1. Spirit Fanfics >
  2. The Red List - Nomin >
  3. Estou livre de você Lee Hyori

História The Red List - Nomin - Capítulo 29


Escrita por:


Capítulo 29 - Estou livre de você Lee Hyori


Lee Jeno 

13:30 PM; Seul, South Korea 

Havia acabado de colocar o carro de minha "amada" Mãe na garragem, após chegar da minha pequena visita a Kang Yerin. Era de se esperar que minha mãe estevesse em pé com os braços cruzados e uma cara nada boa para o meu lado, aliás eu peguei seu carro sem seu concetimento, e mesmo que eu pedisse tinha certeza que ela não me faria a chave.

— Onde você estava? - falou seca - saiu com meu carro sem minha autorização e ainda por cima sem os documentos , sabe que poderia levar uma multa? 

— não finja se preocupar, Fui ver Kang Yerin se quer mesmo saber onde eu estava - falei seco colocando as chaves do carro sobre a mesa de centro -  seu carro esta a salvo, não se preocupe. 

— por que foi vê-la? Você ainda não desistiu desse seu plano maluco!? - bugou - Você quer acabar como o psicopata do seu pai! Não é? 

— meu pai não é um psicopata, você é... Lee Hyori - a olhei. 

—  Como pode dizer uma coisa dessas com sua mãe! - bravejou - Eu cuidei de você, dei um teto ,comida e paguei seus estudos, Para você me tratar de uma maneira tão desrespeitosa como essa!!!. É por esse motivo que eu nunca deixo você ver seu pai, ele quer te virar contra mim!. 

— Meu pai nunca falou nada sobre você ser a verdadeira culpada do assassinato da sua família, eu descobri sozinho, até admiro o seu jeito sínico de viver como se estivesse arrependida! Aliás, não é você que esta na cela, esta livre vivendo com uma promotora resolvendo casos quando na verdade você forja a maioria deles para se dar bem, mesmo eu nunca ter convivido com meu pai tenho certeza que tenho mais afeto por ele do que por você. 

— VOCÊ NÃO TEM A MÍNIMA IDEIA DO QUE ACONTECEU, VOCÊ APENAS SABE ME CHAMAR DE ASSASINA, NÃO VÊ QUE EU FIZ TUDO ISSO PRA VOCÊ CRESCER COM UMA MÃE - gritou-

— Você finalmente admitiu?  - dei um sorriso sínico -  e não, você não fez isso para que eu crescesse com um mãe , alias você nunca foi uma!! - aumentei meu Tom de voz -  VOCÊ SEMPRE DIZ QUE EU SOU IGUAL AO MESMO PAI MAIS NA VERDADE EU SOU IGUAL A VOCÊ! . 

Sentir o queimor na minha bochecha direito, era obvio, ela havia me batido. 

— você acha que me bater vai adiantar em alguma coisa? , você pode ter sido a mulher que me deu a luz mas nunca foi minha mãe e muito menos minha família. 

— Oque pensa que esta falando? Você precisa de mim para viver na sociedade - sorriu de canto - você queira ou não, essa mulher que você chama de psicopata É a mulher que te dá um teto. 

— eu não preciso de você, não mais. Irei me mudar para o apartamento que meu pai deixou em meu nome antes de ir praquele lugar, finalmente não vou ver a sua cara desprezível todos os dias e finalmente vou pode esquecer que você um dia existiu. 

— Depois de tudo oque eu fiz.... Te defendi quando você matou aquelas pessoas, é assim que você retribui?. 

— Eu nunca pedi para que você me ajudasse na minha vingança, eu nunca pedi para que você me acobertasse, aliás eu sei oque eu faço, sou muito mais inteligente do que parece.

— VOCÊ NÃO VAI! - gritou- 

— SE NÃO VOCÊ VAI FAZER OQUE? - gritei no mesmo Tom - Me matar? Me entregar? - ri soprado - eu não tenho medo de você, Lee Hyori, eu vou subir e arrumar minhas malas, e antes que você me pergunte , eu vou ficar na casa de um amigo por enquanto. E também, se você tentar me atacar quando eu estiver arrumando minhas malas, saiba que eu sei muito bem me defender e sei todos os truques que você pode tentar . 

— você disse que iria ficar com um amigo por enquanto...... E você tem amigos? - riu. 

— e você tem familia? - falei vendo o sorriso se desfazer do seu rosto - nem precisa responder , eu já sei a resposta. 

Subi para o meu quarto tirando as duas malas que ficavam em cima do guarda-roupa começando a arrumar minhas coisas, eu ainda não tinha para onde ir, mas Jaemim era a única pessoa que vinha na minha mente nesse momento, era o único que poderia me ajudar, então resolvi mandar uma mensagem. 

Mensagem para Na Jaemin 


[ preciso de um favor] 

[ qual? ] 

[ preciso ficar alguns dias na sua casa, por favor ] 

[ oque você fez? ] 

[ eu não fiz nada]

[ apenas resolvi sair de casa]

[ por qual motivo? ] 

         [ você vai saber ]

[ mas e ai? Vai me deixar usar a sua casa? ]

[ por quanto tempo você 

Vai ficar? ] 

[ não se preocupe, já tenho um apartamento para morar, mas as coisas vão demorar a fica prontas, então só preciso de algumas semanas] 

[ esta bem] 

[ venha logo] 

[ chego ai em alguns minutos] 

[ Jeno, é só atravessar a rua] 

[ qual a diferença? ]


 Mensagem off


Fechei minha mala pegando tudo que eu podia levar dentro de uma pequena caixa que cabia em minhas mãos, aliás eu tinha quer rápido vai que de a doida na Hyori e ela tente me esfaquear. 

Desci as escadas com as duas malas vendo a mulher parada no fim da escada, era assustador, mas eu já estava preparado para qualquer coisa  que ela tentasse faz r comigo, não iria ficar parado. 

— você vai mesmo? Finalmente criou coragem? Como vai se sustentar

— viva a sua vida , que eu vivo a minha - falei seco - não me procure, não quero ver esse seu rosto nunca mais Na minha vida. 

— vai se arrepender, moleque, eu te criei tão bem. 

— você não me criou , por que esta tentando chegar nesse assunto agora?  Não diga que é minha mãe, eu tenho nojo de você. 

Senti outro tapa ser desferido na minha face, ela não estava cansada de me bater? Ou ela achava que isso me provocaria alguma dor. 

— Saia daqui, Sai daqui antes que eu faça alguma besteira - respirou fundo. 

— irei fazer isso, finalmente eu estarei livre de você

Peguei minhas duas malas e fui em direção a porta, finalmente saindo daquela casa que parecia ser o inferno, me deparei com Jaemin na frente da porra da sua casa que logo atravessou a rua pegando a pequena caixa que eu tentava segurar debaixo do braço. 

— oque aconteceu? Você disse que iria me contar. 

— eu estou livre, Jaemin - sorri - estou livre daquela mulher desprezível. 

Finalmente me livre, a sensação de se sentir mais leve é tão boa. Finalmente eu me livrei de você Lee Hyori e vai por mim, eu não pretendo voltar para o mesmo ambiente que você. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...