1. Spirit Fanfics >
  2. The Queen >
  3. A Fuga

História The Queen - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Não sei como eu consegui postar dois capítulos em dois dias, mas tá aí.

Capítulo 2 - A Fuga


Fanfic / Fanfiction The Queen - Capítulo 2 - A Fuga

17 anos depois....

 

Moon tinha um plano.

Era um plano doido e arriscado, com muitas chances de dar errado e falhar miseravelmente, mas era um plano.

Já era alguma coisa.

Ela tinha passado horas criando-o e depois tentando melhorá-lo, mas não havia mais nada que pudesse fazer.

Às suas amigas parecia bem simples, mas em sua cabeça passavam todas as coisas que poderiam dar errado.

Mas não importava quanto o plano fosse falho, ela queria sair dali. Precisava urgentemente sair dali. Ia ser adotada em três dias por uma família bizarra, e não estava a fim de fazer parte dela. Precisava fugir. Além do mais, já estava cansada daquele orfanato horroroso que lhe dava arrepios e da tia com cara de bruxa má que a atormentava.

O plano era o seguinte: Durante a noite, ia se trancar em seu quarto e esperar todos dormirem, menos suas duas melhores e únicas amigas. Assim que não tivesse mais nenhuma luz vindo do corredor, iria trocar de roupa, pegar a mochila que havia separado e sair do quarto. Andaria até a porta dos fundos, que dava pra praia, onde estariam Beatriz e Sofia, esperando-a com a chave, prontas para lhe dar cobertura pelos próximos três dias, em que fugiriam também. Abriria a porta e iria fugir. Para onde? Não fazia ideia, mas precisava fugir.

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A noite.....

Estava tudo pronto. O corredor estava completamente escuro, uma mochila com suprimentos suficientes para alguns dias preparada. Mas faltava ela acordar. Sim, tinha adormecido. Dormia serenamente em sua cama, os longos cachos escuros balançando levemente conforme se mexia, a pele escura se destacando na cama clara. Finalmente abriu os olhos. Olhou ao redor, e finalmente pareceu se dar conta de que estava atrasada. Então finalmente começou a se mover. Foi ao banheiro, tomou o banho mais rápido da história e procurou uma roupa decente para uma fuga. Acabou por colocar um cropped preto de moletom de Stranger Things (A: Eu AMO essa série), uma calça legging também preta, coturnos pretos e um cinto marrom escuro. Pegou a bolsa e saiu o mais rápido que pode. Desceu as escadas pelo corrimão, até parar no térreo. Viu a porta já aberta, as duas deviam ter se cansado de esperar e voltado para dentro. Olhou seu relógio de pulso, já estava mais de uma hora atrasada. Devia ter sido isso mesmo. Parou por um instante para respirar. Atravessou o portal. Então alguém segurou seus pulsos e antes que pudesse ver quem era ou gritar por socorro, a pessoa amarrou suas mãos, colocou um pedaço de pano em sua boca, tapou seus olhos com uma venda e apertou seu pescoço. Devia ser um ladrão. Fez a primeira coisa que lhe veio à cabeça: deu um chute em seu capturador. O homem emitiu um grito, então supôs que acertou. O chute não o derrubou como era pra fazer, mas ao menos lhe deu uma distração. Assim que as mãos do homem afrouxaram o aperto, tentou tirar as amarras de seus pulsos. Deu certo. Tirou a venda e o pano da boca, e começou a correr. Correu mais do que jamais havia corrido. Conseguiu ouvir um grito de raiva e passos vindo em sua direção. Correu mais, e sem olhar para trás. Correu por um tempo que pareceu infinito. Avistou uma van e correu na direção dela. Devia estar perto da cidade, ou de alguma casa em que pudesse pedir ajuda. Continuou correndo. Sua visão estava ficando turva. Ia desmaiar. Lutando contra o cansaço, continuou andando. O sol ia nascendo. Avistou um campo bem grande, com uma plantação de morangos e uma casa grande, branca e azul. Foi em sua direção, gritando por socorro. Sua visão ia ficando cada vez mais turva. Duas pessoas chegaram. Um garoto aparentemente de sua idade, de cabelos pretos e olhos bem verdes, usando uma camisa laranja com algo escrito e uma calça jeans e um homem de meia idade, em uma cadeira de rodas, com cabelos ralos, barba desalinhada, usando um casaco de tweed. Sua visão escureceu, e ela desmaiou. 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Notas Finais


Críticas? Comentários? Feliz Páscoa pra vocês também.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...