1. Spirit Fanfics >
  2. The Prophecy - imagine Jeon jungkook >
  3. Capítulo 36 - Ah ok, isso é estranho.

História The Prophecy - imagine Jeon jungkook - Capítulo 36


Escrita por: e Bru_kookieXXX


Notas do Autor


Oooooooie meus dengoooo 😂💕
Turu baum com cês? Tão passando álcool em gel? Lavando essas mãozinhas, hein? Espero que sim.

Olhem as notas finais, tenho uma pergunta...


Boa leituraaaaa bbs! ❤️

Capítulo 36 - Capítulo 36 - Ah ok, isso é estranho.


Fanfic / Fanfiction The Prophecy - imagine Jeon jungkook - Capítulo 36 - Capítulo 36 - Ah ok, isso é estranho.


× SN on ×

Acordo meio zonza sem saber o que fazer, pelo fato de estar em um local totalmente desconhecido. Me encontrava em um quarto com poucos móveis e totalmente diferente do que estou acostumada a ver.

Quando ia levantar para tentar de alguma forma fugir dali, sou surpreendida por alguém entrando no quarto com um semblante preocupado. A sorte, era que eu conhecia o dono desse semblante preocupado

- Você está bem? - perguntou receoso.

- Estou sim - respondo - mas por que você parece estar preocupado? - ele apenas se senta ao meu lado. - onde estamos Jungkook? E...o que aconteceu exatamente? Só lembro de ter apagado em um beco.

- Calma, não se esforce muito, depois conversamos a ver isso. - ele pega carinhosamente em minha mão. - Que bom que você está bem, estou preocupado pelo falo da senhorita ter dormido por três dias. - ele toca a ponta de meu nariz.

Onde está o Jungkook e o que fizeram com ele? Cadê a peste que estou acostumada? Parece até que se importa comigo. Foi o que pensei, e falei.

- Parece até que se importa comigo - falo. - Bateu a cabeça quando eu estava dormindo?

- Mas você importa para mim. Não, não bati a cabeça, mas meu coração quase para de bater de preocupação.

Ah ok, isso é estranho.

- Hmmm... Cadê...- iria fazer outra pergunta se um ser eufórico e bravo não tivesse me interrompido.

- Oi bela adormecida - fala com um certo deboche - agora que a princesa acordou, podemos conversar?

- Vi onde você tava? - pergunto. No dia em que tudo aconteceu não tinha visto Vitória, lembro-me apenas de Bryan dirigindo o carro em que fugimos.

- Eu que te pergunto. A três dias atrás eu estava no shopping de boas quando recebo uma ligação de Bryan falando que iria me buscar, até ai tudo tranquilo. Mas quando ele chega, vem com três carros atrás de si, e adivinha? Em um deles você estava apagada no colo desse menino, e o meu quase namorado, ferido.

Coitadinha da Vi, deve estar mais perdida que cego em tiroteio.

- Eu lembro de pedir para que você não surtasse quando ela acordasse. - Mark entra no quarto com as mãos pousadas sobre sua cintura.

- Vi, depo... - ela me interrompe novamente.

- E ainda por cima tenho que aturar um bando de doido. Um passa amolando uma faca, outro fazendo uns cálculos loucos. Um explode as coisas, outros ficam fazendo as coisas levitarem. - ela olha para Mark - um está fazendo um remédio para um suposto cio, mas até agora eu não vi nenhum cachorro, outro não para de andar em círculos falando: "como vou contar para ela?" - olha para Jungkook.

- YAAH! Já falei para parar de nos chamar de doidos. Deixe a SN, ela precisa de descanso.

- Por falar nisso, por que eu desmaiei por tanto tempo? - pergunto a Mark.

- É normal, você teve uma crise. Isso acontece quando as pessoas ficam sobre muita pressão, acaba que desmaiam. É como se seu cérebro obrigasse você a ter um descanso sabe? - apenas assinto - apenas tome esses remédios - me entrega uma caixinha com remédios. - vai te ajudar. Bom, vamos indo, creio que quer conversar com Jungkook.

