História The Saga of the Exoplanet Tree - Seed of life - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, Red Velvet
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, G-Dragon, Irene, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sehun, Seulgi, Seungri, Suho, Taeyang, Tao, Xiumin
Tags Big Bang, Black Pink, Bts, Exo, Exoplanet, Red Velvet
Visualizações 7
Palavras 1.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello peoples!
E olha quem vai postar mais um capítulo! Espero que vcs me perdoem, porque eu perdi uma parte dos capítulos e vou precisar formatar o celular, ou seja, talvez (bem talvez mesmo) tem mais um pra ser postado ainda hoje!
Leiam as notas finais!

Capítulo 6 - Color Red


Fanfic / Fanfiction The Saga of the Exoplanet Tree - Seed of life - Capítulo 6 - Color Red


Quando o sol já começava a mostrar seus primeiros raios de luz, a escola inteira se levantou. Todos os alunos da escola iriam para a festa de aniversário do filho mais querido do marquês Byun. Uma das raras ocasiões onde as três alas dos dormitórios se reunirão, já que desde aquela brincadeira de Alfas e Fotocinéticos (onde o próprio Byun Baek Hyun estava envolvido, mas não foi descoberto porque participou de forma indireta) com as fadas, eles separaram os dormitórios em alas e a escola finalmente teve paz. Todo mundo carregava caixas cantarolando, aquela seria a segunda festa mais legal do ano porque o primeiríssimo lugar é de direito do Se Hun, já que suas festas sempre foram feitas no castelo real para todos da escola.

E lá vinha ele, andando com sua turminha composta por ele, Chan Yeol e Kyung Soo. Chan Yeol fazia papel de rodado, sempre na turminha de todos os populares, mas a principal era a de Baek Hyun. Sem contar que ele e Kyung Soo viviam se matando, e Baek achava graça nisso.

E o Byun? Um menino que de vista parece ser arrogante, e é. Com a vida que ele vive só uma pessoa muito forte para não ser, mas ele também é muito cativante. É um misto de legal e chato, não conquistou sua popularidade por sua beleza ou por sua condição social (não que isso não tenha influênciado), ele cativou todos ali com seu jeito alegre e, literalmente, iluminado.

Do outro lado de onde Baek passava, estava um dos meninos mais belos e inteligentes, e o menino mais ocupado daquele internato: Kim Junm Yeol. E ele é o presidente do Clube Geral que (S/N) não teve o imenso prazer de conhecer, já que o coitado trabalha mais que a própria diretora e ainda estuda feito um condenado para ter notas acima de excelentes. Nesse momento, ele estava fazendo o habitual de sua rotina: resolvendo problemas. O menino foi encarregado de cuidar dos detalhes para a festa de Baek Hyun, por conhecer cada Ala da escola perfeitamente e ser o mais "aconselhável" para tal trabalho. Assim que o viu, Baek Hyun não perdeu a chance.

–Ora, mal amanheceu o dia e você já está resolvendo problemas meu amigo? –Baek Hyun pegou no ombro dele. A intenção era irritá-lo porém ele não tinha nenhuma parte vaga em seu cérebro que pudesse reagir a provocações.

–Minha vida se resume nisso. A propósito, você não disse qual a cor das toalhas de mesa, então para combinar com a decoração eu coloquei a cor bege. –Baek Hyun deu um sorriso maldoso, já que não poderia irritar o colega com seus comentários resolveu fazer uma ação que pudesse o irritar:


Mais trabalho.


–Eu odeio essa cor! Parece terra! Troque todas para vermelho alaranjado, ok? –Junm Yeol não o respondeu nem deu sinais de fúria. 

–Qual o seu problema com terra? –Kyung Soo disse cruzando os braços. 

