1. Spirit Fanfics >
  2. The sarrador >
  3. Ah que saudade dela...

História The sarrador - Capítulo 4



Notas do Autor


Natan: A piada do wayprotain foi modificada pois meu revisor achou que era uma propaganda gratis mesmo o nome do produto sendo wheyprotain não wayprotain, então eu traduzi e ficou caminhoprotein

Capítulo 4 - Ah que saudade dela...


Fanfic / Fanfiction The sarrador - Capítulo 4 - Ah que saudade dela...


Capitulo 4- Ah que saudade dela...
Kyoya e Shange que estavam encurralados por um pequeno grupo de bandidos
sem conseguir fugir Kyoya não sabe oque fazer, não adianta, não importa o quanto ele pense
ele não conseguira mudar nada com sua habilidade, qualquer esforço...é inútil
("oque eu faço?! Eu posso usar minha habilidade para paralisar ele? mas não sei quanto tempo ela dura, mesmo que eu paralise um oque eu farei com o resto?
eu também não posso usar ela na frente da shange...OQUE EU FAÇO?! EU NÃO VOU CONSEGUIR FAZER NADA COMO SEMPRE? VOU FALHAR COM A SHANGE COMO EU FIZ COM A ATSUI?!")
Kyoya sem esperança do que pode fazer se lembra de quando conseguiu alcançar o coração de Atsui...
15 anos atrás
9 meses antes do incidente do mostro
Uma noite fria como as outras a luz da lua iluminando as ruas... o Céu limpo, as estrelas brilhavam tanto quanto o sol, mas havia um entre elas que brilhava mais do que qualquer estrela no céu...seu nome era... Atsui
Kyoya que anda pela rua durante aquela noite clara, pensava em suas ações
("Não importa oque eu faça ou o quanto eu tente... Atsui não me vê como alguém a altura dela...")
Kyoya frustrado por não conseguir fazer atsui perceber chuta uma pedra, a pedra voa em direção a um gato qualquer por sorte a pedra cai ao lado dele
e não o acerta, o gato assustado corre e sobre em uma varanda cheia de vasos de flores
"PAFT"
O gato derrubou vários vasos, Kyoya que estava vendo o gato derrubando os vasos olha preocupado para onde os vasos estavam, pensando no que ele faria.
Kyoya mal teve tempo pra pensar no que faria, pois, logo percebe que os vasos acertaram algumas pessoas.
Ao prestar um pouco mais de atenção ele percebe que entre essas pessoas estavam a atsui, kyoya preocupado que ela tivesse se machucado grita o nome dela.
"ATSUII"
As pessoas em volta, na verdade, eram alguns molestadores que foram atraídos pela Pura beleza de Atsui
Porém, kyoya sem saber disso corre pra ajuda-la
Os molestadores haviam sido derrubados pelos vasos, havia apenas um que estava de pé, ele era grande e tinha uma pequena cicatriz no rosto
ele estava atordoado pelo vaso que havia caído em sua cabeça viu o protagonista, mas por ainda estar atordoado viu apenas um vulto
ele jurava que tinha ouvido um grito a alguns segundos atrás e logo pensa que era um fantasma
ele sai correndo em direção a única saída sem nem ver o protagonista.
O protagonista cego de preocupação que algo tivesse acontecido a atsui não percebe o molestador correndo em sua direção e acaba sendo empurrado no chão
por sua causa e acaba sendo pisoteado e assim desmaiando.
Atsui que havia visto tudo aquilo, sem pensar duas vezes corre para socorrer Kyoya que havia desmaiado.
Atsui que havia colocado Kyoya em suas costas e estava carregando ele para sua casa
começa a refletir sobre o acontecido, ela provavelmente foi a única que entendeu tudo oque aconteceu
e percebeu que Kyoya sem pensar em nada ou ver obstáculos em sua frente, percebe o quanto Kyoya gosta dela, ela percebe que ele gosta tanto dela que sem pensar duas
vezes...daria sua vida por ela
Atsui como amiga de infância de Kyoya, Atsui entra casualmente em sua casa que estava vazia como sempre. Os pais de Kyoya viviam trabalhando ou viajando
e graças a isso Kyoya ficava sozinho o tempo todo, Atsui também não tinha pais muito presentes eles eram multibilionários
e como não queriam que sua filha fosse esnobe agiam como pessoas de classe media, pois, já habiam sido muito pobres.
Atsui que costumava ficar em casa sozinha durante as noites e não tinha muito oque comer, costumava ir para a casa de kyoya que também estava sozinho
Kyoya por mais que fosse inutil fraco e burro, sabia cozinhar bem, Atsui gostava da comida que ele fazia e assim eles costumavam conversar enquanto Kyoya fazia
comida
Kyoya acorda em sua cama, Kyoya coloca sua mão em sua cabeça por sentir uma dor de cabeça, Kyoya começa a pensar no que havia acontecido e como foi parar
em sua cama, enquanto kyoya pensava ele sente um pequeno calor em sua outra mão, ao olhar ele percebe que atsui estava sentada em uma cadeira dormindo
enquanto segurava sua mão
("Atsui? Ela me trouxe até aqui?")
Atsui lentamente abre seus e percebe que kyoya acordou
