História The Prince Under The Spotlights (mclennon) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney, Personagens Originais, Ringo Starr
Tags John Lennon, Mclennon, Paul Mccartney
Visualizações 22
Palavras 1.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee Voltei, estou feliz pelos favoritos ♥ me agrada saber que estão gostando dessa história 💘💘😊

Capítulo 2 - Ele daria um ótimo namorado.


Fanfic / Fanfiction The Prince Under The Spotlights (mclennon) - Capítulo 2 - Ele daria um ótimo namorado.

Meu coração estava ponto de ter um infarte,Lennon estava com uma única bermuda branca e seu peitoral estava amostra. O ruivo não era tão musculoso e confesso que até teria que perder uns quilinhos mas,de qualquer forma ele tinha uma certa fisonomía de atleta já que  jogava todos os dias.

Eu amo esse garoto.

—Paul?—O acobreado chamou minha atenção fazendo-me parar de olha-lo.Estava praticamente comendo-o com os olhos.

— Oi,John.—Lhe respondi tentando não mostrar o quão nervoso estava.

—Precisa de alguma coisa?

Eu não poderia simplesmente chegar e dizer "Ah,eu fugi e quero ficar na sua casa."Isso não daria certo, por isso neguei com a cabeça antes de me virar pensando se iria ou não encarar aquela chuva.

—Não, só errei de número.—Ainda estava de costas pro crush e senti a mão de John tocar meu ombro, me virei pra olha-lo. Porra, não tão perto...

—Está chovendo, pode dormir na minha casa se quiser.—Eu até poderia recusar esse convite mas não é sempre que temos a oportunidade de passar a noite na casa de quem nós gostamos, John não seria uma excessão e eu sentia isso.—Digo, só ficar se quiser.

Ele dá um sorriso amarelo,ver o ruivo constrangido é tão fofo que até eu acabei perdendo a timidez.

—Certo,eu fico.—O que eu estou fazendo?—Mas só até a chuva acabar.

Ainda me restava um pouco de sanidade e eu não queria passar a noite inteirinha na casa dele contendo-me para não tascar um beijo naquela boquinha, que suplicava por mim.

—Ok.Entra.—Entrei no apê do Johnny e percebi o quão arrumado era, nem parecia que um garoto na idade dele morava ali...John me surpreende cada dia mais.

A casa era simples mas bonitinha,tinha uma sala de estar que era dividida com a cozinha. Lá estava uma mesa, fogão e uma pequena geladeira.

Esqueci de informar-lhes que no outro piso havia um quarto,onde provavelmente ele dormia? Podia ouvir de longe o som absurdamente alto da TV, quer dizer que meu mozin além de míope também é surdo?

AMO.

—Fique a vontade,vou fazer algo pra comer-mos.—As vezes a bondade de John me assusta e me pergunto na onde ele quer chegar.Será que algum dos amigos dele estava lá e como sempre estão preparando uma brincadeira de mau gosto, pra mim? Como sempre.

Mas eu também não posso pensar sempre mau do meu ateu favorito.

—Está bem.—Respondi e John saiu indo pra cozinha,ou sala, tanto faz e assim que ele vai aproveitei para dar uma olhada no apê do crush. Me deparei com várias miniaturas de carrinhos e um quadro de um submarino amarelo pendurado na parede, parecia ter sido feito à lápis e tinha vários outros desenhos e rabiscos. Todos com sua assinatura.

AMO.

Porra, como John pode ser tão perfeito? Além de jogar bola super bem ele também desenha? Esse rapaz é um anjo em forma de pessoa. Ok, eu estou parecendo uma garotinha apaixonada mas mano...como não se apaixonar pelo John fucking Lennon?

Meu momento fangirl foi interrompido com passos, virei-me encontrando com o ser ali com o mesmo sorriso no rosto, o qual me matava internamente todo santo dia.

—Aqui está um chá e alguns biscoitos.—Ele coloca a bandeja em cima da mesinha e vai até mim.—Vejo que gostou dos meus desenhos.

—Sim,eles são lindos.—Respondi sorrindo.—Não sabia que você desenhava.

—Tem muita coisa que você não sabe sobre mim,Paul.

Certo,seu tom de voz me fez arrepiar mesmo sem saber o motivo...mas quem se importa? John é capaz de causar coisas em mim mesmo sem motivos.

—Entendi.—Era a minha vez de ficar constrangido e John não pareceu ligar, ou se ligou, fingiu.