–Calado Kyung Soo! Agora por gentileza vá trocar essas toalhas horríveis por toalhas de tom vermelho alaranjado! –Jun Myeon apenas suspirou e assentiu, saindo de perto do colega. Sim, apesar das atitudes de Baek Hyun, ele é cativante, certo? Sempre consegue conquistar as pessoas, e por isso ninguém, mesmo querendo, consegue odiá-lo.


...


Longe dali, (S/N) dormia feito um anjo, na árvore confortante que a floresta lhe presenteou. Por sorte, não foi de pijamas, senão iria passar vergonha com os trajes diante de todos na escola. Após uma longa noite, apenas uma coisa à deixou intrigada:

Por que um sonho tão bizarro?


Flashback on


Ela estava exatamente em seu local favorito do reino. A árvore mais confortante de toda a floresta, tinha deixado cair apenas um fruto sob sua longa folhagem, tomando um destino ao lado do pé de (S/N). A garota ficou um bom tempo encarando o belo fruto vermelho, que chegava a ser tão atraente, praticamente pedindo para ser desfrutado. Decidido. Ela pegou o fruto e o examinou em cada detalhe, em outras circunstâncias daria até pena morder uma obra tão bem criada.



A primeira mordida.



E consequentemente, a última.



O fruto mediano começou a enegrecer e diminuir, de forma que sua casca se tornava um roxo quase preto e seu interior antes totalmente pálido, agora se tornava uma cor creme alaranjado e meio transparente.

Junto ao fruto, as folhas da grande árvore começaram a cair e seus galhos se pintavam em negro, logo após uma neblina cinzenta se fez presente na grande floresta. O grande sol foi substituído por nuvens cinzentas e depois de toda essa transformação, (S/N) estava com as mãos no pescoço, com uma enorme falta de ar, sua garganta se fechava a cada vez que ela tentava respirar e ao fundo via alguém correr velozmente em sua direção, porém antes mesmo que ela pudesse identificar a pessoa seu corpo encontrou o chão e a maçã rolou de sua mão.


Flashback off


–Te achei senhora sumida! –Kris pousou suado após um longo vôo do lado de (S/N), que deu um pulo demonstrando seu susto.

–Se você continuar fazendo isso eu vou ter um ataque cardíaco, e não vou poder me formar. –disse a menina que fez Kris dar um breve sorriso.

–Aqueles cobertores e o travesseiro? –Kris apontou o dedo para os objetos ainda na árvore. (S/N) pensou antes de responder, ela havia prometido a si mesma que não iria mentir e nem omitir nada dos amigos.

–Passei a noite aqui. –(S/N) fechou os olhos e suspirou esperando uma bronca de Kris, mas nada ouviu.

–Entendo. O local é realmente confortante. –ela abriu os olhos e viu Kris de braços abertos aproveitando a brisa gélida que passava por ali. Se sentiu melhor por ele não ficar mal.

–Acho que já está na hora de voltar ao meu quarto. –ela foi arrumar suas coisas dentro da mochila enquanto Kris a seguia com o olhar.

–Não vai ajudar nos preparativos da festa do franguinho? –falou e de imediato ela lembrou da festa de Baek Hyun que Rosé havia comentado.

–Você sabe que eu não gosto muito deles. Não sei nem se vou para a festa! –Ela disse terminando de por os lençóis dobrados dentro da mochila.

–Eu entendo o fato de você não querer ajudar. Mas para a festa você vai! E, o que eu vim te dizer é justamente sobre o assunto: Rosé está te esperando com Seul Gi para vocês comprarem o vestido! –ela ia abrir a boca para falar, mas ele interrompeu– Não adianta dizer que não tem dinheiro porque a Rosé disse que vai pagar o seu vestido, e acho bom você ir logo, ela está irredutível! –ele disse e a puxou, colocando ela nas costas e levando-a para Rosé, é claro, voando.


...


Park Rose Anne


–Você acha que esse vai ficar bom? –falei saindo do provador enquanto (S/N) batia palmas e Seul Gi me olhava em um tom reprovador.

