1. Spirit Fanfics >
  2. The scar i can't reverse >
  3. Capítulo 1.

História The scar i can't reverse - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bem vindos a minha nova fanfic :)
Escrevi ela no wattaped e estou voltando aqui para o spirit, então decidi trazer ela pra cá
Espero que gostem ,boa leitura!
💚

Capítulo 1 - Capítulo 1.


Fanfic / Fanfiction The scar i can't reverse - Capítulo 1 - Capítulo 1.



Kennedy Walsh


- Anda Kennedy, vamos perder o vôo filha! - gritou meu pai pela terceira vez já

Meus olhos vão sair rolando por aí de tanto que eu ja os revirei.

- Ja estou descendo pai! - gritei sem paciência terminando de passar o rimel, agora sim estou pronta, sorri com o resultado da minha maquiagem leve

Meus pais decidiram ir morar em Madri, Espanha - e pra ser sincera eu simplesmente odeio essa ideia - meu avô mora lá e está doente, meu pai quer passar os dias com ele, mas definitivamente desta vez. Sempre viajei muito com meus pais e pra la principalmente, mas nunca imaginei que agora vou ter que morar la. Além de meus pais irem para la para passar mais tempo com meu avô, surgiu uma ótima proposta de emprego para eles, minha mãe é médica e vai trabalhar no melhor hospital da cidade, ja meu pai vai assumir a empresa do meu avô e tem mais, meus pais também querem ir para la porque la tem o melhor colégio do país - mas eu prefiro mil e uma vezes o meu colégio aqui, com meus amigos. É o meu último ano e iria ser minha formatura, com meus amigos, mas é claro que meus pais tinham que estragar o meu ano.

- Ta esperando o que para descer Kennedy!? Nosso vôo é daqui uma hora - entrou meu pai impaciente no meu quarto pegando minhas malas

- Ta desculpa, tava terminando minha maquiagem - falo pegando minha bolsa e colocando no ombro, logo descendo as escadas da minha casa com meus pais, vou sentir saudade daqui.

- Filha não fica com essa cara emburrada, tenho certeza que vai adorar morar la e fazer novos amigos - minha mãe falou sorridente assim que entramos no carro e meu pai deu partida até o aero porto

- Tenho certeza que vou odiar tudo, apenas quero minha casa, meu colégio, meus amigos - falei irritada encostando minha cabeça no vidro do carro

Coloquei meus fones de ouvido para não ouvir meus pais falando sobre o quão bom vai ser estudar nesse colégio - saco cheio de ouvir isso já.

...

- Meu amor, acorda, chegamos - ouvi a voz da minha mãe e abri meus olhos lentamente com uma forte luz nos meus olhos, meu Deus dormi a viagem inteira.

- Mas já? - falei me levantando do acento do avião enquanto bocejava e passava a mão pela minha cara amassada provavelmente.

Saímos do avião e respirei o ar da minha nova cidade - que saco - adoro Madri, mas nunca pensei que iria ter que morar aqui, então agora vou passar a odiar Madri.

Depois de pegar todas as nossas malas fomos até nosso carro e logo meu pai nós levou até nossa nova mansão, que fica bem próximo da casa do meu avô.

- Lar doce lar - disse minha mãe sorrindo assim que meu pai estacionou o carro na garagem e eu apenas revirei os olhos fazendo biquinho

- Eu quero a minha casa - falei com voz de criança chata e mimada e meu pai bufou, vim reclamando o caminho inteiro

- Kennedy iremos morar aqui e pronto, não discute! - meu pai disse sério e eu sai do carro bufando. - a chave querida, pode fazer as honras de abril

- Não faço questão, mas me da aí - falei e meu pai me jogou a chave e abri a porta sem nenhuma vontade.

A mansão é bem bonita, com varios detalhes, não muito diferente da minha em Chicago - que inclusive ja estou com saudade

- Vou ir dormi, não me encham o saco - avisei aos meus pais e entrei na mansão saindo da sala de entrada e subi as escadas procurando o meu quarto. Entrei em um mas não era o meu e sim dos meus pais pela cor, até entrar em um dos quartos de cor rosa claro, acho que é o meu. É bem grande, tem uma cama de casal, um banheiro, algumas coisas nele que pretendo mudar de lugar e por fim um closet, não tão grande de como meu antigo quarto mas enfim.

Como eu estava sem minhas malas no momento, apenas me joguei na cama que estava forrada com um lençol branco e me deitei mas não comsegui dormi nada - senti falta do meu quarto, da minha casa - vai ser difícil me adaptar, nunca me mudei antes. Me levantei da cama logo depois que meu pai trouxe minhas malas, abri a mala de roupas e tirei a primeira peça de roupa que vi nela - uma blusa grande que tampa a minha bunda e um short branco. Logo depois que vesti sai do meu quarto sem nada, sem celular e fui até a garagem aonde tinha visto uma bicicleta amarela - e la estava ela - sorri pegando a bicicleta e sai com ela para a rua dar uma volta e esfriar a cabeça.

Amanhã vai ser um longo dia, pretendo arrumar tudo e arranjar alguma coisa para fazer pois minhas férias de verão acabam semana que vem, e logo vão começar as aulas no meu novo colégio.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...