1. Spirit Fanfics >
  2. The Psychology Of Love - Fanfic KTH >
  3. Barra de chocolate

História The Psychology Of Love - Fanfic KTH - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor



Capítulo 4 - Barra de chocolate


Fanfic / Fanfiction The Psychology Of Love - Fanfic KTH - Capítulo 4 - Barra de chocolate

NJ: Eu juro que não estou!

S/n: Mas, como você descobriu que eu iria fazer uma consulta com ele?

NJ: Não queira saber...

S/n: Ok, ok. Mas, este é o presente?

NJ: Não, o presente é... Me desculpe por ser tão hipócrita com você... Além de lhe assediar várias vezes... Então, como um pedido de desculpas, tome aqui, eu sei que esse é o seu favorito. — Namjoon me mostra um chocolate. — Eu sei que você não irá me perdoar, mas, não custa nada tentar, não?

S/n: — Olho suspeitando de Namjoon, logo pegando a barra de chocolate. — Ah... Não sei, mas, obrigada Namjoon, mas agora eu tenho que resolver os meus problemas e trabalho...

NJ: Ok, novamente peço desculpas.

S/n: Ok Namjoon... Tchau, espero que você realmente mude.

NJ: Ok! Vou tentar!

Saio da visão de Namjoon, será que ele realmente iria mudar? Isso estava estranho... Mas, vai que ele tenha mudado, não é mesmo? 

Pego em minha bolsa a ficha de Kim Taehyung, e vejo o seu endereço, logo indo até o local e avisto uma imensa mansão, nunca vi nada parecido.

Eu bato na porta, a aparece um enorme homem, parecia ser um guarda, que chega me empurrando.

(Segurança) S: O que faz aqui?! — O mesmo diz num tom agressivo. —

S/n: Escuta aqui idiota, eu sou a S/n, uma das maiores psicológas de Seul, e eu vou ajudar o senhor Kim Taehyung, quer que eu mostre o meu REGISTRO de psicológa? Quer que te mostre a ficha que eu tenho de Kim Taehyung? Até quando será tão hipócrita?

O mesmo não fala nada, só se distancia da porta e eu entro na mesma.

A casa era linda, ela tinha tons claros e também havia um tom muito branco, os móveis eram brancos, a casa era tão linda. 

Uma mulher, que parecia ser uma empregada doméstica chega perto de mim.

(Empregada doméstica) ED: Olá! Você parece ser a sua psicológa, ou é uma mulher que ele comprou?

S/n: — Eu à olho incrédula, como assim? Ele até compra mulheres? — Não, eu sou a sua psicológa, onde ele está?

ED: Ele não está, ele chegará em 15 minutos, você pode esperá-lo?

S/n: — Meu Deus... Como ele é nojento! Ele sabia que eu viria aqui! Sorte que eu não tenho mais consultas para serem feitas! — Claro... Eu o espero.

ED: Ok, obrigada. Gostaria de alguma coisa?

S/n: Se não fosse muito incômodo, poderia me trazer um copo d'água? — Ele fez uma sacanagem comigo, eu mereço muito mais que isso. —

ED: Ok.

Eu espero, a mesma vai até a cozinha e ela pega o copo d'água, ela senta-se perto de mim e faz uma cara sorridente, juntamente me entregando o copo d'água.

ED: Por acaso... Você irá fazer com que ele pare de usar mulheres? Ele é um cafajeste... Não faz nem 3 dias que ele estava namorando, e já traiu sua namorada com uma mulher que estava se "atirando" para ele na rua...

S/n: — Uma cara de raiva vem até mim. — Ah... Sério? Ele precisa parar por conta disto? Uma boa psicológa pode ajudá-lo... Juro que irei tentar fazer com que ele pare de usar as mulheres como brinquedos, ele faz isso para se sentir melhor?

ED: Sim... Ele não para com isto... Ele é um cafajeste... 

S/n: Mas, por acaso você sabe os motivos para ele querer fazer isto? É algo pessoal?

ED: Acho que sim, acho melhor a senhorita ir perguntar para ele mesmo, ele é bem rígido sobre guardar sua vida passada, seus segredos, etc...


Notas Finais


obrigada por ler 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...