História The Red Wolf: uma história de amor- clace - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Simon Lewis
Tags Clace, Lobos, Shadowhunters, Sobrenatural, Vampiros
Visualizações 98
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esss é David (supremo) - David Beckham

*LEIAM O QUE EU ESCREVER NO FINAL, POR FAVOR*

Capítulo 1 - Capitulo 1


Fanfic / Fanfiction The Red Wolf: uma história de amor- clace - Capítulo 1 - Capitulo 1

Povs Clary

-Acordei sentindo aquele perfume que chegava a queimar as narinas, Danilo precisava urgentemente trocar aquele perfume.

-Bom dia meu amor - Danilo acorda já depositando um selinho em mim.

-Vai escovar esses dentes antes de beijar, pelo amor de Deus - digo me levantando e indo em direção ao banheiro fazer minhas higienes.

Minha vontade era de mandar ele embora logo quando acabamos de transar, porém infelizmente não consigo. Apesar de Danilo ser apenas meu brinquedo sexual ele é um cara muito legal e não gostaria de o deixar magoado, mas ele sabe que nunca passaremos de noites de prazer.
Sabe, eu nunca encontrei meu companheiro e olha que já tenho 25 anos, muitos diriam que sou nova para encontrar o amor da minha vida, mas para nós se até 20 anos você não encontrou seu companheiro é possível que nunca mais o encontre, no começo fiquei bem triste com a idéia de que nunca encontraria a quem fui predestinada, só que me acostumei com a idéia e comecei a ter umas transas casuais, ai conheci o Danilo, no momento estou só com ele, mas não é nada sério apesar dele me insistir muito para isso acontecer.

- Qual é ruivinha, também quero usar o banheiro, vai logo ai - ouço ele gritar, e só ai percebo que estou a 20 minutos parada em frente ao espelho pensando em coisas fúteis, logo termino minhas higienes e saio.

- pensei que não ia sair mais - ele fala brincando e indo em direção ao banheiro.

Quando ele sai eu já estou trocada, usando um saia preta colada que vai até o joelho, uma blusa de cetim vermelho sem decote com um salto agulha preto.

- Se troca logo Danilo o supremo acabou de mandar uma msg dizendo que vai ter uma reunião urgente hoje ás 9:00 hrs e todos os alfas precisam comparecer.

- Mas ainda são 7:30 ruiva, da pra aproveitar mais um pouquinho comigo - ele me puxou pra perto dele nos fazendo ficar colados.

- Eu preciso resolver umas coisas antes, a gente se encontra lá - dou um selinho nele e saio em direção a garagem pra pegar meu carro. Uma BMW 120i vermelha (o que posso dizer, amo vermelho).

Tive que mentir pro Danilo, aquele insuportável do supremo me queria lá antes de todo mundo, disse que tinha assuntos importantes pra tratar comigo e que ninguém podia saber.
A casa do supremo ficava no centro de Seattle, pois não ficava muito longe de suas alcateias, sendo assim, eu cheguei rapidamente.
Mal entrei na mansão dele e já vi aquele cara rabugenta.

- Ainda bem que chegou logo Clary, daqui a pouco os outros chegam e meu assunto com você é particular - diz ele se dirigindo ao escritório.

-sem mais delongas preciso tratar de dois assuntos com você - assinto e ele continua - o primeiro é sobre boatos que os vampiros decidiram definitivamente sair da escuridão e querem vir atrás de nós lobisomens novamente - tá bom, dessa vez não é um assunto tão chato como achei que seria, finalmente teremos ação.

- E por que só eu estou aqui agora? Não era pra você dar essa notícia quando todos os alfas estivessem juntos?

- Sim, mas você é uma das nossas melhores lutadoras Clary, isso é difícil de admitir, mas você é melhor que muitos alfas machos na luta, tanto que ganhou do antigo alfa da sua alcatéia para estar aqui hoje - eu sei que sou muito boa em combate (e nada convencida), mas ainda não entendo onde ele quer chegar - E eu quero que não apenas você treine os lobos de sua alcatéia como treine também de outras alcatéias.

- Só isso? - suspirei aliviada, pensei que seria algo mais sério.

- Na verdade não, agora chegamos ao segundo assunto. como você sabe muitos alfas ainda não a aceitam pelo fato de você ser fêmea e acreditam que foi pura sorte você ter ganhado do antigo alfa - AGORA EU TO PUTA.

- PURA SORTE, VOCÊ VIU A LUTA DAVID E SABE QUE EU GANHEI POR QUE SOU MERECEDORA - Grito de raiva por duvidarem da capacidade de uma mulher em pleno século 21.

- CLARY FRAY, EU SOU SEU SUPREMO E NÃO TOLERO MENINA MIMADA GRITANDO COMIGO, ENTENDEU? - gritou ele duas vezes mais alto do que eu, e ainda me chamou de mimada, eu realmente odeio esse maldito supremo.

- Entendi supremo - eu digo isso, mas  eu só queria mandar ele tomar no cu.

- Ótimo, agora continuando de onde parei. Você irá ter que lutar com 5 alfas, os quais eles mesmo irão escolher, isso vai ser pra testar a sua capacidade de luta.

- Sem problemas - eu fiz minha voz sair confiante, mas eu sabia que estava fodida - supremo, se me der licença eu preciso ir tomar ao banheiro.

- claro, eu já terminei, só volte até o horário da reunião- assinto e olho pro relógio vendo que falta 30 minutos até começar, tenho um tempo pra me digerir tudo isso.

Eu saio da sala completamente abalada com o que fiquei sabendo e acabo batendo em alguém e sentindo café quente cair em cima de mim.

- Ai meu deus, me desculpa, foi sem querer - disse um menino magro, alto, de cabelos loiro. não parecia ser lobo por que lobos normalmente são bem fortes, mas confesso que esse menino é muito lindo.

-Tudo bem, mas agora você manchou minha blusa com café e vou ter uma reunião com o supremo e os outros alfas daqui a pouco - eu já estava bem irritada e agora isso pra melhorar o meu dia.

- Você é uma alfa? - vejo surpresa em seu rosto.

- Por que está tão surpreso? É por eu ser fêmea ? - Esses homens só podem estar de brincadeira comigo.

- Não, é claro que não. É que você me parece ser muiro nova para alfa - o olho ainda meio desconfiada.

- E você não me parece ser nenhum ser sobrenatural e mesmo assim está na casa do supremo - ele da um sorriso e que puta sorriso lindo.

- Você venceu - ele diz entre risos - eu tenho umas blusas sociais no meu quarto, acho que dá tempo de vc se trocar até a reunião começar.

- Pode ser - após dizer isso ele começa a me acompanhar até seu quarto.

- A propósito eu sou Jace - ele entende a mão.

- Prazer, Clary.


Notas Finais


Gente eu três coisa importantes pra falar.
1- essa não é uma história sobre shadowhunters, eu apenas amo essa série e queria que os personagens principais fossem Jace e Clary, mas é provável que outros apareçam no decorrer dela.
2- imaginem o Jace como um garoto bem magricelo e alto.
3- lá no topo eu coloco as fotos dos personagens que irão aparecer, mas como o app corta eu vou por o nome deles na vida real caso queiram procurar a foto no google.
É isso, espero que gostem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...