História The Proposal - Camren G!p - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila, Camren, Camren G!p, Lauren
Visualizações 341
Palavras 2.592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Tudo pronto.


Assim que saiu de casa Camila avistou uma coisa piscando e com uma música muito alta vindo do mar.

- Ben, o que diabos é aquilo?

- Eu dei uma iluminada no nosso barco. Pra gente já chegar chegando lá na cidade. - Ele falou batendo palmas enquanto saltitava em direção ao barco. Vovó Mercedes e Sinu já estavam no barco prontas e animadas.

- Eu estou até com medo de perguntar onde vamos. - Camila falou entrando no barco. - Aliás, porque fazer uma despedida de solteiro tão cedo? Na verdade a pergunta certa é: Porque uma despedida de solteiro?

- Deixa de reclamar, minha filha. Você só reclama, reclama e reclama. No seu lugar tenho certeza que qualquer uma estaria muito feliz. Sorrindo para o vento. - Sinu falou enquanto Ben dava partida no barco.

- No meu lugar? - Camila ficou sem entender. Todos no barco riram.

- É querida. No seu lugar. Noiva de um homem como o Lawrence. - Vovó Mercedes respondeu seguida de suspiros de Ben.

- E que homem. - Ben começou a se lembrar da imagem de Lawrence só de cueca na sua frente. - Eu devia ter tirado uma foto pra guardar aquela imagem comigo pra sempre. Na verdade eu acho que eu faria um poster e colaria no teto do meu quarto. Ele seria a ultima e a primeira coisa que eu veria todos os dias. - Ben se virou de uma vez para Camila, largando a direção do barco. Sinu foi esperta e correu para pegá-la. - Você bem que podia me mandar uma foto dele né, priminha? - Ben falou chegando perto de Camila tentando pegar o celular dela. - Uma nude. Me manda uma nude do Lawrence. Pelo amor de Deus, nunca te pedi nada.

- O quê? O que te faz pensar que eu tenho uma nude do Lawrence no meu celular? - Ela perguntou indignada. Ela não tinha nude do Lawrence. Ela tinha apenas uma foto dele sem camisa, que ela tirou enquanto ele dormia. Na verdade ela tinha mais que uma, mas ninguém precisava saber disso.

- É claro que você tem.

- Não, não tenho.

- Isso é porque você guarda todas no seu computador, não é?

- O quê? Não. - Ela tinha passado as fotos para o computador também. Mas essa era outra coisa que ninguém precisava saber.

(...)

- Tentando fugir, Cu? - Lawrence levou um susto ao ouvir Zayn falar ao seu lado. Ele estava tão concentrado tentando pensar em tudo para o encontro.

- Cu? - Ele perguntou rindo.

- Sim, apelido para cunhado. - Zayn falou orgulhoso de si mesmo pela piada.

- Ok. Mas eu não estou tentando fugir. Nem sei do que você está falando. - Lawrence continuou andando.

- Estou falando da sua despedida de solteiro.

- Não. Não, não quero uma despedida de solteiro. Obrigado. - Lawrence deu duas batidas com a mão no peito de Zayn e saiu.

Ele não tinha tempo para despedidas de solteiro. Ele tinha que achar um lugar bacana, com uma comida bacana, e se certificar de que tudo ia sair bem nesse encontro. E que a menstruação dele não descesse, porque ele estava se sentindo tão mocinha que era a única coisa que faltava acontecer para se tornar oficial.

(...)

- Eu só não entendi uma coisa. - Camila com cara de tédio falava enquanto andava ao lado da mãe.

- Que coisa, Camila?

- Porque uma despedida de solteiro agora? Tá de manhã ainda e eu nem almocei.

- Ninguém almoçou ainda, Camila. - Vovó respondeu.

- Acontece que não é apenas uma despedida de solteiro. - Sinu começou a falar, mas Ben entrou na frente delas entendendo um papel.

- Aqui tem o cronograma de hoje. - Camila pegou o papel e quando leu começou a dar meia volta.

- Não. - Foi tudo o que ela falou antes de Ben a puxá-la pelo braço.

- Eu não te entendo garota. Você está prestes a se casar com um dos caras mais bonitos do mundo. Se não for o mais bonito e gostoso do mundo. Você devia estar feliz, muito apaixonada. E seu casamento já esta chegando, você devia estar animada, preocupada com os preparativos, mas não. Parece que esta sendo forçada a se casar. Parece que você nem quer casar. - Sinu falou olhando séria para Camila. - Você é minha única filha. Se eu não fizer todas essas coisas de noiva com você, vou fazer com quem? Com o Zayn?

- Desculpa, é que isso é muito pra mim. Nunca quis realmente me casar, e agora que eu encontrei o Lawrence, e que está acontecendo tudo de verdade... digo... está começando a ser real para mim... não... é ...- Camila não sabia o que falar, ela tinha falado tudo sem ver e agora não sabia como consertar.

- Você quer dizer que agora que estamos indo para a sua despedida de solteiro esta tudo começando a parecer sério? - Vovó Mercedes tentou ajudar.

- SIM. ISSO! - Camila praticamente gritou e foi abraçar sua avó.

