1. Spirit Fanfics >
  2. The right way forward >
  3. Fascínio

História The right way forward - Capítulo 5


Escrita por: Tsunade_himee

Capítulo 5 - Fascínio


Pov's Tsunade

 

Estava terminando o banho quando vejo meu celular vibrar. Assim que o pego quase tenho um mini infarto, nunca imaginei receber uma mensagem daquele albino, seria mais fácil eu mandar. Fiquei surpresa com o convite pra jantar, e como ele é uma pessoa difícil não pensei duas vezes e aceitei. Dei pulinhos de alegria e liguei para a Haruno.

- Sakura!! Não imagina quem acabou de me mandar mensagem. - digo com um sorriso nos lábios.

- Não faço a menor ideia.

- Jiraiya Ogata... - digo sapeca.

- Não!!! Se ta me dizendo que o tal albino gostoso te mandou mensagem?? - pergunta surpresa.

- Mandou sim!

- Nossa... Mas ele tinha seu número?

- Foi pelo Instagram...

- Hum, mas oque ele queria? - pergunta curiosa.

- Me chamar para um jantar... - me corta.

- Oi? Jantar? Mas você não disse que ele era todo sério e foi todo grosso com você? Como que ele te chama assim pra um jantar do nada.

- Eu explicaria se você não tivesse me cortado... - digo e ela rir. - Parece que uns amigos dele vão jantar na sua casa hoje, e ele acabou falando de mim com alguma amiga dele e ela ficou curiosa em me conhecer.. - explico.

- E porque ele falaria de você pra alguém? - pergunta com malícia.

- Pra ser sincera também queria saber...

- Será que ele não usou a amiga dele como desculpa?

- Não acho, como eu disse ele é fechado e não me deixa se aproximar demais de jeito nem um.

- Se diz, mas me conta, você aceitou o convite?

- Claro, não iria perde essa oportunidade... A sorte não bate duas vezes na porta não minha filha. - digo sapeca e ela rir.

- Você ta certa amiga! Então não vai correr hoje né?

- Não infelizmente, nem sei que horas vai acabar aquele jantar então capaz de não dar tempo. - digo sem jeito.

- Fica tranquila, eu aviso o pessoal mais tarde. Olha aproveita bastante e quero todos os detalhes amanhã em... - diz risonha.

- Isso você pode ter certeza que vai ter. Beijo gatinha!

- Beijo!

Desligo o celular indo para o guarda roupa, pra ser sincera não faço a mínima ideia do que usar, dou mais uma olhada e opto por usar uma saia branca com zíper diagonal e um body de renda vermelho, decotado entre os seios mais sem ser vulgar, um colar em camadas de charme da Lua, e um salto da cor preta. Prendo meus cabelos em um coque despojado com alguns fios soltos, um glós por minha boca ter um rosado natural, máscara de cílios e delineado sem puxar o gatinho. Peguei minha bolsa de ombro e desci pegando minhas chaves do carro e indo até a casa do albino.

Chego na frente da sua casa indo até sua porta em seguida. Reluto um pouco por tocar a campainha, por algum motivo estou nervosa, me concentro e toco esperando ser atendida. Não demorou muito para alguém abrir a porta esse alguém era o Jiraiya, ele estava com uma calça jeans escura e uma camisa social da cor preta e seus cabelos estavam soltos, "Nossa ele ta uma delicia.."

- Tsunade? - me chama me tirando do meu transe.

- Sim? - olho pra ele nervosa e corada. O vejo soltar um sorrisinho que pai amado me deixa fraquinha...

- Entra... - diz me dando caminho para entrar.

- Arigato... - agradeço entrando e o esperando, ela fecha a porta e toca minhas costas me levando até a sala.

- Kakashi e Mei, essa é a Tsunade... - me apresenta a eles.

- Nossa você realmente é maravilhosa, tanto por foto quanto pessoalmente... - diz a ruiva vindo me dá um abraço.

- Nossa que gentileza da sua parte... - digo sem jeito.

- Que nada princesa, só digo verdades! - diz me dando um sorriso sereno.

- Prazer! - diz o prateado ao lado da ruiva me dando a mão e eu a pego.

- O prazer é meu! - digo meiga.

- Então Jiraiya o jantar está pronto? - pergunta Mei.

- Quase, vou lá vê. Com licença... - diz se retirando.

- Vai com ele Kakashi! - diz a ruiva o olhando.

- Ah claro entendi. - diz sem graça e acabei rindo.

- Vem! - pega na minha mão me levando a sala. - Aceita? - diz me oferendo uma taça de vinho enquanto me sento no sofá.

- Claro!

- Pelo visto é uma das minhas! Gostei ainda mais de você. - diz aos risos me fazendo rir.

Ficamos conversando por uns 20 minutos e foram os melhores 20 minutos da minha vida, a Mei era incrivelmente divertida. A gente se deu bem demais, confesso que estava nervosa de não me dar bem com ela, mas a ruiva me fez me sentir bem a vontade.

