1. Spirit Fanfics >
  2. The Prince of Light - Jikook >
  3. Bem vindo, Jeon Jungkook!

História The Prince of Light - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amores, eu sou Jéssi 🤗💜

• Essa é minha 1ª fanfic para vocês e ela é meio baseada no mv de ON e Stay Gold, mas é escrita por minha autoria.

• E lembrando, é uma fanfic de Jikook.

• Como eu sou muito ot7, tem todos os 7 na fanfic, não consegui deixar nenhum de fora e tem amigos deles infiltrados também (kkkk).

• Decidi postá-la aqui primeiro, mas em breve estará sendo atualizada no Wattpad também.

Espero que gostem e achem minha fanfic por aí rs muitas coisas ainda por vir! Tenha uma boa leitura! 📄💜

Capítulo 1 - Bem vindo, Jeon Jungkook!


Fanfic / Fanfiction The Prince of Light - Jikook - Capítulo 1 - Bem vindo, Jeon Jungkook!

 Sentado com as mãos apoiadas no rosto extremamente preocupado, o rei esperava ter alguma notícia da sua amada que estava tendo o primeiro filho. Para ele aquilo já estava sendo uma eternidade, começou a andar de um lado para outro e de repente a porta se abriu com a enfermeira o olhando e abaixando a cabeça logo em seguida, o rei foi logo ao seu encontro e recebeu a notícia que nunca imaginara que aconteceria, mas temia àquilo. 

- Eu sinto muito por sua esposa, vossa Majestade! Não conseguimos salvá-la, mas ela foi feliz ainda conseguindo ver o filho saudável e o chamando de Jeon Jungkook. É um menino muito saudável, vossa majestade. Meus parabéns pelo seu filho e meus sentimentos por sua esposa... – disse a enfermeira tendo dificuldade de encerrar sua fala. Foi como se o mundo estivesse desmoronando em cima do rei, cada palavra da enfermeira foi como uma fincada em seu coração. Não estava suportando, chorou incontrolavelmente indo até sua esposa, tentando reanimá-la sem sucesso, teve um pouco de privacidade com sua ente querida. Passando algum tempo já não tendo mais lágrimas para derramar, foi até o bercinho onde seu filho recém nascido estava, o encarou um bom tempo tendo dificuldade em manter contato.

- Você se parece tanto com sua mãe, tem os olhos dela... – começando a soluçar, continuou ainda o olhando: 

- Não vai dá.. e isso que aconteceu é culpa sua, não quero mais viver assim... e meu outro filho herdará seu lugar. Passou seus dedos no rosto do bebê recém nascido pela última vez e chamou um de seus guardas que estava de fingia do lado de fora do quarto. 

- Em que posso ajudar, vossa alteza? 

- Traga o guarda mais obscuro e que não possui filhos até mim, Rufus! – ordenou descontrolado focando em algum lugar da parede. O guarda saiu às pressas pelo tom de voz do rei e em alguns minutos já voltara com o outro guarda que insinuavam sem coração. 

- Sim, vossa alteza? 

- Nos dê licença, Rufus! – ordenou o rei.

 Quando a porta se fechou teve uma conversa curta com o guarda misterioso e enfim, foi fazer o que lhe foi ordenado saindo sem ser visto pelos fundos com o bebê recém nascido.

Em um lugar discreto na vila Hallsgolden, que não havia pessoas por perto, o guarda misterioso desceu com cuidado segurando o recém nascido que Ihe encarava com seus curiosos olhinhos amendoados já meio abertos. E foi nesse local que o guarda misterioso parou para observar o que ele mais aguardava, o nascimento do príncipe de luz, ainda olhando para Jeon sussurrou: 

- Eu esperei tanto por esse momento, valeu todo meu esforço de colocar meu plano em ação. Você é como uma luz no meio de toda essa escuridão, tão puro e inocente. Aquele rei que não tem coração por me pedir uma coisa dessas! E você vai ficar bem, pequeno. Vou te manter seguro e no momento certo, vamos nos encontrar! 

O guarda misterioso colocou o pequeno Jeon em um lugar discreto mas visível, para uma certa família o achar, manteve a esperança dela aparecer, cuidar dele e ter uma nova família longe do que não merecia, mas que um dia terá que enfrentar. O guarda misterioso fechou os olhos os pressionando, pegou um pequeno pergaminho escrito o nome de Jeon em um de seus bolsos e colocou na cesta, virou-se para não saí com o recém nascido correndo em seus braços e foi cavalgando de volta para o castelo. 

- Feito, vossa Alteza! – disse firme e mantendo sua atuação. 

- Ótimo! Ninguém precisa saber disso, vai ficar apenas entre nós e esqueça isso, ok? Jeon Jungkook nunca existiu!

O guarda misterioso afirmou com a cabeça e saiu em destino ao seu lugar de vigia pelo castelo ainda pensando como um pai teria capacidade de fazer aquilo com próprio filho, esse reino está perdido e Jeon poderia ser a salvação dele.

No meio daquela escuridão, o pequeno Jeon começou a chorar sem parar, estava assustado e uma luz acendeu ao seu redor iluminando o local que estava e não muito longe dali, uma garota de aproximadamente 13 anos andava distraidamente correndo um pouco distante de sua mãe, viu aquela luz e foi correndo cuidadosamente vê o que era, ouviu um som, como um choro de um bebê, soube o que estaria ali. Halsey levou um tremendo susto assim que chegou mais perto e olhou fascinada aquela luz ao seu redor, procurou por algo perto que poderia está vindo, mas vinha do próprio. Ao tocar em seu rostinho, Jeon parou de chorar para olhá-la com seus olhinhos curiosos, em seguida, estendeu seus bracinhos fazendo a luz desaparecer lentamente.

Halsey ainda fascinada com tudo que vira, acabou pegando a cestinha com o bebê e segurando uma de suas mãozinhas que estava erguida para ela.

- Halsey, querida? É para ficar mais perto de... – Yun Hee foi interrompida vendo a filha indo em sua direção com uma cesta.

- Mãe, eu achei esse bebê ali – disse apontando para o local que saíra - Podemos cuidar dele como a senhora faz comigo, ele não pode ficar aqui sozinho, né? – finalizou esperando sua mãe Hee recuperar do choque. 

- Eu... eu não sei, eu...

- Por favor, mãe. Dê felicidade à ele como a senhora me dá. Eu prometo que vou ajudar, ele é só um neném – disse olhando para o ser humaninho indefeso segurando seu dedo indicador esquerdo.

- Certo, vamos tirá-lo daqui... oh, espera! O que está escrito nesse pergaminho perto do bracinho dele? – perguntou curiosa e arregalando os olhos.

 - É um nome... nome dele? – entregou para mãe também lê.

- Bem vindo a nossa família, Jeon Jungkook. A partir de agora você é meu filho também e a Halsey sua irmã, certo? – pegou-o envolvendo em seus braços, ficou impressionada observando cada detalhe do rostinho do bebê que deu um sorrisinho de ladino olhando para a maior.

Jeon estava seguro, sua vida foi longe da crueldade do reino de seu pai vivendo em na vila sem chamar atenção do próprio, com sua nova família. Cresceu com os cuidados de Yun Hee, Sohyun e Halsey, aprendendo o que é certo e errado e pensa em um garoto aventureiro: Jeon Jungkook.


...

⋆.*ೃ


Notas Finais


Rei não conte comigo para nada 😣 e sobre a Halsey, ela também é adotada. Quem vocês acham que é o guarda misterioso e salvador do bebê Jungkook? 🤭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...