- Então vamos com calma. - Sinu falou pegando o papel da mão de Camila. - Primeiro almoço. Depois vamos para o ateliê da sua avó para você experimentar o vestido. Depois vamos provar o bolo. E por ultimo, e mais importante a sua despedida de solteiro. O que acha?

- Tudo bem. - Camila concordou, mas na verdade nem estava escutando direito a sua mãe. Ela percebeu o quanto estava tratando mal essa história de casamento e que para o bem do acordo que tinha com Lawrence ela tinha que ativar a forma "noiva apaixonada" que todos esperavam que ela fosse. - O dia vai ser longo. - Ela suspirou baixinho.

No almoço Camila não parava de comer. Ela tinha essa reação quando ficava nervosa. E hoje, era hoje. Além dessa presepada toda que sua família estava criando, também tinha o encontro com Lawrence, que a estava deixando mais nervosa que tudo isso. Nervosa e ansiosa. Ela queria vê-lo logo, queria que esse encontro chegasse logo.

- Já posso pedir a conta? - Sinu perguntou.

- Não. - Camila respondeu com a boca cheia.

- Claro que sim. - Ben se intrometeu. - E pede logo tia, se não a draga aqui não vai entrar no vestido e vamos ter que fazer um buraco no meio de uma cortina e fazer um vestido pra ela usar.- Vovó Mercedes se acabou de rir da cara que Camila fez.

- Ok, vamos logo então.

(...)

- Você pode até negar uma despedida de solteiro, mas não vai me negar um almoço. - Zayn acabou conseguindo forçar Lawrence a sair com ele e o pai de Camila, seu sogro.

- Tudo bem, mas tem que ser rápido. - Lawrence estava preocupado, pois, ainda não tinha conseguido um lugar legal para o encontro.

- Que pressa toda é essa rapaz? - Alejandro perguntou olhando sério para Lawrence. - Tem algum outro lugar mais importante para ir?

- Ér ...- Ele queria contar, queria pedir ajuda até, mas como explicar para o pai de Camila que ele queria um lugar para eles terem o primeiro encontro, isso com casamento marcado e tudo mais? - Eu... Eu tenho que... eu vou cortar o cabelo.

- Cortar o cabelo? - Ele perguntou desconfiado.

- Sim. - Lawrence garantiu orgulhoso de si por ter pensado em uma desculpa tão rápido.

Eles entraram no mesmo restaurante onde tinha sido a festa de noivado.

- Prontos para fazer os pedidos senhores? - O garçom perguntou e Zayn fez o pedido de todos.

- Então... - Alejandro chamou a atenção de Lawrence. - Nós não tivemos a oportunidade de conversar ainda. - Lawrence permaneceu calado. - Ainda não sei quais são as suas intenções com a minha filha. - Zayn começou a rir.

- As minhas intenções com a sua filha? - Lawrence perguntou.

- Isso mesmo. Porque não sei você, mas não vejo com bons olhos um chefe seduzir uma funcionária como você fez.

- Na verdade foi ao contrario, senhor. - Ele falou sorrindo. - Foi Camila quem me seduziu.

- Então agora você está chamando minha filha de oferecida? - Alejandro perguntou com a cara fechada e Zayn não conseguia parar de rir.

- Não, de forma alguma. O que eu quero dizer é que foi Camila quem me conquistou primeiro. Não foi do jeito errado que o senhor deve estar pensando. Foi de uma forma natural. Totalmente inesperado, mas estranhamente parece certo pra mim. - Lawrence confessou.

- Uhm. - Alejandro insinuou para que ele continuasse.

- As minhas intenções com a sua filha são as melhores que possa imaginar. Eu só quero o bem dela. Quero que ela seja feliz.

- Certo. Então suponho que saiba que o melhor para ela é voltar pra casa, não é?

- Desculpa, mas eu não acho. O melhor lugar pra ela é onde ela se sentir melhor. É onde ela se sentir feliz e realizada, e acho que New York está desempenhado bem esse papel na vida dela.- Lawrence falou sério, a mesma expressão de Alejandro. Zayn bateu palma.

- Mandou bem. Eu te dou minha benção para se casar com a minha irmã. - Lawrence sorriu para Zayn e quando voltou a olhar para Alejandro ele ainda o encarava, parecia que estava escaneando cada minimo detalhe de Lawrence. E exatamente antes de tudo começar a ficar bem estranho a comida chegou para salvar tudo.

(...)

- É lindo vó. - Camila falou se olhando no espelho usando o vestido de noiva que tinha sido de sua avó. - Eu não posso usar ele. - Ela falou com a voz embargada.

- Claro que pode, minha querida. Porque não poderia? - Sinu perguntou e Camila não sabia o que responder. O que ela falaria? "Não posso usar esse vestido porque isso tudo é uma farsa e eu não quero que esse vestido lindo faça parte de uma farsa como está."?

- É que, ele é muito lindo e muito importante pra vovó.

- Assim como você. - Vovó Mercedes passou a sua frente com uma almofada de alfinetes para marcar onde precisava ser ajustado.

- E se eu estragá-lo. - Camila estava muito receosa.