Fomos para mesa de jantar logo em seguida, jantamos, jogamos conversa fora e rimos também, confesso que vê o Jiraiya rindo me deixava mais atraída por ele. Deve ser pelo fato de eu só ter o visto sério,então vê-lo desse jeito era novidade. Terminamos e voltamos para sala, como fiquei do lado da ruiva voltamos a conversa.

- Mas me diz... Ele foi muito rude com você? Porque se foi eu vou dar na cara desse idiota! - diz com sua voz um pouca alterada por conta da bebida.

- Não levei muito em consideração a "grosseria" dele, apenas pensei que ele fosse uma pessoa fechada. - digo com minha voz fraca por está bebendo.

- Me desculpa o jeitão dele de verdade, é que ele perdeu pessoas que amava, e como consequência se tornou um pouco frio... - diz serena bebendo mais de seu copo.

- Sério? - pergunto em um tom triste.

- Sim... Infelizmente ele perdeu a esposa e o filho em um acidente de carro, ele foi o único que sobreviveu. Mas eu imagino que vê a pessoa que ama morrendo na sua frente e você não podendo fazer nada deve ser muito difícil...

- Compreendo... - digo baixo segurando as lágrimas.

- É por isso que se você gosta do meu amigo, não desista fácil dele. Sei que ele pode ser uma pessoa difícil as vezes, e grosso apenas para te afastar, mas por baixo desse homem seco é um cara incrível e atencioso demais... Se você tivesse o conhecido nessa época saberia oque estou tentando dizer... - diz com um sorriso fraco.

- Imagino que ele seja uma boa pessoa, e prometo levar seu conselho em consideração. - digo sorrindo e bebendo.

- Bom saber, não vejo a hora de te ter na família! - diz sapeca.

- Mas eu não disse que irei tentar. - digo rindo.

- Mas sei que é esperta demais pra deixar um homão desses escapar... - diz com malícia e balanço a cabeça aos risos pelo seu comentário.

Continuamos a beber e quando percebi já era umas 00:00HS, levantei do sofá bem tonta por conta da bebida. "Droga, exagerei demais". Sigo para cozinha indo beber um copo d'água.
 

Pov's Jiraiya


 

Assim que a loira levantou aproveitei para puxar assunto com a ruiva.

- Espero que não tenha falado nada demais com a garota. - digo bebendo do meu copo.

- Não eu não falei, e pare de chamá-la assim, você realmente não a deu oportunidade de conhecê-la. É uma mulher incrível, atenciosa, divertida, linda e muito mais, você que é um ogro sem senso. - diz encarando meus olhos com uma certa irritação e eu apenas rir.

- É Jiraiya... Conseguiu irritar a Mei. - diz Kakashi aos risos e eu levantei do sofá.

- Sua esposa que é estressadinha demais, vou pegar mais bebida na cozinha, vão querer? - pergunto passando por ela e bagunçando seu cabelo.

- Claro! Isso até agora não ta fazendo efeito algum. - diz convencida.

- Daqui a pouco ta caindo ai, tenho pena do Kakashi... - digo irônico.

- Você é um ridículo! - exclama irritada e Kakashi vai até ela a dando um beijo. Sigo meu caminho para a cozinha e encontro a loira de costas apoiando na pia.

- Está se sentindo bem? - pergunto indo até ela.

- Estou sim... É só uma tontura, nada demais.. - me encara com um sorriso nos lábios mas caindo logo em seguida. Como eu estava perto a seguro antes que vai ao chão. - Desculpa... Acho melhor eu ir pra casa. - diz com sua voz fraca e com sua cabeça apoiada em meu peito.

- Não sou louco de deixa-lá dirigir embriagada desse jeito. - digo sereno e a vejo soltar um sorriso.

- Você realmente é gentil... - diz antes de apagar. A olho preocupado mais apenas estava dormindo, a pego em meus braços a levando para meu quarto. A coloco deitada e cubro seu corpo, pois o ar-condicionado do quarto estava ligado e estava frio, agacho para olha-lá mais uma vez, tiro delicadamente seu cabelo de seu rosto e a observo. "Ela realmente é linda..." Balanço minha cabeça me tirando desses pensamentos e saio do quarto em seguida. Vou na cozinha pegando as duas garrafas de saquê que sobraram e me direcionei a sala.

- Por acaso você e Tsunade beberam demais? - pergunto fazendo a ruiva e o prateado pararem com os amassos.

- Não sei talvez um pouco, porque? - pergunta um pouco anestesiada pela beijo.

- É que a peguei tonta na cozinha e quase caiu, mas a segurei antes. Logo depois ela caiu no sono. - digo botando saquê em meu copo.

- Nossa, e oque vai fazer? - me pergunta Kakashi.

- A deixei dormindo no meu quarto, oque iria fazer? Não podia deixa-lá dirigir embriagada do jeito que estava, seria perigoso.

