História The Royal Counselor - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, IU, K.A.R.D
Personagens Jisoo, Kim Seokjin (Jin), Personagens Originais
Tags Jennie, Jimin, Jin, Jisoo, Jiwoo, Jungkook, Laura Menezes, Lisa, Namjoon, Rose, Somin, Suho, Taehyung, Yoongi
Visualizações 1.795
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Uma amiga minha me ajudou com esse capítulo, então se puderem dar uma força pra ela na fic dela eu e ela ficaremos agradecidas
(o link esta nas notas finais)

OBS: Se não gosta de hot não leia

•Jin:

Capítulo 17 - Controle-se


Fanfic / Fanfiction The Royal Counselor - Capítulo 17 - Controle-se

Em outras situações, certamente eu teria saído correndo como um trem desgovernado ou tentado enfiar a cara em algum buraco no chão, mas acho que por vergonha permaneci estática, implorando para desaparecer naquele momento.

   -Laura...? - repetiu Jin aproximando-se insolentemente e sussurrando próximo a meu ouvido- Gosta do que vê?

   Seu hálito morno fez todos meus pelos eriçarem-se e cada célula de meu corpo fraquejar. Naquele momento pedi misericórdia aos céus por me deixar abalar em uma situação daquelas.

   -J-jin! - empurrei-o instintivamente e virei de costas para livrar-me da visão do corpo nu do rapaz e esconder minha face corada - o que você está fazendo aqui??

   -Bom, eu estava tomando banho até você me interromper - deu de ombros. Sua proximidade me dava calafrios- você não ficou sabendo que eu e Jisoo trocamos de quarto?

   -O-o que? - claro, Laura Menezes, a última a ficar sabendo de tudo.

   -Bom, mas já que você está aqui, poderíamos aproveitar e...

   Laura, controle-se. Laura, controle-se. Laura, PELO AMOR DE DEUS, CONTROLE-SE.

   Sem pensar muito, desferi um dos golpes que meu professor havia me ensinado em Jin. Pelo menos aquelas aulas finalmente haviam prestado pra alguma coisa.

   Antes que minha mão atingisse o rapaz, ele segurou meu pulso, obrigando-me a encará-lo. Não sei ao certo se agradeci ou condenei-o por isso.

   Ele sorriu sorrateiramente enquanto me puxava pra perto.

   -ME LARGA, SEOKJIN - escandalizei, porém sua expressão permanecia inabaláda. A naturalidade do garoto diante à situação assustava-me e, ao mesmo tempo, trazia orgulho: ele seria um bom rei.

   -Laura, acalme-se - sua entonação fez com que eu parasse de me debater e de evitar seu olhar- eu sei, essa não é o melhor contexto, mas... Bem... Eu queria saber de você...

   -De mim...? - indaguei ainda em tom raivoso.

   -Quando eu disse que te amo, você ficou nervosa e se recusou a acreditar, mas por que? - seus olhos marejavam- Você me odeia tanto assim?

   -Sim!... D-digo, claro que não... E-eu... - ele baixou a cabeça e soltou meu pulso. Ficou claro: o coração de meu futuro rei estava partido.

   Não sei ao certo o porquê. Talvez por impulso do momento, ou talvez pelo turbilhão de sentimentos que foram despertados. Eu apenas tomei novamente sua mão que me prendia e coloquei em meu rosto.

   Automaticamente, sua expressão mudou. Seus olhos brilharam reluzentes e ele arfou aliviado. Quando notei, seu corpo estava perto o suficiente para me permitir sentir sua ereção.

   Jin mordiscou o lóbulo de minha orelha e distribuiu beijos por todo meu rosto, até seus lábios finalmente encontrarem os meus. Ele, assim como eu, estava ávido.

   Na medida em que saíamos do banheiro e aproximávamos da cama de Jisoo (agora, sua), os toques tornavam-se mais ágeis. Embora eu não conhecesse sua vida amorosa, ele parecia confiante e me guiava, como um mestre guia seu aprendiz.

   Ele me ajudou a tirar todas as peças que compunham minhas vestes e quando, por fim, chegamos na última delas, eu hesitei por alguns segundos.

   -Ei, Laura... - sussurrou sem fôlego em meu ouvido- Você confia em mim, uh?

   -N-não sei...

   -Você não confia em seu futuro rei? - descontraiu, fazendo meus músculos relaxarem um pouco.

   -Oh, me desculpe alteza... - mordi meus lábios e ele sorriu. A respiração descompassada em minha nuca deixava minhas pernas bambas.

   -Como conselheira real, seu dever é garantir uma proteção...

   -Mas você não corre perigo- interrompi-o com os olhos arregalados.

   Ele riu.

   -Eu não... Mas você corre.

   Meu coração disparou (mais ainda) e eu cedi. Poucos segundos depois, Jin deitou minhas costas na cama e posicionou seu corpo em cima do meu. Eu tinha medo. Com certeza não era o certo. Mas ambos necessitavamos daquilo - ou pelo menos achávamos que sim.

   Assim que ele me penetrou (claro, depois de nos previnirmos devidamente), suas mãos trêmulas acariciaram meu rosto como em uma tentativa de me confortar. Se eu senti dor? Bom, talvez um pouco, afinal, era minha primeira vez, mas seus lábios ágeis faziam-me esquecer de qualquer fator que não fosse, em seu sentido mais simples, nós.

   Suas investidas, as quais começaram lentas, tornavam-se mais ligeiras e profundas, fazendo-me gemer alto.

   -Porra, Laura... - grunhiu manhoso enquanto eu roçava meus lábios por todos os cantos possíveis.

   Suas mãos passearam por meu corpo e fizeram-me sentir uma eletricidade percorrer-me. Elas pousaram em minhas coxas, deixando marcas de suas curtas unhas ali.

   Ambos estávamos em êxtase e, quando finalmente atingimos nosso ápice, urramos em uníssom tão harmonicamente que soou como uma melodia.

   Ele rolou para o meu lado e acariciou meu rosto enquanto encarava profundamente meus olhos. Ambos estávamos molhados de suor e sem fôlego. Rimos da situação.

   Após um curto silêncio, Jin aproximou-de novamente e selou meus lábios.


Notas Finais


https://www.spiritfanfiction.com/historia/paradisiac-hell-vkook-13170077
vão dar uma força pra ela, é uma fic incrível e sua escrita é impecável


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...