- Você não vai estragar nada, Camila. Agora fique quieta para que eu não espete você.

Tudo que Camila conseguia pensar era em ligar para Lawrence e cancelar tudo. A proposta, o casamento, tudo. Aquilo estava indo longe demais. E se a família dela descobrisse?

Elas passaram o resto do dia escolhendo o cardápio do buffet, e as cores da decoração. Camila tinha que intervir sempre, por que Ben sempre escolhia as coisa e cores mais chamativas que poderia existir e Camila queria que tudo fosse bem simples, bem neutro, de preferência de um jeito que nem desse pra perceber que aquilo era um casamento.

Quando vovó Mercedes fez os primeiros ajustes no vestido, ela pediu que Camila o experimentasse de novo, para ver se estava tudo indo bem. E Ben fez um coque em seu cabelo, apenas para ver se era o que Camila queria no casamento. Na mesma hora o celular dela tocou. Era Lawrence.

- Alô? - Camila atendeu enquanto pedia licença e saia porta a fora. - Lawrence?

- Oi, Camila. Onde você está?

- Eu estou no ateliê da minha avó. Por que?

- Nada, eu só liguei pra confirmar o nosso encontro. Tá tudo certo. - Camila conseguia sentir a empolgação na voz dele e isso a fez sorrir.

- Tá tudo certo. - Ela respondeu igual. - Onde vai ser mesmo?

- Isso é segredo. Você só tem que se preocupar em me encontrar na frente do deque daqui a há mais ou menos uma hora. Pode ser?

- Pode. - Poderia ser até mais cedo. Tudo que Camila queria era sair daquele Ateliê. Se ela tivesse que escolher mais alguma coisa ela ia explodir.

- Ok. Então até daqui a pou... - Lawrence ficou mudo.

- Lawrence? - Camila até achou que o ridículo tinha desligado na sua cara, mas quando ela escutou o barulho de alguma coisa caindo e olhou para trás, lá estava Lawrence a olhando com cara de idiota, paralisado e o celular no chão. - Lawrence? - Ela chamou de novo e se aproximou e ele pareceu sair do transe.

- Oh... É... Nossa, você está linda. - Ele falou a olhando de cima a baixo. Parecendo admirado com o que via. Camila ficou sem entender por um momento até se lembrar que ainda estava com o vestido de noiva.

- Ah. Uhm, obrigada. Gostou?

- Se eu gostei? - Lawrence perguntou incrédulo. - Você podia usar isso hoje a noite no nosso encontro. - Ele falou com um sorriso torto que fez as pernas de Camila falharem um pouco.

- Só se você quiser que eu morra antes do casamento. Porque a Vó Mercedes me mata se eu usar esse vestido antes do casamento.

- Camila! - Ben saiu gritando atrás dela. - OH MEU DEUS.

- Eu sei, eu sei. O noivo não pode ver a noiva de vestido de noiva antes do casamento porque dá má sorte. Eu já estou entrando, Ben. - Camila falou entediada e se virou para o ateliê.

- O quê, garota? - Ben nem olhava pra ela.

- Porque você gritou? - Camila perguntou.

- É que eu sempre me assusto com o quanto esse homem é maravilhoso. - Ele falou chegando perto de Lawrence que começou a rir da cara de Camila. - Ahh não. Você já comprou seu terno? - Ben perguntou olhando para a sacola na mão de Lawrence.

- Ah, comprei. O Zayn e o Alejandro me ajudaram.

- Poxa, você podia ter me ligado. Eu queria ter te ajudado a escolher um terno, a experimentar o terno, a tirar o terno e vestir outro. Eu poderia ter te ajudado a fechar o zíper da cal-

- BEN! - Camila gritou para que ele parasse. E ela estava deixando bem claro para si mesma que ela não estava com ciúmes, apenas interpretando seu papel. Lawrence riu mais ainda. - Vamos entrar Ben. AGORA. - Ela puxou ele pra que ele fosse primeiro. E quando ela se virou para xingar Lawrence e mandar ele calar a boca, ele fez isso por si mesmo quando ele selou seus lábios nos de Camila, puxando sua cintura para que eles ficassem mais próximos.

- Não precisa ter ciúmes. - Ele falou e riu de novo quando terminou o beijo. Camila que ainda estava de olhos fechados, os abriu de uma vez assim que escutou o que ele disse e o empurrou para longe.

- Não tenho ciúmes de você, Jauregui. - Ela falou caminhando para o ateliê.

- Até daqui a pouco. - Ele gritou para que ela escutasse. Ele queria ter certeza de que tudo ia dar certo essa noite.

Ele tinha contratado por toda noite a lanchonete onde Camila o levou no primeiro dia deles aqui. E também contratou o melhor cozinheiro que ele pôde achar para fazer tudo ser perfeito.

- Hey, você! - Lawrence se virou ao escutar alguém chamando sua atenção. E quando ele se virou uma pessoa com a rosto escondido por uma mascara de esqui o empurrou e antes que ele pudesse revidar outra pessoa colocou um saco preto na cabeça de Lawrence e o jogou dentro da van preta que esperava no outro lado da rua.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...