” - diz Isaac, brincando.

- Vai Yoshiaki! - Isa levanta os braços.

- Tá bem, eu vou! - ele se levanta.

- Eba! - Mayu se levanta tbm.

- Boa janta para vocês. - diz Isaac

- Digo o mesmo. Abraço em grupo?

- Heh?! - todos falam ao mesmo tempo, olhando para Isa.

- O que? Não gostaram? Seus chatos. - ela abraça todos. Eles acabam se rendendo e todos se abraçam. - Yeey! - eles se soltam.

- Agora vamos. Isa e Isaac, nos vemos amanhã na escola! Tchau! - ela corre para fora do hospital.

- Tchau gente. - Yoshiaki a segue.

- Hey, Isaac… Os braços do Yoshiaki… Será que ele…

- Provavelmente. - ele segura a mão de Isa e sai rapidamente do hospital.

- Hey, Isaac, o que foi?

- Precisamos conversar…

- Ah… É mesmo…

- Nós dois usamos nossos poderes… Isso é um problema…

- Virão atrás de nós, não é?

- Sim… E as pessoas a nossa volta poderão sofrer com isso.

- É…

- Tem alguém morando no seu apartamento com você, não é? Você tem que contar para ele… Antes que descubra sozinho…

- Eu sei… - ela saiu andando.

- Boa noite, Isa…

- Boa noite, Isaac…

            {Alguns minutos depois}

Isa chega em seu apartamento e fica na porta um tempo, sem entrar. Ainda estava pensando no que Isaac havia lhe dito. “Você tem que contar para ele, antes que descubra sozinho”. Aquilo não saia de sua cabeça. Ela enfim decide entrar.

- Takeru, cheguei. - ele sai do quarto e vai até ela.

- Você demorou bastante. As escolas são assim?

- Desculpe, aconteceram algumas coisas, mas já foi resolvido. Eu teria chegado mais cedo.

- Tudo bem. - diz ele, enquanto come um picolé. - Eu achei isso ali e é muito bom. - disse ele, apontando para a geladeira.

- Takeru…

- O-o que? Não era pra eu comer?

- Tenho que te contar uma coisa… - ela estava com uma expressão séria

- O que? - ele a olha, curioso.

- Vamos comprar suas roupas! - ela sorri.

- Que mudança repentina de humor!!!


Notas Finais


Olá de novo kkk, e então, gostaram desse capítulo? Eu espero que sim kkkkk, eu postaria o capitulo no sábado ou domingo, mas agora vão começar as provas e eu preciso estudar :'3 então postei logo para não correr o risco de não poder postar. Enfim, eu espero que estejam gostando da fanfic. Eu amo escrever ela, fico feliz escrevendo, espero de coração que esteja sendo do agrado de vocês ^u^ bom, então é isso, semana que vem tem mais, bjos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...