Atsui que estava muito preocupada pula em seus braços o abraçando
"AINDA BEM EU ESTAVA MUITO PREOCUPADA" diz atsui com uma voz preocupada
"Haha é necessário mais que um caminhão pra me matar... Aquilo era um caminhão...né?" Diz kyoya num tom de confusão
Após kyoya falar isso Atsui da, uma pequena risada e os dois ficam se olhando
atsui que ainda estava um pouco abraçada nele se afasta um pouco e olha fixamente em seus olhos
"Kyoya...eu quero te falar uma coisa... na verdade te perguntar uma coisa" diz Atsui dando uma leve corada com uma voz de vergonha
"F-fale?" Fala kyoya
Kyoya sem entender oque esta acontecendo começa a corar, pois, seu rosto esta muito próximo do rosto de Atsui
"Kyoya você quer..."
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Parte 2 do 4 capitulo
Oque foi isso?
Kyoya volta de seu flashback que ira ser usado mais 10 vezes apenas nesse arco
Cercados por bandidos sem saber oque fazer Kyoya cerra os punhos e pensa.
(" oque fazer? Tem alguma forma de escapar dessa? MAS QUE MERDA EU FAÇO?!") Enquanto Kyoya pensava em tudo que podia fazer para escapar daquela situação
De repente do nada se ouve um pequeno barulho e um forte brisa por um momento parece que tinha ficado difícil de respirar
um momento após isso é possível ouvir o barulho de alguma coisa batendo no chão
após Kyoya olhar com um pouco mais de atenção ele percebe que os ladrões haviam desmaiado
("...") kyoya olha com uma cara de CU
"mas que estranho!... todos cairam?... bom vamos continuar antes que a mãe venha ver porque demoramos tanto" diz Shange dando uma pequena risada
"O-ok" diz kyoya sem entender nada.
(" Nossa, mas que maravilhoso eu sai intacto e ninguém foi violado e abusado fisicamente") pensa kyoya
Kyoya quase quebrando a cabeça pra tentar entender oque havia acontecido a alguns minutos atrás.
("FODA-SE EU NÃO QUERO SABER! QUANTO MAIS SE SABE MENOS SE QUER SABER!") pensa kyoya
Kyoya e shange andando pela cidade procurando pelos CAMINHOPROTEINA para seu pai e os ingredientes para na'wa e wapp que sua mãe pediu
Acabaram encontrando um certa pessoa
Era kuro que estava indo de uma personalidade para a outra enquanto via calças
Kuro estava em dúvida entre a calça rasgada meio queimada e a calça de fibra de aço super resistente a calor.
("EU VOU MATAR ESSE FILHO DA PUTA... Não eu vou fazer pior vou tirar de você oque é mais importante para um homem...") pensa kyoya putasso
Kuro para pra olhar ao seu redor por um momento, pois, estava sentindo uma leve intenção assassina
Kyoya estava olhando fixamente em seus olhos e parecia que em seus olhos estavam escritos "eu vou te esganar"
"K-yoya? Tudo bem? Eu já estava indo te ajudar lá na floresta..., mas parece que você, já deu um jeito...hehe...como você foi pra casa?" diz kuro
"Eu não quero falar sobre isso...NÃO QUERO..eu quero...TE ESGANAR SEU FILHO DA PUTA" diz kyoya com um tom de odio
Após kyoya falar isso e correr full pistola para cima de kuro
Kuro tenta fugir, mas é pezo pela argola da camisa e recebe um grande soco de Kyoya
"JUIIIZO SMASHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH x7"
Após dar 7 smashs na cabeça de kuro que estava com um pouco de sangue saindo de seu nariz e um pouco atordoado
Kuro demora um pouco para recobrar sua consciencia.
"AH me desculpe Kyoya é que quando eu fui pega uma calça eu entrava em um conflito com a minha outra personalidade" diz kuro
"AH!? SERIO?! SE NÃO ME FALASSE NÃO IRIA SABER... Porra" diz kyoya com tom de obvio.
Kyoya se despede de kuro e vão comprar os ingredientes.
Quando Kyoya chega em casa ele entrega as compras para sua mãe.
Kyoya se prender em seu quarto e começa a pensar sobre o acontecido.
("Oque diabos aconteceu? Eu ouvi um pequeno barulho e uma forte brisa passando por mim e por um instante havia ficado difícil de respirar
o vento pode ter sido algo natural? Não o dia estava muito calmo e normalmente não passa uma brisa forte pela nossa cidade
já que ela é cercada por montanhas, o barulho? Talvez alguma coisa tivesse caído junto com os ladrões no chão?
Não eu só ouvi eles caindo alguns instantes depois desse barulho e esse barulho não parecia o barulho de um vaso caindo no chão
ou uma arma metálica, havia ficado difícil de respirar por um instante também
parecia que alguém já havia respirado quase todo o ar que estava lá, a habilidade de alguém?
mas eu não vi ninguém lá além de nôs e eu duvido que um ladrão fosse nos ajudar e fingir ter desmaiado")
[TO BE CONTINUED]


Notas Finais


Natan: nossa parece que tem muitas repetiçoes de palavras e pontos na primeira parte
Henrique: você fez isso de proposito e aquele final da parte 1 tambem ._.
Natan: Calado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...