–Pra quê ir tão social pra uma festa descolada como a do Baek? –ela disse e lancei um olhar mortal para ela. Logo vi (S/N) chegando com um vestido bem mais despojado sem deixar de chamar atenção. Preto com rendinhas, curtinho, colado, bem o meu estilo. Ela me entregou e fui provar, e por mais incrível que pareça o vestido serviu certinho!

–(S/N), você só pode ser um anjo! –falei saindo do provador enquanto vi ela ficar boquiaberta e Seul Gi com um sorriso no rosto.

–Estilo bad girl! Você vai levar esse!

–Sim, mais acho que pra ficar bad girl tá faltando uma coisa... –meus olhos rolaram a loja toda e vi uma jaqueta preta de couro– Ali! Vou levar! –peguei a jaqueta e coloquei junto ao vestido.

–Acho que vou pegar uma azul dessas pra mim! Vai combinar com o vestido que eu peguei. –Seul Gi colocou um vestido no ar, azul, longo e com fenda nas pernas.

–Agora só falta a (S/N). –olhei para Seul Gi com cara de quem vai aprontar e depois olhamos para a (S/N).

–Eu já disse que não vou! –ela disse mas eu e Seul Gi apenas ignoramos enquanto escolhiamos roupas para ela e jogamos tudo dentro do provador para ela provar.

Depois de muitos elogios e críticas, achamos um conjunto que se encaixou perfeitamente em (S/N): uma saia rodada vermelha, com um um cropped também vermelho de alcinhas. No começo ela se sentiu incomodada, porém se acostumou com a idéia assim que entregamos uma jaqueta vermelha de couro, o mesmo estilo das nossas. De sapatos, eu fiquei com um tênis preto, a Seul Gi com uma sapatilha azul e a (S/N) com uma bota cano curto vermelha de salto médio. Poderia ser até um pouco brega estarmos unicolor, se o estilo não tivesse caido tão bem em nossos corpos, principalmente de (S/N).

Essa noite ela vai se sentir especial!


Byun Baek Hyun


Faltava apenas uma hora para o meu aniversário, e eu estava lá, conferindo os detalhes da minha festa de aniversário. Não perderia a oportunidade de encher a paciência de Junm Yeol, que já se encontrava com os cabelos em pé de tanta reclamação minha. E agora? Agora eu estou aqui, no meio da minha festa lotada com o pessoal da escola, como meu pai é influente eu consegui até a liberação dos alunos dos outros dormitórios para minha festa. Curtindo um bom coquetel com álcool (escondido, é claro), tinha várias cadelas a minha volta. Não que eu tenha desrespeito com as mulheres, mais se elas mesmo não se dão ao respeito, ficam aí se esfregando no primeiro cara bonito ou rico que aparece, eu não vou respeitá-las mesmo! Eu vou é aproveitar, afinal quem fica com fama ruim são elas, isso só aumenta minha fama de pegador. Vi a turminha de Se Hun se aproximar e com eles vinham mais cadelas, eles me entregaram os presentes e as cadelas foram colocar na caixa de presentes, e enquanto a gente conversava sobre qualquer assunto elas estavam sentadas no nosso colo ou a nossa volta.

Mas, no meio da minha festa, vi uma menina toda trabalhada em vermelho que me chamou a atenção. Será que ela sabe que vermelho é minha cor favorita e fez isso pra me provocar? Ela segurava uma caixa de presente vermelha, enquanto passava atraindo os olhares para ela.

Desisto dessas vadias. Eu quero aquela dama de vermelho e nada vai me impedir.



Notas Finais


Bom, hoje eu não tenho explicações, eu só quero me desculpar por não colocar imagens das roupas, mas acho que isso vai depender da criatividade de vcs. Na verdade, eu nem ia colocar o que vcs iriam vestir, eu só coloquei porque vai fazer parte da história.

E outra viu, provocar o filho do marquês Byun (mesmo sem saber) não resulta em coisa boa! Logo o Baek pervertidão!
Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...