- Você vai, eu não saio daqui! - Vitória diz parecendo um criança birrenta.

- NÓS vamos - ele a pega pelo pulso e a arrasta para fora do cômodo.

Olho para Jungkook que até então se matinha calado, pelos motivos quais eu não sabia. Mas Mark tinha razão, precisava conversar com ele, eu não entendi muitas coisas ditas por aquele ogro de preto.

- O que ele quis dizer com você não ser um alfa? - o tiro de seus pensamentos.

- Eu sou um alfa - dá uma pausa - só não sou um alfa completo

- E por que não?

- Talvez por que eu nunca tenha transado com a minha ômega? - fala com deboche.

- Talvez se você não tivesse sido um escroto isso poderia ser diferente. Não fale como se a culpa fosse minha. - retruco.

- Hm -  murmura outras palavras inaudíveis.

- Temos que fazer realmente o que ele disse para você poder se tornar uma alfa completo?

- Se você não quiser correr o risco de ser estrupada, sim, e o quanto antes melhor.

- Por que? Como assim?

- Como ele disse, quem tirar a sua virgindade tem o direito de se tornar o alfa mais poderoso, mesmo eu sendo o indicado por ser filho do rei. Logo, esse é mais um belo motivos para o "Matt", vulgo E'dawn, te querer. Entende?

- Então por isso estamos em um lugar diferente? - ele afirma.

É incrível como as coisas dão tão errado para mim. Não é como se transar com o Jungkook fosse o maior sacrifício do mundo, não é isso, é só pelo fato de eu nunca ter pensado em perder a virgindade por segurança sabe?

- Eu vou me esforçar para que não seja tão ruim para você. - fala fofo e eu sorrio. - Mas se bem que não precisarei muito, sou ótimo na cama - ele sussurra a última parte como se fosse um segredo. Ele pisca para mim e eu dou um tapa inofensivo em seu braço. Jungkook sem ser convencido, não é Jungkook.

- Também sou ótima de cama - ele me olha surpreso - É só eu deitar que CABUM! Durmo rapidinho - nos dois rimos da minha piada bosta.

Eu arriscaria dizer que eu e Jungkook estamos nos dando melhor, cuspi para cima e agora a baba está caindo na minha cara.

× Quebra de Tempo ×

- Não sei o que falar... - Vitória estava extasiada e surpresa após eu contar tudo, desde a minha verdadeira história ao fato de eu ser "comprometida".

Durante todo o período que contava a ela eu sentia uma chuva de flashbacks me atingindo. Alguns não tão bons como por exemplo, a morte do meu pai. Ao lembrar de momentos como esses tive uma nostalgia péssima e me senti triste novamente.

Mas logo a angústia de lembrar daqueles momentos foram embora com um simples abraço e afagar em meus cabelos da parte de Vitória. Ela realmente tinha razão quando disse que com ela eu ia ficar boa logo, logo.

× Quebra de Tempo ×

Depois de mais algum tempo jogando conversa fora, eu e Vi decidimos descer e comer alguma coisa. Também iria chamar as meninas para se reunir com a gente. Vitória veria que além de loucas elas eram legais.

Aproveita o percurso e vou olhando a casa. Não estava em um tão bom estado como a minha, mas estava confortável e segura, segundo Jungkook.

Me pergunto como eles acharam uma casa no meio do nada tão rápido.

Desço as escadas ( por falar nelas, parece que sempre estarão em toda a casa que eu for, voltando...). Me superei indo ao ver mais pessoas, não desconhecidas, também ali.

- Oi Tae - fala com o que tinha mais intimidade, diria eu.

- Oooie SN - ele diz simpático.

- Oi gatinha - diz o mesmo que os dias atrás me deu cantadas, Jimin.

