1. Spirit Fanfics >
  2. The Red Line >
  3. Forty six

História The Red Line - Capítulo 46


Escrita por:


Capítulo 46 - Forty six


Fanfic / Fanfiction The Red Line - Capítulo 46 - Forty six

Não demoramos muito e já estávamos na estação de Sheffield. Descemos do trem com nossas coisas e caminhamos até a saída, que havia um número considerável de pessoas com malas esperando por alguém ou alguma condução que os levasse até seu destino. O céu está coberto de nuvens e o vento que tocava nosso rosto parecia arranhar nossa pele tamanha a baixa temperatura. Mas não parecia ter chovido e nem dava sinais de que ia chover durante algum tempo.

Assim que paro e dou uma olhada ao redor eu fecho os olhos e dou um longo suspiro.

— Home Sweet home. E você segue igual Little Shef. — Sorrio ao ver que Sheffield seguia igual quando eu a deixei para ir fazer minha universidade na Califórnia.

— É não é tão ruim quanto eu pensava. — Lisa para ao meu lado e também observa tudo ao seu redor.

Dou uma gargalhada

— o que você esperava?

— Algo bem pior, como essas cidades inglesas que só tem campos e algumas fazendas de família e suas criações. Sei lá, algo como a Lousiana ou a Carolina do sul. — Lisa dava de ombros.

— Talvez algumas partes de Sheffield sejam assim como você descreveu, não é difícil encontrar esse cenário por aqui. — sorrio — Mas o centro de Sheffield é bem urbanizado e moderno Lisa.

Ouço o meu nome depois de uma buzina e meu pai está parado com a porta do carro aberta se apoiando nela e acenando sorridente.

— Ei Maddison.

— PAI ! — exclamo e vou caminhando em sua direção e Lisa me acompanha.

Eu solto as malas que trazia e dou um longo abraço em meu pai. Ele me solta depois de alguns segundos e segura meu rosto entre suas duas mãos.

— Filha você está tão bonita. Que bom te ter aqui de novo.

— Também senti muito sua falta papai. Esta é minha amiga Lisa. — Eu me viro mostrando a Lisa.

— Olá Lisa, seja bem vinda a Sheffield. — Meu pai estende a mão e cumprimenta a Lisa.

— Olá senhor James. Muito obrigada. — Lisa o sauda de volta.

Lisa ainda estranha um pouco a polidez Britânica. E o sotaque também. Estamos no carro do meu pai a caminho de casa. E depois de um longo caminho olhando apenas campos verdes como Lisa tinha descrito, tempo suficiente para colocar todos os assuntos em dia com o meu pai estamos em Stockbridge.

— Bem vindas a Casa. — meu pai diz enquanto estaciona o carro pequena garagem na lateral da casa de número 110.

Meu pai nos ajudou com as malas e mamãe apareceu na porta enquanto tirávamos as coisas do carro.

— Minha filha, finalmente você chegou. — Minha mãe dizia emocionada com os braços abertos na porta de casa.

Pego a bolsa de Petúnia dentro do carro e puxo minha mala de carrinho para ir de encontro a minha mãe. Lisa vem logo atrás de mim enquanto meu pai fica fechando o carro.

— Mãe. Que saudades! — Deixo a bolsa de Petúnia em cima da mala de carrinho para dar um abraço apertado nela.

— Minha filha, você não está com uma carinha boa, quer me contar algo? — Minha mãe sussurrou no meu ouvido e depois me afastou do seu abraço para me olhar da cabeça aos pés.

— Impressão sua mãe. — estreito os olhos balançando a cabeça. — Deve ser o cansaço da viagem toda.

— Se você diz... Vem aqui Lisa dar um abraço na Tia Susan. É um prazer te conhecer pessoalmente. — minha mãe abria os braços do mesmo modo que fez comigo.

— É um prazer finalmente Susan. — Lisa abraçava minha mãe entre risos.

— Vamos meninas, entrem, deixem suas malas no quarto e voltem para tomar café. — minha mãe nos dava tapinhas nas costas nós guiando para dentro de casa.

Eu e Lisa subimos com as malas. E quando eu abro a porta do meu quarto me deparo com ele da mesma maneira que eu o havia deixado. A mesma cama. As mesmas cortinas claras com flores. E o mesmo quadro de fotos na parede acima da mesa onde eu costumava deixar meu computador. Eu deixo as malas encostadas na cama e paro de frente para ele, olhando algumas poucas fotos reveladas em modo Polaroid que havia. Uma foto minha com o cabelo repartido no meio com um moletom preto e Petúnia ainda filhote no colo, uma foto minha com Megan provavelmente em algum pub pois parecíamos ter bebido e a foto estava escura demais para dizer que havia alguma qualidade nela. Uma foto minha dando língua. Uma com Matt, Jamie e Andy na parte da carroceria da caminhonete de Alex. E uma jogada em cima da mesa. Era uma foto minha com Alex em Londres, no seu aniversário. Alex não aparecia na foto, só sua mão, que estava dada a minha que tinha o braço esticado para trás e estava de costas. Foi do fim de semana do seu aniversário. Estávamos na London Bridge. Me lembro que tínhamos duas dessas, uma ficou comigo e outra com ele, e também me lembro que essa em particular estava em cima da mesa porque eu cogitei leva-la quando me mudei para Califórnia.

A lembrança de cada foto invadiu a minha memória e eu fiquei ali admirando e sentindo cada sensação.

— Uau que vintage. Eu adoro fotos em Polaroid. — Lisa parava ao meu lado observando-o

— eu também adorava foto nessa época. Andava com a minha câmera para cima e para baixo. Por isso tantas fotos.

— Eu consigo perfeitamente ver a Maddie de 16 anos nesse quarto. — Lisa dizia enquanto olhava tudo em volta.

Eu sorrio com a lembrança.

— Bom, não tinha muita coisa diferente dessa Maddie aqui. So mudou a armação do óculos. — Me viro para as malas e abro a bolsa de petunia a soltando no quarto.

Lisa está com a foto que eu e Alex tiramos em Londres, e bate com ela no meu peito — eu sei que não tem muita coisa diferente

Eu seguro a foto e a olho mais uma vez.

Onde nós erramos Alex? Será que eu errei em não ser boa para você ? Será que você errou comigo outra vez ? Por que tudo tem que ser tão difícil entre a gente ?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...