—Vai esfriar o chá,Macca.—Ele aponta para os pires na mesinha e eu rapidamente entendo o recado, pegando uma das xícaras e dando um gole. John me olhava ansioso esperando minha aprovação.

—Huum,esse chá está ótimo.

—Nossa,ainda bem.—Ele diz dando um sorriso aliviado.—Achei que tinha ficado sem açúcar pois sempre erro nessa hora.

—Não, está no ponto certo.—De fato estava bom, não fiz isso somente pra agrada-lo.

John sentou no sofá em meu lado vendo-me tomar o chá e comer os biscoitos,ofereci mas ele não quis.

—Pode me dizer o motivo pelo qual você está fora de casa uma hora dessas?—John me pergunta e eu quase morri afogado com o chá. E agora? Como contaria pra ele que o príncipe fugiu de casa para não assumir seus compromissos? Ou seja, eu?

—Bem,haan...—Eu não sabia que desculpa daria mas não posso contar o real motivo, não conheço ele totalmente para saber se é confiável ou não.—Eu só queria sair pra esfriar a cabeça.—Respondi dando a primeira desculpa que apareceu em minha cabeça mas não pareceu convence-lo muito.

—Tem certeza?

—Claro.—Eu precisava mudar de assunto.—E então, vai participar do campeonato no final do ano?

—Ah,vou sim.—O ruivo sorri e parecia que ele gostava de quando o tema era futebol.—Você vai me ver jogar, né Macca?

—Por que você me chama de Macca? Meu nome é McCartney.

—Ah, é só um nome mais fácil. Seu nome é grande demais mas se quiser eu paro.

—Tudo bem, "Macca"até que é um nome legal. Só não estou acostumado com apelidos.

—Desculpe.

—Sem desculpas,Johnny.—John sorriu provavelmente pelo apelido referido à ele.

—Ok.

Ficamos em silêncio mas não era  constragedor, era até bom pois assim poderia aproveitar para admirar ainda mais, as obras de arte estampadas nas paredes.

—Bem,eu vou tomar banho.—John se levanta e vai até um armário que tinha no quarto,tirando de lá um cobertor e um travesseiro. Estendendo-o no sofá onde eu iria dormir.—Fique a vontade,volto em poucos minutos.

{...}

Assim que John saiu do banho, foi minha vez e aproveitei a água quente que saía do chuveiro em alto vapor. Lavei meu rosto e meu cabelos negros e por um momento eu passei a refletir na minha vida. Típica coisa que acontece quando estamos tomando banho, comigo sempre foi assim.

Eu imaginava como seria minha vida daqui pra frente, o que seria da vida da minha mãe e do meu futuro irmão ou irmã. Como Zyan iria reagir com a notícia sobre a gravidez e como eu iria fazer, para evitar a timidez no dia da entrevista em uma das maiores redes de TV da Inglaterra que era transmitida para 50.000.00 pessoas. O meu maior temor era se eles me perguntasse o que eu faria para um novo país e eu não sabia o que responder, eu já disse que não havia nascido para ser príncipe? POISÉ, EU NÃO NASCI!

Como consequência desses meus pensamentos, uma ansiedade passou a tomar conta de mim fazendo-me ter uma certa dificuldade para respirar e o único meio para não desmaiar foi tentar uma respiração controlada que aprendi pela internet.

Ajudou um pouco mas relaxei-me de uma tal maneira que parecia estar drogado. Balancei minha cabeça livrando-me dos pensamentos negativos e só assim consegui tomar banho sossegado.

A roupa que John separou para mim havia ficado um pouco larga mas não era nenhum incômodo,peguei um pente na gaveta do lavatório e assentei meu cabelo não deixando que nenhum fio ousasse saltar e deixando-o exatamente como me agradava.

Foram cerca de vinte minutos até terminar tudo e sair do banheiro,John não estava mais lá e eu julguei estar em seu quarto quando vi a luz acesa. Ele poderia ao menos ter me dado boa noite, né? Chato.

Suspirei deitando-me no sofá e relaxando meus músculos respirando aliviado. A casa de John trazia uma sensação tão boa e não era só por ama-lo—apesar de ser grande parte disso—Lennon era incrível para mim e mesmo eu sabendo que provavelmente ele me via só como amigo ou talvez eu até esteja errado. Mas John não parecia ser do tipo que gosta das duas frutas, ele parece tão hétero!

É uma pena porque...eu amaria tê-lo como namorado.


Notas Finais


Até o próximo capítulo! :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...