- Isso é, mas aonde vai dormi? - pergunta a ruiva.

- Na sala é óbvio. - digo e ela rir. - Qual a graça? - pergunto franzindo o cenho.

- Ai nem uma... - diz segurando a risada. - Vamos acabar com essas garrafas de uma vez logo!

Assim que terminamos eles foram para casa, nisso fui para o quarto pegando uma calça de moletom cinza, uma toalha, coberta e travesseiro. Deixei a coberta e o travesseiro na sala e fui para o banheiro tomar um banho, prendo meus cabelos por está tarde demais para lavá-los e entro no chuveiro. Terminando coloco a calça e vou para sala me deitando no sofá em seguida. Fico encarando o teto até o sono me dominar aos poucos.


 

Pov's Sakura


 

Estava organizando algumas corridas até o Madara vim até mim.

- Sakura! - me chama.

- Sim? - o respondo continuando minhas anotações.

- Onde está a Tsunade? Ela não deveria está aqui a essa hora? - pergunta um pouco sério.

- Ah sim, eu esqueci de avisar. Ela teve um compromisso e não pode vim... - digo agora o olhando.

- Deve ter sido muito importante pra ela perde uma corrida...

- Digamos que sim.

- Sabe onde ela foi? - pergunta curioso e eu solto um sorriso irônico.

- Sei sim, mas não pense que vou te contar.

- E porque não? É um segredo por acaso? - pergunta em um tom de deboche e cruzando os braços.

- Não é segredo Madara, mas oque a Tsuna faz ou deixa de fazer não é da sua conta, a vida é dela. - digo um pouco séria.

- Tsc tanto faz... Já são 00:00 já pode começar as corridas. - diz se retirando.

- Ta ok. - o respondo indo chamar a primera dupla. " É amiga... Quando esse ai souber que você já ta em outra, as coisas vão começar a desandar..."


 

Pov's Itachi


 

Já era quase 02:00HS quando Kisame entra na minha sala.

- Deixa eu adivinhar... Não conseguiram a pegar de novo. - digo revirando os olhos.

- Por incrível que pareça, hoje ela não correu. - diz e eu o olho surpreso.

- Não? Que estranho... Ela não é de faltar em nem uma corrida, não até agora. - digo pondo a mão em meu queixo.

- Talvez ela tenha tido assuntos importantes pra resolver, bem tem várias possibilidades. - diz sereno.

- É talvez você tenha razão...


 

Pov's Tsunade


 

Acordo sentindo uma grande dor de cabeça, me levanto me sentando na cama com a mão ainda em minha testa.

- Droga Tsunade você tinha que exagerar? - pergunto para mim mesma. Quando levanto minha cabeça levo um susto, pois não estou no meu quarto, olho pra todo canto. - Será que... - levanto da cama saindo do quarto em seguida. Percebo que estou na casa do albino, mas antes de descer procuro o banheiro para lavar o rosto. Quando termino pego meus saltos que estava em seu quarto e o levo na mão descendo em seguida. O procuro e o encontro na cozinha.

- Ohayo! - diz o albino ainda de costas.

- Ohayo... - digo indo até ele um pouco sem jeito por ele está sem camisa.

- Se sente melhor? - pergunta me entregando um café.

- Acho que sim... Oque aconteceu ontem? - pergunto um pouco confusa.

- Você exagerou na bebida ontem e acabou dormindo. - diz bebendo o café e indo até a bancada.

- Me desculpa de verdade, não deveria ter bebido demais... - digo sem jeito. - É melhor eu ir... - digo deixando o café na pia e indo até a sala buscar minha bolsa.

- Espera! - diz vindo até mim. - Pelo menos come alguma coisa,não saia de barriga vazia.

- Eu já te dei trabalho demais. - digo um pouco chateada e contornando seu corpo, mas ele pega na minha mão delicadamente, como eu fiz com ele naquele dia, o olho ficando ruborizada pelo toque.

- Não deu trabalho algum, fique tranquila. Só come alguma coisa e pode ir pra casa depois. - diz sereno.

- Tu-tudo bem... - gaguejo um pouco e ele solta minha mão voltando para a bancada, fiz o mesmo.

Assim que termino me despeço dele e vou para casa. Pelo que eu vi são 09:30HS, e o Nawaki já estava no serviço, então fui para o banheiro tomar um banho. Termino me enrolando na toalha e ligando para a rosada.

- Oi gatinha... - diz sorrindo travesso.

- Ai Sakura você não consegue disfarça sua curiosidade né? - digo aos risos.

- Não mesmo! Me conta tudo que eu não to me aguentando mais aqui... - diz eufórica.

- Vem aqui em casa que eu te conto tudo que rolou.

- Só se for agora! - diz desligando o celular. Deito na cama com um sorriso meio bobo, e acabo pensando no albino. "Cada dia que passa eu tenho mais fascínio por você... Espero não me machucar por isso."

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...