1. Spirit Fanfics >
  2. The Proposal OutlawQueen >
  3. Surpresa

História The Proposal OutlawQueen - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente. Bem vindos a mais um capítulo. Queria pedir uma coisinha pra vocês. Ao usarem o espaço de comentários; por favor evitem só falar “volta logo, continua logo, posta logo, atualiza logo, etc”. Não é legal só receber cobrança pra atualizar mais rápido. Tenham em mente que eu não escrevo uma história só. Os capítulos vão sair sim, de acordo com o meu tempo livre. Apesar da quarentena, eu vou ter aulas via internet a partir de segunda, então, não estou com tempo livre direto. Vamos usar o espaço que temos aqui pra falar coisas boas pros autores, e dar apoio. Caso queiram conhecer, estou com diversas novidades nas minhas histórias. Boa leitura. Desse capítulo acho que vocês vão gostar.

Capítulo 3 - Surpresa


Fanfic / Fanfiction The Proposal OutlawQueen - Capítulo 3 - Surpresa

Surpresa 


  Zelena e eu chegamos um pouco mais cedo para pedirmos alguma coisa para comer. As porções ali demoravam um pouco para serem servidas, então, era bom pedir com certa antecedência. Também pedirmos algo para beber. Eu me lembrava de quando costumava ir ali com Daniel. Havia até uma pequena pista para dançar, mas ele nunca queria dançar. Dizia que estava cansado do serviço. Com o tempo, parei de insistir. Robin chegou logo que a porção foi servida. 


  — Você é guiado pelo estômago ou algo assim? — Perguntei, enquanto ele se sentava do meu lado. 


  — Me deem um crédito. Eu cheguei um minuto adiantado. — Respondeu ele. 


  — Quanta pontualidade, estamos em choque. — Respondi. Ele riu. 


  Zelena foi curta e grossa enquanto se servia: 


  — Escuta aqui seu palhaço, se você sequer pensar ou sonhar em magoar a minha irmã de alguma forma....


  — Eu não tenho a menor intenção de fazer isso, Zelena. Gosto da sua irmã. — Responde Robin. 


  Zelena se volta para mim, arqueando a sobrancelha. 


  — Regina, esse idiota acabou de me interromper? 


  Robin e eu nos entreolharmos e começamos a rir.  Então, ele pareceu se lembrar de uma coisa, e disse: 


  — Não precisam esperar que Alice vá aparecer no trabalho na segunda feira. 


  — O que aconteceu com a Alice? — Eu particularmente nunca havia gostado muito de Alice, principalmente depois que ela pareceu particularmente interessada no meu término com Daniel. Ela sabia que aquilo me incomodou; e nem tentou disfarçar o interesse. Felizmente minha mesa era beeeem longe da dela, e eu fazia questão que continuasse assim. 


  — Alice me mandou um e-mail, na cara dura, querendo que eu a promovesse. E querendo que eu arrumasse um cargo para o novo namorado dela. Eu respondi o e-mail com uma demissão. — Robin se serviu de mais um pouco da porção, sem se abalar. 


  — A cobra já foi tarde. — Disse Zelena. — Mas quem será que é o namorado novo dela? 


  — Tenho a impressão de que vamos descobrir. — Respondi. 


  Alice acabava de entrar, e esperava alguém. Ela pegou uma mesa para dois, que podíamos ver de onde estávamos sentados. Meu sangue gelou quando vi Daniel entrando e se sentando junto com Alice. Primeiro tentei pensar que eles podiam ser só amigos, mas o pensamento morreu pela metade quando ele se inclinou na mesa para beijar Alice. Será que ela sabia que nós estávamos ali e estava fazendo isso de propósito, uma forma de irritar tanto a mim quanto a Robin, de uma maneira que não poderíamos punir nenhum dos dois? Não podíamos mais demitir Alice, ela já fora demitida. 


  Robin passou o braço ao meu redor, tentando me oferecer algum conforto no meio daquela situação. Eu sabia que Daniel era baixo, mas tão baixo assim? Eu duvidava que ele não tinha visto que estávamos ali. Já havia olhado para trás umas três vezes. Então, uma ideia passou pela minha mente, era idiota, eu sabia, mas ao mesmo tempo, parecia divertido pisar nos calos daqueles dois, e ainda mergulhar mais na mentira que eu mesma havia inventado para manter Robin ali. 


  — Lembra que íamos começar a fingir? — Perguntei a ele. Ele me encarou, e confirmou com a cabeça. — O que acha de começarmos agora? Vamos dar a esses dois idiotas algo do que falar, já que estão tão incomodados em ficar encarando a nossa mesa. 


  — Tenho certeza que o grupo dos funcionários no WhatsApp vai surtar. — Respondeu Robin, e se levantou para me acompanhar. 


  Resolvi ir para a pista de dança pois era o lugar que Daniel nunca me levava. Se ele não estava disposto a se divertir comigo, havia alguém que estava. Fiz questão de ficar de costas para onde eles estavam. 


  — Eles já estão encarando. — Disse Robin, rindo. — Se estivéssemos em um filme de espionagem, eu diria que eles só estão aqui pra perseguir a gente. 


  Eu nunca havia ficado tão próxima de Robin quanto agora, na pista de dança. Claro que já havíamos nos abraçado e tirado fotos lado a lado em festas da empresa, mas aquilo era diferente e nós dois sabíamos disso. Quando ele falava, tinha que se aproximar mais de mim, por causa da música alta tocando, e eu sentia minha pele se arrepiar. Não sabia se era de frio por causa do ar condicionado, ou de era por causa da proximidade. E pra ser bem sincera? Talvez eu não quisesse parar pra pensar naquilo. Eu apenas dancei, o mais próxima que me atrevia a chegar de Robin, e fiz questão de me manter de costas para Daniel e Alice. Antes que a música acabasse, tomei coragem o suficiente para passar os braços ao redor do pescoço dele, e o beijei. Não sei o que me surpreendeu mais: o fato de eu ter coragem para fazer aquilo, ou o fato de Robin ter passado os braços ao redor da minha cintura e retribuído o beijo. 


 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...