- Eles são doidos mas são lindos. - Vi fala baixo.

- Eu concordo - fala sussurrando.

- Obrigada meninas, vocês também são lindas - Jimin fala. Pelo jeito não falamos tão baixo assim.

Nesse período Bryan e Jungkook reviram os olhos.

× Quebra de Tempo ×

- Por que você tem sempre que dormir comigo hum? - direciono a palavra a Jungkook, que mais uma vez se encontrava no mesmo quarto que eu.

- Para de fingir que não gosta. - fala e eu o olho negando com a cabeça. Como alguém pode ser tão convencido assim?

- Com tanto que eu não te pegue como da outra vez, te deixo dormir aqui. - imponho regras.

- Como você quer me pegar então? - leva para o segundo lado da coisa.

- Cala boca! - falo rindo mínimo. Ele era um idiota palhaço mesmo.

- Você poderia calar com um beijo. - ele me olha malicioso.

Apenas o ignoro e me deito na cama deixando espaço suficiente para que ele deitasse longe de mim, mas o mesmo taca o foda-se e deita me puxando para si.

- Você está linda! - ele fala sorrindo.

- O que você quer? - porque só pode querer algo em troca para elogiar alguém que está parecendo uma jogada.

- Eu não queria nada, mas já que você insistiu tanto para que eu pedisse. - ele fala e eu riu desacreditada de seu fingimento. - Quero um beijo.

- A cada dia você se supera mais hein? - falo e ele apenas se aproxima de mim. - Por que eu deveria te conceder esse pedido?

- Primeiro, você tem que facilitar as coisas para a gente criar intimidade. Segundo, eu sou lindo. Terceiro, eu sou gostoso. Quarto, eu beijo bem. Quinto eu sei que você quer. - ele diz simplista com o maior descaramento possível.

- É, talvez eu queira. - ignoro as outras alternativas e falo num tom brincalhão mesmo sendo verdade.

Aproximo-me dele e apenas selo demoradamente nossos lábios. Volto para minha postura inicial e  vejo ele abrindo os olhos vagarosamente.

- Eu não quero assim não. - fala grave. Confesso que arrepiei. - eu quero assim. - ele retorna rápido aos meus lábios selando-os com mais força. Mas, após alguns segundo ele passa a ponta de sua língua em meu beiço superior indicando que iria aprofundar o contato.

Cedo com um pouquinho de timidez, eu não era especialista em fazer isso, principalmente com ele. Ele adentra sua língua em minha boca e a explora como se aquela fosse sua única preocupação, como se fosse a última coisa que faria. O beijo começa a ficar intenso e um pouco dificultoso para que eu o acompanhasse, mas com um pouquinho de esforço eu o faço.

Jungkook coloca sua mão em minha cintura e a segura com possessão, creio que mais tarde isso deixará marcas. Ele continua fazendo coisas que me deixam com um calor inexplicável, tesão seria a palavra? Desde sugar minha língua a morder sem força meus lábios.

A bendita falta de ar se faz presente e nos desaceleramos o beijo, antes se encerrar de vez o contado Jungkook trás o meu lábio inferior em seus dentes, arrancando um leve sorriso de minha parte.

- Eu disse que você queria. - apenas fico calada e sinto seus braço me puxarem mais para perto. Fico quieta sentindo seu cheiro amadeirado invadir minhas narinas.

- Agora somos ficantes? - pergunto com o calor da emoção.

- Se é assim que você prefere chamar... SN Know, te declaro minha atual ficante. - ele fala e eu apenas dou um tapa fraco em seu peitoral. Como se ser a ficante de Jeon Jungkook fosse a melhor coisa do mundo.

× SN off ×


Notas Finais


Iae? Gostaram? Espero que sim.

A pergunta que quero fazer é: Vocês gostam de capítulos grandes?

Eu amo. Preciso saber para deixar tudo mais a gosto de vocês ;)

Amo cês ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...